ExercíciosFilosofia

Os 10 Melhores Exercícios Sobre Empirismo com Gabarito

Exercícios sobre EmpirismoExercícios sobre Empirismo

O empirismo é uma das grandes teorias do conhecimento. Assim, ele diz como nós passamos a saber das coisas, qual método nos dá segurança de termos conquistado a verdade, etc. Por isso, é um dos temas de Filosofia mais presentes no Enem. Leia o resumo e responda os exercícios sobre empirismo para se preparar para a prova.

Se quiser ir diretamente para alguma parte do texto, clique em algum dos tópicos abaixo:

Quando você terminar de responder os exercícios sobre empirismo, que tal organizar seus estudos com o plano de estudos Beduka?

O que é empirismo?

O conhecimento faz parte da vida humana. Nós sempre estamos buscando conhecer as coisas, saber o que elas são, para que servem.

Mas como é que passamos a saber? Como se dá a apreensão do conhecimento? Foram perguntas que alguns filósofos fizeram e procuraram responder, formulando teorias do conhecimento.

Os empiristas deram como resposta que o conhecimento humano é adquirido por meio da experiência que a pessoa tem ao longo da vida. Deste modo, a mente humana seria como uma folha em branco, onde as informações são impressas.

Essas informações são captadas pelos sentidos, depois são racionalizadas e passam a fazer parte do repertório intelectual do indivíduo

O empirismo é a teoria do conhecimento contrária ao racionalismo, que afirma que as ideias são inatas, ou seja, que já nascemos com elas.

Quais são as características do empirismo?

A palavra empirismo vem do grego empeiria, que significa experiência. Isso já revela a principal característica dessa teoria: o conhecimento é adquirido por meio da experiência prática. Quanto mais vastas e ricas forem as experiências, mais profundo e amplo será o conhecimento.

Na Idade Moderna, essa teoria foi defendida principalmente por filósofos britânicos, enquanto o racionalismo fez mais sucesso na parte continental da Europa.

O empirismo retoma a ideia aristotélica de que o conhecimento se dá em vários graus. Isto é, ele passa por estágios, que são: 

  • a sensação, 
  • a percepção, 
  • a imaginação, 
  • a memória e 
  • a experiência.

Quais são os fundamentos do empirismo?

Existem alguns pilares que sustentam a vertente empirista. Veja agora quais são os 4 fundamentos do empirismo: 

  • Raciocínio indutivo: é o modo de raciocinar que vai das partes para o geral. Ao observar a repetição dos fatos, é possível dar uma fórmula abstrata sobre eles. Por exemplo, é possível dizer que o ser humano é mortal pela observação da morte entre os homens.
  • Método experimental: sustenta que é pela observação sistemática dos fenômenos que se pode chegar ao conhecimento sobre eles. Não dá espaço para especulações, mas para os experimentos.
  • Evidências empíricas: são os dados captados pelos sentidos.
  • Tábula rasa: é a condição na qual todos nascem, sem conhecimentos inatos. Estes serão adquiridos por meio das vivências realizadas pelas pessoas.

Quais são os principais filósofos empiristas?

Como dito acima, a teoria empirista floresceu principalmente na Grã-Bretanha. Decorrente disso, seus principais nomes são de países que compõem a ilha. Alguns deles são:

  • John Locke: define os indivíduos humanos como tábula rasa, sem conhecimentos inatos, que seriam adquiridos pela experiência.
  • Francis Bacon: teorizou o método científico por meio da indução.
  • Thomas Hobbes: foi quem retomou a teoria aristotélica do conhecimento adquirido pela experiência em graus a partir das sensações e percepções.
  • David Hume: para ele, o conhecimento empírico é conquistado pelo conjunto de experiências práticas realizadas nas vivências.
  • George Berkeley: afirmava que as coisas não poderiam ser conhecidas em si mesmas, mas apenas as qualidades reveladas por meio da observação. Só seria possível conhecer, portanto, o que seria percebido pelos sentidos.

Exercícios sobre empirismo

Questão 1 –  (Unicamp 2015) A maneira pela qual adquirimos qualquer conhecimento constitui suficiente prova de que não é inato.

LOCKE, John. Ensaio acerca do entendimento humano. São Paulo: Nova Cultural, 1988, p.13.

O empirismo, corrente filosófica da qual Locke fazia parte,

a) afirma que o conhecimento não é inato, pois sua aquisição deriva da experiência.  

b) é uma forma de ceticismo, pois nega que os conhecimentos possam ser obtidos.  

c) aproxima-se do modelo científico cartesiano, ao negar a existência de ideias inatas.  

d) defende que as ideias estão presentes na razão desde o nascimento.  

Questão 2 –  (IF-SC) Nesta concepção de aprendizagem, o homem é considerado desde o seu nascimento como sendo uma “tábula rasa”, uma folha de papel em branco. A aprendizagem decorre de estímulos do mundo externo, é uma “descoberta” por ser uma novidade para o sujeito, no entanto, este conhecimento já se encontrava presente na realidade exterior.

Assinale a alternativa CORRETA que define a concepção de aprendizagem em questão:

a) Associacionismo

b) Inatismo

c) Interacionismo

d) Construtivismo

e) Empirismo ou ambientalismo   

Questão 3 – (CEPERJ – 2011) Em sua Investigação acerca do entendimento humano, David Hume fala daquele que considera ser “o único princípio que torna útil nossa experiência e nos faz esperar, no futuro, uma série de eventos semelhantes àqueles que apareceram no passado”. Segundo Hume, esse princípio, que seria o grande guia da vida humana, é:

a) a fé

b) a razão

c) a imaginação

d) o costume

e) o entendimento

Questão 4 –  (UEL 2007) Segundo Francis Bacon, “são de quatro gêneros os ídolos que bloqueiam a mente humana. Para melhor apresentá-los, lhes assinamos nomes, a saber: Ídolos da Tribo; Ídolos da Caverna; Ídolos do Foro e Ídolos do Teatro”.

Fonte: BACON, F. Novum Organum. Tradução de José Aluysio Reis de Andrade. São Paulo: Nova Cultural, 1988, p. 21.

Com base nos conhecimentos sobre Bacon, os Ídolos da Tribo são:

a) Os ídolos dos homens enquanto indivíduos.

b) Aqueles provenientes do intercurso e da associação recíproca dos indivíduos.

c) Aqueles que imigraram para o espírito dos homens por meio das diversas doutrinas filosóficas.

d) Aqueles que chegam ao espírito humano por meio de regras viciosas de demonstração.

e) Aqueles fundados na própria natureza humana.

Questão 5 –  (UFPR – 2007) A palavra empirismo vem do grego empeiria, que significa experiência. Os empiristas, ao contrário dos racionalistas, enfatizam o papel da experiência no processo do conhecimento. Francis Bacon (1561-1626), influenciado pelo espírito da nova ciência, procurava não um saber contemplativo ou desinteressado, que não tivesse um fim em si, mas sim um saber instrumental, que possibilitasse a dominação da natureza. Seu lema era:

a) Querer é conhecer.

b) Tem que se ver para se crer.

c) Perceber é dominar.

d) Saber é poder.

e) Educar é observar.

  • Muito bem! Você chegou à metade dos exercícios sobre empirismo. Continue fazendo o restante.

Questão 6 – (Fundação Dom Cintra – 2010. Com adaptação) David Hume apresenta as duas seguintes classes de percepções mentais:

a) As fortes que são vividas denominadas impressões e as mais fracas dominadas pelas ideias.

b) As ilimitadas devido à nossa liberdade e as limitadas pela negação da atividade do livre pensar.

c) As racionalizadoras das ações e as conduzidas pelo devaneio.

d) As vividas e experienciadas e as ilusórias.

e) As sensoriais e as extrassensoriais.

Questão 7 – (UECE) “Que estas colônias unidas são e têm o direito de ser Estados livres e independentes, que estão desoneradas de qualquer lealdade para com a Coroa Britânica e que todo vínculo político entre elas e o Estado da Grã-Bretanha está e deve ficar totalmente dissolvido.”

Declaração de Independência dos Estados Unidos, 4 de julho de 1776, Http://www.usacitylink.com/usa/declaration. html

Sobre a Declaração de Independência americana, é correto afirmar-se que

a) é plena de propostas conservadoras e voltadas para o fisiocratismo.

b) inspirada em J. Locke, sintetiza as ideias liberais e democráticas da época.

c) possui trechos que indicam o fortalecimento do poder real na América.

d) solucionou os problemas entre brancos e índios pela posse das terras do oeste

Questão 8 – (Unesp) Posto que as qualidades que impressionam nossos sentidos estão nas próprias coisas, é claro que as ideias produzidas na mente entram pelos sentidos. O entendimento não tem o poder de inventar ou formar uma única ideia simples na mente que não tenha sido recebida pelos sentidos. Gostaria que alguém tentasse imaginar um gosto que jamais impressionou seu paladar, ou tentasse formar a ideia de um aroma que nunca cheirou. Quando puder fazer isso, concluirei também que um cego tem ideias das cores, e um surdo, noções reais dos diversos sons.

(John Locke. Ensaio acerca do entendimento humano, 1991. Adaptado.)

De acordo com o filósofo, todo conhecimento origina-se

a) da reminiscência de ideias originalmente transcendentes.

b) da combinação de ideias metafísicas e empíricas.

c) de categorias a priori existentes na mente humana

d) da experiência com os objetos reais e empíricos.

e) de uma relação dialética do espírito humano com o mundo.

Questão 9 – (UFU) David Hume escreveu que “podemos, por conseguinte, dividir todas as percepções do espírito em duas classes ou espécies, que se distinguem por seus diferentes graus de força e vivacidade”. (HUME, D. Investigação acerca do entendimento humano. São Paulo: Nova Cultural, 1989, p. 69). Assinale a ÚNICA alternativa, que apresenta estas duas classes de percepções:

a) as ideias e as impressões.

b) as idéias inatas e os dogmas religiosos.

c) as certezas evidentes e os hábitos sociais.

d) as superstições e as intuições intelectuais.

Questão 10 – (UEG-GO) Um dos aspectos mais importantes da filosofia política de John Locke é sua defesa do direito à propriedade, que ele considerava ser algo inerente à natureza humana, uma vez que o corpo é nossa primeira propriedade. De acordo com esta perspectiva, o Estado deve

a) permitir aos seus cidadãos ter propriedade ou propriedades.

b) garantir que todos os seus cidadãos, sem exceção, tenham alguma propriedade.

c) garantir aos cidadãos a posse vitalícia de bens.

d) fazer com que a propriedade seja comum a todos os cidadãos.

  • Parabéns, você fez todos os exercícios sobre empirismo. Confira agora o Gabarito:

Gabarito dos exercícios sobre empirismo

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: letra a) afirma que o conhecimento não é inato, pois sua aquisição deriva da experiência.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: letra e) Empirismo ou ambientalismo       

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: letra d) Apenas I e II.      

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: letra e) Aqueles fundados na própria natureza humana.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: letra d) Saber é poder.

Exercício Resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: letra a) As fortes que são vividas denominadas impressões e as mais fracas dominadas pelas ideias.

Exercício Resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: letra b) inspirada em J. Locke, sintetiza as ideias liberais e democráticas da época.

Exercício Resolvido da questão 8 –

Alternativa correta: letra d) da experiência com os objetos reais e empíricos.

Exercício Resolvido da questão 9-

Alternativa correta: letra a) as ideias e as impressões.

Exercício Resolvido da questão 10 –

Alternativa correta: letra a) permitir aos seus cidadãos ter propriedade ou propriedades.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou dos nossos exercícios sobre empirismo? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador