ExercíciosHistória

Os 10 Melhores Exercícios sobre Crise do Sistema Colonial [com gabarito]

Exercícios sobre Crise do Sistema Colonialexercícios sobre a crise do sistema colonial

Nos últimos anos do século XVIII, o sistema colonial começou a entrar numa crise, enfraquecendo o pacto entre metrópoles e colônias. Isto se deu por diversos fatores econômicos e ideológicos. Leia o resumo abaixo para entender melhor e em seguida responda os exercícios sobre a crise do sistema colonial.

Quer seguir diretamente para alguma parte específica? Clique em algum dos tópicos abaixo

Quando você terminar os exercícios sobre a crise do sistema colonial, que tal testar seus conhecimentos no Melhor Simulado Enem do Brasil?

O que foi o sistema colonial?

O sistema colonial é definido como o conjunto de relações entre metrópole e colônia, que eram mantidas de forma direta e exclusiva, chamado também de pacto colonial. 

Este sistema foi estabelecido entre estados-nações europeus e territórios americanos no contexto do mercantilismo. Esta era uma prática econômica que se baseava no comércio com o exterior e no acúmulo de metais preciosos.

As metrópoles se constituíam como o centro de irradiação do domínio sobre os territórios colonizados, sendo assim o lugar das decisões políticas, econômicas e administrativas a serem realizadas na sua periferia: a colônia.

Pelo sistema colonial, a metrópole mantinha o monopólio de vendas dos produtos para a colônia, bem como o monopólio de consumo das mercadorias produzidas nela. 

As vendas para o território colonial eram feitas com preço elevado. Já os produtos direcionados da colônia para a metrópole, eram comprados a baixo custo e revendidos no mercado europeu com valores mais altos.

Eram as metrópoles também quem determinavam os tributos sobre a produção na colônia, que muitas vezes eram tomados como excessivos, gerando revoltas.

Quais foram os fatores que levaram à crise do sistema colonial?

Dentre os principais fatores que provocaram a crise do sistema colonial estão:

  • A crítica ao pacto que sustentava o sistema; 
  • Revoltas que tinham como fim a sua dissolução; desenvolvimento interno das colônias americanas; 
  • Disseminação dos ideais iluministas vitoriosos durante a Revolução Francesa.

Para manter o pacto colonial funcionando bem, era preciso que as colônias se desenvolvessem. 

No entanto, quanto mais elas se desenvolviam, mais próximas da independência ficavam e passavam a contestar as medidas restritivas impostas pelas metrópoles.

No final do século XVIII, quando ocorreu a crise do sistema colonial, houve também a ascensão de uma série de ideias que passaram a circular na Europa: as ideias liberais iluministas.  Esses ideais chegaram às áreas coloniais.

Tais ideias contestavam o Antigo Regime, a concentração de poderes, monopólios e a ideologia hegemônica que via o homem com o destino traçado numa sociedade estratificada.

A união entre as situações econômicas e a ideologia nova que surgiu, levou o sistema colonial à crise.

No caso do Brasil, há um outro elemento importante, que é a chegada da família real no contexto das guerras napoleônicas.

A Inglaterra, cuja marinha fez a escolta de D. João VI e da nobreza portuguesa, foi contemplada com um tratado de comércio com a colônia, na chamada abertura dos portos às nações amigas.

O Brasil foi promovido a Reino Unido a Portugal em 1815, finalizando seu status de colônia. 

No entanto, durante a reunião das cortes em 1821, que visava criar uma constituição para Portugal, os dirigentes portugueses propuseram a volta do Brasil à sua antiga condição.

Decorrente das intenções portuguesas para o Brasil, D. Pedro I, em 1822, fez a independência brasileira, com apoio das elites e do povo, a fim de garantir as conquistas vindas no período joanino (1808 – 1821).

Quais foram as principais revoltas na crise do sistema colonial?

Mapa do Brasil 1824
Mapa do Brasil 1824

Foram diversas as revoltas contra o sistema colonial. As mais importantes são os  emancipacionistas e/ou de independência que se ocorreram na América. Abaixo seguem alguns deles.

No Brasil:

  • Inconfidência Mineira (1789)
  • Conjuração Baiana (1798)
  • Revolução Pernambucana (1817)
  • Independência do Brasil (1822)

Em outros lugares:

  • Revolução Americana (1776 – 1783)
  • Revolução Haitiana (1791-1804)

É importante notar que as revoltas emancipacionistas brasileiras não tinham caráter de libertação nacional, mas sim regional. Ainda não se tinha um sentimento de unidade das capitanias entre si. Isso só veio a acontecer com a independência realizada por D. Pedro I.

Exercícios sobre crise do sistema colonial

Questão 1- (FATEC) A Conjura Baiana de 1798, conhecida também por Revolução dos Alfaiates, foi a mais popular rebelião do período colonial, entre outros motivos, por propor:

a) a emancipação de Portugal, a instauração de uma Monarquia Constitucional e a manutenção do pacto colonial;

b) a emancipação de Portugal, a instauração de uma Monarquia Constitucional, a continuidade da escravidão e a liberdade de comércio;

c) a emancipação de Portugal, a instauração de uma República, a continuidade da escravidão e a manutenção das restrições ao comércio;

d) a emancipação de Portugal, a instauração de uma República, o fim da escravidão e a liberdade de comércio;

e) a emancipação de Portugal, a manutenção do Pacto Colonial, o fim da escravidão e a formação de um exército luso-brasileiro.

Questão 2- (UNIFENAS) Falso ou Verdadeiro?

I. A Conjuração Baiana teve como inspiração as ideias liberais e teve participação popular.

II. A Inconfidência Mineira foi idealizada por uma elite e obteve o respaldo popular, com exceção dos trabalhadores escravos.

III. Ideal de libertação nacional, influência das ideias iluministas, apoio popular e forte repressão militar caracterizaram os movimentos de independência conhecidos como Inconfidência Mineira e Conjuração Baiana.

As afirmações acima são, respectivamente:

a) F V F

b) V F F

c) V V V

d) F F F

e) V F V

Questão 3- (Enem 2016) O que ocorreu na Bahia de 1798, ao contrário das outras situações de contestação política na América portuguesa, é que o projeto que lhe era subjacente não tocou somente na condição, ou no instrumento, da integração subordinada das colônias no império luso. Dessa feita, ao contrário do que se deu nas Minas Gerais (1789), a sedição avançou sobre a sua decorrência.

JANCSÓ, I.; PIMENTA, J. P. Peças de um mosaico. In: MOTA, C. G. (Org.) Viagem incompleta: a experiência brasileira (1500-2000). São Paulo: Senac, 2000.

A diferença entre as sedições abordadas no texto encontrava-se na pretensão de

a) eliminar a hierarquia militar.

b) abolir a escravidão africana.

c) anular o domínio metropolitano.

d) suprimir a propriedade fundiária.

e) extinguir o absolutismo monárquico.

Questão 4- (FUVEST) A Inconfidência Mineira, no plano das ideias, foi inspirada:

a) nas reivindicações das camadas menos favorecidas da colônia.

b) no pensamento liberal dos filósofos da ilustração europeia.

c) nos princípios do socialismo utópico de Saint-Simon.

d) nas ideias absolutistas defendidas pelos pensadores iluministas.

e) nas fórmulas políticas desenvolvidas pelos comerciantes do rio de Janeiro.

Questão 5- (Cesgranrio) A crise do Antigo Sistema Colonial (final do século XVIII) pode ser caracterizada através de um conjunto de fatos abaixo relacionados, com EXCEÇÃO de um. Assinale-o.

a) As pressões da França industrializada, a cobiça norte-americana sobre os mercados latinosamericanos e o avanço do liberalismo nos países ibéricos;

b) A Revolução Industrial Inglesa, a crítica liberal às práticas mercantilistas e a invasão napoleônica na Península Ibérica;

c) O descontentamento dos colonos com a política econômica e fiscal metropolitana e a difusão da idéia de “revolução” entre as elites coloniais;

d) As tentativas de redefinir o Sistema, de modo a atender às críticas dos colonos, mas sem abrir mão do “exclusivo”;

e) As pressões inglesas sobre as metrópoles ibéricas, o apoio da Inglaterra aos movimentos coloniais de rebeldia e os tratados anglo-portugueses de 1810.

  • Muito bem! Você chegou à metade dos Exercícios sobre a crise do sistema colonial. Continue fazendo o restante.

Questão 6- (FGV) Com relação à África portuguesa, a emancipação política do Brasil em 1822:

a) Provocou fortes reações nas elites angolanas, a ponto de alguns setores manifestarem interesse em fazer parte do império brasileiro.

b) Acarretou a suspensão definitiva do tráfico negreiro como uma forma de retaliação do governo português contra a sua ex-colônia.

c) Levou ao aparecimento de movimentos pela independência em Angola e Moçambique, que só se tornariam vitoriosos ao final do século XIX.

d) Levou a Coroa portuguesa a implementar regimes de segregação racial em suas possessões africanas, inspirados na experiência inglesa na África do Sul.

e) Provocou o desinteresse português na manutenção dos seus domínios no ultramar e o abandono dessas possessões a outras potências européias.

Questão 7- (FGV) A respeito da Revolta dos Alfaiates de 1798, podemos afirmar:

a) Trata-se de uma revolução burguesa que tinha por objetivo eliminar o sistema colonial e estimular a entrada de imigrantes no Brasil.

b) Os rebeldes foram influenciados pelas idéias do comunismo francês, que pregava a igualdade social e a distribuição de terras entre os mais pobres.

c) Influenciados pelas doutrinas sociais da Igreja francesa, os líderes da revolta pretendiam garantir o ingresso no clero de homens de todas as raças.

d) O discurso rebelde era marcado pelo anticlericalismo e defendia uma reforma na ordem vigente, de modo a eliminar as diferenças sociais.

e) O movimento foi liderado pela elite baiana, descontente com a falta de incentivos do governo metropolitano com relação às necessidades da produção açucareira.

Questão 8-  (Unesp) Leia os itens a respeito da Revolução

Pernambucana de 1817.

I. Possuiu forte sentimento anti-lusitano, resultante do aumento dos impostos e dos grandes privilégios concedidos aos comerciantes portugueses.

II. Teve a participação apenas de sacerdotes e militares, não contando com o apoio de outros segmentos da população.

III. Foi uma revolta sangrenta que durou mais de dois meses e deixou profundas marcas no Nordeste, com os combates armados passando de Recife para o sertão, estendendo-se também a Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte.

IV. A revolta foi sufocada apenas dois anos depois por tropas aliadas, reunindo forças armadas portuguesas, francesas e inglesas.

V. Propunha a República, com a igualdade de direitos e a tolerância religiosa, mas não previa a abolição da escravidão.

É correto apenas o afirmado em

a) I, II e III.

b) I, III e V.

c) I, IV e V.

d) II, III e IV.

e) II, III e V.

Questão 9-  (PUC-MG) A transferência da Corte Portuguesa para o Brasil, em 1808, encontra-se associada, EXCETO:

a) à submissão lusitana em relação aos interesses ingleses.

b) à expansão napoleônica no continente europeu.

c) à necessidade de recrudescimento do pacto colonial.

d) à busca de segurança para o trono português.

Questão 10. (Fatec) Em 1798, surge na Bahia um movimento

rebelde conhecido como Conjuração Baiana ou Revolta dos Alfaiates, que contou com a participação de pessoas das camadas sociais mais humildes.

Esse movimento

a) pretendia fundar uma Universidade, instalar manufaturas de tecidos e aproveitar o ferro e o salitre da região.

b) protestava contra os impostos, defendia a abolição da escravatura e propunha aumento de soldo aos soldados.

c) defendia o fim do Pacto Colonial e o desenvolvimento de manufaturas têxteis e siderúrgicas, além do estímulo à produção agrícola.

d) foi o primeiro movimento de rebeldia a questionar o Pacto Colonial.

e) no plano político contava com elementos adeptos da república, enquanto outros pretendiam uma monarquia constitucional.

  • Parabéns, você fez todos os exercícios sobre a crise do sistema colonial. Confira agora o Gabarito:

Gabarito dos exercícios sobre a crise do sistema colonial.

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: letra d) a emancipação de Portugal, a instauração de uma República, o fim da escravidão e a liberdade de comércio.

Exercício resolvido da questão 2 –

alternativa correta: letra b) V F F

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: letra b) abolir a escravidão africana.

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: letra b) no pensamento liberal dos filósofos da ilustração europeia.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: letra a) As pressões da França industrializada, a cobiça norte-americana sobre os mercados latinosamericanos e o avanço do liberalismo nos países ibéricos.

Exercício resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: letra a) Provocou fortes reações nas elites angolanas, a ponto de alguns setores manifestarem interesse em fazer parte do império brasileiro.

Exercício resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: letra d) O discurso rebelde era marcado pelo anticlericalismo e defendia uma reforma na ordem vigente, de modo a eliminar as diferenças sociais

Exercício resolvido da questão 8 –

Alternativa correta: letra b) I, III e V.

Exercício resolvido da questão 9 –

Alternativa correta: letra c) à necessidade de recrudescimento do pacto colonial.

Exercício resolvido da questão 10 –

Alternativa correta: letra  b) protestava contra os impostos, defendia a abolição da escravatura e propunha aumento de soldo aos soldados.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou das nossas questões sobre a crise do sistema colonial? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador