ExercíciosLiteratura

Os 10 melhores exercícios sobre Autores Gaúchos com o Gabarito!

Os 10 melhores exercícios sobre Autores GaúchosOs-10-melhores-exercicios-sobre-Autores-Gauchos

A literatura gaúcha foi impulsionada durante o surgimento da imprensa, na qual passou por uma uma democratização. Mas foi durante a Revolução Farroupilha que ela construiu seus alicerces, fazendo surgir toda uma geração de escritores que marcaram a história. Leia nosso resumo, aprenda mais características e faça os exercícios sobre os autores gaúchos.

Quer seguir diretamente para alguma parte? Clique em um dos tópicos abaixo:

Quando você terminar as questões sobre os autores gaúchos, coloque em prática todo seu conhecimento com O Melhor Simulado Enem do Brasil!

Quais foram os principais autores gaúchos?

Durante a Revolução Farroupilha, a literatura gaúcha se consolidou, os conflitos da região passaram a ter voz, a serem escritos e reescritos. Porém, foi no século XX que surgiram os nomes literários mais famosos da região.

Um dos autores mais mencionados da literatura gaúcha, Mario Quintana, tentou três vezes entrar para a Academia Brasileira de Letras, em vão. No entanto, em 1980 recebeu o Prêmio Jabuti como Personalidade Literária do Ano.

A importância de Quintana pode ser conferida atualmente na Casa de Cultura Mario Quintana, em sua homenagem, no extinto Hotel Majestic, Rua dos Andradas, Porto Alegre.

Integrante da segunda fase da geração modernista, sua escrita foi marcada por uma linguagem coloquial e pela valorização do cotidiano. Contudo, ele nunca rompeu com o lirismo. Observe no poema abaixo:

Envelhecer

Antes, todos os caminhos iam.

Agora todos os caminhos vêm

A casa é acolhedora, os livros poucos.

E eu mesmo preparo o chá para os fantasmas.

Considerado um dos mais importantes escritores do século XX, Érico Veríssimo também fez parte da segunda geração modernista. Sua primeira obra de grande repercussão foi “Olhai os Lírios do Campo”.

Sua escrita é marcada por um olhar crítico. Algumas de suas obras como, O senhor embaixador e O prisioneiro e Incidente em Antares, foram escritas durante a ditadura militar e faziam denúncia ao autoritarismo e a violação dos direitos humanos. Veja, abaixo, um trecho de Incidente em Antares.

“Mas que pretendem eles com essa atitude tão antipática?” – perguntava-se. A resposta era, quase invariavelmente: “Fazer pressão sobre os patrões para conseguir o que querem”.

Importante autor gaúcho do século XX, Josué Guimarães,  registrou em sua literatura a identidade e o passado regional. Sua obra mais famosa é A Ferro e Fogo, escrita durante seu exílio em Portugal.

A obra retrata em forma de denúncia as condições miseráveis vividas pelos imigrantes alemães no RS.

Simões Lopes nasceu em Pelotas, Rio Grande Sul. Suas obras tem características marcadamente regionalistas. A obra que o imortalizou como um dos maiores escritores gaúchos foi Contos Gauchescos, em 1912.

Quais são as características desses autores gaúchos?

As principais características dos autores gaúchos são:

Mario Quintana:

  • Versos Livres;
  • Natureza pessoal;
  • Tendência ao Humor;
  • Lirismo;
  • Abordagem do cotidiano;
  • Diversidade de aspectos;
  • Linguagem simples;

Érico Veríssimo:

  • Investigação do passado histórico do Rio Grande do Sul;
  • Denúncia Social;
  • Denúncia ao autoritarismo;
  • Abordagem das emoções humanas;

Josué Guimarães:

  • Abordagem da saga da colonização alemã no Brasil;
  • Realismo;
  • Abordagem política, crítica e irônica em forma de crônicas;

Simões Lopes:

  • Regionalismo;
  • Tradicionalismo;
  • Cenário campestre; 

Já as principais obras dos autores gaúchos são:

Mario Quintana:

  • Rua dos Cataventos (1940)
  • Canções (1946)
  • Sapato florido (1948)
  • O aprendiz de feiticeiro (1950)
  • Espelho mágico (1951)

Érico Veríssimo:

  • Noite (1954)
  • Gente e Bichos (1956)
  • O Escritor Diante do Espelho (1956)
  • O Senhor Embaixador (1965)
  • O Prisioneiro (1967)
  • Incidente em Antares (1971)

Josué Guimarães:

  • A ferro e fogo, I: tempo de solidão (1972)
  • Depois do último trem (1973)
  •  A ferro e fogo, II: tempo de guerra (1975) 

Simões Lopes:

  • Contos Gauchescos

Agora que você já leu nosso texto, é hora de colocar em prática os seus conhecimentos!

Faça os nossos exercícios sobre os autores gaúchos e depois confira o resultado. Você também pode fazer exercícios sobre escritores gaúchos para completar!

Os 10 exercícios sobre autores gaúchos!

Esperamos que, com esse resumo, tudo tenha ficado mais claro para você. 

Obrigado por ter lido até aqui!

Baixe gratuitamente o Plano de Estudos do Beduka e tenha uma preparação perfeita para o ENEM.

Questão 1- (UFSC-2004

Em relação a Mario Quintana, sua obra e o excerto abaixo, do livro Poemas, é CORRETO afirmar que:

Fere de leve a frase… E esquece… Nada /Convém que se repita… / Só em linguagem amorosa agrada / A mesma coisa cem mil vezes dita.

I. São características de Mário Quintana, entre outras: a natureza pessoal, quase autobiográfica, de sua obra; o cultivo da forma; e o humor.

II. Percebe-se, no excerto acima, uma preocupação metalinguística do autor, que extravasa em alguns poemas suas próprias concepções sobre a poesia.

III. A ideia de o poema ser ‘único’, uma das características da obra de Mario Quintana, está presente no excerto acima.

IV. O texto poético caracteriza-se por apresentar muitas inversões que atendem estilísticamente ao ritmo dos versos. No excerto, por exemplo, a palavra ‘só’ pode ser deslocada: ‘em linguagem amorosa só agrada’, sem alteração de significado.

a) I, II e IV.

b) II e IV.

c) III e IV.

d) I e II.

Questão 2- (UEFJ)

Os poemas

Os poemas são pássaros que chegam

não se sabe de onde e pousam

no livro que lês.

Quando fechas o livro, eles alçam voo

como de um alçapão.

Eles não têm pouso

nem porto;

alimentam-se um instante em cada

par de mãos e partem.

E olhas, então, essas tuas mãos vazias,

no maravilhado espanto de saberes

que o alimento deles já estava em ti…

Mario Quintana

Eles não têm pouso

nem porto (v. 6-7)

Os versos acima podem ser lidos como uma pressuposição do autor sobre o texto literário. Essa pressuposição está ligada ao fato de que a obra literária, como texto público, apresenta o seguinte traço:

a) é aberta a várias leituras

b) provoca desejo de transformação

c) integra experiências de contestação

d) expressa sentimentos contraditórios

Questão 3-  (Universidade Católica de Pelotas) Em relação a Erico Verissimo, todas as alternativas são corretas, exceto:

a) Utiliza a técnica do contraponto, interpretando diversas histórias, influenciado por traduções que realizou da obra de Aldous Huxley.

b) Registra os valores e costumes de uma pequena burguesia que se tornava, pouco a pouco, o setor social mais representativo de Porto Alegre.

c) Em O Tempo e o Vento, o ciclo se dá pela sucessão de duas famílias-chave, os Terra e os Cambará, que se aproximam várias vezes pelo casamento.

d) em Incidente em Antares retoma a temática do interior, agora sob uma perspectiva crítica, refletindo a realidade social e política do Brasil nos anos sessenta.

e) Aborda, em toda sua obra, o caráter materialista da vida, vendo o homem como um produto biológico sujeito inteiramente às pressões sociais e à carga hereditária.

Questão 4 – (UFV) Considere o texto:

“O incidente que se vai narrar, e de que Antares foi teatro na sexta-feira 13 de dezembro do ano de 1963, tornou essa localidade conhecida e de certo modo famosa da noite para o dia. (…) Bem, mas não convém antecipar fatos nem ditos. Melhor será contar primeiro, de maneira tão sucinta e imparcial quanto possível, a história de Antares e de seus habitantes, para que se possa ter uma ideia mais clara do palco, do cenário e principalmente das personagens principais, bem como da comparsaria, desse drama talvez inédito nos anais da espécie humana.” (Erico Verissimo)

Assinale a alternativa que evidencia o papel do narrador no fragmento acima:

a) O narrador tem senso prático, utilitário e quer transmitir uma experiência pessoal.

b) É um narrador introspectivo, que relata experiências que aconteceram no passado, em 1963.

c) Em atitude semelhante à de um jornalista ou de um espectador, escreve para narrar o que aconteceu com x ou y em tal lugar ou tal hora.

d) Fala de maneira exemplar ao leitor, porque considera sua visão a mais correta.

e) É um narrador neutro, que não deixa o leitor perceber sua presença. 

Questão 5- (UPF)

No livro Simões Lopes Neto: regionalismo & literatura, Flávio Loureiro Chaves, ao referir-se ao autor de Contos gauchescos, esclarece: “[…] para o escritor existe um passado heroico e nele o que se encontra ainda é o herói gaúcho, gerado por uma tradição (em parte histórica, em parte literária) […]”.

Com base nessa constatação, pode-se afirmar que a personagem de Contos gauchescos que não se constitui num representante do “herói gaúcho” no livro mencionado é:

a) Blau Nunes, personagem de Trezentas onças

b) o velho Lessa, personagem de Deve um queijo!…

c) Juca Guerra, personagem do conto de mesmo nome

d) o castelhano, personagem de Deve um queijo!…

e) José de Abreu, personagem de O Anjo da Vitória.

  • Nossa! Você já fez metade dos exercícios sobre os escritores gaúchos. Vamos lá!

Questão 6- (ULBRA

“(…) Simões Lopes Neto é considerado o verdadeiro consolidador do regionalismo – ideário iniciado no Romantismo – que procura fixar as diferenças de cada região do país, com suas peculiaridades e idiossincrasias. A obra de João Simões Lopes Neto é composta por apenas três livros de contos e um cancioneiro e apresenta três aspectos importantes, quais sejam: predomínio de fatos históricos do universo gauchesco; linguagem da campanha sulrio- grandense e universalidade dos contos. Sobre o primeiro aspecto, é correto afirmar.

a) Que é uma das brilhantes inovações técnicas de Simões Lopes Neto no contexto da literatura brasileira.

b) Que os relatos de Simões Lopes Neto transcorrem no passado; vários momentos significativos da formação do Rio Grande do Sul servem de pano de fundo para seus contos.

c) Que Simões Lopes Neto fez largo uso do léxico da campanha.

d) Que a linguagem de Blau Nunes é sugestiva em virtude das inúmeras metáforas empregadas.

e) Que há domínio da técnica do conto, e Simões Lopes Neto mantém as histórias nos limites da verossimilhança.

Questão 7- (PUC-PR) Na seguinte narrativa curta de Mário Quintana, podemos observar algumas características da obra do escritor:

História

“Era um desrecalcado, pensavam todos. Pois já assassinara uma bem-amada, um crítico e um amigo. Mas nunca mais encontrou amada, nem crítico, nem amigo. Ninguém mais que lhe mentisse, ninguém mais que o incompreendesse, nem nunca mais um inimigo íntimo…
E vai daí ele se enforcou.”

Selecione a alternativa que melhor descreve as características da obra de Mário Quintana:

a) A destruição indiscriminada, cega e desumana do mundo circundante.

b) Individualismo autêntico e generoso, mas carregado de crítica social.

c) Desconfiança diante das convenções sociais estabelecidas.

d) Visão desencantada, irônica e crítica da humanidade, materializada pela força da palavra poética.

e) Nostalgia e saudade dos objetos antigos e do passado.

Questão 8- (UFRS) Considere as afirmações abaixo.

I     Os Ratos, de Dionélio Machado, é a narrativa, com forte análise psicológica, da trajetória angustiada de Naziazeno na busca desesperada do dinheiro para pagar suas dívidas, revelando o cotidiano mediocrizante da classe média brasileira.

II    O Tempo e o Vento, de Erico Verissimo, é uma narrativa histórica que apresenta a formação social e política do Rio Grande do Sul, através das sucessivas gerações da família Terra Cambará.

III    Através de suas narrativas, Graciliano Ramos revela a realidade do homem nordestino – o sertanejo, em conflito com a sociedade, na busca da sobrevivência – desenvolvendo uma linguagem retórica, carregada de expressões regionalistas, o que confere ao texto um caráter tradicional.

Quais estão corretas?

a) Apenas I

b) Apenas II

c) apenas I e II

d) Apenas II e III

e) I, II e III.

  • Ufa! Agora só faltam mais dois exercícios sobre os autores gaúchos!

Questão 9- (UCS)

Em se tratando de literatura gaúcha, destacam-se o papel de __________, criador do narrador Blau Nunes, um velho que conta com lucidez suas memórias; __________ pela criação de narrativa que conta a saga dos alemães que iniciaram o processo de colonização das terras gaúchas; e, mais recentemente, __________, que, por meio de seus romances, recria aspectos da imigração italiana na serra do Rio Grande do Sul.

Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente as lacunas acima.

a) Simões Lopes Neto – Josué Guimaraes – José Clemente Pozenato

b) Simões Lopes Neto – Luiz Antonio de Assis Brasil – Charles Kiefer

c)  Moacyr Scliar – Charles Kiefer – José Clemente Pozen

d) Josué Guimaraes – Érico Veríssimo – Luiz Antonio de Assis Brasil

e) Cyro Martins – Josué Guimaraes – Sérgio Faraco

Questão 10- (F.C. CHAGAS) Assinale a alternativa que trata de Érico Veríssimo.

a) Sua posição em nossa literatura é marginal. É mais fácil opô-lo aos regionalistas que situá-lo pacificamente, como tem sido feito, entre os intimistas Lúcio Cardoso e Cornélio Pena.

b) Para compor a saga da pequena burguesia gaúcha depois de 1930, o romancista buscou realizar um meio-termo entre a crônica de costumes e a notação intimista.

c) O uso intensivo da metáfora insólita, a entrega do narrador ao fluxo da consciência, a ruptura com o enredo factual têm sido constantes de seu estilo de narrar.

d) A observação do meio regional está no nascedouro do ciclo do misticismo e do cangaço, que abrange os romances Pedra Bonita e Cangaceiros.

e) Caipira de coração e cultura, este juiz e homem público sem mácula consagrou o melhor de seu talento à expressão do meio caboclo, em sua obra-prima de 1920.

  • Parabéns, você fez todos os exercícios sobre os Escritores Gaúchos. Confira agora o Gabarito:

Gabarito dos exercícios sobre os Autores Gaúchos

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: a)  I, II e IV.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: a) é aberta a várias leituras.

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: e) Aborda, em toda sua obra, o caráter materialista da vida, vendo o homem como um produto biológico sujeito inteiramente às pressões sociais e à carga hereditária.

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: c) Em atitude semelhante à de um jornalista ou de um espectador, escreve para narrar o que aconteceu com x ou y em tal lugar ou tal hora.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: d) o castelhano, personagem de Deve um queijo!…

Exercício resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: b) Que os relatos de Simões Lopes Neto transcorrem no passado; vários momentos significativos da formação do Rio Grande do Sul servem de pano de fundo para seus contos.

Exercício resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: d)  Visão desencantada, irônica e crítica da humanidade, materializada pela força da palavra poética.

 Exercício resolvido da questão 8 – 

Alternativa correta: c) apenas I e II

Exercício resolvido da questão 9 –

Alternativa correta: a) Simões Lopes Neto – Josué Guimaraes – José Clemente Pozenato

Exercício resolvido da questão 10 –

Alternativa correta: b) Para compor a saga da pequena burguesia gaúcha depois de 1930, o romancista buscou realizar um meio-termo entre a crônica de costumes e a notação intimista.

Gostou dos nossos exercícios sobre os Autores Gaúchos? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador