X

O que é cultura helenística? Conheça os principais conhecimentos e produções surgidos com ela

O que é cultura helenística?

A cultura helenística surgiu da junção entre elementos gregos e orientais e gerou diversos conhecimentos, entre eles filosofias morais, um dos temas que mais caem no Enem. Leia até o final para saber o que é a cultura helenística e se preparar para o exame e outros vestibulares.

Com este artigo você vai ficar por dentro do que é cultura helenística, se quiser ir para alguma parte dele, é só clicar em um dos tópicos abaixo:

O Enem tem muitas questões que citam a cultura helenística. Prepare-se para respondê-las com as edições antigas do exame no Simulado Beduka! Ele é gratuito e personalizável.

O que é cultura helenística?

A cultura helenística é como chamamos a fusão entre a cultura grega e a cultura oriental, realizada durante a existência do império macedônio.

O termo vem de Hélade, como a região entre o norte e o centro da Grécia era conhecida. Os habitantes dessa região eram conhecidos como helenos e emprestaram o nome para o período e a cultura da época.

Essa cultura foi a base para o surgimento de diversos conhecimentos, escolas filosóficas, modelos artísticos, religiosos etc.

Inclusive, foi graças à expansão do grego como língua franca (como o inglês é hoje), que muitos saberes se difundiram. Entre eles, a fé cristã cujos livros sagrados foram escritos nesse idioma.

Antes de entrarmos neste assunto, vamos ver como ocorreu o processo de conquistas macedônias que geraram a cultura helenística.

Como surgiu o Helenismo?

Para entender melhor o que é cultura helenística é importante saber como o Helenismo surgiu.

O helenismo nasceu da fusão entre a cultura grega e a cultura oriental. Essas duas vertentes se chocaram quando Alexandre, O Grande expandiu o Império Macedônio para Leste, até englobar Grécia, Egito e praticamente toda a Ásia até parte da Índia.

A palavra “helenismo” foi utilizada pela primeira vez pelo historiador alemão Johann Gustav Droysen para se referir ao processo iniciado com a expansão macedônica para o Oriente e suas consequências. Principalmente, a fusão dos elementos culturais gregos e orientais.

Durante os séculos V e IV a.C., os gregos travaram diversos conflitos entre si. Por exemplo, a Guerra do Peloponeso (431-404 a.C.) e a Guerra de Corinto (395-387 a.C.). Divididos internamente e desestabilizados, os gregos se tornaram mais vulneráveis para os inimigos externos.

Foi assim que os macedônios realizaram a conquista de diversas cidades da região sob a liderança de Filipe II. Sob seu comando, exércitos continuaram avançando para o leste e o oriente médio, com o intuito de libertar algumas cidades gregas do domínio persa e integrá-las ao império.

Porém, ele foi morto em 336 a.C., assassinado por um de seus guarda-costas, e seu filho Alexandre assumiu o trono e continuou a expansão do reino. O resto você já sabe. Sigamos então para as principais características dessa nova cultura.

  • Desta forma, percebemos o que é cultura helenística: um grande acontecimento da Idade Antiga, nascido de um grandioso empreendimento militar.

Quais são as características da cultura helenística?

Ficará mais fácil entender o que é cultura helenística se soubermos quais são suas principais características.

Antes de mais nada, é preciso entender que o domínio macedônio sobre o território que falamos não trouxe muita paz de espírito para as pessoas. Segundo Julián Marías, no seu livro História da Filosofia, o helenismo é caracterizado pela turbulência e falta de segurança.

As pessoas não tinham no que se amparar concretamente para orientar suas ações. Foi assim que surgiram as principais escolas filosóficas do período.

Filosofia da cultura helenística

Quando falamos de helenismo, é impossível não pensar na filosofia elaborada nesse período e nas escolas que a produziram.

Elas foram 4: 

  • Estoicismo;
  • Epicurismo;
  • Cinismo
  • Ceticismo.

Você pode complementar seu estudo sobre o que é cultura helenística com nosso texto sobre a Filosofia Helenística.

O Estoicismo, o Epicurismo e o Cinismo são filosofias morais, centradas na ação (o que se deve fazer) e no desapego das coisas passageiras. O Ceticismo é uma postura epistemológica, que se pergunta sobre a possibilidade de conhecer alguma coisa de verdade.

Arte da cultura Helenística

Os artistas do período trabalhavam em função dos mais ricos e tinham bastante influência oriental. Isso se nota pela presença do arco e da abóbada na arquitetura.

Utilizava-se também o capitel coríntio, um tipo de pilastra presente nos templos de Zeus. Porém, a maioria das construções não eram espaços religiosos, mas sim teatros e estádios.

Houve um retorno ao idealismo clássico e um uso constante de alegorias para a representação de virtudes e lugares.

A poesia é marcada pela criação do gênero pastoril, por Teócrito, e pelos epigramas, hinos e poemas épicos de Calímaco. No teatro surgiu a Comédia Nova, que criticava os costumes dos cidadãos comuns. O destaque deste gênero é de Menandro.

Ciência da cultura helenística

Foi durante o helenismo que algumas ciências tiveram um desenvolvimento, como a anatomia, fundada por Herófilo. Ele foi responsável por diversos conhecimentos sobre o cérebro e fez a distinção entre este e o cerebelo.

Na Matemática, Euclides e Arquimedes desenvolveram a Geometria. Arquimedes foi o maior nome do período, sendo responsável pela descoberta da lei de impulsão e da descrição do cálculo integral.

Também foi nesta época que Aristarco de Samos defendeu que a terra girava em torno do sol durante um ano e no próprio eixo durante um dia

Outros conhecimentos astronômicos que datam deste período são a descrição da via láctea por Eratóstenes e a descrição do ano com 365 dias por Hiparco de Nicea.

Como foi o fim da cultura helenística?

O fim do helenismo se dá com a queda do império macedônio, quando os romanos se colocaram como uma potência bélica após a conquista de Cartago, no norte da África. Eles expandiram seu domínio e tomaram parte por parte do território helênico.

Isso foi facilitado pelas divisões que aconteceram do império após a morte de Alexandre, em 323 a.C.

A conquista dos romanos duraria muito tempo, mas foi iniciada em 146 a.C., quando eles tomaram a Grécia. Esse é o marco do fim do Helenismo.

O Beduka te conecta à faculdade!

Você sabia que há uma forma de entrar no curso dos seus sonhos sem precisar ficar meses estudando para o Enem e demais vestibulares?

Sim! Conheça o Beduka Bolsas.

O Beduka Bolsas é a plataforma do Beduka que te conecta a bolsas de estudo em universidades de excelência.

E o melhor: sua matrícula sai gratuita e os descontos podem chegar a até 65% do valor da mensalidade!

São mais de 90 opções de cursos, em todos os tipos de formação: bacharelado, licenciatura e cursos tecnológicos!

Realize agora seu sonho e garanta uma vaga na faculdade. Acesse o Beduka Bolsas!

Siga o Beduka nas redes sociais! No Instagram postamos tudo que pode cair no Enem e no Pinterest você encontra os melhores resumos sobre todas as matérias. Estamos te esperando!

Obrigado por ter lido até aqui nosso resumo sobre o que é cultura helenística.

Categorias: História
Redação Beduka: