Literatura

Resumo de Hamlet de William Shakespeare. Veja a análise e curiosidades importantes!

Resumo de Hamlet completo!Resumo de Hamlet completo!

Hamlet é a obra de Shakespeare que mais ganhou destaque. A tragédia é baseada num príncipe que busca vingar a morte de seu pai, com uma densa narrativa reflexiva sobre conflitos de família, amores, loucura e sanidade, filosofia, poder, moralidade e todas as circunstâncias da condição humana. Por sua complexidade temática, ganhou destaque mundial e seu legado permanece até os dias de hoje! Não perca o resumo de Hamlet!

 Neste artigo com o resumo de Hamlet, você encontrará:

  1. Informações gerais: ficha técnica e curiosidades 
  2. Resumo de Hamlet : personagens e história (enredo inicial, desenvolvimento e desfecho)
  3. Análise da obra Hamlet
  • Estudando para as provas? Conheça nosso Simulado gratuito, que pode ser personalizado com as matérias que você mais precisa!

Hamlet – Informações gerais

É importante, principalmente se você não tiver muito tempo para ler a obra completa, conhecer e se recordar dos aspectos técnicos, que podem te guiar na leitura do resumo de Hamlet!

Ficha técnica:

Título: Hamlet (abreviação do original: “A tragédia de Hamlet, príncipe da Dinamarca”)

Título original: The Tragedie of Hamlet, Prince of Denmarke

Autor: William Shakespeare

Ano de escrita: Entre 1599 e 1601

Nacionalidade: Britânico

Gênero textual: Peça de teatro

Curiosidades sobre Shakespeare e sua obra Hamlet

Resumo-de-Hamlet-personagem-principal-olhando-para-caveira-e-pensando-ser-ou-não-ser-eis-a-questão
  • É nesta obra que Shakespeare escreveu a célebre frase “Ser ou não ser, eis a questão”; conhecida mundialmente junto à cena do rapaz olhando para uma caveira e refletindo sobre os dilemas da vida! Lendo o resumo de Hamlet você entenderá o porquê dessa frase!
  • Shakespeare dedicou-se a estudar latim e literatura por muitos anos. Resultado: mais de 70% da obra está escrita em versos (como poemas e diálogos) e mais de 20% em prosa. Uma estrutura muito curiosa!
  • A peça é a mais longa composta por Shakespeare. Uma encenação comum costuma durar cerca de 2 horas, contudo, esta peça é composta por 5 atos e quase 30 mil palavras, o que equivaleria a uma peça de um pouco mais de 4 horas!
  • Não está situada especificamente em um movimento literário. A princípio, não ganhou muito destaque, mas, anos depois, com a chegada do Romantismo, as obras de Shakespeare se consolidaram mundialmente.
  • Acredita-se que a primeira companhia de teatro de Shakespeare iniciou escrevendo obras inspiradas em contos anglo-saxões antigos. Assim, existem várias “versões primitivas” com esse enredo, que são a base desta produção final e oficial.

Resumo de Hamlet e personagens

Conhecendo brevemente os personagens, o contexto e o autor, poderemos ler o resumo de Hamlet com melhor entendimento! Fique atento, memorize os nomes e volte sempre para consultar, pois a trama é complexa!

Veja:

Principais personagens

  • Hamlet: O protagonista, príncipe da Dinamarca, filho do falecido Rei Hamlet. É sobrinho do Rei Cláudio, filho de Gertrudes e apaixonado por Ophélia. Um personagem receoso que fez de sua vida uma busca para responder ao assassinato de seu pai.
  • Fantasma do Rei Hamlet: aparece para o príncipe Hamlet, seu filho, para falar que foi envenenado por Cláudio e exige vingança.
  • Cláudio: O atual Rei da Dinamarca, tio do príncipe Hamlet e principal suspeito da morte de seu irmão, o Rei Hamlet. Casa-se com Gertrudes e é descrito como um homem astuto e ávido por poder. 
  • Gertrudes: Rainha da Dinamarca, esposa do falecido Rei Hamlet e mãe do príncipe Hamlet. Casa-se com seu cunhado, Cláudio.
  • Polônio: É o primeiro-ministro, conselheiro do Rei Cláudio, braço direito e sempre presente para apoiá-lo.
  • Ofélia e Laertes: filhos de Polônio. Ofélia é apaixonada pelo príncipe Hamlet e Laertes estava em outra cidade, mas volta para compor a trama.

Enredo Inicial

Resumo-de-hamlet-cena-em-que-o-príncipe-Hamlet-encontra-o-fantamas-de-seu-pai-Rei-Hamlet

No contexto anterior às primeiras cenas, o Rei Hamlet da Dinamarca morre sem que ninguém saiba a causa. Este rei possuía um filho chamado Hamlet, uma esposa chamada Gertrudes e um irmão chamado Cláudio.

Com a morte do Rei Hamlet, Cláudio casa-se com Gertrudes e se torna tio-padrasto do Príncipe Hamlet, além de Rei da Dinamarca. Tudo em menos de 2 semanas.

A cena começa com Horácio, um amigo do príncipe, vendo o fantasma do falecido rei pelo castelo. Corre para avisar Hamlet que, na noite seguinte, encontra o fantasma do pai. O fantasma diz ter sido assassinado por Cláudio e pede vingança. Hamlet manda que Horácio guarde segredo sobre o que viram.

Com base nisso, o príncipe começa a viver uma crise interior, ética e moral, a respeito do quão virtuoso seria cometer essa vingança. Traça planos para investigar a morte enquanto finge-se de louco para ter êxito.

Além disso, Hamlet é apaixonado por Ofélia e vice-versa. Ela é filha de Polônio e irmã de Laertes. Polônio era braço direito de Cláudio e nunca incentivou o casal, pois acreditava haver incompatibilidade por Hamlet ser herdeiro do reinado e Ofélia ser uma simples filha de conselheiro.

Desenvolvimento

Em meio a aparente loucura de Hamlet, Cláudio pede que Polônio comece a investigar o caso, acreditando que era devido à proibição do amor entre Ofélia e o príncipe. 

Ao mesmo tempo, chega um companhia de teatro ao reinado e Hamlet combina com os atores que estes deveriam encenar uma peça na qual o irmão de um Rei o mata. A encenação ocorreu e, ao final, Cláudio saiu imediatamente do local. Diante disso, Hamlet teve certeza que ele era culpado e se viu obrigado a seguir com a vingança.

Hamlet vai atrás de Cláudio para matá-lo mas desiste ao ver que este estava rezando e prefere vingar-se mais tarde. Depois, o príncipe tenta conversar com sua mãe, Gertrudes, acusando-a de infidelidade ao falecido pai. Logo escuta um barulho atrás da cortina e percebe que estava sendo espionado. Acreditando ser Cláudio, mata o homem e depois vê que era Polônio.

Cláudio decide mandar Hamlet em exílio para Inglaterra. Contudo, o navio que Hamlet estava é atacado por piratas. Sendo rico, o príncipe oferece um amontoado de dinheiro para que os piratas levem-no de volta ao seu reino. Neste ponto, já não se sabe mais se a loucura de Hamlet é fingida ou se tornou real.

Diante da morte do pai, da loucura de Hamlet, e da incorrespondência; Ofélia começa a ficar depressiva e o enredo sugere que ela se suicidou. Laertes fica sabendo da morte do pai e da irmã, e sai de onde estava em direção ao castelo para vingá-los.

Desfecho de Hamlet

Resumo-de-Hamlet-desfecho-da-obra-todos-os-personagens-principais-morrem-no-duelo-final-1

O Rei Cláudio tenta mediar a situação propondo uma batalha de esgrima entre Hamlet e Laertes. Contudo, vendo o sobrinho louco, arquitetou duas formas de matá-lo: primeiro colocou veneno na ponta da espada de Laerte, se ferisse Hamlet, este morreria em pouco tempo. Depois, colocou veneno na taça que Hamlet beberia para brindar, caso vencesse.

No meio da batalha, Gertrudes acaba bebendo um pouco da taça com veneno que estava separada para Hamlet e, logo depois, Laerte consegue ferir Hamlet. Contudo, segundos depois há uma troca de espadas na luta e Hamlet fere Laerte com a espada envenenada. 

Quando todos os afetados começam a desfalecer, Hamlet percebe a emboscada e obriga Cláudio a beber o restante de veneno na taça. Assim, como uma típica tragédia, todos os personagens principais terminam mortos!

Análise de Hamlet – Shakespeare

Esta peça de Shakespeare tornou-se mundialmente famosa não só pela sua elaborada estrutura ou trágico enredo, mas principalmente pelo modo como foi elaborada.

Ao escrevê-la, Shakespeare explora profundamente a condição humana. Trata de temas polêmicos e relevantes em todas as épocas e sociedades: corrupção, traição, incesto, vingança e moralidade.

Além disso, o faz por meio de uma longa análise filosófica e psicológica do comportamento, expondo cada sentimento e pensamento do protagonista.

Assim, utilizando-se de uma rica expressão literária e demonstrando domínio da escrita, brinca entre os limites da sanidade e da sandice, comunicando-se com o leitor, causando nele muitas impressões e reflexões.

Para além do efeito de interlocução e introspecção, ele utiliza raciocínios aplicáveis até hoje, trazendo um ar de atemporalidade e fazendo com que a obra atravesse séculos.

Gostou do nosso artigo com o resumo de Hamlet? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

12 Comentários

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador