GUIA COMPLETO DO FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) permite que os estudantes ingressem na tão sonhada faculdade e se preparem para o mercado de trabalho. Se você ainda não conhece esse programa do governo, esse guia completo irá te ajudar a ficar por dentro. Vamos te falar tudo sobre o fies.

O que é o Fies?

O Fies é um programa criado pelo Ministério da Educação (MEC), em 1999. O programa tem como objetivo financiar o curso superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas, de acordo com a Lei 10.260/2001, que diz:

Art. 1º – É instituído, nos termos desta Lei, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), de natureza contábil, vinculado ao Ministério da Educação, destinado à concessão de financiamento a estudantes de cursos superiores não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério, de acordo com regulamentação própria.  (Redação dada pela Lei nº 13.530, de 2017).

Em 2010, o programa foi reformulado e ampliado, tendo a taxa de juros reduzida de 6,5% para 3,4% ao ano. Além disso, o período de carência passou para 18 meses e o de amortização para três vezes o período de duração regular do curso + 12 meses.

Para os contratos formalizados a partir de 2010, o agente operador passou a ser o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Outra mudança importante foi que o percentual de financiamento subiu para até 100% e as inscrições passaram a ser feitas de forma contínua. Dessa forma, o estudante pode solicitar o financiamento em qualquer momento do ano.

Em 2015, o programa sofreu novas mudanças. Os financiamentos passaram a ter taxa de juros de 6,5% ao ano, para que o programa pudesse ser sustentável e continuar enquanto política pública de inclusão social e acesso ao ensino superior.

A mudança também ocorreu devido às condições do cenário econômico e à necessidade de ajuste fiscal.

Você tem dúvida sobre em qual faculdade fazer seu curso? Acesse beduka.com e busque por curso e cidade e você verá todas as faculdades públicas e privadas que oferecem o curso desejado e detalhes de cada uma.

Como funciona o Novo Fies?

Fundo-de-Financiamento-Estudantil-Fies

O Novo Fies apresenta uma escala de financiamentos que varia de acordo com a renda familiar do estudante. Para abordar tudo sobre o Fies, temos que falar sobre as mudanças

A maior novidade é a possibilidade de juros zero. As mudanças envolvem:

  • Menos juros aos alunos mais necessitados.
  • Maior prazo para pagamento.
  • Maior transparência com as informações e com os parâmetros de reajuste das mensalidades.
  • Implementação de um comitê gestor interministerial.

Para participar é necessário que os estudantes tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) a partir da edição de 2010 e tenham obtido média mínima de 450 pontos. Outro requisito para participar do Fies é não ter zerado a redação do ENEM.

Para ir bem, estude com provas anteriores. Faça o simulado Beduka com as questões dos últimos 6 anos do Enem. É gratuito e você vê seu resultado assim que termina. Também é possível personalizar seu simulado. Faça o teste!

Além disso, os interessados em participar não podem ter obtido o financiamento antes e nem estar em débito com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC).

Tem dúvidas sobre o ENEM? Acesse nosso Guia completo sobre o exame.

Modalidades de financiamento do Fies

Modalidades de financiamento

Não dá pra falar tudo sobre o Fies e não falar de financiamento. Vamos lá? Em 2018, o Fies passou a ter três modalidades de financiamento. Essas modalidades possibilitam juros zero aos que mais precisam e a escala de financiamento varia de acordo com a renda familiar do estudante.

Modalidade I

Essa modalidade oferece juros zero para quem tiver renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa.

O estudante começará a pagar as prestações respeitando seu limite de renda. Dessa forma, os encargos a serem pagos diminuem de forma considerável.

Nesta modalidade o financiamento estudantil é ofertado diretamente pelo governo para o estudante. Por isso, o custo é mais baixo.

Modalidade II

As vagas dessa modalidade são destinadas às regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, com recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento para os estudantes com renda mensal familiar por pessoa de até cinco salários mínimos.

O financiamento é ofertado pelas instituições financeiras, que contam com recursos públicos. Assim, elas oferecem contratos mais baratos que o mercado, apesar de mais caros do que na modalidade I.

Modalidade III

As vagas dessa modalidade são para todas as regiões do Brasil e são oferecidas com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).

É importante lembrar que não é permitido mudar de modalidade ao longo do financiamento, mesmo que a renda familiar do estudante se altere.

Diferença entre Fies e P-Fies

O termo Fies refere-se à modalidade I do novo Fies. Ou seja, é a modalidade que oferece juros zero aos alunos que precisam.

Já o P-Fies é o termo identificador das modalidades II e III do programa. São as modalidades em que condições de concessão de financiamento do P-Fies são definidas entre o banco (agente financeiro operador de crédito), a instituição de ensino superior e o estudante.

Então é só pensar assim:

  • Fies: modalidade I.
  • P-Fies: modalidades II e III.

Como funciona o Fies?

Como obter o financiamento do Fies

O cursos a serem financiados devem ter conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) oferecidos pelas instituições de ensino superior participantes do financiamento.

No site beduka.com, além de você saber tudo sobre o fies, você fica sabendo o conceito que o MEC atribui às faculdade.

Um curso que não possua avaliação no SINAES, mas que, segundo o cadastro do MEC, esteja autorizado para funcionamento, também poderá participar.

As inscrições para concorrer a uma vaga do fundo são feitas apenas pela internet, no site do programa.

Se você for pré-selecionado em alguma das vagas disponíveis, serão solicitadas informações complementares e, se tudo estiver em ordem, será formalizada a contratação do financiamento.

O que é Dilatação Fies?

Se o período do seu financiamento está chegando ao fim, mas você ainda não vai conseguir concluir o curso que está fazendo, então você pode solicitar a Dilatação.

Se o estudante está no último semestre e não vai conseguir concluir o curso dentro do período normal, é possível solicitar a dilatação do prazo para não ficar sem o auxílio.

Esse pedido pode ser feito por até dois semestres consecutivos.

O pedido de dilatação deve ser feito a partir do primeiro dia do último mês do financiamento até o último dia do trimestre referente ao semestre que será dilatado.

Exemplo:

  • Financiamento termina em junho de 2018
  • O prazo começa dia 01/06/2018
  • O prazo termina em 30/09/2018

O processo deve ser feito exclusivamente pelo SisFies. Depois de tudo preenchido, vá até a sua faculdade para validar seu pedido de dilatação.

Depois da validação, é preciso assinar o Documento de Regularidade de Dilatação (DRD).

Em seguida, aguarde o aditamento ser liberado para entrar novamente no SisFies e fazer a validação do seu pedido.

Esse processo deve ser feito para cada um dos dois semestres disponíveis. O prazo para quitação do financiamento segue o mesmo.

Calendário Fies 2019/2

A segunda edição do Fies 2019 já tem datas definidas e edital publicado!

  • Edital: O edital foi publicado no dia 31 de maio.
  • Inscrições: As inscrições estarão abertas do dia 25 de junho a 1 de julho.
  • Resultados: Os resultados serão divulgados no dia 9 de julho.
  • Complementação da Inscrição: A complementação da inscrição para os candidatos pré-selecionados ocorrerá de 15 a 17 de julho.
  • Lista de Espera: de 15 de julho a 23 de agosto.

Quem pode participar do Fies?

Quem-pode-participar-do-Fies

Estudantes do todo o Brasil podem participar se atenderem os seguintes requisitos:

  • Ter feito uma das edições do Enem a partir de 2010
  • Ter média igual ou maior do que 450 pontos
  • Não ter zerado a redação

Entretanto, algumas situações inviabilizam a inscrição. Veja a seguir quem não pode participar do programa:

  • Estudante que não for pré-selecionado no ato da inscrição;
  • Estudante que estiver com matrícula acadêmica em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição;
  • Estudante que já tiver sido beneficiado com financiamento anteriormente — exceto o estudante financiado pelo programa que, mediante requerimento ao Agente Operador do Fundo comprovar o não usufruto do financiamento e o encerramento antecipado do contrato;
  • Estudante que estiver inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC) ou com o Fies;
  • Estudante beneficiário de bolsa integral do Prouni;
  • Estudante beneficiário de bolsa parcial do Prouni em curso ou instituição de ensino superior distintos da inscrição no Fies.

Simulador Fies

Quer saber como vai ficar o seu financimento? Você pode usar o Simulador Fies.

O Simulador Fies é uma ferramenta oferecida pelo próprio programa que possibilita que os candidatos realizem uma simulação do financiamento.

A ferramenta permite fazer o cálculo aproximado da sua dívida futura, além dos recursos mensais que serão necessários para pagá-la. Para fazer a simulação você precisará informar:

  • O semestre desejado para a inscrição no programa
  • A quantidade de semestres do curso desejado
  • A quantidade de semestres já concluídos, caso você já esteja matriculado no curso
  • Se você é bolsista do Prouni
  • A porcentagem de financiamento que você irá solicitar
  • O valor da semestralidade
  • O melhor dia para o vencimento

É importante salientar que o Simulador Fies serve apenas para ilustrar uma situação aproximada de como o seu financiamento ficará.

Ele vai considerar as condições atuais do programa, combinando a data da simulação como a data de assinatura do contrato. Logo, esses dados poderão variar no futuro.

Quer saber os valores das mensalidades das faculdades particulares? Isso é fácil! Acesse o site do Beduka.

Vagas remanescentes

Apenas após o final do processo é possível saber se há vagas remanescentes na modalidade I. Isso porque os candidatos classificados de acordo com o número de vagas do grupo de preferência são pré-selecionados na chamada única.

Os candidatos que não forem pré-selecionados serão automaticamente incluídos na lista de espera. Quem estiver na lista deve acompanhar sua possível pré-seleção na página do Fies Seleção.

O P-Fies (modalidades II e III) não possui lista de espera.

Como funciona a nota de corte do Fies?

Nota de corte do Fies

Abordar tudo sobre o fies envolve falar sobre as notas. A nota de corte é a menor nota que o candidato precisa ter tirado para que fique entre os selecionados.

Ela é calculada baseada no número de vagas e no total de candidatos inscritos no mesmo grupo de preferência. A nota de corte poderá ser consultada no site Fies Seleção.

Atenção: a nota de corte não garante a pré-seleção no processo seletivo. Ela serve apenas como referência para que o candidato monitore sua inscrição.

É possível acompanhar a nota e alterar o grupo de preferência, assim como suas opções de curso, até o encerramento das inscrições. A inscrição validada é a última confirmada pelo candidato.

Por falar em nota de corte, há também as notas do Sisu e do ProUni. Ambas você confere no site do Beduka.

Como ver os resultados do Fies?

Os resultados podem ser acompanhados pela página do Fies Seleção. A relação dos candidatos selecionados será publicada na página na data prevista no Edital.

Você também pode entrar em contato com a instituição de ensino que optou no ato da inscrição.

Complementação de Informação

Após fazer a inscrição, você deverá acompanhar a divulgação dos resultados da pré-seleção no SisFies. Se você passar na pré-seleção, siga o passo a passo abaixo:

  1. Acesse o SisFies em clique em “Complementar Minha Inscrição”
  2. O sistema abrirá uma tela com o detalhamento do curso.
  3. Informe o valor da semestralidade do curso desejado, bem como o valor a ser financiado no semestre com recursos do programa. Confira os dados, depois clique em “gravar” e “avançar”.
  4. A próxima tela é para realizar a simulação do financiamento na modalidade Fies (modalidade I). Depois de fazer a simulação, clique em “avançar”.
  5. Em seguida, você deverá informar o estado, município e agência da Caixa Econômica Federal onde deseja contratar o financiamento.
  6. Depois, escolha a modalidade de fiança. Você poderá optar pelo Fundo garantidor se sua renda familiar per capita mínima for igual ou inferior a 1,5 salário mínimo, se o curso escolhido for de licenciatura, e se for bolsista parcial do Prouni no mesmo curso a ser financiado.
  7. Na tela “Conclusão da Inscrição”, marque as caixas declarando estar ciente dos prazos e procedimentos do programa. Informe o código de verificação e clique em “Concluir”.
  8. Por último, a tela “Seguros” solicitará a escolha de uma das seguradoras e o preenchimento de um formulário da mesma. O seguro é obrigatório para o financiamento.
  9. Gere o Comprovante para Comparecimento à CPSA e finalize o cadastro.

Ainda não sabe o que é SisFies? Confira aqui.

Formalizar a contratação

Depois que você complementar sua inscrição, é necessário validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) em sua instituição de ensino.

Esse procedimento deverá ser feito em até 10 dias contados a partir do dia seguinte à realização de sua inscrição.

Depois que as informações forem validadas, o estudante e os possíveis fiadores (no caso das modalidades II e III) deverão comparecer a um agente financeiro do Fies em até dez dias contados.

Esses dias são contados a partir do terceiro dia útil seguinte à validação feita pela CPSA.

Se a documentação estiver em ordem com as normas de contratação, o financiamento será formalizado.

Contratando o financiamento

Contratando o financiamento

Depois que todas as etapas do processo de inscrição forem realizadas, o candidato deve ir até a agência do banco escolhido para formalizar o contrato. O prazo para fazer isso é de 10 dias após a inscrição no SisFies.

Para contratar o financiamento é necessário ter um fiador. Esta é uma das informações mais importantes deste artigo com tudo sobre o Fies. Mas o fiador não pode ser:

  • Cônjuge ou companheiro(a) do estudante
  • Estudante beneficiário do Programa de Crédito Educativo (PEC/CREDUC) – a menos que já tenha quitado o financiamento
  • Cidadão estrangeiro – exceto cidadão português que possua os benefícios do Estatuto da Igualdade;
  • Estudante com financiamento vigente no Fies

Também é necessário escolher o tipo de fiança.

Tipos de fiança

  • Fiança Convencional

A fiança convencional é feita por até 2 fiadores com renda igual ao dobro do valor da mensalidade paga pelo estudante.

Se o estudante for beneficiário do Prouni, a renda do(s) fiador(es) deverá ser igual à parcela mensal da semestralidade.

  • Fiança solidária

A fiança solidária deverá ser feita na mesma agência do agente financeiro escolhido. Pode ter de 3 a 5 participantes sem a necessidade de comprovação de rendimentos.

Eles devem ser da mesma instituição de ensino e do mesmo local de oferta do curso. Não podem ser do mesmo grupo familiar e ficarão restritos a oferecer essa modalidade a apenas um grupo.

Tanto para a fiança convencional quanto para a solidária, os contratos terão como garantia colateral o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC).

Em caso de inadimplência com as parcelas do financiamento, os fiadores e o FGEDUC serão convocados para honrar a dívida.

Documentos necessários

Documentos-para-o-Fies

Os documentos necessários para o contrato são:

  • Documento de identificação oficial com foto
  • CPF
  • Comprovante de residência
  • Documento de Regularidade de Inscrição (DRI) emitido pela CPSA

Outros documentos que podem ser solicitados ao contratante:

  • Documentos do representante legal, caso o estudante seja menor de 18 anos;
  • Certidão de casamento, CPF e documento de identificação do cônjuge;
  • Termo de concessão de bolsa parcial do Prouni.

Documentos necessários para o fiador:

  • Documento de identificação oficial com foto
  • CPF
  • Comprovante de residência
  • Comprovante de rendimentos em caso de fiança convencional
  • Certidão de casamento, CPF e documento de identificação do cônjuge

Não adianta saber tudo sobre o Fies e esquecer os documentos, hein?

Leia nosso texto detalhado sobre os documentos para o Fies.

Regras do financiamento

As taxas de juros do Novo Fies variam de acordo com as modalidades. Para a Modalidade I, a taxa é zero. Para os estudantes financiados pelas Modalidades II e III, a taxa variará de acordo com o banco.

Durante a realização do curso, o estudante deverá pagar mensalmente o encargo operacional fixado em contrato. Este pagamento será feito diretamente à instituição financeira encarregada como Agente Operador.

O pagamento do seguro de vida também deverá ser pago durante todo o financiamento ou durante a realização do curso.

O pagamento do saldo devedor (amortização) será iniciado a partir do primeiro mês após a conclusão do curso, se o usuário possuir renda.

Nesse caso, a parcela devida será descontada na fonte e dentro do limite dos percentuais previstos em portaria.

O cálculo é feito sobre o maior valor entre o pagamento mínimo e o resultante da aplicação do percentual mensal vinculado à renda ou aos lucros mensais brutos do estudante.

Se o estudante não tiver renda quando começar a fase de amortização ou em qualquer momento ao longo dessa fase, o financiamento será pago em prestações mensais com o valor do pagamento mínimo, de acordo com as regras do programa.

O estudante poderá fazer o pagamento do saldo devedor de forma voluntária antes da conclusão do curso.

O prazo máximo para o pagamento do curso é estimado em catorze anos. Isso porque as condições de pagamento respeitam a capacidade do estudante.

Aditamento Fies

O aditamento Fies, ou acréscimo, da renovação semestral dos contratos deve ser realizado pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies). A solicitação é feita pela CPSA e confirmada eletronicamente pelo estudante financiado.

Após a solicitação pela CPSA, o estudante precisará verificar se as informações inseridas no SisFies estão corretas, e:

  1. Em caso positivo, confirmar a solicitação de aditamento em até 20 dias contados a partir da data de conclusão da solicitação. Em seguida, deve comparecer a CPSA para retirar uma via do Documento de Regularidade de Matrícula (DRM), devidamente assinada pelo presidente ou vice-presidente da Comissão.
  2. Em caso negativo, rejeitar a solicitação de aditamento e entrar em contato com a CPSA para corrigir as informações e solicitar que o processo seja reiniciado.

O aditamento é feito pelo site do programa.

Como funciona o pagamento do boleto?

O boleto do Fies é enviado para a residência do estudante e o pagamento ocorre 3 vezes ao ano. Eles chegam pelos Correios com 10 dias de antecedência da data de vencimento.

Caso o boleto não chegue, é necessário que o estudante acesse o site oficial da Caixa e solicite a 2ª via utilizando seu número de CPF.

Se o financiamento for realizado pela Caixa Econômica, o pagamento pode ser feito em lotéricas ou em um correspondente bancário como o Banco do Brasil.

Se for de outra instituição financeira, é só ir a uma agência desta instituição. O pagamento também pode ser feito através de débito automático para quem tem conta corrente no banco.

Para pagar boleto atrasado, é necessário corrigir o dia em que será pago fazendo a 2ª via.  Depois, será necessário ir até uma instituição bancária pessoalmente para realizar o pagamento no caixa.

Haverá o acréscimo de juros de acordo com as regras do financiamento.

Prouni ou Fies: qual é o melhor?

O Programa Universidade Para Todos (Prouni) é um programa do Governo Federal que oferece bolsas de estudos em instituições privadas.

Se você conseguir uma bolsa parcial (50%) pelo Prouni, mas não tiver condições de pegar a outra metade da mensalidade, poderá utilizar o Fies para financiar essa parte.

Para isso, é necessário que a instituição de ensino e o curso para o qual você foi selecionado tenham ofertas de vagas para financiamento e que você seja aprovado no processo seletivo do Fies.

É importante lembrar que não é permitido que o aluno use a bolsa de estudos do Prouni e o financiamento do Fies ao mesmo tempo em instituições de ensino diferentes.

Quer saber mais sobre o Prouni? Leia nosso Guia completo sobre o programa. Além de falar tudo sobre o Fies, falamos tudo sobre o Prouni. Não deixe de conferir.

O que é a CPSA?

A Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) é um departamento presente nas instituições de ensino superior que aderem ao Fies.

Ela é composta por cinco membros: dois representantes da instituição de ensino, dois representantes da entidade máxima de representação estudantil da instituição e um representante do corpo docente também da instituição.

A comissão é responsável por acompanhar o processo de financiamento do estudante. É seu papel validar as informações prestadas pelo estudante no ato da inscrição.

Também é responsável por dar início ao processo de aditamento de renovação dos contratos de financiamento.

Sobre o Beduka   

Somos uma startup mineira, criada em Junho/17, e disponibilizamos uma plataforma 100% gratuita para estudantes que buscam por uma faculdade.

Nossa missão é ajudar o estudante a encontrar a faculdade ideal para a sua realidade, considerando critérios como preço, localização, reputação e outros.

Digitando apenas o curso e a cidade, o Beduka apresenta a relação de todas as faculdades (privadas e públicas) da região. Rapidamente é possível ter acesso aos diferenciais de cada uma, localização, preços das mensalidades, datas dos vestibulares, nota do MEC, bolsas disponíveis, opiniões de alunos, salário médio das profissões e muito mais. As opções de filtro e ordenação permitem ainda maior agilidade nesse processo.

Disponibilizamos ainda vários canais complementares para ajudar o estudante no processo de escolha e construção do seu futuro profissional, como o nosso Blog, Simulado do Enem e Vídeos sobre as Profissões.

Gostou desse artigo com tudo sobre o Fies? Não deixe de seguir o Beduka no Facebook e no Instagram. Assim você não perde nada! 🙂

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador