Português

Tudo sobre o que é Semântica

O que é SemânticaO que é Semântica?

A Semântica é responsável por estudar o significado dos vocábulos da Língua Portuguesa (palavras, frases ou textos). A semântica pode ser dividida nas áreas de Sinonímia, Antonímia, Homonímia, Paronímia, Polissemia, Conotação e Denotação.

O Beduka preparou esse artigo para tirar suas dúvidas sobre o que é Semântica e te ajudar a se preparar para o ENEM e outros vestibulares.

Entender sobre essa matéria também é importante na hora de escrever a redação no ENEM. Aproveite e veja o Guia Completo da Redação Dissertativa Argumentativa, onde explicamos tudo que você precisa saber para fazer um bom texto na hora da prova.

Não deixe de conferir nossos exercícios de Semântica!

Nesse artigo vamos falar sobre:

  • O que é Semântica;
  • Sinonímia e Antonímia;
  • Homônimos e Parônimos;
  • Polissemia, Conotação e Denotação.

O que é Semântica?

A Semântica é a área da Linguística que é responsável por estudar o significado ou os sentidos de todas as palavras, frases ou textos da Língua Portuguesa. Vale ressaltar que Linguística é a ciência que estuda a linguagem.

A palavra “semântica” tem origem na palavra grega semantikos, que significa “aquilo que tem sentido”, e seu estudo é fundamental para compreendermos o emprego correto das palavras. A semântica pode ser dividida em duas vertentes:

  • Semântica Descritiva (ou semântica sincrônica): indica o estudo da significação das palavras na atualidade;
  • Semântica Histórica (ou semântica diacrônica): estuda o significado das palavras em um certo espaço de tempo.

Dentro da Semântica, as palavras foram classificadas de acordo com as relações que têm entre si. Portanto, podemos dividir a semântica em:

  • Sinonímia e Antonímia: estuda palavras que são sinônimas e antônimos;
  • Homonímia e Paronímia: estuda as palavras que são homônimas e parônimas;
  • Polissemia: estuda palavras que são polissêmicas;
  • Conotação e Denotação: estuda o sentido conotativo e denotativo das palavras.

À seguir, iremos explicar todos esses assuntos para que você compreenda bem o que é Semântica.

Sinônimos e Antônimos

Sinônimos

A Sinonímia é a área da Semântica que estuda as palavras que são sinônimas. Essas palavras possuem significado ou sentido semelhante, sendo bastante utilizada principalmente na produção de textos.

Confira o artigo sobre as melhores palavras que enriquecem a Redação do ENEM.

Tipos de Sinônimos
  • Sinônimos Perfeitos: são palavras que possuem significados idênticos, por exemplo: após e depois; calmo e tranquilo, etc;
  • Sinônimos Imperfeitos: são palavras que possuem significados semelhantes mas não idênticos, por exemplo: gostar e estimar; cidade e município.
Exemplos de Sinônimos
sinonimos

Antônimos

A Antonímia é a área da Semântica responsável por estudar as palavras que são antônimas. Essas palavras possuem significados exatamente contrários uma da outra.

Exemplos de Antônimos
antonimos

Confira o artigo completo sobre Sinônimos e Antônimos.

Polissemia

Polissemia é a área da Semântica que estuda a multiplicidade de significados de uma palavra. Uma palavra polissêmica pode apresentar diferentes significados conforme o contexto em que está inserida.

Exemplos de Polissemia

polissemia

A palavra “letra” é um termo polissêmico, pois ela abrange significados diferentes dependendo do contexto que foi utilizada. Na primeira frase ela significa canção, na segunda ela é utilizada como caligrafia, e na terceira como letra do alfabeto.

Polissemia e Ambiguidade

A Polissemia pode ser confundida com a ambiguidade. Nesse caso, a frase adquire duplo sentido na interpretação. Por exemplo:

  • O ladrão matou o policial dentro de sua casa (Na casa de quem? Do próprio policial ou do ladrão?).

A ambiguidade faz com que haja duplo sentido na interpretação da sentença, o que não acontece nos casos da Polissemia. Os termos polissêmicos mudam o seu significado de acordo com o contexto em que estão, e não há confusão na interpretação da sentença.

Confira o artigo completo sobre Vícios de Linguagem.

Polissemia e Homonímia

Como veremos mais à frente, a Homonímia também diz respeito às multiplicidade de significados de uma palavra. A diferença entre palavras homônimas e polissêmicas está em sua origem.

Nos exemplos relacionados à letra que vimos acima, todos os significados para o termo letra possuem a mesma origem e o mesmo conceito: a escrita. No caso das palavras homônimas, elas são idênticas mas possuem origem e conceitos diferentes. Por exemplo:

A palavra banco pode ser um assento, uma agência bancária, ou o ato de pagar algo. Os três conceitos que a palavra pode adquirir não se relacionam em momento algum, diferente da Polissemia.

Confira o artigo completo sobre Polissemia.

Homônimos e Parônimos

Homônimos

A Homonímia é a área da Semântica que estuda as palavras que possuem a mesma pronúncia (e em alguns casos a mesma escrita) mas que possuem significados diferentes.

As palavras homônimas podem ser classificadas em:

  • Homógrafas: palavras com a mesma escrita mas que possuem pronúncias diferentes. Por exemplo: colher (verbo) e colher (substantivo); jogo (substantivo) e jogo (verbo).
  • Homófonas: palavras com a mesma pronúncia mas que possuem escritas distintas. Por exemplo: concerto (show de música) e conserto (reparo); acender (atear) e ascender (subir).
  • Perfeitas: são palavras que possuem escrita e pronúncia iguais. Por exemplo: caminho (substantivo) e caminho (verbo); uso (verbo) e uso (substantivo); livre (adjetivo) e livre (verbo).

Confira o artigo completo sobre Homônimos.

Parônimos

A Paronímia é a área da Semântica que estuda as palavras parônimas, que são palavras que se assemelham na escrita e na pronúncia mas que possuem significados distintos.

paronimos

A diferença entre os homônimos e os parônimos é que, no caso dos termos homônimos, ou a escrita ou a pronúncia ou ambos serão iguais em algum momento. Os parônimos somente se assemelham em escrita e pronúncia, mas ele nunca são exatamente idênticos.

Confira o artigo completo sobre Parônimos.

Conotação e Denotação

Conotação e Denotação é a área da Semântica que estuda os sentidos das palavras. 

Sentido Conotativo e Sentido Denotativo

  • Sentido conotativo: é a linguagem em que o termo é empregado em sentido figurado, subjetivo, relativo e expressivo. Ele varia de acordo com o contexto em que é utilizado, sendo muito empregado na literatura, que possui muitas palavras e carregam fortes emoções e sentimentos.
  • Sentido denotativo: é a linguagem em que a palavra é utilizada em seu sentido próprio, literal, original e objetivo.

Exemplo:

  • Aquele homem é um cachorro. (linguagem conotativa, sentido figurado)
  • O cachorro da vizinha fugiu essa manhã. (linguagem denotativa, sentido próprio)

Confira o artigo completo sobre Conotação e Denotação.

Além de aprender sobre o que é Semântica, você pode testar seus conhecimentos de outras matérias respondendo algumas questões que caíram em edições antigas do Exame em nosso simulado gratuito.

Gostou de aprender sobre o que é Semântica? Queremos te ajudar também a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador