FilosofiaMatériasSociologia

Conheça as 3 Principais Ideias de Zygmunt Bauman

principais ideias de Zygmunt Baumanprincipais ideias de Zygmunt Bauman

Bauman foi um importante filósofo e sociólogo polonês. Sua obra reflete sobre temas contemporâneos, por isso é presente com muita frequência em vestibulares e no Enem. Com este artigo você fica sabendo tudo sobre Zygmunt Bauman e suas principais ideias.

Neste texto sobre as principais ideias de Zygmunt Bauman, você encontrará os tópicos abaixo. Se quiser, clique em um deles para ir diretamente ao conteúdo:

Quando você terminar a leitura sobre as principais ideias de Zygmunt Bauman, que tal testar seus conhecimentos no Melhor Simulado Enem do Brasil?

Quem foi Zygmunt Bauman? Biografia

Zygmunt Bauman (1925 – 2017) foi um importante sociólogo contemporâneo, de origem judaica polonesa. Ele nasceu em Poznan, mas se refugiou com os pais na União Soviética após a ascensão do Nazismo e a invasão alemã na Polônia, em 1939.

Retornou a seu país de origem quando a guerra terminou. Lá, iniciou sua vida acadêmica e passou a compor os quadros do Partido Comunista local. 

Bauman serviu ao exército polonês durante grande parte de sua vida. Alistou-se no começo da Segunda Guerra Mundial e permaneceu até 1953, quando foi expulso por causa da aproximação de seu pai com a embaixada israelense, a fim de emigrar para Israel.

Seus primeiros serviços foram de instrução política, mas depois passou a compor os quadros do serviço de inteligência. Ao ficar desempregado, dedicou-se aos estudos e à vida acadêmica na Universidade  de Varsóvia, onde cursou o mestrado.

No começo da vida acadêmica, Bauman se identificava com o marxismo ortodoxo, mas reformulou seu pensamento ao ter contato com autores como Georg Simmel (1858 -1918) e Antonio Gramsci (1891 – 1937).

Mesmo permanecendo socialista até o fim da vida, sua mudança de pensamento o levou a criticar o regime comunista ditatorial na Polônia. 

Isto lhe rendeu anos de perseguição política no país, a demissão do cargo de professor na Universidade de Varsóvia, em 1968 e a censura de suas obras.

Neste mesmo ano, emigrou para Israel, onde lecionou na Universidade de Tel Aviv. Em 1971, Bauman se dirigiu para a Inglaterra, onde passaria a ser professor da Universidade de Leeds. 

Foi nesta Universidade que começou a desenvolver seus trabalhos sobre a pós-modernidade e as relações sociais. Neste período, ele as qualificou  como líquidas.

O pensamento de Zygmunt Bauman

O pensamento de Bauman é eclético. O filósofo utilizou-se de diversas áreas do conhecimento para teorizar sobre a vida atual e refletir sobre a sociedade de consumo, relações afetivas e a própria identidade individual. 

Ou seja, se voltou para a condição humana.

Bauman teve como centro de suas ideias a liquidez das relações sociais contemporâneas

Diferente de outros autores, ele não acreditava que a Modernidade havia acabado, mas que tinha entrado numa nova fase. Esta última seria caracterizada pela instabilidade.

Por isso, a liquidez serve como metáfora. Os líquidos não têm forma definida, nem estabilidade, o seu consumo é rápido. 

Assim como eles, a nova fase da modernidade é a fase da mudança constante. A modernidade é líquida.

Esta teoria de Bauman constitui a base das demais, que seguem abaixo.

As principais ideias de Zygmunt Bauman

1- Modernidade Líquida

Bauman contrapõe a Modernidade Líquida à modernidade sólida. A modernidade sólida era pautada na comunidade, com relações sociais mais rígidas, pois se buscava a estabilidade nas várias áreas da vida: a política, a economia, a família, etc. 

Assim, permitia-se, em nome da segurança, certa dose de autoritarismo, que garantisse a ordem e o progresso da sociedade. Em contrapartida, a Modernidade Líquida tem a liberdade individual como marca.

A modernidade líquida se caracteriza pelo individualismo, pela busca de satisfação pessoal acima do coletivo e pela rapidez das mudanças. Com a Modernidade Líquida, a única certeza é a incerteza.

Bauman aponta também que a ideia de sentido da vida, que a filosofia do começo do século XX ditava como obrigação de toda pessoa buscar, perdeu o sentido nos tempos atuais. A vida é vivida em episódios, vazia de sentido.

Na política, a modernidade líquida se manifesta no Estado mínimo, que deixa de garantir o bem-estar social. Já na cultura, surge a experiência do descarte, em que tudo é passageiro, inclusive as relações afetivas.

A raiz dessa experiência é a ascensão da sociedade de consumo, que suplantou a lógica da moral. Desse modo, o consumo é o grande definidor da identidade em lugar dos grandes sistemas, como a ideologia

Trazendo consigo o descarte, o consumo torna a personalidade algo fluido também.

Deste modo, a modernidade líquida se constrói em bases frágeis, que mudam ao sabor da moda e dos gostos pessoais. Nela, as identidades e as relações não são garantidas, mas se esvaem muito facilmente.

2- Relações afetivas

Como dito acima, as relações afetivas não escapam à influência da modernidade líquida. Pelo contrário, os  relacionamentos são vividos nela de modo mais fluido, em que os encontros casuais e os aplicativos de relacionamento são constantes.

Por isso, o amor, segundo Bauman, se tornou líquido. As relações afetivas são procuradas, mas sem a noção de vínculo e compromisso, além de serem artificializadas pela internet. Pela lógica do consumo, assim que satisfazem, são descartadas.

3- Medo

Segundo Bauman, devido à insegurança que constitui a vida na modernidade líquida, o medo é um sentimento constante nos indivíduos. Tem-se medo de perder o emprego, da violência na cidade, da exclusão social.

Assim, a desconfiança se estabelece nas relações sociais. Isso impede que elas sejam duráveis, pois há uma indisposição para estabelecer este tipo de vínculo, em todas as esferas da vida, até nas amorosas.

O medo gera o auto isolamento, comportamento voltado para dentro, a fim de construir um pedaço de mundo em que há segurança. A tecnologia é o meio pelo qual se supre a necessidade de vida social, por contatos em ambientes físicos diferentes.

Frases de Zygmunt Bauman

Abaixo, selecionamos algumas frases de Bauman que ilustram suas principais ideias.

“Esquecemos o amor, a amizade, os sentimentos, o trabalho bem feito. O que se consome, o que se compra, são apenas sedativos morais que tranquilizam seus escrúpulos éticos”.

“Os grupos de amigos ou as comunidades de bairro não te aceitam sem dar razão, mas ser membro de um grupo no Facebook é facílimo. Você pode ter mais de 500 contatos sem sair de casa, você aperta um botão e pronto”.

“Foi uma catástrofe arrastar a classe média à precariedade. O conflito não é mais entre classes, é de cada um com a sociedade”.

“Nós temos dificuldades de adivinhar o que vai acontecer conosco no ano que vem.  O projeto de uma vida, de uma vida inteira é algo difícil de acreditar. A vida é dividida em episódios.”

“Tudo é mais fácil na vida virtual, mas perdemos a arte das relações sociais e da amizade”.

Gostou do nosso artigo sobre as principais ideias de Zygmunt Bauman? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador