ExercíciosLiteratura

Os 10 melhores exercícios sobre Clarice Lispector com o Gabarito!

exercícios clarice lispectorexercícios sobre Clarice Lispector

O século XX revelou uma das autoras brasileiras mais mencionadas da literatura mundial, Clarice Lispector. Ela se tornou uma das maiores personagens do movimento modernista e fez obras que marcaram gerações como A Hora da Estrela. Leia nosso resumo, aprenda mais características e faça exercícios sobre Clarice Lispector.

Quer seguir diretamente para alguma parte? Clique em um dos tópicos abaixo:

Quando você terminar as exercícios sobre Clarice Lispector, coloque em prática todo seu conhecimento com O Melhor Simulado Enem do Brasil!

Quem foi Clarice Lispector?

Clarice Lispector é considerada uma das maiores literatas do mundo. Apesar de uma literatura intimista, suas obras não possuem caráter autobiográfico. 

Sua escrita é como um mistério. Algo a ser desvendado e que dilacera, indaga, provoca questionamentos. Como a própria Clarice mencionou:

“Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato… Ou toca, ou não toca”. 

Para a filósofa francesa Hélène Cixous, “O que ela faz não é literatura, é filosofia”. Começou a ser eternizada no século XX, na terceira geração modernista.

Além de escritora, foi jornalista e escreveu para diversos jornais de grande circulação da época. Morava no Rio de Janeiro, onde tem, hoje, uma estátua em homenagem a ela e a seu fiel companheiro, seu cachorro Ulysses.Suas obras permitem ao leitor ingressar em um mundo de introspecção e aprendizado

Ler Clarice Lispector é um exercício interno e externo que enriquece o domínio da alma e da língua portuguesa.

Quais são as características da autora Clarice Lispector?

Quais são as principais características de Clarice Lispector?

  • Literatura intimista;
  • Esmiuçar o cotidiano e o caráter humano;
  • Conseguia escrever brilhantemente vários gêneros literários – como crônica e contos;
  • Enigmática;
  • Escrita impecável;
  • Inquietude; 

Já as principais obras da Clarice Lispector são:

  • Perto do Coração Selvagem  (1943);
  • A Paixão Segundo G.H (1964);
  • Felicidade Clandestina (1971);
  • A Hora da Estrela (1997);

Aqui, você pode ler nosso resumo com análise do conto “Amor” da mesma autora.

Agora que você já leu nosso texto, é hora de colocar em prática os seus conhecimentos!

Faça os nossos exercícios sobre a autora Clarice Lispector e depois confira o resultado. Você também pode fazer exercícios sobre Clarice Lispector para completar!

Os 10 exercícios sobre Clarice Lispector!

Esperamos que, com esse resumo, tudo tenha ficado mais claro para você. 

Obrigado por ter lido até aqui!

Baixe gratuitamente o Plano de Estudos do Beduka e tenha uma preparação perfeita para o ENEM.

Questão 1- (Enem

Tudo no mundo começou com um sim. Uma molécula disse sim a outra molécula e nasceu a vida. Mas antes da pré-história havia a pré-história da pré-história e havia o nunca e havia o sim. Sempre houve. Não sei o quê, mas sei que o universo jamais começou.

[…]

Enquanto eu tiver perguntas e não houver resposta continuarei a escrever. Como começar pelo início, se as coisas acontecem antes de acontecer? Se antes da pré-história já havia os monstros apocalípticos? Se esta história não existe, passará a existir. Pensar é um ato. Sentir é um fato. Os dois juntos – sou eu que escrevo o que estou escrevendo. […] Felicidade? Nunca vi palavra mais doida, inventada pelas nordestinas que andam por aí aos montes.

Como eu irei dizer agora, esta história será o resultado de uma visão gradual – há dois anos e meio venho aos poucos descobrindo os porquês. É visão da iminência de. De quê? Quem sabe se mais tarde saberei. Como que estou escrevendo na hora mesma em que sou lido. Só não início pelo fim que justificaria o começo – como a morte parece dizer sobre a vida – porque preciso registrar os fatos antecedentes.

LISPECTOR, C. A hora da estrela. Rio de Janeiro:  Rocco, 1998 (fragmento).

A elaboração de uma voz narrativa peculiar acompanha a trajetória literária de Clarice Lispector, culminada com a obra A hora da estrela, de 1977, ano da morte da escritora. 

Nesse fragmento, nota-se essa peculiaridade porque o narrador:

a) observa os acontecimentos que narra sob uma ótica distante, sendo indiferente aos fatos e às personagens.

b) relata a história sem ter tido a preocupação de investigar os motivos que levaram aos eventos que a compõem.

c) revela-se um sujeito que reflete sobre questões existenciais e sobre a construção do discurso.

d) admite a dificuldade de escrever uma história em razão da complexidade para escolher as palavras exatas.

e) propõe-se a discutir questões de natureza filosófica e metafísica, incomuns na narrativa de ficção.

Questão 2- (UFRGS) O romance de Clarice Lispector:

a) filia-se à ficção romântica do século XIX, ao criar heroínas idealizadas e mitificar a figura da mulher.

b) define-se como literatura feminista por excelência, ao propor uma visão da mulher oprimida num universo masculino.

c) prende-se à crítica de costumes, ao analisar com grande senso de humor uma sociedade urbana em transformação.

d) explora até às últimas consequências, utilizando embora a temática urbana, a linha do romance neonaturalista da geração de 30.

e) renova, define e intensifica a tendência introspectiva de determinada corrente de ficção da segunda geração modernista.

Questão 3- (FEI-SP) Trata-se do último livro publicado por Clarice Lispector, em vida, em 1977. A personagem protagonista é Macabéa, que acumula em seu corpo franzino todas as formas de repressão cultural, o que a deixa alheada de si e da sociedade.

As afirmações acima referem-se à obra:

a) A hora da estrela.

b) Perto do coração selvagem.

c) A mação no escuro.

d) A paixão segundo G.H.

e) Laços de família.   

Questão 4- (PUC-RS) A partir do livro de estreia, _______________, uma das características do estilo de Clarice Lispector é a adjetivação ___________________.

a) O lustre – pictórica

b) A maçã no escuro – preciosa

c) A cidade sitiada – coloquial

d) Perto do coração selvagem – surpreendente

e) A legião estrangeira – popular

Questão 5- (FUVEST-SP) “Será que eu enriqueceria este relato se usasse alguns difíceis termos técnicos? Mas aí que está: esta história não tem nenhuma técnica, nem de estilo, ela é ao deus-dará. Eu que também não mancharia por nada deste mundo com palavras brilhantes e falsas uma vida parca como a da datilógrafa.”

(Clarice Lispector, A hora da estrela)

Em A hora da estrela, o narrador questiona-se quanto ao modo e, até, à possibilidade de narrar a história. De acordo com o trecho acima, isso deriva do fato de ser ele um narrador:

a) iniciante, que não domina as técnicas necessárias ao relato literário.

b) pós-moderno, para quem as preocupações de estilo são ultrapassadas.

c) impessoal, que aspira a um grau de objetividade máxima ao relato.

d) objetivista, que se preocupa apenas com a precisão técnica do relato.

e) autocrítico, que percebe a inadequação de um estilo sofisticado para narrar a vida popular.

  • Nossa! Você já fez metade das questões sobre Clarice Lispector. Vamos lá!

Questão 6- (UFPR

“(…) As palavras me antecedem e ultrapassam, elas me tentam e me modificam, e se não tomo cuidado será tarde demais: as coisas serão ditas sem eu as ter dito. Ou, pelo menos, não era apenas isso. Meu enleio vem de que um tapete é feito de tantos fios que posso me resignar a seguir um fio só; meu enredamento vem de que uma história é feita de muitas histórias. (…)”

(de “Os desastres de Sofia”)

(…) Na verdade era uma vida de sonho. Às vezes, quando falavam de alguém excêntrico, diziam com a benevolência que uma classe tem por outra: “Ah, esse leva uma vida de poeta”. Pode-se talvez dizer, aproveitando as poucas palavras que se conheceram do casal, pode-se dizer que ambos levavam, menos a extravagância, uma vida de mau poeta: vida de sonho. Não, não era verdade. Não era uma vida de sonho, pois este jamais os orientara. Mas de irrealidade. (…)”

(de “Os obedientes”)

Com base nos fragmentos acima transcritos, extraídos de contos do livro Felicidade clandestina, de Clarice Lispector, considere as seguintes afirmativas:

I. Narrar ou deixar de narrar, avaliar de diferentes maneiras um mesmo fato narrado são hesitações frequentes dos narradores de Clarice Lispector. Como nos fragmentos acima, também em outros contos prioriza-se a abordagem da vida interior, própria ou alheia, revelando sutis alternâncias de percepção da realidade.

II. O aspecto metalinguístico está presente no primeiro fragmento.

III. Na ficção de Clarice Lispector, as diferenças entre a percepção masculina e a feminina não são tematizadas, pois o ser humano está sempre condenado a viver num mundo incompreensível.

IV. Na ficção de Clarice Lispector, apenas as personagens adultas têm consciência de seus processos interiores. As crianças e adolescentes sofrem o impacto de novas descobertas, mas sua inocência os afasta de qualquer comportamento perverso e os protege dos riscos de viver mais intensamente.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 3, 4 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras.

Questão 7- (VUNESP

 “A passagem estreita fora pela barata difícil, e eu me havia esgueirado com nojo através daquele corpo de cascas e lama. E terminara, também eu toda imunda, apor desembocar através dela para o meu passado que era o meu contínuo presente e o meu futuro contínuo.”

A quebra da narração tradicional pelo fluxo de consciência – em que os acontecimentos se ligam ou por meio das emoções ou por uma contiguidade estabelecida pelo subconsciente – e o uso reiterado de imagens incomuns na ficção ortodoxa caracterizam, conforme o texto acima sugere, a prosa de:

a) Jorge Amado, em que o cotidiano se vê reconstruído pela intensa visão lírica.

b) Graciliano Ramos, que busca captar uma feroz realidade social.

c) Erico Verissimo, transformada em crônica de costumes da pequena burguesia gaúcha.

d) Clarice Lispector, de sondagem do eu, da existência, de especulação metafísica.

e) Lima Barreto, que observa os desmazelos sociais a que estava submetido o homem do início do século.

Questão 8- (PUCCAMP)

Leia com atenção os seguintes excertos de contos do livro Laços de Família, de Clarice Lispector:

“Mas ninguém poderia adivinhar o que ela pensava. E para aqueles que junto da porta ainda a olharam uma vez, a aniversariante era apenas o que parecia ser: sentada à cabeceira da mesa imunda, com a mão fechada sobre a toalha como encerrando um cetro, e com aquela mudez que era a sua última palavra.” (“Feliz aniversário”)

“Olhando os imóveis limpos, seu coração se apertava um pouco em espanto. Mas na sua vida não havia lugar para que sentisse ternura pelo seu espanto – ela o abafava com a mesma habilidade que as lides em casa lhe haviam transmitido. Saía então para fazer compras ou levar objetos para consertar, cuidando do lar e da família à revelia deles.” (“Amor”).

Em ambos os excertos destaca-se um dos temas estruturadores do livro Laços de Família, já que nele a autora:

a) explora o imaginário feminino, cuja natureza idealizante liberta a mulher de qualquer preocupação existencial.

b) denuncia o conformismo burguês da mulher, fazendo-nos ver que seus inúteis devaneios a afastam da realidade.

c) satiriza a hipocrisia dos laços familiares, propondo em lugar deles a harmonia de um mundo politicamente mais aberto e mais democrático.

d) desvela as tensões entre o universo íntimo e complexo da mulher e as condições objetivas do cotidiano em que ela deve desempenhar seu papel.

e) revela a solidez íntima da mulher, mais preparada para o sucesso das relações familiares do que o homem, obcecado por valores materiais.

  • Ufa! Agora só faltam mais dois exercícios sobre Literatura de Informação!

Questão 9- (U.E. Londrina)

 No livro de contos Laços de Família encontra-se, aprofundada, uma tendência de Clarice Lispector já anunciada em seu primeiro romance. Trata-se da:

a) busca de um novo modo de narrar que correspondesse ao modo de comunicação primitivo de suas personagens, nordestinos explorados pela sociedade.

b) tentativa de renovar a estrutura e andamento do conto para melhor caracterizar a alma popular, observada por meio do humor e da sátira, principalmente entre os “italianinhos” da década de 20.

c) preocupação em denunciar a existência de um grupo marginalizado e explorado pela sociedade, focalizando, ao mesmo tempo, as relações, entre o homem e o meio, numa linguagem concisa e despojada de artificialismos.

d) tentativa de penetrar a mente humana, o que significou o rompimento com uma narrativa ligada a acontecimentos exteriores e a necessidade de utilização de uma linguagem, carregada de metáforas originais.

e) inovações linguísticas e temáticas exigidas por uma nova concepção de arte, que denuncia os falsos valores da época em que viveu e que antecipava, em muitos aspectos, os ideais da Semana de 22.

Questão 10- (FUVEST)

A respeito de Clarice Lispector, nos contos de Laços de Família, seria correto afirmar que:

a) parte frequentemente de acontecimentos surpreendentes para banalizá-los.

b) elabora o cotidiano em busca de seu significado oculto.

c) é altamente intimista, vasculhando o âmago das personagens com rara argúcia.

d) é regionalista hermética.

e) opera na área da memória, da autoanálise e do devaneio.

  • Parabéns, você fez todos os exercícios de Literatura de Informação. Confira agora o Gabarito:

Gabarito dos exercícios sobre Clarice Lispector

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: c) revela-se um sujeito que reflete sobre questões existenciais e sobre a construção do discurso.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: e) renova, define e intensifica a tendência introspectiva de determinada corrente de ficção da segunda geração modernista.

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: a) A hora da estrela.

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: d) Perto do coração selvagem – surpreendente.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: e) autocrítico, que percebe a inadequação de um estilo sofisticado para narrar a vida popular.

Exercício resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: c) Somente as afirmativas 3, 4 são verdadeiras.

Exercício resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: d) Clarice Lispector, de sondagem do eu, da existência, de especulação metafísica.

 Exercício resolvido da questão 8 – 

Alternativa correta: d) desvela as tensões entre o universo íntimo e complexo da mulher e as condições objetivas do cotidiano em que ela deve desempenhar seu papel.

Exercício resolvido da questão 9 –

Alternativa correta: d) tentativa de penetrar a mente humana, o que significou o rompimento com uma narrativa ligada a acontecimentos exteriores e a necessidade de utilização de uma linguagem, carregada de metáforas originais. 

Exercício resolvido da questão 10 –

Alternativa correta: b) elabora o cotidiano em busca de seu significado oculto.

Gostou dos nossos exercícios sobre Clarice Lispector? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador