ExercíciosLiteratura

Os 8 melhores exercícios de versificação com Gabarito!

Os 8 melhores exercícios de versificação com gabaritoOs 8 melhores exercícios de versificação com gabarito

Versificação… essa palavra já traz uma dica: estamos falando sobre os versos! Acontece que ela também pode ser chamada de metrificação, pois estamos medindo as sílabas e ritmos de um poema ou canção. Interessante isso, não é? Vem conferir o resumo completo sobre o assunto! Depois, você pode testar seus conhecimentos com os 8 melhores exercícios de Versificação! O gabarito está no final do texto.

Quer seguir diretamente para alguma parte? Clique em um dos tópicos abaixo:

Quando você terminar as questões de versificação, coloque em prática todo seu conhecimento com O Melhor Simulado Enem do Brasil!

O que é versificação?

A versificação é um elemento da estrutura poética. Mas isso parece ser uma parada bem complicada, não é mesmo? Assim como você, eu gostaria de ficar apenas na análise subjetiva (interpretar poemas). Mas o Enem não para por aí…

Outra coisa que cai bastante são as análises estruturais (entender os elementos técnicos, como métrica e rima). Elas são bem presentes nas provas de concursos e no Enem

Além do mais, conhecer os mecanismos que constroem um poema é bastante útil e interessante na hora da interpretação.

Todos os tópicos que serão abordados neste artigo são fundamentais para a resolução dos exercícios de versificação. Vamos continuar?

Conheça as estruturas indispensáveis ao poema!

Para entender o que é versificação, devemos dar uma pincelada nas principais bases de um poema. Elas são os versos e as estrofes.

Já dissemos que todo poema terá, sem exceção, versos e estrofes. As estrofes são como parágrafos, só que não têm períodos longos e compostos. Os versos são frases curtas e diretas, elas que compõem a estrofe.

Incrível como algo aparentemente tão pequeno como um verso pode carregar diferentes ideias poéticas, não é?

À medida que estudamos esse universo estrutural, percebemos que versos e estrofes são apenas a ponta do iceberg. Imersos no oceano, estão outras estruturas cheias de regras e definições específicas.

A versificação, também chamada de metrificação, está entre elas. A palavra métrica parece metro, não é? E nós estamos mesmo falando de medidas. 

Essa é a ciência de construir versos de forma contada, metrificada. A gente consegue esse efeito contando as sílabas poéticas.Mais pra frente veremos que ela é diferente da contagem silábica que aprendemos na escola.

O que espontâneo passa a ser uma estrutura rígida e pré-definida. Portanto, neste artigo, a lógica de estudo que estamos seguindo é a que considera versificação não só um método de produzir versos, mas também de metrificá-los. 

Com isso, vamos analisar os outros elementos essenciais na produção de um verso. São eles: ritmo, melodia e rima.

Após essa leitura inicial, inconscientemente já aprendemos as definições que serão apresentadas a seguir. Ou seja, vimos que há versos metrificados e com rimas, que há aqueles só com rimas e sem métricas.

E ainda, há os livres! Sentimento por si só. Isto é, sem métricas e sem rimas.

Dê uma olhada nas definições a seguir!

  • regulares: com métrica e rima;
  • brancos: com métrica e sem rima;
  • livres: sem métrica e sem rima.

Eu prefiro os livres, e você?

Quais são os tipos de métricas?

Como visto no tópico anterior, as métricas de um poema são feitas a partir da contagem das sílabas poéticas, que são as sílabas que constituem o verso de um poema. 

Agora que você já entendeu isso, veja a seguir os tipos de métricas:

  • Monossílabo – verso que possui uma sílaba poética
  • Dissílabo – verso que possui duas sílabas poéticas
  • Trissílabo – verso que possui três sílabas poéticas
  • Tetrassílabo – verso que possui quatro sílabas poéticas
  • Pentassílabo – verso que possui cinco sílabas poéticas
  • Hexassílabo – verso que possui seis sílabas poéticas
  • Heptassílabo – verso que possui sete sílabas poéticas
  • Octossílabo – verso que possui oito sílabas poéticas
  • Eneassílabo – verso que possui nove sílabas poéticas
  • Decassílabo – verso que possui dez sílabas poéticas
  • Hendecassílabo – verso que possui onze sílabas poéticas
  • Dodecassílabo – verso que possui doze sílabas poéticas

Exemplos de versos com a devida resolução da divisão silábica

Para que você possa entender melhor e resolver super rápido os exercícios de versificação, selecionamos um Cordel Heptassílabo. Veja:

“Naquela noite as estrelas

com uma luz purpurina

parecia iluminar

a mais escura campina

transformando aquilo ali

numa miragem divina.”

Para facilitar a contagem, fizemos a divisão silábica por meio de barras. Observe a seguir:

Na/ que/ la/ noi/ teas/ es/ trelas =7

com u/ ma/ luz/ pur/ pu/ rina = 7

pa/ re/ ci/ ai/ lu/ mi/ nar = 7

a/ mais/ es/ cu/ ra/ cam/ pina = 7

trans/ for/ man/ doa/ qui/ loa/ li = 7

nu/ ma/ mi/ ra/ gem/ di/ vina = 7

Agora, analisaremos um eneassílabo, com as sílabas poéticas também demarcadas com barras. É importante que você preste bastante atenção, pois vai ajudar na hora da resolução dos exercícios de versificação.

Às/ ve/zes/, ne/ssas/ noi/tes/ fri/as/ e e/ne/voa/das (12 sílabas poéticas)

On/de o/ si/lên/cio/ nas/ce/ dos/ ruí/dos/ mo/nó/to/nos/ e/ man/sos (16 sílabas poéticas)

E/ssa es/tra/nha/ vi/são/ de/ mu/lher/ cal/ma (10 sílabas poéticas)

Sur/gin/do/ do/ va/zio/ dos/ meus/ o/lhos/ pa/ra/dos (12 sílabas poéticas)

Vem/ es/piar/ mi/nha i/mo/bi/li/da/de. (9 sílabas poéticas)

A esposa, Vinicius de Moraes.

Para finalizar, veja o poema a seguir, ele é formado por versos tretassílabos.

Agora, observe versos 

Ó / mi/ nha a / ma/ da

Que o / lhos / os/ teus

São/ cais/ no/ tur/ nos

Chei / os/ de a/ deus

São/ do/ cas/ man/sas

Tri/ lhan/ do /lu/ zes

Que/ bri/ lham/ lon/ ge

Lon/ ge /nos/ breus…

 “Olhos da Amada”, Vinicius de Moraes.

É importante, mais uma vez, destacar que nem sempre as sílabas poéticas irão coincidir com a divisão silábica gramatical.

Como essa contagem diverge da contagem silábica tradicional, há duas condições essenciais que você precisa saber para facilitar e não errar em uma questão do Enem.

  • Só se conta até a última sílaba tônica 
  • Vogal não forma sílaba poética sozinha.

Saber isso é fundamental para responder corretamente os exercícios de versificação.

Ah! Não poderia deixar de te perguntar. Sabe como se chama o ato de contar as sílabas poéticas de um poema?

Escansão! Parece bobo, mas sempre aparece essa definição nas alternativas de uma questão.

O que é e quais são os tipos de rima?

É um recurso de combinação melódica e rítmica entre o final das palavras que finalizam os versos. Isso quer dizer que esses finais irão combinar para dar ritmo à leitura, como nas palavras cedeste e sofreste. Teremos uma espécie de arranjo sonoro com interligação de melodia e ritmo.

Portanto neste tópico se misturam rima, ritmo e melodia.

A seguir, veja quais são os tipos de rima.

  • rica: entre palavras de diferentes classes gramaticais;
  • pobre: entre palavras com a mesma classe gramatical;
  • externa: ocorre no final dos versos;
  • interna: rima entre a palavra final de um verso e outra do interior do verso seguinte;
  • emparelhada: AABB;
  • alternada ou cruzada: ABAB;
  • interpolada ou oposta: ABBA;
  • mista: variados tipos de combinação.
  • aguda: entre palavras oxítonas, ou monossílabas tônicas;
  • grave: entre palavras paroxítonas;
  • esdrúxula: entre proparoxítonas;
  • perfeita: igualdade total entre sons vocálicos e consonantais;
  • imperfeita: semelhança parcial de sons.

Antes de continuarmos, você sabe o que significa ABAB? É simples, são letras escolhidas para simbolizar as rimas. Ou seja, ao invés de colocar as palavras que estão rimando na definição, serão colocadas letras para informar suas posições.

Exemplo:

Minha desgraça, não, não é ser poeta, (A)

Nem na terra de amor não ter um eco, (B)

É meu anjo de Deus, o meu planeta (A)

Tratar-me como trata-se um boneco (B)

O (A) aparece duas vezes, simbolizando as palavras poeta e planeta. Já o (B) também aparece duas vezes e refere-se às palavras boneco e eco. Perceba que são rimas alternadas representadas pelas letras A e B.

Um dos tipos acima pode ser considerado o mais utilizado, mais simples também. É a rima externa, aquela que ocorre no final dos versos. Veja o exemplo:

“O poeta é um fingidor.

Finge tão completamente

Que chega a fingir que é dor

A dor que deveras sente.”

Trecho do poema “Autopsicografia”, de Fernando Pessoa.

E lembre-se! Consultá-las na hora de resolver os exercícios de versificação é uma excelente forma de memorizar.

Agora vai ficar bem mais fácil resolver os exercícios de versificação, não é mesmo?

  • Você também pode acessar uma matéria exclusiva, sobre Poema, que preparamos para você. Isso te ajudará a complementar seus estudos e responder de forma mais eficiente as questões! Acesse: O que é poema?.

Os 8 exercícios de versificação!

Esperamos que, com esse resumo, tudo tenha ficado mais claro para você. 

Obrigado por ter lido até aqui!

Conheça o nosso Guia da Redação para se sair bem nas provas!

1° dos exercícios de versificação (Instituto Excelência

“Verso” é o nome que se dá a cada uma das linhas que constituem um poema. Ele apresenta quatro elementos principais: metro, ritmo, melodia e rima:

I – Metro: é o nome que se dá à extensão da linha poética. Pela contagem de sílabas de um verso, podemos estabelecer seu padrão métrico e suas unidades rítmicas.

II – Ritmo: é a sequência de notas (no caso da poesia, de sons) que, apresentando organização rítmica com sentido musical, se relacionam reciprocamente, de modo a formar um todo harmônico, uma linha melódica.

III – Melodia: é a sucessão de tempos fortes e fracos que se alternam com intervalos regulares. No verso, a melodia é formada pela sucessão de unidades rítmicas resultantes da alternância entre sílabas acentuadas (fortes) e não-acentuadas (fracas); ou entre sílabas construídas por vogais longas e breves.

IV – Rima: é a igualdade ou semelhança de sons na terminação das palavras: asa, casa; asa, cada. Na rima asa, casa há paridade completa de sons a partir da vogal tônica; na rima asa, cada a paridade é só das vogais. As rimas do primeiro tipo se chamam consoantes; as do segundo, toantes.

Está CORRETO o que se afirma em: 

a) Todas as afirmativas. 

b) Apenas II, III e IV. 

c)  Apenas I e IV.

d) Nenhuma das alternativas.

2° dos exercícios de versificação- (MS Concursos) Quanto à versificação, assinale (V) verdadeiro ou (F) falso e marque a alternativa correta.

( ) Ritmo é a cadência de sons produzida pela sucessão de sons fortes (sílabas tônicas) e sons fracos (sílabas átonas). 

( ) Estrofe é cada conjunto de versos. 

( ) Rimas ricas: ocorrem geralmente com palavras de mesma classe gramatical. 

( ) Rimas graves, ou femininas: rimam-se as palavras oxítonas, ou monossílabos tônicos. 

( ) Rimas esdrúxulas: rimam-se as palavras proparoxítonas.

a) V – V – F – F – V.

b) V – V – V – V – F.

c) V – V – V – F – V.

d) V – V – F – V – V. 

3° dos exercícios de versificação  (ESA) Em poesia, para determinar a medida de um verso, divide-se o verso em sílabas poéticas. Esse procedimento tem o nome de 

a) redondilha.

b) dístico.

c) escansão.

d) métrica.

e) quintilha.

4° dos exercícios de versificação – (MS CONCURSOS) Quanto à versificação, atribua (V) para verdadeiro ou (F) para falso aos itens e assinale a alternativa correta: 

( ) Em poemas, as palavras podem ser utilizadas em sentido figurado, também chamado sentido conotativo. 

( ) Metro é a extensão da linha poética, o número sílabas do verso. ( ) Versificação é a arte de fazer versos. 

( ) Verso é o nome da linha do poema. Assim, cada linha constitui um verso. ( ) Ritmo é a música do verso. Para que um verso tenha ritmo, usam-se sílabas fracas, com intervalos regulares. A sequência rigorosa dessas sílabas é que dá ao verso música, harmonia e beleza. 

( ) Rima é a identidade ou semelhança de sons, a partir da vogal tônica, entre duas ou mais palavras.

a) F – V – V – V – F – F.

b) V – F – V – F – V – V.

c) V – V – V – V – F – F.

d) V – V – V – V – V – V.

5° dos exercícios de versificação- (MS CONCURSOS) Em se tratando de versificação, assinale a alternativa correta, quanto aos itens:

I- O poema é um gênero textual estruturado em versos, cada linha corresponde a um verso. Ao conjunto de versos, damos o nome de estrofes. 

II- Há poemas de apenas uma estrofe, em que os versos aparecem agrupados, sem espaço entre eles.

III- O poema pode, ou não, ter rimas. A rima ocorre quando, no fim, ou no meio dos versos de um poema, há palavras que terminem com sons iguais, ou semelhantes. As rimas podem ocorrer em versos diferentes, ou dentro de um mesmo verso. 

IV- As palavras, ou expressões utilizadas nos poemas, podem ter vários significados e também serem empregadas em linguagem figurada, sendo necessário, a interpretação daquilo que querem expressar. 

V- O ritmo de um poema é criado pela alternância entre sílabas fortes e fracas nos versos, gerando uma impressão agradável e musical, a que chamamos cadência. Quando os versos apresentam um ritmo constante, que se repete, dizemos que o poema apresenta uma cadência irregular. Quando os períodos rítmicos não apresentam igualdade silábica, a versificação é livre ou regular.

a) Apenas II, III, IV e V estão corretos.

b) Apenas I, II, III e V estão corretos.

c) Apenas I, II, III e IV estão corretos.

d) Todos estão corretos.

  • Nossa! Você já fez metade dos exercícios de versificação. Vamos lá!

6° dos exercícios de versificação- (MS CONCURSOS) “Leia atentamente o texto a seguir para responder a próxima questão:

A T…

Álvares de Azevedo

No amor basta uma noite para fazer de um homem um Deus.

(PROPÉRCIO).

Amoroso palor meu rosto inunda,

Mórbida languidez me banha os olhos,

Ardem sem sono as pálpebras doridas,

Convulsivo tremor meu corpo vibra:

Quanto sofro por ti! Nas longas noites

Adoeço de amor e de desejos

E nos meus sonhos desmaiando passa

A imagem voluptuosa da ventura…

Eu sinto-a de paixão encher a brisa,

Embalsamar a noite e o céu sem nuvens,

E ela mesma suave descorando

Os alvacentos véus soltar do colo,

Cheirosas flores desparzir sorrindo

Da mágica cintura.

Sinto na fronte pétalas de flores,

Sinto-as nos lábios e de amor suspiro…

Mas flores e perfumes embriagam,

E no fogo da febre, e em meu delírio

Embebem na minh’alma enamorada

Delicioso veneno.

Estrela de mistério! Em tua fronte

Os céus revela e mostra-me na terra,

Como um anjo que dorme, a tua imagem

E teus encantos, onde amor estende

Nessa morena tez a cor de rosa.

Meu amor, minha vida, eu sofro tanto!

O fogo de teus olhos me fascina,

O langor de teus olhos me enlanguece,

Cada suspiro que te abala o seio

Vem no meu peito enlouquecer minh’alma!

Ah! vem, pálida virgem, se tens pena

De quem morre por ti, e morre amando,

Dá vida em teu alento à minha vida,

Une nos lábios meus minh’alma à tua!

Eu quero ao pé de ti sentir o mundo

Na tu’alma infantil, na tua fronte

Beijar a luz de Deus; nos teus suspiros

Sentir as virações do paraíso;

E a teus pés, de joelhos, crer ainda

Que não mente o amor que um anjo inspira,

Que eu posso na tu’alma ser ditoso,

Beijar-te nos cabelos soluçando

E no teu seio ser feliz morrendo!

De acordo com a letra da poesia, atribua (V) para verdadeiro ou (F) para falso aos itens e assinale a alternativa correta:

( ) Escandindo os seis primeiros versos do poema de Álvares de Azevedo, segunda geração romântica da poesia brasileira, verifica-se que eles são decassílabos. ( ) As estrofes não têm regularidade quanto ao número de versos: a primeira tem vinte versos, a segunda dez, e a última treze versos. ( ) Não há esquema de rimas no poema, os versos são brancos. ( ) No início do poema, o eu lírico descreve seu estado físico, ele tem o rosto pálido, os olhos lânguidos e sente o corpo tremer. ( ) O eu lírico não está apaixonado, ele mente para conseguir uma mulher maliciosa e impura. ( ) A sensualidade da mulher, expressa em alguns versos do poema, sugere um amor platônico, espiritual e imaterial.

a) V – V – F – V – F – V.

b) F – V – F – V – F – F.

c) V – V – V – V – F – F.

d) V – V – V – V – V – V.

Ufa! Agora só faltam mais dois exercícios de versificação..

7° dos exercícios de versificação- (UERJ)

A***

Falo a ti – doce virgem dos meus sonhos,

Visão dourada dum cismar tão puro,

Que sorrias por noites de vigília

entre as rosas gentis do meu futuro.

Tu m’inspiraste, oh musa do silêncio,

Mimosa flor da lânguida saudade!

Por ti correu meu estro ardente e louco

Nos verdores febris da mocidade.

Tu, que foste a vestal dos sonhos d’ouro,

O anjo-tutelar dos meus anelos,

estende sobre mim as asas brancas…

Desenrola os anéis dos teus cabelos!

ABREU, Casimiro de. Obras.

Rio de Janeiro: MEC, 1955, p. 49-50.

Vocabulário:

estro = imaginação criadora

vestal = mulher casta ou virgem

anelo = desejo ardente

Analisando os aspectos estruturais do texto, é possível identificar as seguintes características formais:

a) A presença de versos brancos e de versos livres.

b) A simetria das estrofes e o ritmo de seus versos.

c) O uso da redondilha maior e a forma fixa de soneto.

d) O emprego de rimas emparelhadas e da ordem inversa.

8° dos exercícios de versificação –  (FMU)

“De tudo, ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encanto mais meu pensamento”.

                     (Soneto da Felicidade – Vinícius de Morais)

 Sendo a primeira estrofe de um soneto, o texto acima:

a) é obrigatoriamente de quatro versos.

b) pode ser de três ou quatro versos.

c) poderia ter sido escrito em intuir liberdade quanto ao número de versos.

d) necessita de outra estrofe de quatro versos para terminar a poesia.

e) necessita de outras estrofes de três versos para terminar a poesia.

  • Parabéns, você fez todos os exercícios de versificação. Confira agora o Gabarito:

Gabarito das questões de Versificação.

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: c)  Apenas I e IV.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: a) V – V – F – F – V.

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: c) escansão.

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: d) V – V – V – V – V – V.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: c) Apenas I, II, III e IV estão corretos.

Exercício resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: c) V – V – V – V – F – F.

Exercício resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: b) A simetria das estrofes e o ritmo de seus versos.

 Exercício resolvido da questão 8 – 

Alternativa correta: a) é obrigatoriamente de quatro versos.

Você já tem certeza da profissão que quer seguir pelo resto da vida? É muito tempo, né? O  Raio X do Beduka pode te ajudar a escolher o caminho certo, sem perder tempo! É mais que um teste vocacional, através dele você vai poder se conhecer e se planejar melhor. Isso fará toda a diferença!

Gostou dos nossos exercícios de Versificação? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador