Português

Exercícios sobre Artigos Definidos e Indefinidos

Exercícios sobre Artigos Definidos e IndefinidosExercícios sobre Artigos Definidos e Indefinidos

Faça os exercícios sobre artigos definidos e indefinidos para se preparar para o caderno de Linguagens, códigos e suas tecnologias do ENEM. Há dois tipos de artigos: definidos (o, a, os, as) e indefinidos (um, uma, uns, umas).

O Beduka separou esses exercícios sobre artigos definidos e indefinidos para testar seus conhecimentos e te ajudar a se preparar para o ENEM e outros vestibulares.

Entender sobre essa matéria também é importante na hora de escrever a redação no 

ENEM. Aproveite e veja o Guia Completo da Redação Dissertativa Argumentativa, onde explicamos tudo que você precisa saber para fazer um bom texto na hora da prova.

  • Confira o artigo completo sobre o que é Semântica.

Baixe o melhor plano de estudos gratuito que você encontrará na internet.

Leia nosso texto completo sobre Artigos!

Exercícios sobre Artigos Definidos e Indefinidos

1 – (FMU – adaptado) – Analise as frases listadas e assinale a alternativa correta:

I. Nem todas as opiniões são valiosas.

II. Disse-me que conhece todo o Brasil.

III. Leu todos os dez romances do escritor.

IV. Andou por todo Portugal.

V. Todas cinco, menos uma, estão corretas.

a) Apenas I e II estão corretas.

b) Apenas II e III estão corretas.

c) Apenas II está correta.

d) Todas as alternativas estão corretas.

e) IV e V estão incorretas.

2 – (Fuvest/2000) – As duas manas Lousadas! Secas, escuras e gárrulas como cigarras, desde longos anos, em Oliveira, eram elas as esquadrinhadoras de todas as vidas, as espalhadoras de todas as maledicências, as tecedeiras de todas as intrigas. E na desditosa cidade, não existia nódoa, pecha, bule rachado, coração dorido, algibeira arrasada, janela entreaberta, poeira a um canto, vulto a uma esquina, bolo encomendado nas Matildes, que seus olhinhos furantes de azeviche sujo não descortinassem e que sua solta língua, entre os dentes ralos, não comentasse com malícia estridente.

(Eça de Queirós, A ilustre Casa de Ramires)

No texto, o emprego de artigos definidos e a omissão de artigos indefinidos têm como efeito, respectivamente:

a) atribuir às personagens traços negativos de caráter; apontar Oliveira como cidade onde tudo acontece.

b) acentuar a exclusividade do comportamento típico das personagens; marcar a generalidade das situações que são objeto de seus comentários.

c) definir a conduta das duas irmãs como criticável; colocá-las como responsáveis pela maioria dos acontecimentos na cidade.

d) particularizar a maneira de ser das manas Lousadas; situá-las numa cidade onde são famosas pela maledicência.

e) associar as ações das duas irmãs; enfatizar seu livre acesso a qualquer ambiente na cidade.

3 – (EsPCEX/2015) – Assinale a única opção em que a palavra “a” é artigo.

a) Obrigou-me a arcar com mais despesas.

b) Hoje, ele veio a falar comigo.

c) Essa caneta não é a que te emprestei.

d) Marquei-te a fronte, mísero poeta.

e) Convenci-a com poucas palavras.

4 – (FCM MG/2016) – 

A MENTE QUE TUDO PODE

O médico me garante que a maioria de nossos males tem origem psicossomática. Talvez a totalidade, ele acrescenta. Do alto de sua longa experiência, garante que pessoas felizes não ficam de cama. Para comprovar a tese, relaciona tipos de personalidade com as doenças: os muito exigentes ficam hipertensos, os nervosos contraem dermatoses, os obsessivos desenvolvem câncer, os estressados sofrem acidentes cardiovasculares. A mente tudo pode. Mente?

O médico não está sozinho. Muita gente acredita que a mecânica newtoniana – a ação e a reação – se aplica à saúde humana com a mesma precisão que às maçãs em queda livre. Li um artigo sobre os males que acometeram pessoas famosas a partir da análise de suas cabeças, do tipo fulano morreu assim porque era assado (assados morreram muitos, porque ousaram pensar). Até parece que nossos miolos são imutáveis e possuem uma característica única, sem direito à tristeza, estresse, euforia, obsessão ou felicidade de vez em quando.

As listas de causa e efeito fazem as previsões de doenças a posteriori. Nunca antes dos sintomas. Que mal contrairá o desempregado que teme voltar para casa à noite e comunicar à família que nem biscate conseguiu? Como será hospitalizado o executivo que adora desafio e viciou em estresse? Posto de outra forma, por que uma senhora sem problemas familiares e financeiros, simpática, segura da vida eterna, contraiu um câncer que a matou com dores terríveis? Por que alguns bebês vêm ao mundo com leucemia? Por que indivíduos assumidamente infelizes chegam aos noventa anos infelizmente (para eles) bem de saúde? A satisfação, o amor e o sucesso vacinam contra o vibrião do cólera? Orgasmos múltiplos evitam a AIDS?

Enquanto o psicotudo se alastra, outros médicos destrinçam o genoma e descobrem relações cada vez mais convincentes entre a herança genética e o futuro da pessoa. Ou desvendam as reações químicas que os parasitas usam para penetrar nas células. Ou fazem cirurgias nos fetos.

A mente humana é poderosa, porém não pode tudo. Como disse Montaigne há séculos, ela cria milhares de deuses, mas não faz um rato. Com todo o arsenal de hoje, consegue mudar os roedores a partir do código genético existente. Criar mesmo, do nada, neca. Nem inteligência artificial. O mundo é bem maior do que a nossa imaginação.

Olho para o doutor com desconfiança, ele insiste que as gripes surgem através da queda imunológica devida ao estresse dos dias atuais. Pergunto-lhe por que os vírus não padecem do mesmo mal – ou por que derrotam as mentes psicologicamente equilibradas, bem tranquilas.

E mudo de médico.

GIFFONI, Luiz. http://blogdoluisgiffoni.blogspot.com.br/2015/07/

a-mente-que-tudo-pode.html?spref=fb. Acessado em: 22/07/2015.)

Na frase do texto “O médico não está sozinho.”, o uso do artigo definido “o” pode se justificar porque

a) vulgariza esse simples especialista.

b) especifica uma categoria em ascensão.

c) determina um profissional em particular.

d) generaliza essa classe profissional.

5 – (IFSC/2015) – 

Exercícios-sobre-Artigos-Definidos-e-Indefinidos-tirinha

Disponível em: <http://peramblogando2.files.wordpress.com

/2010/08/tirinha-hagartrono.gif>. Acesso em: 21 set. 2014.

Tendo em vista a leitura do texto, leia e analise as afirmações abaixo:

I. O texto é uma tirinha, veiculada preferencialmente em jornais e revistas; envolve linguagem verbal e não-verbal, e pretende satirizar o homem brasileiro contemporâneo, o qual é representado por Hagar.

II. No segundo quadrinho, em “O que um plebeu como…”, se o amigo fizesse a pergunta referindo-se a uma pessoa do gênero feminino, os termos em destaque deveriam ser substituídos por “uma plebeia”.

III. Ao pronunciar a palavra “trono” para dizer ao amigo onde Hagar estava, Helga a utiliza em sentido denotativo.

IV. No diálogo das personagens, há erro gramatical nas palavras: “cadê” e “tá”, deveriam estar escritos, obrigatoriamente, na norma padrão da língua, devido ao grau de formalidade da situação.

V. Na pergunta que o amigo de Hagar faz a Helga, “O que um plebleu como o Hagar tá fazendo no trono?”, os termos em destaque são classificados, respectivamente, como artigo indefinido e locução verbal.

Assinale a alternativa CORRETA.

a) Apenas as afirmações II, III e IV são verdadeiras.

b) Apenas as afirmações II e V são verdadeiras.

c) Apenas as afirmações I e IV são verdadeiras.

d) Apenas as afirmações II, III e V são verdadeiras.

e) Apenas as afirmações III, IV e V são verdadeiras.

6 – (UNITAU SP/2015) – Leia o seguinte fragmento: “[…] e a quem enfim cada conhecido ou amigo queria dar um destino que julgava mais conveniente às inclinações que nele descobria […]”.

Assinale a alternativa que explica, respectivamente, o não uso de acento indicativo de crase no primeiro caso e o uso desse acento no segundo caso destacado.

a) Pronomes indefinidos nunca são acompanhados de preposição, logo, o “a” que antecede o pronome não deve receber acento indicativo de crase; palavra feminina, sempre que antecedida por preposição, deve receber acento indicativo de crase.

b) Há apenas presença de preposição, uma vez que antes do pronome relativo “quem” não se usa artigo; há presença de preposição, explicada pela regência nominal do termo “conveniente”, somada ao artigo definido que acompanha o termo “inclinações”.

c) Há apenas presença de artigo indefinido, uma vez que pronomes relativos não vêm acompanhados de preposição; há presença de preposição, explicada pela regência nominal do termo inclinações somada ao artigo definido que acompanha o termo conveniente.

d) O artigo definido que antecede o pronome indefinido nunca deve receber acento indicativo de crase; artigo definido feminino, sempre que estiver no plural, recebe acento indicativo de crase.

e) A preposição que antecede o pronome indefinido nunca deve receber acento indicativo de crase; artigo definido feminino, sempre que estiver no plural, recebe acento indicativo de crase.

7 – (IFSC/2015) – Considere o seguinte trecho:

“[…] a rede Globo importa um programa que pode, a médio e longo prazo, demolir tudo o que os grandes mestres das lutas conseguiram em anos.”

Assinale a alternativa CORRETA.

a) Na expressão “a rede Globo importa um programa”, temos dois sujeitos simultaneamente: rede Globo / um programa.

b) As formas verbais “importa” e “pode” indicam o tempo e o modo em que os fatos relatados ocorreram, isto é, no passado, gramaticalmente conhecido como pretérito perfeito do indicativo.

c) Na expressão “tudo o que os grandes mestres”, os termos destacados classificam-se como artigos indefinidos.

d) As vírgulas são usadas na expressão “a médio e longo prazo” para separar o sujeito do predicado.

e) A forma verbal ‘conseguiram’ está na 3ª pessoa do plural para concordar com o sujeito “grandes mestres das lutas”.

8 – (IBMEC SP/2015) –

Folha de S. Paulo: Em “Pecado”, canção de “Rua dos Amores”, você canta “Mesmo que o amor avance /perde-se em nuance/quase um Chile inteiro /quando você fala, fala, fala”. O que é o Chile neste caso?

Djavan: Usei o Chile como advérbio de quantidade. São ousadias, não tenho satisfação a dar a ninguém. O Chile é aquela coisa comprida. É uma metáfora interessante. É preciso que você tenha alma para senti-la ou não. As pessoas da mídia têm que parar de achar que isso me atinge.

(Folha de São Paulo, 11/04/2014)

Nessa entrevista, ao elucidar o sentido dos versos de sua canção, o músico Djavan refere-se ao advérbio. Do ponto de vista morfológico, essa explicação

a) é inadequada, pois, no contexto da canção, equivale a um numeral, classe gramatical que expressa quantidade.

b) é pertinente, pois a função dos advérbios e das palavras denotativas é conferir subjetividade ao texto, como ocorre na construção de figuras de linguagem como a metáfora.

c) apresenta falhas, pois, levando em conta o contexto da canção, a palavra representa um adjetivo que caracteriza a relação amorosa mencionada nos versos.

d) contém uma imprecisão, pois, no contexto da canção, ao vir acompanhado pelo artigo indefinido “um”, o vocábulo “Chile” assume a função de substantivo.

e) está adequada, pois, no contexto em que foi empregado, o termo “Chile” modifica o sentido do verbo “falar”, acrescentando-lhe uma circunstância.

Confira as respostas dos exercícios sobre artigos definidos e indefinidos no gabarito abaixo.

Respostas dos Exercícios sobre Artigos Definidos e Indefinidos

Exercício resolvido da questão 1 –

d) Todas as alternativas estão corretas.

Exercício resolvido da questão 2 –

d) particularizar a maneira de ser das manas Lousadas; situá-las numa cidade onde são famosas pela maledicência.

Exercício resolvido da questão 3 –

d) Marquei-te a fronte, mísero poeta.

Exercício resolvido da questão 4 –

d) generaliza essa classe profissional.

Exercício resolvido da questão 5 –

b) Apenas as afirmações II e V são verdadeiras.

Exercício resolvido da questão 6 –

b) Há apenas presença de preposição, uma vez que antes do pronome relativo “quem” não se usa artigo; há presença de preposição, explicada pela regência nominal do termo “conveniente”, somada ao artigo definido que acompanha o termo “inclinações”.

Exercício resolvido da questão 7 –

e) A forma verbal ‘conseguiram’ está na 3ª pessoa do plural para concordar com o sujeito “grandes mestres das lutas”.

Exercício resolvido da questão 8 –

d) contém uma imprecisão, pois, no contexto da canção, ao vir acompanhado pelo artigo indefinido “um”, o vocábulo “Chile” assume a função de substantivo.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou dos nossos Exercícios sobre Artigos Definidos e Indefinidos? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Artigos Definidos e Indefinidos

Os artigos são classes de palavras que precedem o substantivos de tal maneira que determine o número, ou seja, se é singular ou plural e também o gênero, masculino ou feminino.

Os artigos são importantes para a compreensão e construção textual, pois são elementos essenciais para a coesão do texto. 

Os artigos são divididos em dois tipos:

  • Artigos Definidos: o, a, os, as – são as palavras que indicam o substantivo de maneira precisa.
  • Artigos Indefinidos: um, uma, uns, umas – são as palavras que indicam o substantivo de maneira nítida.

Artigo Definido

É o artigo que indica o substantivo, definindo o número e gênero da pessoa, objeto ou lugar. Veja os artigos definidos:

Tabela dos artigos definidos

Exemplos:

  • A menina tem dois gatos;
  • Ganhamos os troféus;
  • As meninas gostam de dançar;
  • O garoto ama jogar basquete.

Artigo Indefinido

Os artigos indefinidos identificam sem nitidez e particularidade, por isso a pessoa, objeto ou lugar mencionado é identificado sem precisão.Veja os artigos indefinidos:

Tabela dos artigos indefinidos

Exemplos:

  • Um lugar como esse merece ser fotografado;
  • Uma camisa da loja era linda;
  • Comprei uns copos para festa;
  • Umas amigas vieram aqui.

Gostou do nosso resumo sobre artigos? Leia também outras matérias de português!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador