Literatura

O que é versificação? Entenda sobre versos, estrofes e muito mais!

Como fazer versificacao Definicao tipos diferença entre versificacao e metrificacaoComo fazer versificacao Definicao tipos diferença entre versificacao e metrificacao

A explicação sobre a versificação é bastante simples, nada mais é que o ato de fazer versos. Por sua vez, os versos são frases curtas, linhas breves. Quando essas linhas se unem formam as estrofes, eis então o poema. Eles podem ser livres ou repletos de métricas. Muita informação? Que nada! Relaxe e leia esse artigo sobre como fazer versificação para entender tudo sobre isso .

Quer seguir diretamente para alguma parte? Clique em um dos tópicos abaixo:

Quando você entender tudo sobre versificação, coloque em prática todo seu conhecimento com O Melhor Simulado Enem do Brasil!

O que é versificação e como produzi-la?

A versificação é o pontapé inicial da produção poética. Trata-se da arte de escrever versos. Eles são frases curtas, as linhas que constituem um poema

Quem nunca ouviu falar que “Amor é fogo que arde sem se ver” ou que “É ferida que dói e não se sente”? São dois versos famosíssimos pertencentes a Camões. Agora, você pôde perceber na prática o que queremos dizer quando definimos versos como frases curtas.  

É exatamente assim que vai se estruturando o processo de como fazer versificação, é só ir escrevendo essas linhas breves e cheias de emoção. Vamos prosseguir!

O que é Estrofe?

Se acrescentarmos aos versos citados no tópico anterior, mais “É um contentamento descontente” e “É dor que desatina sem doer” teremos um conjunto formado por quatro versos, as estrofes. Todo esse processo é parte fundamental de como fazer versificação.

Essas frases poéticas são colocadas uma abaixo da outra resultando em  agrupamentos, isso define o que são estrofes. Um belo arranjo de versos.

Como as métricas e as rimas entram no processo de versificação?

Como o próprio nome já nos diz, a métrica remete a metro. É como colocar uma régua nos versos, só que nesse caso o que nos interessa são as sílabas poéticas. 

Ela se inclui nas análises estruturais (entender os elementos técnicos, como métrica e a rima). Também aparecem demais nas provas de concursos e no Enem,  além disso colaboram na hora da interpretação.

Caso você queira se aprofundar nessas estruturas mais rígidas e pré-definidas, é só acessar nosso artigo de exercícios exclusivo sobre isso:

Quanto às rimas, mais a frente você verá um tópico sobre elas. São mais fáceis de entender do que as métricas e diferente delas também podem ser elaboradas de forma mais intuitiva que pensada.

O que é musicalidade, sonoridade e ritmo?

A musicalidade refere-se a algo que é musical, que tem características musicais. Portanto, em relação ao gênero textual poema, sinaliza seu caráter musical.

Já a sonoridade refere-se ao som, ou seja, as rimas são criadas para que um poema tenha um som agradável.  E, o ritmo é uma alternância desses sons, digamos que ele que dá gingado ao poema.

Essas definições são cruciais para aprender a como fazer versificação, vale a pena ficar atento! 

Quais são os tipos de versos?

Após essa leitura inicial, inconscientemente já aprendemos as definições que serão apresentadas adiante. Ou seja, vimos que há versos metrificados e com rimas, que há aqueles só com rimas e sem métricas.

E ainda há os livres! Sentimento por si só, isto é, sem se ater às regras.

Dê uma olhada nas definições a seguir:

  • regulares: com métrica e rima;
  • brancos: com métrica e sem rima;
  • livres: podem ser sem métrica e sem rima, mas o que conta mesmo é a não obrigatoriedade.

Recapitulando…

As estrofes são como parágrafos, só que não têm períodos longos e compostos (aquele que produzimos em redações como a do Enem). Os versos são as frases curtas e diretas que a compõem.

Quais são os tipos de métricas ou classificações dos versos?

Vimos no tópico anterior que as métricas de um poema são feitas a partir da contagem das sílabas poéticas. Essas sílabas constituem os versos de um poema.

Como muitas produções que se tornaram clássicos da literatura possuem métrica, não há como fugir disso na hora de estudar a respeito de como fazer versificação. Por isso, preparamos este tópico para você!

Veja a seguir os tipos de métricas que também podem ser definidas como as classificações dos versos:

  • Monossílabo – verso que possui uma sílaba poética
  • Dissílabo – verso que possui duas sílabas poéticas
  • Trissílabo – verso que possui três sílabas poéticas
  • Tetrassílabo – verso que possui quatro sílabas poéticas
  • Pentassílabo – verso que possui cinco sílabas poéticas
  • Hexassílabo – verso que possui seis sílabas poéticas
  • Heptassílabo – verso que possui sete sílabas poéticas
  • Octossílabo – verso que possui oito sílabas poéticas
  • Eneassílabo – verso que possui nove sílabas poéticas
  • Decassílabo – verso que possui dez sílabas poéticas
  • Hendecassílabo – verso que possui onze sílabas poéticas
  • Dodecassílabo – verso que possui doze sílabas poéticas

Exemplos de versos com a devida resolução da divisão silábica

Para que você possa entender melhor como fazer versificação com métricas e identificá-las de modo super rápido, selecionamos um Cordel Heptassílabo. Veja:

“Naquela noite as estrelas

com uma luz purpurina

parecia iluminar

a mais escura campina

transformando aquilo ali

numa miragem divina.”

Para facilitar a contagem, fizemos a divisão silábica por meio de barras. Observe a seguir:

Na/ que/ la/ noi/ teas/ es/ trelas =7

com u/ ma/ luz/ pur/ pu/ rina = 7

pa/ re/ ci/ ai/ lu/ mi/ nar = 7

a/ mais/ es/ cu/ ra/ cam/ pina = 7

trans/ for/ man/ doa/ qui/ loa/ li = 7

nu/ ma/ mi/ ra/ gem/ di/ vina = 7

Agora, analisaremos um eneassílabo, com as sílabas poéticas também demarcadas com barras. É importante que você preste bastante atenção, pois vai ajudar na hora de praticar e distinguir como fazer versificação com métricas.

Às/ ve/zes/, ne/ssas/ noi/tes/ fri/as/ e e/ne/voa/das (12 sílabas poéticas)

On/de o/ si/lên/cio/ nas/ce/ dos/ ruí/dos/ mo/nó/to/nos/ e/ man/sos (16 sílabas poéticas)

E/ssa es/tra/nha/ vi/são/ de/ mu/lher/ cal/ma (10 sílabas poéticas)

Sur/gin/do/ do/ va/zio/ dos/ meus/ o/lhos/ pa/ra/dos (12 sílabas poéticas)

Vem/ es/piar/ mi/nha i/mo/bi/li/da/de. (9 sílabas poéticas)

A esposa, Vinicius de Moraes.

Para finalizar, veja o poema a seguir, ele é formado por versos tretassílabos.

Agora, observe versos 

Ó / mi/ nha a / ma/ da

Que o / lhos / os/ teus

São/ cais/ no/ tur/ nos

Chei / os/ de a/ deus

São/ do/ cas/ man/sas

Tri/ lhan/ do /lu/ zes

Que/ bri/ lham/ lon/ ge

Lon/ ge /nos/ breus…

 “Olhos da Amada”, Vinicius de Moraes.

Não podemos encerrar essa parte do artigo sobre como fazer versificação sem mencionar que nem sempre as sílabas poéticas irão coincidir com a divisão silábica gramatical (aquela que aprendemos na escola). Elas possuem particularidades.

São duas as condições essenciais que você precisa saber para facilitar e não errar em uma questão do Enem. Veja – as:

  • Só se conta até a última sílaba tônica 
  • Vogal não forma sílaba poética sozinha.

Ah! Não poderia deixar de te perguntar. Sabe como se chama o ato de contar as sílabas poéticas de um poema?

Escansão! Parece bobo, mas sempre aparece essa definição nas alternativas de uma questão.

O que são rimas e quais seus tipos?

É um recurso de combinação melódica e rítmica entre o final das palavras que finalizam os versos. Isso quer dizer que esses finais irão combinar para dar ritmo à leitura, como nas palavras cedeste e sofreste

Devido ao fato de a maioria dos versos serem produzidos, ainda que intuitivamente, para ter rimas, precisamos dar uma atenção especial para essa parte de como fazer versificação. Aqui, teremos uma espécie de arranjo sonoro com interligação de melodia e ritmo.

A seguir, veja quais são os tipos de rima.

  • rica: entre palavras de diferentes classes gramaticais;
  • pobre: entre palavras com a mesma classe gramatical;
  • externa: ocorre no final dos versos;
  • interna: rima entre a palavra final de um verso e outra do interior do verso seguinte;
  • emparelhada: AABB;
  • alternada ou cruzada: ABAB;
  • interpolada ou oposta: ABBA;
  • mista: variados tipos de combinação.
  • aguda: entre palavras oxítonas, ou monossílabas tônicas;
  • grave: entre palavras paroxítonas;
  • esdrúxula: entre proparoxítonas;
  • perfeita: igualdade total entre sons vocálicos e consonantais;
  • imperfeita: semelhança parcial de sons.

Antes de continuarmos, você sabe o que significa ABAB? É simples, são letras escolhidas para simbolizar as rimas. Ou seja, ao invés de colocar as palavras que estão rimando na definição, serão colocadas letras para informar suas posições.

Exemplo:

Minha desgraça, não, não é ser poeta, (A)

Nem na terra de amor não ter um eco, (B)

É meu anjo de Deus, o meu planeta (A)

Tratar-me como trata-se um boneco (B)

O (A) aparece duas vezes, simbolizando as palavras poeta e planeta. Já o (B) também aparece duas vezes e refere-se às palavras boneco e eco. Perceba que são rimas alternadas representadas pelas letras A e B.

Um dos tipos acima pode ser considerado o mais utilizado, mais simples também. É a rima externa, aquela que ocorre no final dos versos. Veja o exemplo:

“O poeta é um fingidor.

Finge tão completamente

Que chega a fingir que é dor

A dor que deveras sente.”

Trecho do poema “Autopsicografia”, de Fernando Pessoa.

E lembre-se! Consultá-las na hora de resolver os exercícios de versificação é uma excelente forma de memorizar.

Agora, se você tiver interesse em saber mais sobre poemas , temos outros artigos completos a respeito do assunto. Veja – os:

Gostou do nosso artigo sobre versificação? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Você já tem certeza da profissão que quer seguir pelo resto da vida? É muito tempo, né? O  Raio X do Beduka pode te ajudar a escolher o caminho certo, sem perder tempo! É mais que um teste vocacional, através dele você vai poder se conhecer e se planejar melhor. Isso fará toda a diferença!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Redação Beduka
Redação Beduka
Este conteúdo foi criado e validado por uma equipe multidisciplinar, formada por especialistas em cada área do conhecimento. O Beduka está presente no Instagram, YouTube, LinkedIn e em diversos outros ambientes digitais. O site foi criado em 2017 e, desde a sua fundação, atua para fornecer materiais de qualidade para facilitar a vida de estudantes de todo o Brasil, ajudando-os a se preparar para os principais vestibulares e o Enem.