Português

Exercícios sobre discurso direto e indireto COM GABARITO

Exercícios_sobre_discurso_direto_e_indiretoExercícios sobre discurso direto e indireto

Discurso direto, indireto e indireto livre são usados em narrativas, de acordo com a pretensão do autor para introduzir falas e pensamentos de personagens. O próprio personagem assume a fala ou o narrador diz o que o personagem disse. Sabe qual é cada tipo? Veja o resumo e faça os exercícios sobre discurso direto e indireto!

Saber dominar esses discursos será importante para que você tenha maior controle sobre a sua redação e consiga interpretar melhor os textos, tanto no caderno de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias do ENEM, quanto no de Ciências Humanas. 

É essencial que se tenha esses recursos, então leia com atenção a matéria, faça os exercícios sobre discurso direto e indireto e estude com o Simulado Beduka para se dar bem nas provas.

O que é discurso direto?

De acordo com o dicionário Priberam da Língua Portuguesa:

 “Discurso direto é o texto, oral ou escrito, da fala de alguém, na íntegra. É quando as palavras de outra pessoa ou personagem são reproduzidas e separadas das falas do narrador”. 

O narrador usa o discurso direto para deixar a fala do personagem mais espontânea. Assim, a expressividade do elenco aumenta e a história se torna mais imersiva e interessante para quem está lendo.  

Esse discurso também é usado para fazer citação direta e indireta, ou seja, parafrasear algo que foi dito por uma autoridade sem se responsabilizar pelo que foi dito. Praticamente você diz:  “foi ele quem disse isso, não eu”.

Características do discurso direto

Para fazer bem os exercícios de discurso direto e indireto, tenha em mente este resumo.

  • Utilização de “verbos de elocução”, ou seja, aqueles que têm relação com “dizer”, como: falar, indagar, perguntar, etc…
  • Sinais de pontuação como: travessão, interrogação, aspas, exclamação, dois pontos.
  • Usado no meio do texto, e não em linhas soltas.  
Exemplo de discurso direto
Exemplo de discurso direto

Exemplo

O detetive, confiante, disse à dona da casa:

-Senhora, eu descobri quem roubou seu colar de pérolas. 

-Ora, então diga logo quem foi.   

O que é discurso indireto?

O narrador fala pela personagem em vez de deixá-la falar por si mesma. 

Características do discurso indireto

Para os exercícios de discurso direto e indireto também temos de nos lembrar de mais esses pontos.

  • Uso da terceira pessoa.
  • Os mesmos verbos de elocução do discurso direto são usados, mas sem os sinais de pontuação citados anteriormente. Eles são excluídos porque a maioria das orações nesse discurso são subordinadas a outras e marcadas pela conjunção “que” ou “se”. 
Exemplo de discurso indireto
Exemplo de discurso indireto

Exemplo

O detetive, confiante de sua decisão, disse à dona da casa que havia descoberto quem roubara o seu colar de pérolas. Ela, então, o mandou se apressar e dizer quem havia cometido crime. 

Discurso Indireto Livre

O narrador toma o lugar da personagem para dizer suas falas por ela e, também, dissertar sobre seus sentimentos e pensamentos. Nesse mesmo espaço, pode aparecer uma fala da personagem em discurso direto sem marcações, por isso, esse discurso pode ficar confuso para algumas pessoas

Características

  • Liberdade narrativa 
  • Aproximação entre narrador e personagem 
Exemplo de discurso indireto livre
Exemplo de discurso indireto livre

Exemplo

O detetive estava com um olhar confiante, e prontamente se voltou para a dona da casa na escura sala de estar, eu sei quem roubou seu colar de pérolas.

Exemplos de Transposição de Discurso direto e indireto 

Direto   

Eu tenho que ir (1ª pessoa) 

Sou seu amigo de infância                   

(Presente)                                                              

Eu era assim quando criança                    

(Pretérito perfeito)                                                                     

O que vai decidir?                                         

(Futuro do presente)                                         

Nunca me chame                                       

(Imperativo)                                              

Isto não está nada bom                             

(Pronome demonstrativo na 1ª pessoa)                             

Estamos aqui                                             

(Advérbio de lugar: “aqui”)                                                                              

Indireto                                                                                                              

Disse que tinha que ir

(3ª pessoa)

Disse que era meu amigo de infância

(Pretérito imperfeito)                                                                                  

Disse que costumava ser assim quando criança

(Pretérito mais que perfeito)                                                                        

Perguntou-me o que iria decidir

(Futuro do pretérito)       

Mandou que nunca lhe chamasse 

(Subjuntivo)

Disse que aquilo não estava nada bom 

(Pronome demonstrativo na 3ª pessoa)                                                                    

Disse que estavam lá

(Advérbio de lugar: “lá”) 

Exercícios sobre Discurso direto e indireto

Agora que a matéria já foi relembrada, podemos fazer exercícios sobre discurso direto e indireto. Boa sorte!

1 – (ITA) Assinale a alternativa que melhor complete o seguinte trecho

No plano expressivo, a força da ____________ em _____________ provém essencialmente de sua capacidade de _____________ o episódio, fazendo ______________ da situação a personagem, tornando-a viva para o ouvinte, à maneira de uma cena de teatro __________ o narrador desempenha a mera função de indicador de falas.

a) narração – discurso indireto – enfatizar – ressurgir – onde;

b) narração – discurso onisciente – vivificar – demonstrar-se – donde;

c) narração – discurso direto – atualizar – emergir – em que;

d) narração – discurso indireto livre – humanizar – imergir – na qual;

e) dissertação – discurso direto e indireto – dinamizar – protagonizar – em que.

2 – (ESAN) “Impossível dar cabo daquela praga. Estirou os olhos pela campina, achou-se isolado. Sozinho num mundo coberto de penas, de aves que iam comê-lo. Pensou na mulher e suspirou. Coitada de Sinhá Vitória, novamente nos descampados, transportando o baú de folha.”

O narrador desse texto mistura-se de tal forma à personagem que dá a impressão de que não há diferença entre eles. A personagem fala misturada à narração. Esse discurso é chamado:

a) discurso indireto livre

b) discurso direto

c) discurso indireto

d) discurso implícito

e) discurso explícito 

3 – (Fatec-1995) “Ela insistiu: – Me dá esse papel aí.”

Na transposição da fala do personagem para o discurso indireto, a alternativa correta é:

a) Ela insistiu que desse aquele papel aí.

b) Ela insistiu em que me desse aquele papel ali.

c) Ela insistiu em que me desse aquele papel aí. 

d) Ela insistiu por que lhe desse este papel aí.

 e) Ela insistiu em que lhe desse aquele papel ali.                                                                  

4 – (Fuvest-2000) Sinhá Vitória falou assim, mas Fabiano resmungou, franziu a testa, achando a frase extravagante. Aves matarem bois e cabras, que lembrança! Olhou a mulher, desconfiado, julgou que ela estivesse tresvariando.

(Graciliano Ramos, Vidas secas)

Uma das características do estilo de Vidas Secas é o uso do discurso indireto livre, que ocorre no trecho:

a) “sinha Vitória falou assim”.

b) “Fabiano resmungou”.

c) “franziu a testa”.

d) “que lembrança”.

e) “olhou a mulher”.

5 – (Fuvest-2003) Um homem vem caminhando por um parque quando de repente se vê com sete anos de idade. Está com quarenta, quarenta e poucos. De repente dá com ele mesmo chutando uma bola perto de um banco onde está a sua babá fazendo tricô. Não tem a menor dúvida de que é ele mesmo. Reconhece a sua própria cara, reconhece o banco e a babá. Tem uma vaga lembrança daquela cena. Um dia ele estava jogando bola no parque quando de repente aproximou-se um homem e… O homem aproxima-se dele mesmo. Ajoelha-se, põe as mãos nos seus ombros e olha nos seus olhos. Seus olhos se enchem de lágrimas.

Sente uma coisa no peito. Que coisa é a vida. Que coisa pior ainda é o tempo. Como eu era inocente. Como os meus olhos eram limpos. O homem tenta dizer alguma coisa, mas não encontra o que dizer. Apenas abraça a si mesmo, longamente. Depois sai caminhando, chorando, sem olhar para trás. O garoto fica olhando para a sua figura que se afasta. Também se reconheceu. E fica pensando, aborrecido: quando eu tiver quarenta, quarenta e poucos anos, como eu vou ser sentimental!

(Luís Fernando Veríssimo, Comédias para se ler na escola)

O discurso indireto livre é empregado na seguinte passagem:

a) Que coisa é a vida. Que coisa pior ainda é o tempo.

b) Reconhece a sua própria cara, reconhece o banco e a babá. Tem uma vaga lembrança daquela cena.

c) Um homem vem caminhando por um parque quando de repente se vê com sete anos de idade.

d) O homem tenta dizer alguma coisa, mas não encontra o que dizer. Apenas abraça a si mesmo, longamente.

e) O garoto fica olhando para a sua figura que se afasta.

6 – (Fuvest-2007) “‘Muito!’, disse quando alguém lhe perguntou se gostara de um certo quadro.”

Se a pergunta a que se refere o trecho fosse apresentada em discurso direto, a forma verbal correspondente a “gostara” seria:

a) gostasse.

b) gostava.

c) gostou.

d) gostará.

e) gostaria.

7 – (FGV-2003) Assinale a alternativa em que ocorra discurso indireto.

a) Perguntou o que fazer com tanto livro velho.

b) Já era tarde. O ruído dos grilos não era suficiente para abafar os passos de Delfino. Estaria ele armado? Certamente estaria. Era necessário ter cautela.

c) Quem seria capaz de cometer uma imprudência daquelas?

d) A tinta da roupa tinha já desbotado quando o produtor decidiu colocá-la na secadora.

e) Era então dia primeiro? Não podia crer nisso.

Respostas dos Exercícios sobre Discurso direto e indireto 

Exercício resolvido da questão 1 –

c) narração – discurso – atualizar – emergir – em que;

Exercício resolvido da questão 2 –

a) discurso indireto livre  

Exercício resolvido da questão 3 –

e) Ela insistiu em que lhe desse aquele papel ali.  

Exercício resolvido da questão 4 –

d) “que lembrança” 

Exercício resolvido da questão 5 –

a) Que coisa é a vida. Que coisa pior ainda é o tempo  

Exercício resolvido da questão 6 –

c) gostou

Exercício resolvido da questão 7 –

 a) Perguntou o que fazer com tanto livro velho 

Gostou dos nossos Exercícios sobre discurso direto e indireto? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

6 Comentários

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador