ExercíciosPortuguêsUncategorized

As 5 melhores questões do Enem sobre funções da linguagem

As 5 melhores questões do Enem sobre funções da linguagemAs 5 melhores questões do Enem sobre funções da linguagem
Instagram do Beduka

As funções da linguagem são classificações criadas para entender e estudar sobre como uma mensagem é transmitida. Nesse artigo, você vai conhecer os 6 tipos e poder testar seu conhecimento fazendo questões do Enem sobre funções da linguagem. O gabarito está no final.

Quer seguir diretamente para alguma parte? Clique em um dos tópicos abaixo:

Quando você terminar os exercícios sobre questões do Enem sobre funções da linguagem, coloque em prática todo seu conhecimento com O Melhor Simulado Enem do Brasil!

O que são funções da linguagem?

São definições da comunicação que levam em consideração o modo como é emitida a mensagem. É super simples, quando vamos falar algo a alguém, não utilizamos o mesmo jeito, as mesmas expressões ou as mesmas palavras.

Levamos em consideração todos os personagens que participam desse processo comunicativo. O emissor, o receptor, o código, o canal, a mensagem e o contexto.

Temos um artigo exclusivo que explica o que é cada um deles:

Por exemplo, se você pretende fazer faculdade de jornalismo, provavelmente vai acabar estagiando em um jornal. Logo, você vai precisar adequar a sua linguagem ao meio e ao objetivo desse contexto.

Nesse caso, o objetivo é passar informação. Então, deverá ser utilizado um discurso direto e preciso (sem rodeios e levando em consideração os fatos).  

Quando esse é o intuito principal, temos a função referencial. Além desse cenário, há situações nas quais o emissor (aquele que fala) tem outros interesses em relação ao receptor (aquele que recebe a mensagem).

Por isso, foi preciso criar essas subdivisões. Para poder classificar, entender e estudar os diferentes tipos de cenários e objetivos que fazem parte desse processo.

Ao todo temos 6 funções da linguagem, veja quais são no próximo tópico.

Quais os tipos de função da linguagem?

São 6 as funções da linguagem, cada uma utilizada com um objetivo específico de comunicação. São elas:

  • emotiva
  • conativa
  • metalinguística
  • fática
  • poética
  • referencial

Abaixo, veja a definição e exemplo de cada uma delas. Isso vai te ajudar a resolver questões do Enem sobre funções da linguagem. 

Questões do Enem sobre funções da linguagem: função emotiva

A função emotiva é utilizada quando o foco da mensagem é subjetivo, ou seja, leva em consideração as emoções do interlocutor. Uma dica para identificá-la é observar se o texto faz alguma revelação sobre quem escreve.

Essas revelações não são sobre atos, mas sobre sentimentos. Angústia, impotência, amor, medo, etc. Os principais meios de comunicação que utilizam a função emotiva são: cartas, bilhetes, entrevistas e poemas.

A função emotiva geralmente é escrita em primeira pessoa.

Questões do Enem sobre funções da linguagem: função apelativa 

A função apelativa  é aquela que tem o intuito de convencer o leitor. Ela costuma apresentar o verbo no imperativo. Podemos ver como funciona essa conjugação verbal no trecho da música “Admirável Chip Novo”:

“Pense, fale, compre, beba

Leia, vote, não se esqueça

Use, seja, ouça, diga

Tenha, more, gaste, viva…”

A música, de autoria da cantora Pitty, também pode ser considerada uma crítica  à função apelativa muito utilizada em discursos políticos, campanhas publicitárias e sermões religiosos. 

Outra característica dessa função é a utilização dos pronomes “tu” e “você”. Isso acontece porque o emissor precisa do vocativo para conseguir atenção do receptor.

Questões do Enem sobre funções da linguagem: função metalinguística

Provavelmente, você já leu por aí que essa função tem como objetivo explicar o próprio código. É uma definição bem complicada, então vamos simplificar.

Esse código é a própria língua, ou seja, a mensagem explicará um código linguístico. Porém, ela já é um. Logo, é a mensagem sendo produzida para explicar a própria mensagem. 

Além do código linguístico, representado pela oralidade e escrita, temos o extralinguístico. Esse não irá utilizar somente a palavra, mas também a imagem, as cores e o som. São eles: o cinema, a música e a fotografia.

Uma dica para identificar essa função é escrever sobre qual é o meio que a mensagem está sendo transmitida e sobre o que ela fala. Se o assunto for sobre o meio, é porque você está diante de uma metalinguagem.

Exemplos:

Um texto sobre o processo de escrever; 

Uma música sobre como é produzir uma música;

Um filme sobre a produção de um filme. 

Uma pintura de alguém pintando.

Uma fotografia de alguém fotografando.

Questões do enem sobre funções da linguagem: função fática

A função fática é a responsável por manter o diálogo, prolongá-lo. Nessa função, há uma preocupação daquele que transmite a mensagem com aquele que a recebe. 

Logo, o receptor é instigado pelo emissor que deseja um feedback quase que imediato. Ainda que esse seja mental, ou seja, a resposta fique com o próprio ouvinte ou leitor.

Um ótimo exemplo é a música Sinal fechado, de Paulinho da Viola. Ela estabelece um diálogo direto, no qual a resposta do receptor é fundamental para o emissor. Veja o trecho a seguir:

“Olá, como vai ?

Eu vou indo e você, tudo bem ?

Tudo bem eu vou indo correndo

Pegar meu lugar no futuro, e você ?

Tudo bem, eu vou indo em busca

De um sono tranquilo, quem sabe …

Quanto tempo… pois é…

Quanto tempo…

Me perdoe a pressa

É a alma dos nossos negócios

Oh! Não tem de quê…”

Questões do Enem sobre funções da linguagem: função poética

A função poética se preocupa com o modo como as palavras são estruturadas no texto. Nesse caso, não basta o significado literal do vocábulo. Pelo contrário, ele será empregado para levar o leitor ao mundo de quem escreve.

Para isso, utiliza-se uma série de figuras de linguagem: como a metáfora. Por vezes, pode até fugir da norma culta. Tudo isso para alcançar o seu objetivo: fazer a união do imaginário de quem emite a mensagem com o de quem a recebe.

A estética também é muito importante quando se pensa em função poética. Há beleza em um texto literário, porque ele também é feito para ser apreciado.

Questões do Enem sobre funções da linguagem: função referencial

A função referencial é aquela que foca na informação. Ela é direta, precisa e se preocupa com os fatos. 

Não emite opinião, é escrita em terceira pessoa e utiliza o discurso direto. 

Nesse caso, os atos são mais importantes que os sentimentos, os acontecimentos ficam no lugar do convencimento e a fala é objetiva e não poética.

É usada em textos jornalísticos, dissertativos, científicos, técnicos e instrucionais. 

As 5 questões do Enem sobre funções da linguagem!

Esperamos que, com esse resumo, tudo tenha ficado mais claro para você. 

Obrigado por ter lido até aqui! Agora, é hora de responder às questões do Enem sobre funções da linguagem. 

Mas antes, saiba que acabamos de lançar o Plano de Estudos Beduka! Ele vai ajudar muito a organizar os seus estudos! Baixe agora!

Você pode baixar gratuitamente. Ele vai te ajudar a ter uma preparação perfeita para o ENEM.

Questão 1- (ENEM)

Desabafo

Desculpem-me, mas não dá pra fazer uma cronicazinha divertida hoje. Simplesmente não dá. Não tem como disfarçar: esta é uma típica manhã de segunda-feira. A começar pela luz acesa da sala que esqueci ontem à noite. Seis recados para serem respondidos na secretária eletrônica. Recados chatos. Contas para pagar que venceram ontem. Estou nervoso. Estou zangado.

CARNEIRO, J. E. Veja, 11 set. 2002 (fragmento).

Nos textos em geral, é comum a manifestação simultânea de várias funções da linguagem, com o predomínio, entretanto, de uma sobre as outras. No fragmento da crônica Desabafo, a função da linguagem predominante é a emotiva ou expressiva, pois

a) o discurso do enunciador tem como foco o próprio código.

b) a atitude do enunciador se sobrepõe àquilo que está sendo dito.

c) o interlocutor é o foco do enunciador na construção da mensagem.

d) o referente é o elemento que se sobressai em detrimento dos demais.

e) o enunciador tem como objetivo principal a manutenção da comunicação

Questão 2 –  (ENEM

Aula de Português

A linguagem

na ponta da língua

tão fácil de falar

e de entender.

A linguagem

na superfície estrelada de letras,

sabe lá o que quer dizer?

Professor Carlos Góis, ele é quem sabe,

e vai desmatando

o amazonas de minha ignorância.

Figuras de gramática, esquipáticas,

atropelam-me, aturdem-me, sequestram-me.

Já esqueci a língua em que comia,

em que pedia para ir lá fora,

em que levava e dava pontapé,

a língua, breve língua entrecortada

do namoro com a priminha.

O português são dois; o outro, mistério.

Carlos Drummond de Andrade. Esquecer para lembrar. Rio de Janeiro: José Olympio, 1979.

Explorando a função emotiva da linguagem, o poeta expressa o contraste entre marcas de variação de usos da linguagem em

a) situações formais e informais.

b) diferentes regiões dos pais.

Beduka Bolsas Direito

c) escolas literárias distintas.

d) textos técnicos e poéticos.

e) diferentes épocas

Questão 3 –  (ENEM

TEXTO I

Fundamentam-se as regras da Gramática Normativa nas obras dos grandes escritores, em cuja linguagem as classes ilustradas põem o seu ideal de perfeição, porque nela é que se espelha o que o uso idiomático estabilizou e consagrou.

LIMA. C. H. R. Gramática normativa da língua portuguesa. Rio de Janeiro: José Olympio, 1989.

TEXTO II

Gosto de dizer. Direi melhor: gosto de palavrar. As palavras são para mim corpos tocáveis, sereias visíveis, sensualidades incorporadas. Talvez porque a sensualidade real não tem para mim interesse de nenhuma espécie — nem sequer mental ou de sonho —, transmudou-se-me o desejo para aquilo que em mim cria ritmos verbais, ou os escuta de outros. Estremeço se dizem bem. Tal página de Fialho, tal página de Chateaubriand, fazem formigar toda a minha vida em todas as veias, fazem-me raivar tremulamente quieto de um prazer inatingível que estou tendo. Tal página, até, de Vieira, na sua fria perfeição de engenharia sintáctica, me faz tremer como um ramo ao vento, num delírio passivo de coisa movida.

PESSOA, F. O livro do desassossego. São Paulo: Brasiliense, 1986.

A linguagem cumpre diferentes funções no processo de comunicação. A função que predomina nos textos I e II

a) focaliza o “quem” produz a mensagem, mostrando seu posicionamento e suas impressões pessoais.

b) coloca o foco no “com o quê” se constrói a mensagem, sendo o código utilizado o seu próprio objeto.

c) orienta-se no “para quem” se dirige a mensagem, estimulando a mudança de seu comportamento.

d)  enfatiza sobre “o quê” versa a mensagem, apresentada com palavras precisas e objetivas.

e) destaca o “como” se elabora a mensagem, considerando-se a seleção, combinação e sonoridade do texto.

  • Ufa! Agora só faltam  mais duas questões do Enem sobre funções da linguagem!

Questão 4 – (ENEM) No trecho: “…dão um jeito de mudar o mínimo para continuar Vou-me embora p’ra Pasárgada foi o poema de mais longa gestação em toda a minha obra. Vi pela primeira vez esse nome Pasárgada quando tinha os meus dezesseis anos e foi num autor grego. […] Esse nome de Pasárgada, que significa “campo dos persas” ou “tesouro dos persas”, suscitou na minha imaginação uma paisagem fabulosa, um país de delícias, como o de L’invitation au Voyage, de Baudelaire. Mais de vinte anos depois, quando eu morava só na minha casa da Rua do Curvelo, num momento de fundo desânimo, da mais aguda sensação de tudo o que eu não tinha feito em minha vida por motivo da doença, saltou-me de súbito do subconsciente este grito estapafúrdio: “Vou-me embora p’ra Pasárgada!” Senti na redondilha a primeira célula de um poema, e tentei realizá-lo, mas fracassei. Alguns anos depois, em idênticas circunstâncias de desalento e tédio, me ocorreu o mesmo desabafo de evasão da “vida besta”. Desta vez o poema saiu sem esforço como se já estivesse pronto dentro de mim. Gosto desse poema porque vejo nele, em escorço, toda a minha vida; […] Não sou arquiteto, como meu pai desejava, não fiz nenhuma casa, mas reconstruí e “não de uma forma imperfeita neste mundo de aparências”, uma cidade ilustre, que hoje não é mais a Pasárgada de Ciro, e sim a “minha” Pasárgada.

BANDEIRA, M. Itinerário de Pasárgada. Rio de Janeiro: Nova Fronteira; Brasília: INL, 1984.

Os processos de interação comunicativa preveem a presença ativa de múltiplos elementos da comunicação, entre os quais se destacam as funções da linguagem. Nesse fragmento, a função da linguagem predominante é a 

a) emotiva, porque o poeta expõe os sentimentos de angústia que o levaram à criação poética.

b) poética, porque o texto aborda os elementos estéticos de um dos poemas mais conhecidos de Bandeira.

c) metalinguística, porque o poeta tece comentários sobre a gênese e o processo de escrita de um de seus poemas.

d) apelativa, porque o poeta tenta convencer os leitores sobre sua dificuldade de compor um poema.

e) referencial, porque o texto informa sobre a origem do nome empregado em um famoso poema de Bandeira.

Questão 5- (ENEM)

“Meu caro Sherlock Holmes, algo horrível aconteceu às três da manhã no Jardim Lauriston. Nosso homem que estava na vigia viu uma luz às duas da manhã saindo de uma casa vazia. Quando se aproximou, encontrou a porta aberta e, na sala da frente, o corpo de um cavalheiro bem vestido. Os cartões que estavam em seu bolso tinham o nome de Enoch J. Drebber, Cleveland, Ohio, EUA. Não houve assalto e nosso homem não conseguiu encontrar algo que indicasse como ele morreu. Não havia marcas de sangue, nem feridas nele. Não sabemos como ele entrou na casa vazia. Na verdade, todo assunto é um quebra-cabeça sem fim. Se puder vir até a casa seria ótimo, se não, eu lhe conto os detalhes e gostaria muito de saber sua opinião. Atenciosamente, Tobias Gregson.

DOYLE, A. C. Um estudo em vermelho. Cotia: Pé de Letra, 2017.

Considerando o objetivo da carta de Tobias Gregson, a sequência de enunciados negativos presente nesse texto tem a função de

a)  apresentar o vigia, incluindo-o entre os suspeitos do assassinato.

b)  refutar possíveis causas da morte do cavalheiro, auxiliando na investigação.

c)  introduzir o destinatário da carta, caracterizando sua personalidade.

d) restringir a investigação, deixando-a sob a responsabilidade do autor da carta.

e)  identificar o local da cena do crime, localizando-o no Jardim Lauriston

  • Parabéns, você fez todas as questões do enem sobre funções da linguagem. Confira agora o Gabarito:

Gabarito das questões do Enem sobre funções da linguagem

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: b) a atitude do enunciador se sobrepõe àquilo que está sendo dito.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta:  a) situações formais e informais.

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta:  b) coloca o foco no “com o quê” se constrói a mensagem, sendo o código utilizado o seu próprio objeto.

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: c) metalinguística, porque o poeta tece comentários sobre a gênese e o processo de escrita de um de seus poemas.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: b)  refutar possíveis causas da morte do cavalheiro, auxiliando na investigação.

Gostou das nossas questões do Enem sobre funções da linguagem? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador