Vestibulares

Como estudar para Fuvest? Não perca as dicas de quem já fez a prova e conseguiu ser aprovado!

Como estudar para FuvestComo estudar para Fuvest

Quer saber como estudar para Fuvest? Então você não pode perder esse artigo! Estudamos quais as técnicas que os aprovados na Usp utilizaram e juntamos todas as dicas neste texto! Não deixe de ler os artigos complementares durante o texto porque eles são importantes para seu sucesso! Vem com a gente!

Neste artigo sobre como estudar para Fuvest, você encontrará:

  1. Informações gerais sobre a prova e assuntos que mais caem
  2. Como estudar para Fuvest? 
  3. Dicas específicas para redação e questões dissertativas

Achou pouco?

  • Confira nossos outros artigos sobre os vestibulares mais requisitados do Brasil.
  • Prepare-se com o nosso simulado gratuito, que pode ser personalizado de acordo com suas necessidades! 
  • Dúvidas sobre Fies, Prouni e Sisu? Só com a gente você fica por dentro de tudo!

Informações gerais e matérias que mais caem na prova da Fuvest

Antes de entender como estudar para Fuvest, devemos entender como funciona essa prova, qual seu estilo. Para isso, colocamos um panorama geral sobre a prova:

Primeira Etapa da Fuvest

Diferentemente do Enem, que apresenta uma matriz mais restrita de competências, habilidades e conteúdos que podem ser cobrados, a da Fuvest é bastante extensa. Grosso modo, podemos dizer que a Fuvest se propõe a cobrar praticamente tudo o que é estudado no ensino médio”, ressalta a professora Ana Paula Dibbern, do cursinho Maximize.

Quantidade de questões: 90

Tipo de questão: múltipla escolha (fechada)

Duração da prova: 5 horas

Matérias cobradas: Biologia, Física, Geografia, História, Inglês, Matemática, Português, Literatura e Química

Caráter: Eliminatório e classificatório

Segunda Etapa da Fuvest

Quantidade de questões e matérias cobradas: 

1° dia: 10 questões de portugûes, redação 

2° dia: 12 questões de duas, três ou quatro disciplinas, de acordo com a carreira escolhida 

Para algumas carreiras, há prova de Habilidades Específicas.

Tipo de questão: dissertativa (aberta)

Duração da prova: 2 dias de prova, 4 horas por dia (alteração ocorrida em 2019)

Caráter: Eliminatório e classificatório

Para saber quais disciplinas serão cobradas na prova da segunda fase, de acordo com o curso escolhido, você deve acessar o Manual do Candidato, que é lançado a cada ano. Confira o de 2020 aqui.

Matérias que mais caem na prova da Fuvest

Sobre esse assunto, preparamos um artigo especial, focado apenas nisso, confira aqui!

Como estudar para Fuvest?

Agora que já temos uma visão geral de como é a prova e sabemos quais as matérias que mais caem nela, podemos dizer que uma boa forma de se preparar para estudar é:

  • Essas dicas são básicas e fundamentais, apenas para ter uma ideia de como se organizar. Mas, se você quer saber como estudar de forma eficiente, confira um artigo exclusivo sobre isso. São 12 dicas detalhadas e bastante curiosas (como a influência do tipo de banho e do sono no seu rendimento). 
  1. Monte um cronograma de estudo que foque nas matérias mais cobradas. Trace uma meta, organize um quadro de horários com matérias para estudar cada dia. Tenha Rotina e Disciplina. No mínimo um mês antes da prova faça a revisão final.
  1. Para não se cansar, troque de conteúdo a cada 1h30, para algo que tem a haver com o que você estava estudando antes, como biologia e química ou história e geografia. Estude sem exagerar, pois pode causar problemas leves – como cansaço e indisposição – ou graves – como emocionais, psicológicos e até de visão. O ideal é ter equilíbrio, por isso a rotina e a disciplina.
  1. Leia o conteúdo rapidamente, releia grifando o mais importante e fazendo anotações de palavras-chave, faça o resumo escrito à mão. 
  1. Depois de alguns dias, faça uma revisão sobre o que foi visto na semana anterior, a fim de relembrar buscando da memória e depois lendo o resumo. Nessa hora, faça como se estivesse explicando para alguém. 
  1. Imagine as situações na sua cabeça, crie imagens e associações. Quando você ler que o desenvolvimento do ovário da angiosperma leva a formação do fruto verdadeiro, imagine o ovário se desenvolvendo em um fruto, como um filme passando na cabeça. Entenda a informação, não apenas decore.
  1. Estude com as provas das edições anteriores. Isso é importante para sentir o grau de dificuldade, familiarizar com a linguagem e o modelo de pergunta, cronometrar o tempo e fazer fielmente a ele. Além disso, treina sua resistência física. Se proponha a fazer um simulado por semana!
  1. Refaça as questões que você errar. No YouTube existem vídeos de professores explicando a resolução de cada questão. Isso ajuda a entender onde você está errando. Anote as matérias que mais errar para poder estudá-las melhor depois.
  1. Leve sempre em conta o contexto histórico, econômico, político e cultural do que você estudar em Humanas. Isso ajuda a ampliar sua percepção, e pode ajudar a se safar quando esquecer a matéria. A interpretação é muito importante!
  1. Esteja sempre atento ao que está acontecendo no Brasil e no mundo, atualidades são uma base para temas das questões.
  1. Antes de sair fazendo contas em uma questão de exatas, pense qual raciocínio seguir. Trace um esquema rápido na sua cabeça para não perder tempo com contas que não te levarão a resposta alguma.
  1. Leia as obras obrigatórias no primeiro semestre, que costuma ser mais tranquilo para estudar. Faça resumos e anotações delas para reler antes de fazer a prova. Escreva não só o enredo, mas os fatos marcantes, os problemas sociais, a intertextualidade entre elas, o contexto histórico. Pense em perguntas do tipo “porque” e “como” , dialogue com a história.
  1. Se dedique ao máximo em português para tirar uma boa nota no primeiro dia da segunda fase. Os aprovados não costumam se sair tão bem nesse dia assim como eles se saem no terceiro dia.
  1. Nunca deixe de estudar questões que envolvam gráficos e tabelas. Sempre cai uma delas e é de grande valor!
  1. Priorize o estudo das disciplinas em que você tem mais dificuldade e, conforme a data do exame for se aproximando, vá mudando para os assuntos em que tem média dificuldade. Deixe os últimos dias para revisão, apenas.
  1. Cuidado para não perder muito tempo agarrado em uma questão! Cada uma delas tem o mesmo valor e você pode perder o tempo de estar resolvendo uma que saberia. Depois, se sobrar tempo, você volta nesse probleminha.
  1. Se você já tem noção da área que quer seguir, dê prioridade para o estudo das disciplinas específicas que tem a ver com ela.
  1. Tenha um plano B caso não passe na Fuvest. Não precisa se sentir mal por não ter passado nesta faculdade, existem milhares de outras esperando por você! Lembre-se: um bom aluno é quem torna boa a faculdade.

Dicas específicas 

Separamos dicas incríveis para você, cada uma delas direcionada para uma habilidade

Dicas para as questões dissertativas (abertas) da prova da Fuvest

Uma boa resposta se construirá em 3 passos:

  1. Identificar o tema da pergunta: falar apenas o que é pertinente a ele
  2. Identificar o comando da questão: pode ser “cite”, “explique”, “analise” etc. (Cada um deles requer um grau de especificidade diferente)
  3. Organizar a resposta, sendo o mais direto possível: coloque as coisas mais importantes no começo da resposta e, se der tempo, as menos relevantes no final

Não é aconselhável rechear a resposta, desnecessariamente, para “mostrar que sabe mais”. Os corretores têm um gabarito com os tópicos básicos esperados e, assim que os identificam, terminam de validar a questão.

Dicas para a redação da Fuvest

A prova de redação da Fuvest é uma dissertação argumentativa, por isso, é preciso apresentar um posicionamento claro sobre o tema. O candidato deve ter um raciocínio completo e bem fundamentado, pois é necessário que o texto seja autoral.

Nesse caso, não há posicionamento correto ou errado. A escolha fica a critério do candidato, desde que saiba desenvolver argumentos coerentes.

Confira algumas palavras que enriquecem a redação e fique atento nessas 9 dicas específicas:

  1. Geralmente são cobradas redações com títulos. Fique atento: se não estiver indicando sobre a obrigatoriedade do título, será opcional.
  2. É indicado começar a prova com a dissertação. Escrever uma boa redação requer muito raciocínio e, para isso, é bom estar descansado.
  3. Comece montando um rascunho de estrutura que hierarquize os seus argumentos..
  4. Depois, faça as questões dissertativas. Após isso, volte para revisar o que já foi escrito. Esse “tempo” é uma boa dica para conseguir enxergar erros. Quando estamos o tempo todo lendo a mesma redação, é mais difícil de identificar. 
  5. A Fuvest ama redações que fogem de opiniões do senso comum. Mas isto não é uma obrigatoriedade.
  6. Use citações – sejam elas de músicas, livros, ou uma pessoa icônica. São uma boa forma de validar seu posicionamento e demonstrar repertório.
  7. Comece a redação indo direto ao ponto. Apresenta uma introdução que já fale sobre o problema em questão e a perspectiva que será abordada.
  8. Adote sua posição e deixe-a clara o mais cedo possível, seja no primeiro ou segundo parágrafo.
  9. Uma estratégia comum é finalizar a redação com conclusão + proposta de intervenção. Porém, não é obrigatório. É possível finalizar, também, com uma conclusão sucinta que promova uma reflexão ou um panorama final sobre o tema.

Gostou do nosso artigo sobre como estudar para Fuvest? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador