Guia Completo

Tudo sobre o Fies 2021: o que é, como funciona, inscrição e muito mais!

Tudo sobre o Fies 2021: tire as principais dúvidas!Tudo sobre o Fies 2021: tire suas principais dúvidas!

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do governo que oferece financiamento para alunos de graduação em faculdades privadas. Assim, o dinheiro pode ser emprestado em diferentes modalidades para o aluno pagar após a conclusão do curso. É preciso se inscrever, selecionar as preferências dentro do prazo e firmar o contrato!

Neste artigo, vamos te contar TUDO o que você precisa saber para conseguir sua tão sonhada vaga na universidade particular, com financiamento!

Quer seguir diretamente para algum assunto? Clique nos tópicos abaixo:

  1. O que é o Fies e para que ele serve? (E o Novo Fies).
  2. Como serão as edições do Fies 2021? (quem pode e os cursos).
  3. Como o Fies funciona?
  4. Etapas da seleção (pré e completa).
  5. Modalidades, P-fies e juros.
  6. As notas de corte.
  7. A lista de espera.
  8. Cronograma do Fies 2021/2 – datas importantes!
  9. Como se inscrever no Fies (passo a paso + documentos).
  10. Como acessar o resultado?
  11. Como é feito o pagamento dos boletos?
  12. O que é o Aditamento e porquê fazê-lo?
  13. Opções de cancelamento do Fies (temporária e definitiva).
  • Nós também te ajudamos a se preparar para o ENEM com nosso Simulado gratuito! Ele pode ser personalizado com as matérias que você quiser.

O que é o Fies e para que ele serve?

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa criado pelo Ministério da Educação (MEC), em 1999. Seu objetivo é facilitar o acesso dos jovens de baixa renda ao ensino superior. 

Por isso, o Fies oferece financiamentos para estudantes de cursos de graduação em faculdades privadas.

A ideia do programa é possibilitar que estudantes não paguem de forma integral a mensalidade de uma universidade privada. Assim, o dinheiro é “emprestado” para ele pagar somente uma parte e quitar sua dívida depois de concluir o curso.

E o Novo Fies?

O Novo Fies é a denominação dada ao programa após ter passado por algumas alterações em 2018.

A mudança ocorreu para garantir a sustentabilidade e continuidade do programa. Isso porque houveram alguns cortes orçamentários e o índice de inadimplência do programa era muito alto (quase 50%).

As mudanças são mais administrativas e de gerência. Para os interessados no programa, o que mais muda é a questão dos juros e das modalidades.

Fique tranquilo! Todo o restante permanece igual e vamos trazer as informações já atualizadas para você ao longo deste artigo!

Edições do Fies 2021

Geralmente, o Fies ocorre duas vezes ao ano, sempre no início de cada semestre. Porém, esse ano será diferente! 2021 terão 3 FIES (é isso mesmo).

A primeira edição deste ano já aconteceu. Ainda não é possível dar informações sólidas sobre a terceira, pois nada foi divulgado oficialmente.

Sobre a segunda edição, só foram publicadas as datas, mas não o edital oficial. Até agora, a referência é a portaria nº 38 que fala sobre as novas regras.

Vamos focar nela porque é a mais próxima a acontecer!

Quem pode fazer o Fies?

Para poder conseguir um financiamento pelo Fies, o estudante deve atender aos seguintes pré-requisitos:

  • Ter feito alguma edição do Enem a partir de 2010;
  • Ter média igual ou superior a 450 no Enem;
  • Ter nota acima de 0 na redação do Enem;
  • Possuir renda familiar bruta per capita mensal de até três salários mínimos.

Os estudantes com processo no Fies anterior, deverão finalizá-lo devidamente (quitar a dívida) para iniciar um novo.

O Fies inclui todos os cursos?

O financiamento, oferecido pelo Fies, contempla apenas os cursos presenciais que tenham conceito igual ou superior a 3 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).

A lista de cursos e a distribuição de vagas sofrem alteração a cada edição do programa.

Apesar disso, durante o período de inscrições, a lista contendo todas as instituições e cursos participantes do Fies fica disponível no portal oficial do programa.

Como o Fies funciona?

O Fies funciona como uma plataforma totalmente online com cadastros, períodos de inscrições e acompanhamento das vagas e classificações.

Ele também te dá as regulamentações e dá o primeiro passo da mediação do governo com você e a universidade.

Basicamente, você irá usar a sua nota do Enem no site oficial do Fies e fará o seu cadastro. Quando tudo estiver confirmado e averiguado, precisará ver se foi aprovado naquela instituição e curso para firmar o contrato de pagamento de boletos.

Quais são as etapas de seleção do Fies?

A seleção do Fies pode ser dividida em quatro etapas. As duas primeiras são realizadas por meio do sistema online, a terceira é realizada na instituição em que você estuda e a última é feita diretamente no banco do seu financiamento.

Na primeira etapa, é necessário acessar o SisFIES e fazer a inscrição. A partir disso, são pré-selecionados os estudantes que vão receber o benefício. Depois o candidato finaliza a sua seleção. 

A partir daí, as coisas começam a ser presenciais e diretamente com as instituições.

O que é a Pré-seleção do Fies?

A pré-seleção é a primeira etapa para quem deseja participar do Fies. É necessário que o estudante manifeste interesse no financiamento no portal oficial do programa.

A partir disso, ele será encaminhado para a etapa de pré-seleção. Nela, um agente financeiro avaliará o perfil do candidato, vendo se ele pode ou não ser posteriormente selecionado.

Para conferir se foi aprovado, o candidato deverá acessar o seu cadastro no portal do programa.

Seleção do Fies

Se o perfil do candidato for pré-selecionado, ele passará para a fase de seleção.

Essa fase tem como critério a nota do Enem, levando em consideração as opções de curso selecionadas pelo estudante. 

Caso o candidato tenha feito a prova do Enem mais de uma vez desde 2010, a nota mais alta entre as edições prevalecerá na sua inscrição do Fies.

É aqui que a coisa, de fato, começa a acontecer. Você vai vendo como está colocado em relação aos demais concorrentes.

Se for aprovado, receberá e-mails com instruções específicas de como prosseguir para se matricular na instituição e fazer a prestação de contas.

Quais são as modalidades e os Juros do Fies?

Após a reformulação ocorrida no Fies em 2018, o programa passou a oferecer 3 modalidades de financiamento.

Veja como funciona cada uma delas:

Modalidade I (Fies)

Essa modalidade oferece juros zero para quem tiver renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa. O estudante começará a pagar as prestações respeitando seu limite de renda.

Dessa forma, os encargos a serem pagos diminuem de forma considerável. Nesta modalidade, o financiamento estudantil é oferecido diretamente pelo governo para o estudante. Por isso, o custo é mais baixo.

Modalidades II e III (P-Fies)

As modalidades II e III tornaram-se o P-Fies, porém, esse programa não faz mais parte do MEC. Esse tipo de financiamento passou a ser 100% das Faculdades e bancos.

Assim, cada lugar tem suas condições de juros. De modo geral, é para alunos com renda até 5 salários mínimos.

O que são as notas de corte do Fies?

Assim como no Sisu, existem muitos alunos querendo uma vaga em cursos e instituições. Mas a disponibilidade e financiamento são limitados, então vários alunos são cadastrados, mas só as primeiras melhores notas são premiadas.

Sendo assim, se há 30 vagas, a nota do 30° selecionado será a nota de corte. Ela te dá uma referência para ver se tem chances, ou não, de ser chamado naquela opção. Sempre consulte as notas de corte dos anos anteriores!

Como funciona a lista de espera?

Após a pré-seleção do Fies ser divulgada, aqueles que não foram incluídos na lista também precisam fazer a segunda etapa do processo, que é completar sua inscrição no sistema.

Isso porque, automaticamente, você fica na lista de espera e ainda pode ser chamado para a terceira etapa (comparecer à instituição de ensino com sua documentação). Isso pode levar até cerca de um mês depois, caso alguém aprovado desista.

Cronograma do Fies 2021/2 (segundo semestre)

É importante estar ciente das datas mais importantes do programa na segunda edição de 2021. Confira abaixo quais as datas e não perca nenhum prazo!

Inscrição

  • 27 a 30 de julho – Período de inscrição;
  • 3 de agosto – Resultado dos pré-selecionados em chamada única;
  • 4 a 6 de agosto – Prazo para complementação da inscrição dos pré-selecionados na chamada única.

Lista de Espera

  • 4 a 31 de agosto – Período para convocação dos pré-selecionados por meio da lista de espera.

Quem não foi pré-selecionado na chamada única é automaticamente incluído na lista de espera.

Vagas remanescentes

  • 8 a 10 de setembro – 1º período de inscrição para candidatos não matriculados e matriculados;
  • 27 a 29 de outubro – 2º período de inscrição somente para candidatos matriculados.

Faça o nosso teste de personalidade e vocacional pra ver qual curso mais combina com sua PERSONALIDADE.

Como se inscrever no Novo Fies 2021? (Passo a passo)

Fazer a inscrição de forma correta é essencial. Por isso, temos um artigo completo sobre Como se Inscrever no FIES 2021.

Lá, está bem detalhadinho, mas aqui vamos te dar alguns passos resumidos:

  • O estudante deve acessar o Site do Programa;
  • Faça o login informando o CPF, data de nascimento, e-mail e gere uma senha;
  • Após esse primeiro contato, o sistema deve enviar um e-mail de validação;
  • Após a validação, o candidato deve acessar novamente o Sistema Fies e fazer de fato a sua inscrição;
  • O sistema do FIES 2021 deve permitir a escolha de até 3 cursos,  em ordem de prioridade;
  • Quem for pré-selecionado precisará acessar o sistema do SisFies em até 5 dias após a divulgação da lista para confirmar as informações.
  • Após a conclusão dos passos no SisFies, o estudante tem o prazo de 10 dias para se apresentar à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) para fazer a validação das informações. Cada instituição de ensino superior que adere ao Fies tem uma CPSA própria.
  • O último passo da inscrição é a oficialização do financiamento, feita diretamente na unidade bancária escolhida, dentro do prazo de 10 dias.

Quais são os documentos pedidos pelo Fies?

Há muitos documentos exigidos na inscrição do Fies e também há algumas variações de acordo com a modalidade de financiamento escolhida.

O prazo dado para a complementação de informações e entrega de documentos é curto, variando de 3 a 5 dias, dependendo da situação individual.

Alguns dos documentos devem ser entregues para a CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do Fies). Outros devem ser entregues diretamente para a universidade ou para a instituição responsável pelo financiamento (banco).

A melhor opção é ficar atento aos prazos e, principalmente, sempre verificar a página oficial do programa, a instituição de ensino e, quando for o caso, a instituição financeira, o mais brevemente possível.

Sem considerar os específicos de cada modalidade e instituição, os documentos básicos exigidos são:

  • CPF;
  • E-mail;
  • Data de nascimento;
  • RG;
  • Endereço;
  • Raça e sexo;
  • Ano de conclusão do Ensino Médio e se estudou em escola da rede pública;
  • Renda individual mensal bruta de cada membro do grupo familiar;
  • Dados do curso superior, como estado, município e o conceito do MEC.

Veja aqui nosso texto detalhado sobre os documentos exigidos pelo Fies.

Como acessar o resultado do Fies?

Para ver o resultado do Fies, você tem duas alternativas: A primeira é acessar o próprio SisFies.

A segunda é entrar em contato com sua instituição de ensino.

É importante ficar atento à liberação dos resultados. Após a divulgação dos nomes dos pré-selecionados, você tem apenas alguns dias (em geral, cinco) para realizar a próxima etapa do processo.

Como é o pagamento no Novo Fies?

Muitos estudantes interessados em conseguir um financiamento através do Fies têm algumas dúvidas em relação ao pagamento. 

Nós fizemos um artigo sobre como pagar o boleto do Fies, mas já te adiantamos algumas informações de como o pagamento é disposto:

Utilização

O Fies é uma modalidade de financiamento que exige o pagamento da dívida após a conclusão da graduação escolhida. Contudo, é necessário pagar algumas taxas durante a realização do curso.

Um desses valores é definido por contrato, chamado de encargo operacional. O outro diz respeito à contratação obrigatória de um seguro de vida.

Carência

O Novo Fies não conta mais com o período de carência. Isso significa que anteriormente o estudante poderia esperar até 18 meses para iniciar o pagamento.

Agora, a fase de amortização começa logo após a conclusão do curso.

Amortização

Assim que o estudante termina a graduação, ele pode abrir seu próprio negócio ou ser contratado por uma empresa.

Caso isso realmente aconteça, o desconto será realizado diretamente na fonte de renda, baseado em um cálculo feito pelo Governo Federal.

Se o aluno não conseguir um emprego, nem iniciar a carreira como proprietário de uma empresa, deverá quitar o financiamento em prestações mensais.

Seja qual for a forma de amortização praticada, ela sempre será realizada diretamente para a instituição que financiou o curso e o seguro de vida, no prazo máximo de 14 anos.

O que é o Aditamento Fies?

O Aditamento do Fies é, simplesmente, a renovação do benefício. Por meio do aditamento, o governo consegue saber se o aluno continua matriculado na instituição de ensino e se tem interesse em continuar participando do programa.

Nós temos um artigo te ensinando como fazer isso para manter seus benefícios após já tê-los conquistado!

Como fazer o cancelamento do Fies?

Se você deseja cancelar o seu Fies, temos um artigo te mostrando os 3 passos do cancelamento.

Já vamos te adiantar quais são as suas duas opções de escolha:

Suspensão temporária

O candidato pode solicitar a suspensão temporária por até dois semestres consecutivos. Para isso, basta acessar o SisFies.

Dessa forma, o candidato não precisará pagar pelo financiamento durante o período em que o contrato estiver suspenso e poderá retomar aos estudos normalmente depois desse período.

Cancelamento definitivo

Ao decidir por essa opção, ocorre a quebra do contrato e o estudante precisará arcar com o pagamento do período já utilizado e não poderá solicitar o Fies novamente em outra ocasião.

Há dois períodos em que o estudante pode solicitar o cancelamento definitivo:

  • Até o 15º dia dos meses de janeiro a maio, para financiamentos relativos ao primeiro semestre;
  • Até o 15º dia dos meses de julho a novembro, para os contratos do segundo semestre.

Gostou de conhecer tudo sobre o FIES 2021 e como ele funciona? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador