ExercíciosLiteratura

Os 8 melhores exercícios sobre rimas imperfeitas com Gabarito!

Os 8 melhores exercícios sobre rimas imperfeitas com GabaritoOs 8 melhores exercícios sobre rimas imperfeitas com Gabarito

A rima é o recurso que dá um som agradável ao texto. Assim, o texto passa a ser feito não apenas para ser lido, mas também declamado. Há vários tipos de rimas, as imperfeitas estão entre as mais utilizadas. Leia o resumo e descubra o que são rimas imperfeitas, depois, pode testar seus conhecimentos com os 8 melhores exercícios sobre rimas imperfeitas! O gabarito está no final do texto.

Quer seguir diretamente para alguma parte? Clique em um dos tópicos abaixo:

Quando você terminar os exercícios sobre rimas imperfeitas, coloque em prática todo seu conhecimento com O Melhor Simulado Enem do Brasil!

O que é Rima?

Para compreendermos e resolvermos os exercícios sobre rimas imperfeitas, é indispensável que saibamos o que é rima. Esse questionamento está diretamente ligado ao surgimento da musicalidade nos textos.

Há muitos anos, a escrita não era acessível e amplamente utilizada como nos dias atuais. Tudo era transmitido e ensinado por meio da oralidade. Das conquistas à educação, tudo era falado.

Foi por esse motivo que os gregos, habitantes do berço da civilização ocidental, começaram a empregar a musicalidade nas suas produções textuais. Nada era escrito para ser lido, o objetivo era declamar no meio das praças públicas.

Isso era e é um método bastante útil e eficiente para alcançar o indivíduo, pois, o mesmo, é um ser musical. Já perceberam que em centros comerciais há sempre uma trilha musical? Sabe o porquê?

O motivo está diretamente ligado a esse processo de envolver o indivíduo. Desde os gregos, muitos estudos vêm sendo realizados e descobertas bastante interessantes têm sido feitas.

Hoje, os mecanismos para a utilização da música são embasados em diversas pesquisas científicas, como a citada em um artigo publicado pela BBC. Essa matéria relata a pesquisa realizada pelo Centro de Psicologia da Música da Universidade Curtin, em Perth.

O professor North, responsável pela pesquisa, coletou dados em um restaurante inglês. Ao analisá-los, chegou a conclusão que os clientes gastaram duas libras a mais quando o estabelecimento usou como trilha sonora a música clássica em vez do invés do pop. 

A utilização da musicalidade se transformou em um universo cheio de facetas e possibilidades, não acha? 

Isso foi mencionado para que você possa constatar dois fatores. Vamos explicá-los antes que você faça os exercícios sobre rimas imperfeitas. 

Primeiro, como a importância do surgimento da musicalidade na produção textual, na Grécia Antiga, refletiu em um processo constante de estudos e evolução.

Segundo, que os gregos não aplicavam a rima conscientemente como a conhecemos hoje. Entretanto, a musicalidade que empregavam nos textos abriu caminho para a elaboração das rimas. 

De acordo com o que foi mencionado, você pôde notar que deu muito certo! Das mais variadas formas, como nos textos poéticos e nas letras musicais. E, foi assim que as frases começaram a ser pensadas com intuito de terem musicalidade, sonoridade e ritmo. 

São três definições bastante semelhantes, mas que apresentam sutis diferenças. Como isso pode acabar confundindo na hora da resolução dos exercícios sobre rimas imperfeitas, fizemos questão de colocar as devidas diferenciações. Veja a seguir:

Musicalidade: Refere-se a algo que é musical, que tem características musicais. Portanto, em relação ao gênero textual poema, sinaliza seu caráter musical.

Sonoridade: Refere-se ao som, ou seja, as rimas são criadas para que um poema tenha um som agradável. 

Ritmo: É uma alternância desses sons, digamos que ele que dá gingado ao poema.

Os recursos citados são utilizados por meio dos versos e das estrofes. Os versos são as famosas linhas do poema. Já as estrofes, são espécies de parágrafos do poema compostos por um conjunto desses versos.

Haverá uma combinação fonética (da pronúncia, som) do final das palavras e da devida posição que ocupam nas estrofes (conjunto de versos). 

Olha só! Você acha que todos os versos possuem rimas? A resposta é não. E, essa é uma informação que vale a pena ficar ligado, pois cai no vestibular.

Bom, estamos nos referindo aos chamados versos brancos ou versos soltos, aqueles que não possuem rimas.

Veja a seguir, um exemplo de versos sem rima:

“Nunca conheci quem tivesse levado porrada.

Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,

Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,

Indesculpavelmente sujo.”

Poema em Linha Reta, Fernando Pessoa

Independente das regras, os versos sempre serão um modo de alcançar o interior do outro. O problema, que já estamos solucionando por meio desse resumo, é que definições e regras são muito cobradas em qualquer prova. 

Então, vamos recapitular para não termos problemas na hora de fazer os exercícios sobre rimas imperfeitas.

Rima é um método criado para ser utilizado nas produções textuais. O intuito é dar um som agradável ao texto, ou seja, fazer com que esse texto tenha musicalidade, sonoridade e ritmo. As estrofes musicais são um importante exemplo disso.

Como fazer rimas imperfeitas?

As rimas imperfeitas são um dos mais conhecidos e empregados tipos de rima nas produções poéticas. Devido a isso, exercícios sobre rimas imperfeitas se tornaram bastante relevantes. 

Elas são parcialmente idênticas, portanto mais fáceis de fazer. Mas do que se trata essa parcialidade na igualdade? Descobriremos a seguir.

Ocorre uma combinação entre vogais semiabertas e semifechadas. Ou seja, pode haver uma combinação entre vogais idênticas (mesma letra), mas que divergem quanto à acentuação. 

Veja no exemplo a seguir: 

Como se ama o crepúsculo da aurora,

A mansa viração que o bosque ondeia,

O sussurro da fonte que serpeia,

Uma imagem risonha e sedutora;

Trecho do poema Como eu te amo, de Gonçalves Dias.

Perceba que na palavra aurora o “o” representa uma vogal com o som semiaberto, enquanto na palavra sedutora o “o”  representa uma vogal com o som semifechado. 

Também pode ocorrer a combinação entre uma vogal nasal e uma oral. Isto é, acontece uma combinação entre vogais idênticas (na escrita, ou seja, mesma letra), mas que irão divergir quanto ao som que produzem. Veja no exemplo a seguir.

De que ele, o sol, inunda

O mar, quando se põe,

Imagem moribunda

De um coração que se foi…

(João de Deus)

No vocábulo põe, o “o” é acrescido do (~) e representa uma vogal nasal. Já na palavra foi, o “o” representa uma vogal oral. 

Nessa combinação parcial de sons, ainda temos a divisão das rimas imperfeitas em toantes e aliterantes. Conheça-as para fazer os exercícios sobre rimas imperfeitas:

1- Toantes

Nas rimas imperfeitas toantes ou consoantes, a combinação ocorre por intermédio das vogais, isto é, por meio da repetição de sons vocálicos. Veja no exemplo abaixo como acontece essa igualdade parcial representada pelas vogais:

  • boca/moça;
  • pálida/lágrima;

Como já dito, nos exemplos citados a igualdade é representada por meio das vogais e dos sons que elas produzem. Já a diferença é encontrada por intermédio das consoantes representadas pelas letras “c” e “ç” e, “d” e “m”, que também acabam ocasionando alteração fonética.

Esse é um dos modos mais comuns de como fazer rimas, por isso aparece bastante nos exercícios sobre rimas imperfeitas.

Atenção: Nas rimas imperfeitas a pronúncia é diferente, e mesmo assim conseguimos identificar uma leve semelhança. A tal da igualdade parcial.

2- Aliterante

Nesse tipo de rima imperfeita, haverá concordância entre sons consonantais. Portanto, as consoantes serão iguais e as vogais representarão a diferença fonética. Veja abaixo:

  • medo/moda.

As rimas imperfeitas são bem interessantes pois podem ser criadas e lidas sem que a gente perceba. No entanto, na hora de responder uma questão do Enem é importante que saibamos esses detalhes teóricos de como fazer rimas imperfeitas.

Por estarem, digamos que, disfarçadas, elas também requerem mais atenção na hora da identificação. Portanto, fique ligado na hora de responder os exercícios sobre rimas imperfeitas.

Diferença entre rimas perfeitas e imperfeitas

Não podemos cair em pegadinhas que questões de vestibular tentam nos pregar. Então, antes de chegarmos aos exercícios sobre rimas imperfeitas, vamos aprender a identificar a diferença entre esses dois tipos de rima.

Não esqueça! Aquilo que as diferencia é visto através de pequenos detalhes.

As rimas perfeitas apresentam igualdade total, ou seja, as combinações são idênticas. Esse fator está presente, tanto em relação à pronúncia quanto em relação às vogais e consoantes finais que apresentam. 

Veja no exemplo a seguir, um trecho do poema “ Um Beijo”, de Olavo Bilac.

“Foste o beijo melhor da minha vida,

ou talvez o pior…Glória e tormento,

contigo à luz subi do firmamento,

contigo fui pela infernal descida!”

Você notou a semelhança entre as vogais e consoantes das palavras que rimam? Portanto, é uma total (não parcial) igualdade fonética (pronúncia) e escrita. Lembre-se disso na hora de solucionar os exercícios sobre rimas perfeitas.

Entretanto, não esqueça que as rimas perfeitas não estão diretamente ligadas à grafia, mas sim à pronúncia. 

Ao falarmos de rimas imperfeitas, já podemos associar o nome à imperfeição, a não igualdade total. Ou seja, no caso das rimas imperfeitas, há uma combinação parcial  representada por uma pequena alteração que não prejudica o ritmo final do texto.

Veja no exemplo a seguir:

“Como se ama o crepúsculo da aurora,

A mansa viração que o bosque ondeia,

O sussurro da fonte que serpeia,

Uma imagem risonha e sedutora;

Trecho do poema Como eu te amo , de Gonçalves Dias.

No exemplo acima, você pôde perceber que há uma combinação entre uma vogal semiaberta e outra semifechada. Além da diferença das consoantes que a antecedem.

Simplificando, nas perfeitas há um grau total de semelhança, enquanto nas imperfeitas há um grau parcial de semelhança. Agora, você não só sabe como fazer rimas perfeitas, como também sabe produzir as imperfeitas.

Lembre-se que nas duas, você deve priorizar o grau de semelhança relacionado à pronúncia. A grafia deve ficar em segundo plano.

Imagem de uma lista contendo os outros tipos de rimas.

(Disponível para download)

Os 8 exercícios sobre rimas imperfeitas!

Esperamos que, com esse resumo, tudo tenha ficado mais claro para você. 

Obrigado por ter lido até aqui!

Baixe gratuitamente o Plano de Estudos do Beduka e tenha uma preparação perfeita para o ENEM.

Questão 1 – (Planejar

“Verso” é o nome que se dá a cada uma das linhas que constituem um poema. Ele apresenta quatro elementos principais: metro, ritmo, melodia e rima:

I – Metro: é o nome que se dá à extensão da linha poética. Pela contagem de sílabas de um verso, podemos estabelecer seu padrão métrico e suas unidades rítmicas.

II – Ritmo: é a sequência de notas (no caso da poesia, de sons) que, apresentando organização rítmica com sentido musical, se relacionam reciprocamente, de modo a formar um todo harmônico, uma linha melódica.

III – Melodia: é a sucessão de tempos fortes e fracos que se alternam com intervalos regulares. No verso, a melodia é formada pela sucessão de unidades rítmicas resultantes da alternância entre sílabas acentuadas (fortes) e não-acentuadas (fracas); ou entre sílabas construídas por vogais longas e breves.

IV – Rima: é a igualdade ou semelhança de sons na terminação das palavras: asa, casa; asa, cada. Na rima asa, casa há paridade completa de sons a partir da vogal tônica; na rima asa, cada a paridade é só das vogais. As rimas do primeiro tipo se chamam consoantes; as do segundo, toantes.

Está CORRETO o que se afirma em:

a) Todas as afirmativas.

b) Apenas II, III e IV.

c) Apenas I e IV.

d) Nenhuma das alternativas.

Questão 2 – (MS Concursos) Quanto à versificação, assinale (V) verdadeiro ou (F) falso e marque a alternativa correta.

( ) Ritmo é a cadência de sons produzida pela sucessão de sons fortes (sílabas tônicas) e sons fracos (sílabas átonas). 

( ) Estrofe é cada conjunto de versos. 

( ) Rimas ricas: ocorrem geralmente com palavras de mesma classe gramatical. 

( ) Rimas graves, ou femininas: rimam-se as palavras oxítonas, ou monossílabos tônicos. 

( ) Rimas esdrúxulas: rimam-se as palavras proparoxítonas.

a) V – V – F – F – V.

b) V – V – V – V – F.

c) V – V – V – F – V.

d) V – V – F – V – V. 

Questão 3 –  (MS Concursos) 

ELOGIOS E BAJULAÇÕES

Elogios sinceros resistem a vendavais

Bajulações não resistem a uma brisa.

Quem tem paz sobrevive aos chacais.

O amor alimenta o poeta, a poetisa.

Elogio sincero é como sal em alimento,

Bajulação é como sujeira em ferida aberta

Ou não ter bálsamo após ferimento,

Ou como enfrentar o frio sem coberta.

Bajulações não resistem a uma brisa

Mesmo que se ouça a mais linda poetisa

Ou que se apoie em forte viga.

Elogios sinceros resistem aos vendavais

Por todos os lados a verdade impera

A falsidade não se pendura em varais.

DUARTE, Valdeci. Disponível em: <https://pagina20.net/ elogios- e-bajulacoes/>. Acesso em: 13 dez. 2018 (adaptado).

Do ponto de vista formal, pode-se dizer que o poema acima é:

a) um estribilho

b) uma balada

c) um soneto

d) uma quadra

e) uma sextilha

Questão 4 – (COSEAC

Banzo

Raimundo Correia

Visões que n‟alma o céu do exílio incuba,

Mortais visões! Fuzila o azul infando…

Coleia, basilisco de ouro, ondeando

O Níger… Bramem leões de fulva juba…

Uivam chacais… Ressoa a fera tuba

Dos cafres, pelas grotas retumbando,

E a estralada das árvores, que um bando

De paquidermes colossais derruba…

Como o guaraz nas rubras penas dorme,

Dorme em ninhos de sangue o sol oculto…

Fuma o saibro africano incandescente…

Vai co‟a sombra crescendo o vulto enorme

Do baobá… E cresce n‟alma o vulto

De uma tristeza, imensa, imensamente…

(In: RAMOS, Péricles Eugênio da Silva. Panorama da poesia brasileira. Rio, Civilização Brasileira, 1959, v. III, p. 90-1.)

Evento de Marketing Digital

Dentre os recursos formais a seguir, o poeta evita recorrer apenas ao que se lê em:

a) enjambements expressivos.

b) rimas soantes.

c) rimas entre palavras da mesma classe.

d) versos graves.

e) versos isométricos.

Questão 5 – (IOBV)

Os poemas podem ser compostos por rimas que apresentam distintas classificações. Com base nessa assertiva explicativa, assinale a alternativa incorreta:

a) ‘Sereno’ e ‘moreno’ e ‘neve’ e ‘leve’, foneticamente falando, constituem rimas perfeitas.

b) ‘Prece’ e ‘adormece’ e ‘arde’ e ‘covarde’, segundo o seu valor, constituem rimas ricas.

c) ‘Mágico’ e ‘trágico’ e ‘lírico’ e ‘onírico’, conforme a posição de seu acento tônico, constituem rimas esdrúxulas.

d) ‘Deus’ e ‘céus’ e ‘estrela’ e ‘vela’, foneticamente falando, constituem rimas raras.

  • Nossa! Você já fez metade das questões sobre rimas imperfeitas. Vamos lá!

Questão 6 – (CONSULPAM)

“Leia o texto e responda a questão.

Até nas flores se vê

O destino e a sorte

Umas enfeitam a vida

Outras enfeitam a morte

Marque a opção verdadeira:

a) O texto é um poema de quatro versos.

b) O texto é uma estrofe onde os quatro versos rimam.

c) O texto é um verso onde as quatro estrofes rimam.

d) O texto é uma estrofe onde nenhum dos quatro versos rima.

  • Ufa! Agora só faltam mais dois exercícios sobre rimas imperfeitas.

Questão 7 – (UERJ)

A***

Falo a ti – doce virgem dos meus sonhos,

Visão dourada dum cismar tão puro,

Que sorrias por noites de vigília

entre as rosas gentis do meu futuro.

Tu m’inspiraste, oh musa do silêncio,

Mimosa flor da lânguida saudade!

Por ti correu meu estro ardente e louco

Nos verdores febris da mocidade.

Tu, que foste a vestal dos sonhos d’ouro,

O anjo-tutelar dos meus anelos,

estende sobre mim as asas brancas…

Desenrola os anéis dos teus cabelos!

ABREU, Casimiro de. Obras.

Rio de Janeiro: MEC, 1955, p. 49-50.

Vocabulário:

estro = imaginação criadora

vestal = mulher casta ou virgem

anelo = desejo ardente

Analisando os aspectos estruturais do texto, é possível identificar as seguintes características formais:

a) A presença de versos brancos e de versos livres.

b) A simetria das estrofes e o ritmo de seus versos.

c) O uso da redondilha maior e a forma fixa de soneto.

d) O emprego de rimas emparelhadas e da ordem inversa.

Questão 8 –  (FMU)

“De tudo, ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encanto mais meu pensamento”.

                     (Soneto da Felicidade – Vinícius de Morais)

 Sendo a primeira estrofe de um soneto, o texto acima:

a) é obrigatoriamente de quatro versos.

b) pode ser de três ou quatro versos.

c) poderia ter sido escrito em intuir liberdade quanto ao número de versos.

d) necessita de outra estrofe de quatro versos para terminar a poesia.

e) necessita de outras estrofes de três versos para terminar a poesia.

  • Parabéns, você fez todos os exercícios sobre rimas imperfeitas. Confira agora o Gabarito:

Gabarito das questões sobre rimas imperfeitas

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: c) Apenas I e IV.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: a) V – V – F – F – V.

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: c) um soneto

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: a) enjambements expressivos.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: d) ‘Deus’ e ‘céus’ e ‘estrela’ e ‘vela’, foneticamente falando, constituem rimas raras.

Exercício resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: b)  O texto é um poema de quatro versos.

Exercício resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: b) A simetria das estrofes e o ritmo de seus versos.

 Exercício resolvido da questão 8 – 

Alternativa correta: a) é obrigatoriamente de quatro versos.

Gostou dos nossos exercícios sobre rimas imperfeitas? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Você já tem certeza da profissão que quer seguir pelo resto da vida? É muito tempo, né? O  Raio X do Beduka pode te ajudar a escolher o caminho certo, sem perder tempo! É mais que um teste vocacional, através dele você vai poder se conhecer e se planejar melhor. Isso fará toda a diferença!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.