ExercíciosFilosofia

As 5 Melhores Questões sobre Pré Socráticos com Gabarito

Questões sobre Pré-SocráticosQuestões sobre Pré-Socráticos

Anteriormente a Sócrates, havia filósofos que buscavam respostas para as perguntas apenas observando os elementos da natureza. Esses eram os Pré-Socráticos. Eles foram divididos em cinco principais escolas e você aprenderá sobre todas nesse artigo. Leia até o fim e depois faça as questões sobre os Pré-Socráticos. 

Quer seguir diretamente para alguma parte específica? Clique em algum dos tópicos abaixo:

Quando você terminar os exercícios sobre positivismo, coloque em prática todo seu conhecimento com O Melhor Simulado Enem do Brasil.

Quem foram os Pré-Socráticos?

Os Pré-Socráticos foram filósofos que atuavam anteriormente à época de Sócrates. Eles tentavam encontrar explicações para seus questionamentos através da observação da natureza, por isso, ficaram conhecidos como filósofos da natureza. 

Inicialmente, eles foram divididos em escolas de acordo com as localidades onde se encontravam. Posteriormente, passaram a ser divididos conforme seus pensamentos e métodos de estudo. 

Escolas Pré-Socráticas
Escolas Pré-Socráticas

Vamos falar sobre cada uma das cinco escolas a partir de agora:

O que foi a Escola de Mileto?

A Escola de Mileto (também chamada de Escola Jônica) foi composta por três filósofos principais: 

  • Tales (623-546 a.C.)
  • Anaximandro (610-547 a.C.)
  • Anaxímenes (588-524 a.C.)

Normalmente, quando se estuda essa escola, acrescenta-se um quarto filósofo que compartilhava dos valores de Mileto. Esse é o Heráclico de Éfeso. Falaremos sobre ele na próxima escola. Agora, vamos falar sobre cada um dos representantes de Mileto. 

Quais eram as ideias de Tales de Mileto?

Caso você esteja se perguntando se já ouviu esse nome e algum lugar, a resposta mais provável é que você já deve ter ouvido falar sobre Tales nas aulas de matemática. 

Ele entrou para a história com seu famoso Teorema de Tales. Um método genial para calcular proporcionalidades ainda na Grécia Antiga. 

Além de especialista em matemática, Tales tinha um pensamento muito peculiar sobre a água. 

Os jônicos (assim como todos os pré-socráticos) faziam seus estudos em busca de uma coisa chamada arché. Isto seria uma substância básica responsável por tudo que existe

Como sabemos, a água é essencial para a nossa sobrevivência e a própria vida começou na água. Baseado nisso, Tales chegou à conclusão: “tudo é água”

Por isso, a arché, para Tales, era a água. 

Quais eram as ideias de Anaximandro?

Anaximandro era discípulo de Tales e concordava com seu mestre no fato de que havia alguma matéria geradora de tudo que existe. 

Contudo, Anaximandro não acreditava que fosse possível definir essa matéria, por isso, ele definiu sua arché como “apeíron”, que na nossa língua significaria “infinito”

Quais eram as ideias de Anaxímenes?

Anaxímenes achava que a origem de tudo que existia era o “sopro necessário”. A partir dessa teoria, ele chegou à conclusão de que tudo era resultado do processo de rarefação e condensação do ar. Logo, “Tudo é ar”

O que foi a Escola de Éfeso?

O único representante da escola de Éfeso era Heráclito, contudo, ele costuma ser ensinado junto aos filósofos de Mileto. Ainda assim, existe um aspecto de seu pensamento que o diferencia de Tales e seus aprendizes.

Quais eram as ideias de Heráclito?

O que diferenciava Heráclito dos Jônicos, era que ele não acreditava que tudo surgiu de uma única matéria. Isso porque ele se recusava a pensar que tudo era estático. 

O elemento que representava Heráclito era o fogo, pois uma chama crepita de forma que está sempre mudando. É por esse motivo que Heráclito ficou famoso por duas frases:

  • “Tudo flui”
  • “Não podemos entrar duas vezes no mesmo rio, porque tanto o rio quanto nós já não somos mais os mesmos”

O que foi a Escola Pitagórica?

O principal filósofo da escola pitagórica é o seu próprio fundador: Pitágoras de Samos (580-500 a.C.). Ele criou, ainda antes de Cristo, o famoso Teorema de Pitágoras que assombra tantos jovens estudantes até os dias atuais. 

Quais eram as ideias de Pitágoras?

Pitágoras percebeu que o som de uma corda, quanto esticada, variava proporcionalmente. Ou seja, a música tinha uma relação íntima com a matemática, logo, tudo no universo devia ter também

Pitágoras tinha em mente que em cada número de 1 a 9 ocorria a expressão da vida humana. Assim, ele cunhou a frase: “Tudo são números”

O filósofo também é o responsável por definir a clássica expressão trigonométrica: “A soma do quadrado dos catetos é igual ao quadrado da hipotenusa”. Expressão que ficou conhecida como o Teorema de Pitágoras. 

O que foi a Escola Eleata?

Os eleatas eram os principais opositores dos jônicos, pois o pensamento principal dessa escola era que as mudanças nunca aconteciam. Seu principal representante foi Parmênides de Eléia (51-470 a.C.)

Quais eram as ideias de Parmênides?

Parmênides tinha fé que a identidade de algo não se altera por mais que sua aparência possa mudar. 

Ele era cético em relação aos cinco sentidos, pois acreditava que estes poderiam construir uma falsa verdade (ele não se daria muito bem com os empíricos). 

Também foi o filósofo que cunhou os princípios lógicos da identidade e da não-contradição

Parmênides ficou famoso pela sua frase: 

“O que é, é e não pode deixar de ser”.    

O que foi a Escola Pluralista?

Foi nessa escola que criou-se a primeira ideia de um elemento bastante estudado na química até os dias atuais. Um dos representantes dessa escola foi o primeiro a pensar no átomo. 

Quais eram as ideias de Empédocles?

Empédocles de Agrigento (490-430 a.C.) foi o fundador da Escola Pluralista, porém perdeu o protagonismo para o seu discípulo. 

Ele acreditava que tudo era resultado da mistura dos quatro elementos, mas além de pensar sobre a natureza foi uma forte figura política por defender a democracia.  

Quais eram as ideias do Demócrito?

Demócrito de Abdera (460-370 a.C.), junto de Leucipo (outro filósofo pluralista, mas menos expressivo), chegaram à uma conclusão. Na verdade, tudo era formado por uma substância indivisível que não podia ser vista pelos humanos. 

Surgia aí o átomo. A palavra “átomo” vem do grego “a”, que significa negação, mais a palavra “tomo” que significa divisão. Logo, um átomo era algo que não podia ser dividido.  

Demócrito imaginou o átomo como bolinhas microscópicas maciças e essa ideia permaneceu por mais de 2 mil anos. 

Existe ainda uma teoria de que Demócrito ficou muito mais famoso que seu mestre porque, na verdade, ele era seu próprio mestre, porém, com outra identidade. Contudo, o mais provável é que essa teoria seja falsa. 

Mapa das escolas pré-socráticas
Mapa das escolas pré-socráticas

Questões sobre Pré Socráticos com Gabarito

Esperamos que, com esse resumo, tudo tenha ficado mais claro para você. 

Obrigado por ter lido até aqui!

Baixe gratuitamente o Plano de Estudos do Beduka e tenha uma preparação perfeita para o ENEM.

Questão 1- (UEL 2003) “Tales foi o iniciador da filosofia da physis, pois foi o primeiro a afirmar a existência de um princípio originário único, causa de todas as coisas que existem, sustentando que esse princípio é a água. Essa proposta é importantíssima… podendo com boa dose de razão ser qualificada como a primeira proposta filosófica daquilo que se costuma chamar civilização ocidental.” (REALE, Giovanni. História da filosofia: Antigüidade e Idade Média. São Paulo: Paulus, 1990. p. 29.)

A filosofia surgiu na Grécia, no século VI a.C. Seus primeiros filósofos foram os chamados pré-socráticos. De acordo com o texto, assinale a alternativa que expressa o principal problema por eles investigado.

a) A ética, enquanto investigação racional do agir humano.

b) A estética, enquanto estudo sobre o belo na arte.

c) A epistemologia, como avaliação dos procedimentos científicos.

d) A cosmologia, como investigação acerca da origem e da ordem do mundo.

e) A filosofia política, enquanto análise do Estado e sua legislação.

Questão 2- (Uncisal 2012) O período pré-socrático é o ponto inicial das reflexões filosóficas. Suas discussões se prendem a Cosmologia, sendo a determinação da physis (princípio eterno e imutável que se encontra na origem da natureza e de suas transformações) ponto crucial de toda formulação filosófica. Em tal contexto, Demócrito afirma ser a realidade percebida pelos sentidos ilusória. Ele defende que os sentidos apenas capturam uma realidade superficial, mutável e transitória que acreditamos ser verdadeira. Mesmo que os sentidos apreendam “as mutações das coisas, no fundo, os elementos primordiais que constituem essa realidade jamais se alteram.” Assim, a realidade é uma coisa e o real outra.

Para Demócrito a physis é composta:

a) pelas quatro raízes: o úmido, o seco, o quente e o frio.

b) pela água.

c) pelo fogo.

d) pelo ilimitado.

e) pelos átomos.

Questão 3- (Uff 2010) Como uma onda

“Nada do que foi será/ De novo do jeito que já foi um dia/ Tudo passa/ Tudo sempre passará/

A vida vem em ondas/ Como um mar/ Num indo e vindo infinito

Tudo que se vê não é/ Igual ao que a gente/ Viu há um segundo/ Tudo muda o tempo todo/ No mundo

Não adianta fugir/ Nem mentir/ Pra si mesmo agora/ Há tanta vida lá fora/ Aqui dentro sempre/ Como uma onda no mar/ Como uma onda no mar/ Como uma onda no mar”

(Lulu Santos e Nelson Motta) 

A letra dessa canção de Lulu Santos lembra ideias do filósofo grego Heráclito, que viveu no século VI a.C. e que usava uma linguagem poética para exprimir seu pensamento. Ele é o autor de uma frase famosa: “Não se entra duas vezes no mesmo rio”.

Dentre as sentenças de Heráclito a seguir citadas, marque aquela em que o sentido da canção de Lulu Santos mais se aproxima

a) Morte é tudo que vemos despertos, e tudo que vemos dormindo é sono.

b) O homem tolo gosta de se empolgar a cada palavra.

c) Ao se entrar num mesmo rio, as águas que fluem são outras.

d) Muita instrução não ensina a ter inteligência.

e) O povo deve lutar pela lei como defende as muralhas da sua cidade.

  • Muito bem! Você chegou à metade dos Exercícios sobre pré socráticos. Continue fazendo o restante.

Questão 4- (Unespar 2015)

Umas das primeiras transformações de pensamento que surgiu na Grécia Antiga foi a distinção entre cosmogonias e cosmologias. A primeira vinculada ao pensamento homérico e hesiodiano e a segunda levada a cabo pelos chamados Pré-Socráticos. Sobre os Pré-Socráticos é correto afirmar:

a) Tales de Mileto a partir de suas viagens até o Egito observou a importância da água para o desenvolvimento de todas as coisas visíveis. Um corpo vivo possui água enquanto um corpo morto desidrata. Contudo, sua força argumentativa ficou na observação de que a água passaria por três estados (líquido, sólido, gasoso) mantendo sua essência intacta. Daí um dos porquês de Tales considerar a água como o princípio de todas as coisas;

b) Pitágoras de Samon propôs uma das mais cobiçadas ideias da filosofia antiga: o mundo seria composto pelo absoluto desordenamento e falta de proporções entre as coisas. Desse modo, surge a doutrina que explica a origem do Mundo através do Caos;

c) Demócrito, o atomista, percebeu que as discussões de seus antecedentes estavam presas aos elementos do visível. Daí propor como objeto de estudo as coisas imateriais e espirituais como explicação da origem de todas as coisas. Cunha então o termo “átomo” que nada mais é do que “feito por divindades”;

d) Heráclito de Éfeso desenvolve sua filosofia baseando-se nas discussões de que todas as coisas que pudessem ser pensadas e expressas pela linguagem deveria existir. Assim, cunha um dos mais famosos pensamentos da Antiguidade: “o ser é; o não-ser não é”, afirmando sobre a impossibilidade de algo não existir;

e) Parmênides de Eléia desenvolveu suas ideias através das observações do mundo sensível. Assim, descobriu que ora algumas coisas são, ora as mesmas coisas se mostram diferentes. A importância de suas ideias é marcada pela absoluta desconfiança com o mundo dos sentidos, pois tudo mudaria sem deixar marcas de continuidade.

Questão 5- (UEG 2011)

A influência de Sócrates na filosofia grega foi tão marcante que dividiu a sua história em períodos: período pré-socrático, período socrático e período pós-socrático. O período pré-socrático é visto como uma época de formação da filosofia grega, na qual predominavam os problemas cosmológicos. Ele se desenvolveu em cidades da Jônia e da Magna Grécia. Grandes escolas filosóficas surgem nesse período e muitos pensadores se destacam.

Entre eles, um jônico, que ficou conhecido como pai da filosofia. Seu nome é:

a) Tales de Mileto.

b) Leucipo de Abdera.

c) Sócrates de Atenas.

d) Parmênides de Eléia.

  • Parabéns, você fez todos os exercícios sobre pré socráticos. Confira agora o Gabarito:

Gabarito dos Exercícios sobre Pré Socráticos

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: d) A cosmologia, como investigação acerca da origem e da ordem do mundo.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: e) pelos átomos.

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: c) pelo fogo.

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: a) Tales de Mileto a partir de suas viagens até o Egito observou a importância da água para o desenvolvimento de todas as coisas visíveis. Um corpo vivo possui água enquanto um corpo morto desidrata. Contudo, sua força argumentativa ficou na observação de que a água passaria por três estados (líquido, sólido, gasoso) mantendo sua essência intacta. Daí um dos porquês de Tales considerar a água como o princípio de todas as coisas;

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: a) Tales de Mileto.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou das nossas questões sobre pré socráticos? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

8 Comentários

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador