ExercíciosHistória

Os 29 Melhores Exercícios sobre República das Espadas com Gabarito

Exercícios sobre República das EspadasExercícios sobre Republica das Espadas

A República das Espadas (1889 – 1894) foi o período inicial da Primeira República no Brasil. Ela abrange os governos de Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto, marcados por autoritarismo e revoltas. Nesse texto falaremos um pouco mais sobre esse período e depois selecionamos os melhores exercícios sobre a República das Espadas para você. 

Quer seguir diretamente para alguma parte específica? Clique em algum dos tópicos abaixo:

Quando você terminar os Exercícios sobre República das Espadas, coloque em prática todo seu conhecimento com O Melhor Simulado Enem do Brasil.

Como começou a República da Espada?

Após um golpe liderado por Deodoro da Fonseca contra a monarquia brasileira, foi proclamada a República no Brasil. Marechal Deodoro da Fonseca se encarregou de liderar o país enquanto as instituições se adaptavam às mudanças e tornou-se o primeiro presidente do país. 

Primeiro os militares tomaram algumas medidas em nome de seus benefícios. Dentre essas medidas estavam:

  • Aumento em 50% do salário.
  • Aumento do contingente de 13 mil para 25 mil soldados.
  • Aposentadoria ou promoção imediata de todo alto escalão. 

Tudo isso fora as somas em dinheiro que obtiveram com o golpe. 

O Brasil ainda se aproximou dos Estados Unidos e da Argentina em questões diplomáticas, mas se afastou da Inglaterra. 

Rui Barbosa assumiu como Ministro da Fazenda e devastou a economia brasileira com suas medidas. As ações que ele tomou incluíam:

  • Permissão para existência de sociedades anônimas.
  • Permissão para bancos privados imprimirem dinheiro.

Os resultados foram:

  • Falências exacerbadas.
  • Desvalorização da moeda.
  • Descontrole da inflação.

Essa crise duraria por toda a República da Espada até ser parcialmente solucionada por Prudente de Morais (presidente em 1984 até 1898).

Como foi a República da Espada nas mãos de Deodoro da Fonseca?

As medidas autoritárias de Deodoro motivaram a formação da Assembleia Constituinte para redigir uma nova Constituição para o país em 1891. 

Foram nomeados cinco redatores para escrever o texto do documento. Ela foi revisada por Rui Barbosa e encaminhada de volta à Constituinte para aprovação. 

A nova constituição foi aprovada em 24 de fevereiro de 1891 e tinha como principais pontos:

Constituição da Republica das Espadas
Constituição da Republica das Espadas
  • Republicanismo como regime governamental;
  • Presidencialismo: O presidente, eleito direta e livremente, será o chefe máximo do executivo durante seu mandato de 4 anos;
  • Tripartição de poderes: Foram instituídas instituições que favoreciam a divisão de poderes entre Executivo, Legislativo e Judiciário e abolidas todas as instituições que refletiam a existência de uma monarquia.
  • Sufrágio universal masculino: Os únicos que podiam votar eram os homens maiores de 21 anos alfabetizados;
  • Federalismo: Concedia bastante autonomia para os estados brasileiros. Praticamente eram vários países independentes que formavam o Brasil. 

Depois de aprovada a nova constituição, houve a eleição indireta de de Deodoro da Fonseca como presidente da República e Floriano Peixoto como seu vice. 

A postura autoritária de Deodoro o fez entrar em choque com o Congresso, o que resultou no fechamento da instituição. Após isso, a oposição obrigou Deodoro a renunciar. A derrocada do presidente ocorreu em 23 de novembro de 1891. 

Nesse caso, a constituição previa novas eleições, pois faltavam dois anos de mandato de Deodoro para serem cumpridos. Contudo, quem assumiu foi o vice Floriano Peixoto. 

Como foi a República da Espada nas mãos de Floriano Peixoto?

Floriano só assumiu porque ele tinha o apoio do maior partido político brasileiro da época: o Partido Republicano Paulista. Os paulistas queriam garantir que a República iria continuar, por isso apoiaram o vice-presidente. 

Floriano, assim como Deodoro, acreditava no sucesso de um governo militar, porém era visto como alguém de visão mais moderada que seu antecessor. 

Ainda assim, a forma como ele lidou com as duas grandes revoluções em seu governo renderam-lhe o apelido de Marechal de Ferro.

Esses levantes foram:

Revolução Federalista (1893-1895)

Uma disputa por poder foi travada no Rio Grande do Sul. Um dos grupos que disputava eram os liberais. Eles defendiam a implantação do parlamentarismo no Brasil

Seus oponentes eram os federalistas que receberam apoio de Floriano Peixoto

A Revolução Federalista espalhou-se para Santa Catarina e Paraná e resultou na morte de 10 mil pessoas e na vitória do grupo apoiado pelo governo.

Revolta da Armada (1893-1894)

A Revolta da Armada foi uma rebelião de grupos monarquistas da Marinha. Os rebeldes roubaram navios de guerra e abriram fogo contra o Rio de Janeiro

Posteriormente, se uniram aos liberais da Revolução Federalista. A derrota de ambas as rebeliões enfraqueceu definitivamente o monarquismo no Brasil.

Floriano governou até 1894, quando a transição para os governos civis foi completada. A partir daí, Prudente de Morais assumiu o país, terminando a República da Espada e começando a República Oligárquica.   

Exercícios sobre República das Espadas com Gabarito

Esperamos que, com esse resumo, tudo tenha ficado mais claro para você. 

Obrigado por ter lido até aqui!

Baixe gratuitamente o Plano de Estudos do Beduka e tenha uma preparação perfeita para o ENEM.

Questão 1- (Pucpr) O estudo da Carta Outorgada de 1824, Ato Adicional de 1834 e Constituição Republicana de 1891 mostra, no Brasil, notável evolução política.

Assinale a alternativa correta:

a) O Ato Adicional de 1834 atribui às províncias a mesma autonomia estabelecida pela Constituição de 1891.

b) Enquanto a Carta Outorgada de 1824 inspirou-se nos Estados Unidos, a Constituição de 1891 baseouse em modelo europeu.

c) A Carta Outorgada de 1824 estabelecia quatro poderes, reduzidos a três na Constituição de 1891, com a supressão do Poder Moderador.

d) A Religião Católica Apostólica Romana, oficial no Império, assim continuou na República, com base em artigo específico na Constituição de 1891.

e) O Ato Adicional de 1834 transformou a forma de Estado do Brasil de unitária em federativa.

Questão 2-  (Mackenzie) Sobre o contexto histórico responsável pela proclamação da República NÃO se inclui:

a) a insatisfação dos setores escravocratas com o governo monárquico após a Lei Áurea.

b) a ascensão do exército após a Guerra do Paraguai, passando a exigir um papel na vida política do país.

c) a perda de prestígio do governo imperial junto ao clero, após a questão religiosa.

d) a oposição de grupos médios urbanos e fazendeiros do oeste paulista, defensores de maior autonomia administrativa.

e) o alto grau de consciência e participação das massas urbanas em todo o processo da proclamação da República.

Questão 3- (Fuvest) Com a instalação da República no Brasil, algumas mudanças fundamentais aconteceram. Entre elas, destacam-se:

a) a militarização do poder político e a universalização da cidadania.

b) a descentralização do poder político e um regime presidencialista forte.

c) um poder executivo frágil e a criação de forças públicas estaduais.

d) a aproximação entre o Brasil e os Estados Unidos e a instituição do voto secreto.

e) a fundação do Banco do Brasil e a descentralização do poder político.

Questão 4-  (Unirio) Desde o ano de 1993 vários eventos vêm sendo realizados em rememoração da Revolta da Armada e da Revolução Federativa, as quais podem ser consideradas como:

a) representativas dos movimentos monárquicos restauradores do início da República.

b) projeção das diversas concepções republicanas existentes no país.

c) reações contra o Federalismo republicano, que defendia a eliminação da autonomia dos Estados.

d) reações de segmentos sociais emergentes do domínio oligárquico no Estado Republicano.

e) exemplo do confronto civilismo x militarismo, que caracterizaram o início da República.

Questão 5- (Faap) A política financeira, conhecida como encilhamento, foi proposta pelo Ministro:

a) Campos Sales

b) Quintino Bocaiúva

c) Benjamim Constant

d) Rui Barbosa

e) Aristides Lobo

Questão 6-  (Fgv) Apesar da profunda rivalidade existente entre os grupos no interior do Exército no início da República, eles se aproximavam em um ponto fundamental:

a) Expressavam os interesses de uma classe social, defendendo uma República liberal com o Poder Executivo descentralizado.

b) Expressavam a opinião segundo a qual o Império deveria ser preservado, devendo entretanto sofrer algumas reformas levemente descentralizadoras.

c) Não expressavam os interesses de todo um segmento social, pregando o estabelecimento de uma forma de Poder Executivo descentralizado e adaptado às peculiaridades regionais.

d) Expressavam os interesses de algumas oligarquias do Império, defensoras da autonomia das províncias.

e) Não expressavam os interesses de uma classe social, posicionando-se como adversários do liberalismo e defendendo a República, dotada de um Poder Executivo forte.

Questão 7- (Unesp) A República brasileira emergiu no auge de um processo cujas raízes se encontravam no II Reinado. Assinale a alternativa INCORRETA:

a) A campanha abolicionista acabou por se confundir com a campanha republicana.

b) Nos termos da primeira Constituição Republicana o Brasil era uma República Federativa Presidencialista e o Estado permaneceu atrelado à Igreja.

c) Para certos segmentos da sociedade, entre eles os cafeicultores, a forma republicana de governo era concebida como moderna, avançada e mais eficiente.

d) No primeiro aniversário da implantação do regime republicano foi instalado o Congresso Constituinte e em 24/02/1891 foi promulgada a Constituição.

e) Os militares, influenciados pelas idéias do positivismo, uniram-se à camada média da sociedade contra os monarquistas.

Questão 8-  (Ufv) A ideologia republicana ganhou força a partir de 1870, porque o desenvolvimento das relações de produção capitalista em andamento no Brasil exigia mudanças que o Império não podia realizar. Todavia, o Movimento Republicano não foi homogêneo; ele congregou diferentes segmentos sociais que, defendendo interesses específicos, opunham-se à continuidade do Império e ao atraso por ele representado.

Dentre estes segmentos sociais NÃO se encontrava:

a) o operariado, representado por líderes sindicais e políticos, que viam na consolidação da República a possibilidade de fortalecimento da sua organização.

b) parte da oficialidade do Exército, ligada à ideologia positivista e que propunha a consolidação de uma república autoritária.

c) a burguesia industrial, ligada à produção ainda incipiente de bens de consumo e interessada em garantir mais industrialização.

d) a burguesia cafeeira do oeste paulista, interessada em promover a descentralização política como forma de garantir a ampliação do seu poder.

e) a classe média dos centros urbanos, representada por ideólogos liberais, defensores de um sistema federativo nos moldes da Constituição Norte-Americana.

Questão 9-  (Mackenzie) Sobre a participação dos militares na Proclamação da República é correto a que:

a) o Partido Republicano foi influenciado pelos imigrantes anarquistas a desenvolver a consciência política no seio do exército.

b) a proibição de debates políticos e militares pela imprensa, a influência das idéias de Augusto Comte e o descaso do Imperador para com o exército favoreceram a derrubada do Império.

c) o descaso de membros do Partido Republicano, como Sena Madureira e Cunha Matos, em relação ao exército, expresso através da imprensa, levou os “casacas” a proclamar a República.

d) o Gabinete do Visconde de Ouro Preto formalizou uma aliança pró-republicana com os militares positivistas no Baile da Ilha Fiscal.

e) a aliança dos militares com a lgreja acirrou as divergências entre militares e republicanos, culminando na Questão Militar.

Questão 10- (Mackenzie) “Policarpo era um patriota; monarquista conservador, foi ardoroso defensor do governo (forte) de Floriano a favor do qual engajou-se na luta contra a Armada rebelada. Acabou preso, condenado e executado. Teve um triste fim.”

(Afonso H. Lima Barreto, TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA).

O período da República referido no texto é:

a) a República da Espada.

b) o Estado Novo.

c) a República dos Coronéis.

d) a República Nova.

e) a Fase Populista.

Vamos lá! Você já fez um terço dos exercícios sobre República das Espadas! Continue!

Questão 11-  (Faap) Nome que se dá aos resultados da política financeira do ministro da Fazenda, Rui Barbosa, caracterizada pela facilitação do crédito, que levou a um crescimento da atividade econômica seguida de inflação, especulação na bolsa de valores, falências e desemprego.

a) Capitalização

b) Abolição

c) Encilhamento

d) Lei de Responsabilidades

e) Revolução Federalista do Rio Grande do Sul

Questão 12- (Mackenzie) “Não posso mais suportar este Congresso; é mister que ele desapareça para a felicidade do Brasil.”

(Deodoro da Fonseca)

A afirmação anterior, que antecedeu o golpe do Marechal Deodoro, ocorreu porque:

a) tanto quanto Fernando Henrique Cardoso, Deodoro não conseguia aprovar as reformas administrativa e da previdência.

b) o Congresso aprovara a Lei de Responsabilidade, que reduzia as atribuições do presidente, criticado pelo autoritarismo.

c) o governo de Deodoro, marcado por atitudes democráticas e lisura administrativa, gerava a oposição de grupos oligárquicos.

d) eleito pelo povo em pleito direto, Deodoro da Fonseca sofria forte oposição do Legislativo.

e) as bem-sucedidas reformas econômicas de seu governo provocaram a insatisfação de grupos atingidos em seus privilégios.

Questão 13-  (Puccamp) Pode-se considerar o Exército como força política influente no movimento Republicano porque

a) seus integrantes, tendo origens, predominantemente na classe média, o indispunham à vigência de um Estado monárquico identificado com as camadas populares da sociedade.

b) seus oficiais, quase todos pertencentes à Maçonaria, solidarizaram-se com os bispos envolvidos na chamada Questão Religiosa, agudizando a crise política deflagrada contra o Imperador.

c) o declínio do prestígio dos militares após a Guerra do Paraguai, tornava seus oficiais críticos inexpressivos dos privilégios concedidos à Guarda Nacional.

d) seus oficiais mostraram-se descontentes com a recusa do Imperador em incorporá-los ao processo de repressão organizada contra a rebeldia negra.

e) a influência do Positivismo entre os jovens oficiais imprimiu o ideal de uma República militar como base do progresso nacional, em oposição ao governo corrupto dos “casacas”.

Questão 14- (Fatec) O marechal Floriano Peixoto, em sua política econômico financeira,

a) orientou-se no sentido de apoiar a lavoura, principalmente a cafeeira, cuja situação era precária devido à diminuição da demanda nos mercados internacionais.

b) procurou combater a inflação, contando para isso com a colaboração de seu Ministro da Fazenda, Joaquim Murtinho.

c) buscou particularmente a diversificação de produtos agrícolas, buscando substituir o café pelo algodão, cacau e açúcar, como produtos básicos de nossa economia exportadora; como conseqüência ocorreram rebeliões contra o governo central, promovidas pela oligarquia cafeicultora paulista.

d) orientou-se no sentido de promover a industrialização do país através de uma política de empréstimos e financiamentos.

e) visando a diminuir a dívida externa do Brasil, pagou a maior parte de nossos débitos no exterior, principalmente junto aos Estados Unidos.

Questão 15-  (Unesp) “Restauração e Antônio Conselheiro tornam-se sinônimos, pois ambos surgem como antípodas de republicanismo e jacobinismo. Os jornais são os maiores veículos desta propaganda imaginativa, de conseqüências trágicas”

(Edgar Carone. “A República Velha”.)

A citação relaciona-se a:

a) Monarquismo e Guerra de Canudos.

b) Federalismo e Revolução Farroupilha.

c) Revolução Federalista e Proclamação da República.

d) Deposição de D. Pedro II e Abolição.

e) Guerra do Paraguai e Questão Militar.

  • Muito bem! Você chegou à metade dos Exercícios de República das Espadas. Continue fazendo o restante.

Questão 16- (Fgv) A cidade do Rio de Janeiro foi bombardeada em setembro de 1893. O acontecimento refere-se à:

a) Revolta da Vacina

b) Reação Republicana

c) Revolta da Armada

d) Derrubada de Floriano Peixoto

e) Revolta da Chibata

Questão 17-  (Pucpr) A República foi proclamada em 15 de novembro de 1889. Contudo, sua consolidação se fez pela violência de duas revoluções.

Sobre o tema, assinale a alternativa correta:

a) No plano ideológico, defendiam os federalistas a necessidade de um poder central forte e limitada autonomia aos Estados.

b) Floriano Peixoto assumira o cargo de Presidente da República, na condição de vice-presidente eleito indiretamente pelo Congresso Nacional e se posicionou favoravelmente aos federalistas.

c) Desde o início, os rebeldes federalistas lutaram ao lado da Revolta da Armada, que se desenvolvia na Baía da Guanabara.

d) Esquadras estrangeiras penetraram na Baía da Guanabara, buscando tardiamente apoiar a marinha de guerra do Brasil.

e) Embora Floriano Peixoto tenha sido alcunhado de “Consolidador da República”, os choques armados continuaram na Presidência de Prudente de Morais e somente terminaram no Governo de Campos Sales.

Questão 18- (Ufes) A crise do Encilhamento, ocorrida durante o primeiro governo republicano, provocou um grande descontrole na economia nacional. Essa crise 

a) culminou com o desenvolvimento da forte política de industrialização no Brasil.

b) foi conseqüência da política econômico-financeira de emissão de papel-moeda e do crédito aberto, adotada por Rui Barbosa, então Ministro da Fazenda.

c) conteve a especulação, evitando a falência de banqueiros e industriais.

d) foi conseqüência da desvalorização dos preços do café no mercado internacional.

e) levou o Ministro Rui Barbosa e a elite agroexportadora a elaborarem o primeiro programa de valorização do café.

Questão 19-  (Fgv) Caracterizou-se por “encilhamento” a política econômica que:

a) levou o país a uma crise inflacionária pela emissão de moeda, sem lastro-ouro e com escassos empréstimos estrangeiros, gerando inúmeras falências;

b) pôde acomodar os primeiros anos da República à estabilização e ao investimento em políticas públicas, principalmente educacionais;

c) levou o país a pedir empréstimos para a reorganização do parque industrial e para a exploração da borracha na região amazônica;

d) pôde acomodar, por aproximadamente 50 anos, uma economia ainda dependente, permitindo a aplicação de recursos em serviços públicos;

e) levou o país a receber apoio de todas as nações industrializadas para desenvolvimento de parcerias, apesar da crescente inflação decorrente dos inúmeros empréstimos pedidos.

Questão 20- (Mackenzie) O movimento resultou da conjugação de três forças: uma parcela do exército, fazendeiros do oeste paulista e representantes das classes médias urbanas.

(Emilia Viotti)

Momentaneamente unidas, segundo a autora, conservaram profundas divergências na organização do novo regime. Identifique o fato histórico mencionado pelo texto.

a) Abdicação do imperador Pedro I.

b) Proclamação da República.

c) Ato Adicional de 1834.

d) Organização do Gabinete de Conciliação.

e) Introdução do Parlamentarismo como sistema político.

Ufa. Já se foram dois terços dos exercícios sobre República das Espadas. Pode fazer uma pausa e volte daqui uns 5 minutos. 

Questão 21-  (Pucpr) “(…) Concidadãos – o Governo Provisório, simples agente temporário da Soberania Nacional, é o governo da paz, da liberdade, da fraternidade e da ordem. No uso das atribuições e faculdades extraordinárias de que se acha investido (…) promete e garante a todos os habitantes do Brasil, nacionais e estrangeiros, a segurança da vida e da propriedade, o respeito aos interesses individuais e políticos, salvas as limitações exigidas pelo bem da prática e legítima defesa do governo proclamado pelo Povo, pelo Exército e pela Armada Nacional”.

O texto acima inaugurou no Brasil:

a) a República – 1889

b) o Governo Militar – 1964

c) a Independência – 1822

d) o Segundo Reinado – 1831

e) o Reino do Brasil – 1815

Questão 22- (Ufrs) Leia o texto a seguir.z “Os soldados já estavam nas trincheiras, armas à

mão; o canhão tinha ao lado a munição necessária.

Uma lancha avançava lentamente, com a proa alta assestada para o posto. De repente, saiu de sua borda um golfão de fumaça espessa: Queimou! – gritou uma voz. Todos se abaixaram, a bala passou alto, zunindo, cantando, inofensiva (…). Alugavam-se  binóculos e tanto os velhos como as moças, os rapazes como as velhas, seguiam o bombardeio como uma representação de teatro: ‘Queimou Santa Cruz! Agora é o Aquidabã! Lá vai’. E dessa maneira a revolta ia correndo familiarmente, entrando nos hábitos e costumes da cidade.”

(Lima Barreto. “Triste fim de Policarpo Quaresma.”

São Paulo: Scipione, 1994, p. 123.)

A partir das informações apresentadas no texto acima, é possível inferir que o autor se refere à Revolta

a) da Vacina.

b) de Canudos.

c) Federalista.

d) do Contestado.

e) da Armada.

Questão 23-  (Pucrs) Durante o Governo Republicano Provisório (1889- 1891), o Ministro da Fazenda, Rui Barbosa, põe em prática uma política econômica caracterizada pela emissão de papel-moeda e pelo aumento das tarifas alfandegárias para os produtos estrangeiros, visando promover o crescimento industrial.

Essa política ficou conhecida como

a) Plano de Metas.

b) Convênio de Taubaté.

c) Funding-loan.

d) Salvacionismo.

e) Encilhamento.

Questão 24- (Mackenzie) O povo assistiu aquilo bestializado, atônito, surpreso, sem conhecer o que significava. Muitos acreditavam sinceramente estar vendo uma parada.

Aristides Lobo

O texto refere-se à Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889. Podemos, então, concluir que:

a) o movimento contou com sólido apoio popular, luta armada e resistência violenta dos monarquistas.

b) a proclamação vitoriosa resultou da conjugação de parte do exército, fazendeiros do oeste paulista e classes médias urbanas.

c) a Guerra do Paraguai não teve relação com o crescimento das idéias republicanas e positivistas, fundamentais para o advento da república.

d) o Terceiro Reinado era visto de forma positiva e otimista pela população, já que a Princesa Isabel tinha uma liderança expressiva, apesar dos valores patriarcais da época.

e) as críticas à centralização monárquica e o surgimento de novos segmentos sociais não tiveram influência no sucesso do movimento republicano.

Questão 25-  (Ufsm) A Constituição Brasileira de 1891 estabeleceu a organização de um Estado Federal.

Sobre o período histórico e essa constituição, podese afirmar que

a) efetivou a República federal presidencialista, através da divisão dos três poderes e da transformação das províncias em estados-membros com autonomia relativa.

b) consolidou a República no Brasil, através de um overno parlamentar fundamentado na doutrina positivista.

c) seguiu o modelo federal dos EUA, no qual os estados-membros teriam total independência e só permaneceriam unidos em questões relativas ao comércio internacional e em casos de guerra.

d) criou a República e, pela primeira vez, garantiu o voto ao analfabeto, tendo como característica inovadora a concentração do poder no Legislativo.

e) fortaleceu o sistema presidencialista e o pluripartidarismo e restringiu os poderes do Legislativo, enfraquecendo os poderes dos coronéis regionais.

Questão 26- (Fgv) “Vai-se o marechal ingente, / vai-se o grande alagoano. / E eu leitor, digo somente: Floriano foi um prudente; / seja o Prudente um Floriano.”

Essa é uma quadrinha do escritor Artur de Azevedo.

A respeito dos personagens e do período aos quais se refere podemos dizer que:

a) O escritor, como um crítico dos governos militares, posicionara-se contra a decretação do estado de sítio e o fechamento do Congresso por parte de Floriano Peixoto.

b) O escritor, como um defensor dos ideais socialistas no Brasil, fora contrário ao estado de sítio decretado por Deodoro da Fonseca e prorrogado por Floriano Peixoto.

c) O escritor, como um defensor do “marechal de ferro”, mostrava-se satisfeito com a prudência do presidente que, com pulso firme, havia debelado a Revolta de Canudos.

d) O escritor, como um admirador de Floriano Peixoto, saudava a prudência do ex-presidente, que teve de lidar com a Revolução Federalista e com a Revolta da Armada.

e) O escritor, como um democrata, reconhecia o despojamento de Floriano, que aceitou a realização imediata de eleições log

Questão 27-  (Ufc) A proclamação da República no Brasil está longe de ser considerada um momento de transformação revolucionária, embora ela tenha trazido algumas mudanças significativas. Uma característica inovadora dos primeiros anos da nova forma de governo foi:

a) a valorização de um novo produto de exportação.

b) a adoção do sistema parlamentarista.

c) a política de investimentos nas sociedades anônimas.

d) a popularidade do novo regime.

e) o direito de toda a população ao voto.

Questão 28- (Fgv) “Heróis são símbolos poderosos, encarnações de idéias e aspirações… São, por isso, instrumentos eficazes para atingir a cabeça e o coração dos cidadãos a serviço da legitimação de regimes políticos… Os candidatos a herói não tinham, eles também, profundidade histórica, não tinham a estatura exigida para o papel. Não pertenciam ao movimento da propaganda republicana, ativa desde 1870… A busca de um herói para a República acabou tendo êxito onde não o imaginavam muitos dos participantes da proclamação”.

CARVALHO, J. M. de, “A formação das almas.” O imaginário da República no Brasil, São Paulo: Cia das Letras, p.55-57.

A escolha e a construção do principal herói da República recaíram sobre:

a) Deodoro da Fonseca, devido à sua imensa popularidade, por ser um republicano histórico e um ferrenho adversário dos poderes monárquicos.

b) Benjamin Constant, líder popular identificado com a causa operária, defensor do positivismo e um representante civil com amplo trânsito entre os militares.

c) Duque de Caxias, grande comandante da Guerra do Paraguai, identificado com uma política centralizadora e patrono do Exército brasileiro.

d) Bento Gonçalves, presidente da república riograndense e principal líder da revolta farroupilha do século XIX, considerado o patrono militar do republicanismo no Brasil.

e) Tiradentes, militar e republicano transformado em mártir, cuja morte passou a ser associada ao sacrificio de Jesus cristo.

Questão 29-  (Pucpr) O estudo comparativo das Constituições Brasileiras de 1824 (Carta Outorgada, Imperial) e de 1891 (Carta promulgada, Republicana) NÃO permite afirmar:

a) A Carta Imperial criou 4 (quatro) poderes, mas o documento republicano estabeleceu somente 3 (três).

b) Enquanto o estatuto Imperial recebeu uma emenda, o Ato Adicional, um progresso rumo à federação, a Carta republicana foi emendada em 1926, com fortalecimento do Poder Central.

c) A Carta de 1891 estabeleceu a Federação como forma de Estado.

d) A Carta Republicana teve inspiração européia, ao passo que a lei maior imperial buscou seguir o modelo norte-americano.

e) A Carta de 1824 criou o Unitarismo como forma de Estado, mesmo porque as Províncias eram destituídas de preparo político.

  • Parabéns, você fez todos os exercícios sobre República das Espadas. Confira agora o Gabarito:

Gabarito dos Exercícios sobre República das Espadas

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: c) A Carta Outorgada de 1824 estabelecia quatro poderes, reduzidos a três na Constituição de 1891, com a supressão do Poder Moderador.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: e) o alto grau de consciência e participação das massas urbanas em todo o processo da proclamação da República.

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: b) a descentralização do poder político e um regime presidencialista forte.

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: d) reações de segmentos sociais emergentes do domínio oligárquico no Estado Republicano.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: d) Rui Barbosa

Exercício resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: e) Não expressavam os interesses de uma classe social, posicionando-se como adversários do liberalismo e defendendo a República, dotada de um Poder Executivo forte.

Exercício resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: b) Nos termos da primeira Constituição Republicana o Brasil era uma República Federativa Presidencialista e o Estado permaneceu atrelado à Igreja.

Exercício resolvido da questão 8 –

Alternativa correta: a) o operariado, representado por líderes sindicais e políticos, que viam na consolidação da República a possibilidade de fortalecimento da sua organização.

Exercício resolvido da questão 9 –

Alternativa correta: b) a proibição de debates políticos e militares pela imprensa, a influência das idéias de Augusto Comte e o descaso do Imperador para com o exército favoreceram a derrubada do Império.

Exercício resolvido da questão 10 –

Alternativa correta: a) a República da Espada.

Exercício resolvido da questão 11 –

Alternativa correta: c) Encilhamento

Exercício resolvido da questão 12 –

Alternativa correta: b) o Congresso aprovara a Lei de Responsabilidade, que reduzia as atribuições do presidente, criticado pelo autoritarismo.

Exercício resolvido da questão 13 –

Alternativa correta: e) a influência do Positivismo entre os jovens oficiais imprimiu o ideal de uma República militar como base do progresso nacional, em oposição ao governo corrupto dos “casacas”.

Exercício resolvido da questão 14 –

Alternativa correta: d) orientou-se no sentido de promover a industrialização do país através de uma política de empréstimos e financiamentos.

Exercício resolvido da questão 15 –

Alternativa correta: a) Monarquismo e Guerra de Canudos.

Exercício resolvido da questão 16 –

Alternativa correta: c) Revolta da Armada

Exercício resolvido da questão 17 –

Alternativa correta: a) No plano ideológico, defendiam os federalistas a necessidade de um poder central forte e limitada autonomia aos Estados.

Exercício resolvido da questão 18 –

Alternativa correta: b) foi conseqüência da política econômico-financeira de emissão de papel-moeda e do crédito aberto, adotada por Rui Barbosa, então Ministro da Fazenda.

Exercício resolvido da questão 19 –

Alternativa correta: a) levou o país a uma crise inflacionária pela emissão de moeda, sem lastro-ouro e com escassos empréstimos estrangeiros, gerando inúmeras falências;

Exercício resolvido da questão 20 –

Alternativa correta: b) Proclamação da República.

Exercício resolvido da questão 21 –

Alternativa correta: a) a República – 1889

Exercício resolvido da questão 22 –

Alternativa correta: e) da Armada.

Exercício resolvido da questão 23 –

Alternativa correta: e) Encilhamento.

Exercício resolvido da questão 24 –

Alternativa correta: b) a proclamação vitoriosa resultou da conjugação de parte do exército, fazendeiros do oeste paulista e classes médias urbanas.

Exercício resolvido da questão 25 –

Alternativa correta: a) efetivou a República federal presidencialista, através da divisão dos três poderes e da transformação das províncias em estados-membros com autonomia relativa.

Exercício resolvido da questão 26 –

Alternativa correta: d) O escritor, como um admirador de Floriano Peixoto, saudava a prudência do ex-presidente, que teve de lidar com a Revolução Federalista e com a Revolta da Armada.

Exercício resolvido da questão 27 –

Alternativa correta: c) a política de investimentos nas sociedades anônimas.

Exercício resolvido da questão 28 –

Alternativa correta: e) Tiradentes, militar e republicano transformado em mártir, cuja morte passou a ser associada ao sacrificio de Jesus cristo.

Exercício resolvido da questão 29 –

Alternativa correta: d) A Carta Republicana teve inspiração européia, ao passo que a lei maior imperial buscou seguir o modelo norte-americano.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou das nossas exercícios sobre República das Espadas? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador