Enem

Como entender a nota do Enem? Conheça o método de correção da prova

Como entender a nota do EnemComo entender a nota do Enem?
Simulado Beduka

Você é daqueles estudantes que quando terminam uma prova correm para ver o gabarito, contam os acertos e esperam uma nota a partir deles? Pois saiba que isso não funciona muito bem no Enem, pois ele tem um método muito específico de correção. Neste texto, vou te mostrar que jeito é esse. Assim, você fica por dentro de como entender a nota do Enem.

Se você quiser ir diretamente para alguma parte deste texto, clique em um dos tópicos abaixo:

Está com dúvidas sobre qual profissão seguir? Faça o Raio-X Beduka, o melhor teste vocacional do Brasil, e veja qual carreira combina mais com você.

Como entender a nota do Enem?

O Enem tem um jeito específico de correção das questões objetivas. Diferente dos demais vestibulares, apenas acertar a questão não é suficiente para garantir o ponto máximo dela.

Antes de mais nada, é preciso entender que quem faz o Enem recebe ao todo cinco notas, que são referentes às áreas do conhecimento. Assim, você receberá uma nota para:

  • Linguagens e suas tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas tecnologias;
  • Matemática e suas tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas tecnologias;
  • Redação.

As questões têm como parâmetro, além dos conteúdos, as competências e habilidades que se espera do estudante na sua resolução de problemas. É isso que define o grau de dificuldade delas.

Para corrigir essas questões, o Inep utiliza um método muito próprio, conhecido como Teoria de Resposta ao Item (TRI). Vamos conhecê-lo para ver como entender a nota do Enem.

O que significa Teoria de Resposta ao Item (TRI)?

A Teoria de Resposta ao Item (TRI) é a forma utilizada para correção das questões objetivas do Enem.

Este método é usado para verificar melhor o conhecimento dos participantes e evitar os chutes nas respostas.

A TRI analisa um padrão de conhecimento por meio de três referências usadas como medida para a avaliação:

  • referência de discriminação: diferencia os participantes que detêm as habilidades cobradas na questão daqueles que não têm;
  • referência de dificuldade: é a referência da complexidade da questão;
  • referência de eventualidade: analisa a probabilidade de acerto sem o domínio da habilidade exigida.

Graças à TRI, a sua nota nunca será apenas a soma das questões certas. Ao menos não no sentido de quantidade. Vai ser preciso analisar o padrão dos acertos e a complexidade das questões.

Caso você acerte 30 questões em uma das provas, não significa que sua nota será alta. Se você acertar mais questões consideradas difíceis do que as fáceis, a TRI indica que houve chute e te penaliza.

Por isso, é muito comum as pessoas acertarem a mesma quantidade de questões, mas terem notas muito diferentes.

Como entender a nota da redação do Enem?

Aí você diz: “beleza, já sei como entender a nota do Enem nas provas objetivas, mas ainda não sei como é na redação”.

Bom, a redação também é avaliada por competências e habilidades. Mas ela não utiliza a TRI.

Como é um texto discursivo e argumentativo, cada redação é avaliada por dois professores que dão as notas segundo as cinco competências e suas habilidades. Vamos ver quais são elas:

  • 1) Domínio da norma culta da língua: avalia-se nesta competência o conhecimento gramatical do candidato. A atenção é para como ele utiliza a norma padrão, como usa a pontuação, a ortografia e a concordância entre os termos das orações.
  • 2) Compreensão do tema: avalia-se o nível de entendimento acerca da proposta sugerida na prova, ou seja, do tema que será trabalhado.
  • 3) Seleção e organização das informações: avalia-se a argumentação sobre o tema e a forma com que ela é feita. No caso, se ela está clara e objetiva o suficiente e se utiliza fatos e fundamentos.
  • 4) Conhecimento dos mecanismos linguísticos para construir a argumentação:   avalia-se a estruturação lógica e formal entre as partes da redação. No caso, o avaliador atenta-se à relação entre as frases e os parágrafos, analisando a coerência entre eles.
  • 5) Respeito aos direitos humanos: Nesta competência o olhar do corretor estará sobre a sua proposta de intervenção. Ele irá analisar se ela fere os direitos humanos e se sugere uma iniciativa que enfrente o problema discutido.

Se as notas dadas pelos dois professores forem muito diferentes uma da outra, sua redação será corrigida por um terceiro. Esta última correção é a nota final. Viu? Aprender como entender a nota do Enem vai facilitar muito a sua vida.

Como saber se a minha nota no Enem está boa?

Em geral, a média das notas do Enem fica em torno de 500. Assim, se sua nota estiver acima de 500 ela está acima da média. Caso seja o contrário, abaixo de 500, estará abaixo da média.

Sabemos que tirar uma nota muito alta é sempre muito bom, mas se seu interesse é ingressar no ensino superior saiba que notas são sempre relativas ao seu curso.

Se o curso desejado for muito concorrido, com notas de cortes na faixa de 750 para cima, o que estiver acima disso será uma nota boa.

O que significa nota mínima e máxima?

Basicamente, são a menor e a maior nota de uma prova do Enem.

Beduka Bolsas Direito

Elas não têm um padrão pré-estabelecido e funcionam mais pelo comportamento dos participantes. Ou seja, elas são definidas a cada ano a partir da nota obtida por quem fez o Enem.

As notas mínimas e máximas de 2020 foram estas, respectivamente.:

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: 323,8/ 854,8
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: 313,7/ 862,6
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: 288,7/ 801,1
  • Matemática e suas Tecnologias: 327,1 / 975

Como calcular a média do Enem?

Existem dois modos de calcular a média do Enem: a média aritmética e a média por peso.

A média aritmética é aquela conta simples que a gente aprende lá no sexto ano. Você só precisa somar as notas de todas as provas e dividir pela quantidade delas.

Por exemplo, se você tirou 750 em Linguagens, 600 em Matemática, 700 em Humanas, 650 em Ciências da Natureza e 750 na Redação, a média vai ser a soma dos termos dividida por cinco.

(750+600+700+650+750)/5 = 690.

Já a média por peso leva em consideração o peso de cada área do conhecimento no curso que você pretende cursar. Não é o Enem quem define o peso, mas sim as universidades.

Assim, você tem de somar a nota de cada prova na quantidade do peso dela no curso, depois somar as notas e dividir pela quantidade de somas realizadas.

Digamos que o peso dado por uma universidade para Linguagens seja 2, para Matemática 3, para Humanas 1, para Ciências da Natureza 3 e para a Redação 4.

Usando as notas do exemplo acima teríamos: 750+750+600+600+600+650+650+650+650+ 750+750+750+750 = 8900. 8900/13= 864.61.

Faça faculdade sem precisar do Enem!

Esperamos que esse texto sobre como entender a nota do Enem tenha te ajudado.

Quando o assunto é entrar na faculdade, o Beduka é seu parceiro número 1. Queremos mesmo ver você indo bem e conquistando uma vaga no seu curso dos sonhos.

Para isso, além dos conteúdos que trazemos diariamente aqui no blog e nas nossas redes sociais, temos uma ferramenta que te permite comprar bolsas de estudo.

É o Beduka Bolsas, uma plataforma feita com o objetivo de ofertar bolsas de até 65% em faculdades de excelência pelo Brasil!

Ela fica aberta 24 horas por dia. Se você quiser pode comprar uma bolsa agora mesmo. Não é legal?

Além disso, você pode conseguir mais de 3 mil reais de economia dependendo do seu caso. É uma oportunidade única!.

As datas do Enem estão sendo divulgadas. Se você seguir o Beduka no Instagram te deixamos a par do cronograma do Enem, inclusive do dia em que o cartão de confirmação for postado. Então nos siga nas redes sociais. 

Obrigado por ter lido até aqui!

Simulado Beduka

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador