FilosofiaMatérias

O que é Mitologia? Entenda tudo sobre este conceito

o que é mitologiao que é mitologia

A palavra mito é vista muitas vezes como sinônimo de história falsa. Mas ela se refere a algo muito diferente disso. Com este artigo você aprenderá o real significado de mito e entenderá de uma vez por todas o que é mitologia.

Neste texto sobre o que é mitologia, você encontrará os tópicos abaixo. Se quiser, clique em um deles para ir diretamente ao conteúdo:

Quando você terminar a leitura sobre o que é mitologia, que tal testar seus conhecimentos no Melhor Simulado Enem do Brasil?

O que é mitologia?

Mitologia é o termo utilizado para se referir tanto ao conjunto de mitos de uma determinada cultura, quanto ao estudo que se faz deles

Deste modo, existe a ciência da mitologia comparada. Ela estuda as semelhanças e conexões entre os mitos de variadas culturas. Dá-se o nome de mitologia romana ao sistema de mitos originários de Roma.

O estudo da mitologia permite acessar a forma como os povos antigos explicavam a vida, a própria origem, a situação na qual a sociedade se encontrava, seja ela qual fosse. Ou seja, acessar a forma que eles tinham para dar sentido à sua existência.

A mitologia estava presente até nas obras que pretendiam ser mais afastadas das tradições, como a História e a Filosofia. Heródoto, por exemplo, dá o nome das musas às suas histórias, e Platão usava o mito para explicar a origem da escrita.

Bom, você já deve ter percebido que o mito é uma parte central para entender o que é mitologia, e que o termo não se refere simplesmente a uma mentira que alguém te contou, né?

Pois então, logo abaixo você conhece o que essa palavra realmente significa.

O que é mito?

A palavra mito, tem raiz no termo grego mythos, que significa narração, discurso, fábula. O mito é uma história sagrada, de caráter simbólico, que explica a origem das coisas através da ação das personagens.

O mito está sempre ligado ao espaço e ao tempo que vive uma sociedade, e pode sofrer alterações na medida em que a estrutura social muda. Está também ligado ao rito, que é a ação religiosa realizada com base no mito.

Em geral, os mitos têm elementos sobrenaturais compondo sua trama, como deuses, semi-deuses e gigantes. Foram bastante explorados pela arte dos antigos. O teatro grego e os poemas hindus são textos que usam os mitos tradicionais destes povos como pano de fundo.

O mito, portanto, não é uma mentira, uma história falsa, mas uma chave de compreensão da realidade. Os gregos, por exemplo, explicavam as estações do ano por meio de um mito: rapto de Perséfone.

Quais são os tipos de mitos?

Há diversos tipos de mitos, mas os principais são os cosmogônicos, os teogônicos e os fundadores.

  • Cosmogônicos: São os mitos que descrevem a origem do mundo e a ordem que há nele.
  • Teogônicos: São os mitos que contam a origem dos deuses a partir de seus pais.
  • Fundadores: São os mitos sobre a origem de uma determinada comunidade ou cerimônia.

Como dito acima, os mitos fazem parte da vida de diversos povos. Por isso, para cada povo haverá um conjunto de narrações que os ajudam a entender a realidade através dos símbolos. Cada povo tem, portanto, sua mitologia.

As mitologias mais conhecidas são:

  • Mitologia Grega
  • Mitologia Romana
  • Mitologia Egípcia
  • Mitologia Nórdica
  • Mitologia Celta
  • Mitologia Mesopotâmica

O Brasil é um país de tradição Ocidental, mas os povos africanos e nativos contribuíram bastante para sua formação. 

Por isso, as mitologias que mais influenciaram seu povo foram a greco-romana, a tupi-guarani e as de diversos povos da África, como os Iorubá.

Exemplos de Mitos 

O retorno de Perséfone
O retorno de Perséfone

Como falamos acima sobre o mito de Perséfone, vamos usá-lo aqui como exemplo, mas lembrando que ele é um entre outros inumeráveis.

Vamos lá!

Perséfone era filha de Deméter, a deusa da agricultura, e Zeus, o senhor dos céus. Moça de excelente beleza, foi cortejada por diversos deuses, mas sua mãe rejeitou todos os presentes que lhe foram oferecidos pela filha e a manteve sempre longe deles.

Porém, ao colher flores acompanhada de ninfas, Hades, o senhor do submundo, a viu e se encantou. Como Deméter recusava-se a dar a filha em casamento a alguém, ele a raptou, abrindo um buraco na terra, que engoliu Perséfone.

Deméter ficou desesperada. Procurou pela filha durante nove dias, mas sem sucesso. Por isso, relaxou nos seus deveres de deusa, o que fez a terra ficar estéril. Não obtendo resposta sobre o paradeiro de Perséfone, perguntou ao sol, que a informou do rapto.

Hermes foi buscar Perséfone no reino de Hades, mas como ela comeu sementes de romãs dadas pelo deus, estava presa ao submundo para sempre. Então um acordo foi feito, em que metade do ano ela ficaria com a mãe e a outra metade com o marido.

Quando Perséfone estava com a mãe, esta ficava alegre e o mundo florescia, era a época da primavera e do verão. Quando Perséfone descia ao reino do marido, Deméter se entristecia, era a época do outono e do inverno.

Assim, pela história do rapto de Perséfone, tinha-se a explicação das estações do ano.

Outros mitos bastante conhecidos são:

  • O mito de Narciso
  • Os doze trabalhos de Hércules
  • Rômulo e Remo, fundadores de Roma
  • Édipo
  • Gilgamesh
  • Ragnarok nórdico

Gostou do nosso artigo sobre o que é mitologia? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador