DicasFaculdades

Quero fazer faculdade, mas não tenho dinheiro! O que fazer?

QUERO FAZER FACULDADE MAS NÃO TENHO DINHEIRO, E AGORAQUERO FAZER FACULDADE MAS NÃO TENHO DINHEIRO, E AGORA

Muitos brasileiros têm o sonho de ingressar no ensino superior, mas infelizmente não tem condições de pagar pelo curso ou arcar com os demais custos na universidade particular. Se esse é o seu caso, você não precisa se preocupar! Existem alternativas para fazer faculdade e não pagar caro. Vem ver!

Neste resumo, você encontrará os tópicos abaixo. Se quiser, clique em um deles para ir diretamente ao conteúdo:

1. Estrutura do Ensino Superior no Brasil 

2. Universidade Pública

3. Universidade Privada

4. Como fazer uma faculdade sem ter dinheiro?

5. SISU

6. FIES

7. PROUNI

8. Bolsas na Universidade

  • O Enem é uma das formas mais conhecidas de entrar no ensino superior gratuito. Treine para o Enem com nosso Simulado Beduka: questões personalizadas com as matérias que você deseja. 

A faculdade abre portas e proporciona oportunidades incríveis, além de contribuir para a qualidade de vida. Isso porque é comprovado que quem tem nível superior ganha mais. 

De acordo com o IBGE, para cada ano de estudo, o brasileiro ganha um aumento de 15% no seu salário. 

Muitas pessoas sonham em ter um diploma no ensino superior, mas acabam desistindo pois acreditam que um curso demanda altos investimentos. 

Esse texto é justamente para você que pensa: “quero fazer faculdade mas não tenho dinheiro”. 

Não se preocupe! Existem muitas alternativas e você vai entender todas elas e estará apto a escolher por qual caminho você gostaria de chegar à faculdade. 

Como é a estrutura do Ensino Superior no Brasil?

No Brasil, existem faculdades públicas e privadas. Isso significa que você tem mais opções do que em muitos países em que só existem faculdades privadas pagas. 

Universidades Públicas

Para ingressar em uma Universidade Pública Federal ou Estadual, você precisa fazer o processo seletivo da mesma. 

Atualmente, muitas universidades utilizam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e dessa forma, não realizam vestibular próprio, sendo o Enem a única maneira de ingresso. 

Outras universidades públicas ainda fazem seus vestibulares próprios, tais como: USP, UFMS, FUVEST, entre outras. Nessas, não é necessário realizar o Enem. 

Nessas faculdades, você deverá ficar atento ao site da instituição para acompanhar o edital, datas das provas e resultados. 

As vantagens da Universidade Pública são inúmeras, principalmente financeiras. O curso é totalmente gratuito do início ao fim e na própria universidade existem muitos programas de auxílio a estudantes que precisam de ajuda financeira.  

Mas e se você não tiver acesso a uma universidade pública? E se você não tem tempo para estudar para o Enem ou para o vestibular da faculdade? E se não tiver nenhuma universidade pública perto da sua casa ou na sua cidade? 

Não se preocupe! Você pode também considerar ingressar numa universidade privada.

Universidades Privadas

“Quero fazer faculdade, mas não tenho dinheiro. Como posso fazer uma faculdade privada?”

Ainda que as universidades privadas exijam pagamento mensal, é possível conseguir descontos ou bolsas. Continue lendo para saber mais sobre essas formas mais baratas de ingressar na faculdade particular.

É importante salientar que ser pública ou privada não garante a qualidade da faculdade. O que definirá isso são as classificações pelo Ministério da Educação-MEC. 

Essa classificação vai de 1 a 5 e quanto maior a classificação segundo o MEC, melhor serão os cursos da instituição. 

Sem mais delongas, veja agora como fazer faculdade sem ter dinheiro!

Quero fazer faculdade, mas não tenho dinheiro. O que eu faço?

1- Faça um planejamento financeiro

Cursar uma faculdade sempre terá um determinado custo. Mesmo que seja uma universidade pública e você não tenha que pagar mensalidades, ainda assim, você terá que arcar com transporte, material e outras despesas. 

É por isso que você precisa se planejar financeiramente. Manter todos os compromissos financeiros em dia é fundamental. Veja algumas dicas para organizar suas finanças:

  • Anote todas as suas despesas 
  • Saiba com precisão quanto você ganha
  • Saiba exatamente quanto você gasta em cada coisa
  • Sempre que possível, busque economizar
  • Planeje as parcelas do curso (se a universidade for particular)
  • Considere os gastos com transporte e alimentação 
  • Considere os gastos com materiais 
  • Sempre tenha uma reserva de emergência 

2- Busque ter uma renda extra 

Considere de onde vem o seu dinheiro disponível para todas as suas despesas. Seus pais te ajudam? Eles gostariam de pagar sua faculdade mas não tem condições? 

Ou você trabalha mas não ganha tanto e não consegue pagar uma faculdade? Muitas vezes, empregos fixos têm um salário limitado e sem grandes alterações. 

Por isso, não dependa de uma única fonte de renda, seja seus pais ou um emprego. Busque outras formas de conseguir mais dinheiro

As formas de conseguir uma renda extra são várias. Você pode vender algum produto que você mesmo produz, seja fazendo bolo, pão, brigadeiro, qualquer coisa. Você pode vender coisas que você gosta de fazer, como miçangas, pinturas, desenhos, etc. 

Você também pode vender serviços que você tem habilidade. Se você sabe usar redes sociais, você pode ajudar alguém que precise. 

Dar aulas em algum assunto que você domina é uma ótima opção. Você pode também oferecer serviços simples, como lavar um carro, passear com pets, limpar uma casa, enfim, acho que já deu para entender. 

Use suas habilidades e tempo para conseguir uma renda extra que com certeza te ajudará a pagar por sua faculdade. 

3- Saiba quanto você pode (ou não) pagar

Depois de fazer o levantamento para saber sua fonte de renda e valor disponível considerando a geração de renda extra, você saberá exatamente quanto você terá disponível para pagar em um curso superior. 

Após essa análise, você vai saber qual valor mensal você terá disponível para pagar as despesas da faculdade e poderá buscar formas de ingressar no seu curso dos sonhos pagando aquilo que está dentro do seu orçamento. 

Lembre-se! O seu orçamento deve incluir custos da mensalidade (se for particular), mas também em despesas gerais como transporte, alimentação e materiais. 

Digamos que você tem um valor disponível de R$500 mensal para curso superior. Veja uma possível distribuição: 

R$200 no curso dos sonhos (com 60% de desconto- faculdade particular) 

R$100 transporte de ônibus (usando meia-entrada)

R$150 alimentação 

R$50 em xerox no quiosque da faculdade

Dividindo dessa forma, você não ultrapassará o seu valor limite e conseguirá se sustentar durante os anos da graduação.

4- Mantenha a mente aberta

Seja uma universidade pública, privada, presencial, semipresencial, ou EAD, um curso superior será sempre uma grande oportunidade de desenvolvimento pessoal e profissional. 

Os cursos semipresenciais e EAD são ótimas opções para quem não consegue uma boa opção na sua própria cidade, ou quer economizar em transporte ou mensalidade.

Isso porque os cursos remotos costumam ser mais em conta. Por isso, pode ser uma boa oportunidade, afinal, tudo que você precisa é de internet e um meio para assistir às aulas!

Vale ressaltar que o diploma EAD possui a mesma validade e reconhecimento de um curso presencial. Por isso, num curso à distância, o custo-benefício pode ser até maior, sem perder qualidade no ensino.

Lembre-se que a classificação que avalia a qualidade do curso é o MEC. Não deixe de pesquisar a avaliação do MEC daquela instituição que disponibiliza cursos à distância. 

5- Se informe sobre os programas de bolsa 

Esse é o momento em que você, já sabendo do seu orçamento, irá procurar uma faculdade que ofereça o seu curso dentro do seu planejamento financeiro. 

Pode ser uma faculdade pública ou privada. Isso dependerá do seu orçamento e da disponibilidade e proximidade da universidade à sua casa. 

Descubra abaixo os principais programas do governo para facilitar sua entrada na Universidade: 

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi criado pelo MEC e objetiva democratizar o acesso ao ensino superior em universidades públicas. O Sisu não oferece bolsas, mas te dá a oportunidade de entrar em uma universidade gratuita. 

Você pode participar do Sisu com a sua nota do Enem e garantir uma vaga gratuita para todo o curso em uma universidade pública.

Fies e P-Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa criado pelo Ministério da Educação (MEC). Seu objetivo é facilitar o acesso dos jovens de baixa renda ao ensino superior. Por isso, o Fies oferece financiamentos para estudantes de cursos de graduação em faculdades privadas.

Prouni

O Programa Universidade Para Todos (Prouni) foi uma oportunidade criada pelo governo federal em 2004. Ele queria melhorar a inclusão de mais pessoas no ensino superior. Então, oferece bolsas de graduação para os alunos estudarem em universidades privadas!

Isso significa que o aluno não tem que pagar o valor total da mensalidade. Ele estuda de graça! 

Bolsas de estudo da Universidade

Muitas universidades concedem bolsas aos estudantes por vários critérios: 

  • Premiação por bom desempenho no vestibular ou curso
  • Parentesco com outros alunos 
  • Realização de estágios 
  • Auxílio para alunos que comprovem insuficiência de renda
  • Ingresso na universidade por indicação de outro aluno

Por isso, não deixe de ir às universidades que você tem interesse e verificar a disponibilização de descontos ou bolsas. Muitas vezes os descontos são bons e uma ótima oportunidade para você!

Encontrou uma boa faculdade mas ainda não tem certeza de qual curso fazer? O RAIO-X do Beduka pode te ajudar! Descubra agora as profissões que mais combinam com você a partir de uma análise completa do seu perfil!

6- Considere todas as formas de pagamento 

Agora que você já viu todas as formas de conseguir uma boa opção para entrar na faculdade sem pesar no seu bolso, escolha a melhor forma de pagamento para você.

Não deixe de considerar buscar um empréstimo ou financiamento privado. Instituições financeiras e bancos oferecem opções facilitadas para estudantes que sonham em cursar uma graduação, mas não têm condições de pagar. 

Esses empréstimos estudantis tem ótimas condições com taxas de juros reduzidas, além de ter menos exigências. 

7- Agora faça a sua escolha e ingresse no ensino superior!

Considere o que você achar melhor e o que mais couber no seu bolso. Evite escolher opções fora do seu orçamento ou que te deixem com dívidas muito grandes. Você não sabe se vai conseguir pagar posteriormente. 

Gostou de ver essas dicas e as alternativas para entrar na universidade sem pagar muito? 

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador