Geografia

Exercícios sobre Blocos Econômicos com Gabarito

Exercícios sobre Blocos EconômicosExercícios sobre Blocos Econômicos

Os blocos econômicos são acordos entre países que possuem como objetivo fortalecer as relações econômicas, políticas e sociais entre os que fazem parte da organização. Faça os exercícios sobre blocos econômicos e confira as respostas no gabarito.

Os assuntos relacionados a economia e relações comerciais são bastante discutidos nos principais vestibulares, como por exemplo, os blocos econômicos. Entender essa matéria é essencial para o seu sucesso no caderno de Ciências Humanas e suas tecnologias da prova do ENEM.

É importante que você compreenda toda a matéria, por isso leia o resumo após os exercícios sobre blocos econômicos!

Exercícios sobre Blocos Econômicos 

Baixe o melhor plano de estudos gratuito que você encontrará na internet.

1 – (Unimontes) – Após a Segunda Guerra Mundial, além de se formarem os grandes blocos, diversos países se reuniram em organizações geopolíticas e econômicas, constituindo blocos econômicos regionais de diversos tipos.

Fonte: TERRA, L. e COELHO, M. de A. Geografia Geral e Geografia do Brasil: O espaço natural e socioeconômico. São Paulo: Moderna, 2005.

Considerando a integração econômica que ocorre no interior dos blocos regionais, relacione as colunas.

1) Mercado Comum

2) Zona de livre comércio

3) União aduaneira

(  ) Circulação de bens com taxas alfandegárias reduzidas ou eliminadas.

(  ) Padronização de tarifas para diversos itens relacionados ao comércio com países que não pertencem ao bloco.

(  ) Livre circulação comercial e financeira de pessoas, bens e serviços.

Assinale a sequência correta.

a) 1, 2, 3.

b) 3, 2, 1.

c) 2, 3, 1.

d) 2,1, 3.

2 – (MACK-SP) – Ao contrário da União Europeia, o Mercosul não pode ser considerado um verdadeiro mercado comum, pois:

a) após várias tentativas frustradas, desistiu de unificar as moedas.

b) não pratica a livre circulação de serviços, capitais e pessoas.

c) é integrado por países que apresentam notável similaridade econômica, histórica e cultural.

d) não exige dos países-membros compromissos com a manutenção do regime democrático.

e) está vinculado à União Europeia, para fazer frente à ALCA, que o impede de ser um bloco econômico autônomo.

3 – (CEFET-CE) – A iniciativa para as Américas, lançada pelo presidente George Bush em junho de 1990, se inseria na orientação reformista: a sua meta consistia na formação de uma zona de livre comércio em todo o continente americano, com a exclusão de Cuba. 

Essa zona de integração econômica é chamada de:

a) Mercado Comum do Sul (Mercosul).

b) União Europeia.

c) Área de Livre Comércio das Américas (ALCA).

d) Zona da Bacia do Pacífico.

e) Novos Países Industrializados (NPIs).

4 – (UNIFEI) – A União Europeia (EU) entrou em vigor em novembro de 1992, de acordo com o chamado Tratado de Maastricht, assinado em dezembro de 1991. É constituída por um bloco de países europeus ocidentais que visa a:

a) Estabelecer critérios para a redução da imigração e manter a alta qualidade de vida existente na Europa.

b) Consolidar a economia entre os países-membros, tornando-os um mercado único e altamente competitivo no mundo.

c) Combater e erradicar o fundamentalismo religioso muçulmano, com a tomada de medidas antiterroristas.

d) Impedir o crescimento econômico de países emergentes, como a China, e competir com o forte e tradicional mercado norte-americano.

5 – (Mackenzie 2001) – Considere as afirmações sobre o Mercosul e suas relações com os EUA: 

I – Entre os países membros não há nenhum pólo gerador de tecnologias. Brasil e Argentina são as economias mais industrializadas, mas muito dependentes de capitais e equipamentos estrangeiros; dessa forma não há como conseguir auto-suficiência industrial no interior do Mercosul. 

II – O Brasil pretende transformar-se num “global trader” (país que comercializa com o mundo todo) e não pretende concentrar os negócios do Mercosul com poucos países, especialmente os EUA. 

III – O interesse brasileiro é o de adiar a adesão à ALCA (Área de Livre Comércio das Américas), para dar tempo aos setores produtivos de modernizaremse para enfrentar a concorrência dos EUA. 

IV – Os EUA querem apressar a adesão à ALCA, pois visam ter um mercado cativo na América do Sul, ao mesmo tempo em que restringiriam os interesses da União Européia na região. 

São verdadeiras: 

a) I, II, III e IV 

b) apenas II e III e IV 

c) apenas II e III 

d) apenas I e III e IV 

e) apenas III e IV

6 – (Unifesp 2003) – Em meio a crises, os países sulamericanos negociam a 

a) fusão do Mercosul à União Européia, eliminando taxas para o comércio de produtos agrícolas. 

b) implementação da ALCA, sofrendo pressão dos Estados Unidos pela abertura de seus mercados. 

c) criação do CARICOM, para instalar bases militares nos países da região, visando combater o terrorismo. 

d) ampliação do Pacto Andino, graças ao Plano Colômbia, que visa criar uma infra-estrutura viária comum aos países do bloco. 

e) integração dos países do Pacto Amazônico com o NAFTA, propondo o uso sustentável dos recursos genéticos e da água doce. 

7 – (Fei 96) – Um dos fatos que mais chamam a atenção no mundo contemporâneo é a formação dos chamados blocos econômicos. O Brasil vem aprofundando os entendimentos com os seus parceiros do MERCOSUL para melhor operacionalizar essa união. São parceiros do Brasil no MERCOSUL: 

a) Argentina, Uruguai e Chile 

b) Argentina, Bolívia e Paraguai 

c) Uruguai, Argentina e Peru 

d) Argentina, Paraguai e Uruguai 

e) Chile, Paraguai e Argentina

8 – (Mackenzie 2001) – Em discurso aos membros do Conselho Empresarial da América Latina, o presidente Fernando Henrique Cardoso destacou a necessidade de um “pequeno Maastricht” sulamericano (…) “Sem uma situação fiscal e uma política cambial equilibrada não será possível qualquer acordo” concordou o ex-ministro da fazenda do Chile Alejandro Foxley (…) (“O Estado de São Paulo” – 02/09/2000) O tratado de Maastricht, referido no discurso presidencial: 

a) resultou na ajuda econômica americana aos países europeus após a II Guerra Mundial, que permitiu a reconstrução econômica da Europa Ocidental. 

b) foi resultado da Conferência de Bretton Woods que adotou o dólar americano como moeda padrão para as trocas internacionais. 

c) resultou na assinatura do NAFTA, que criou a zona de livre comércio norte-americana, envolvendo os Estados Unidos, o Canadá e o México. 

d) foi assinado pela Comunidade Européia em 1991 e estabeleceu as metas para equilibrar as condições econômicas de seus países e viabilizar a adoção da moeda única. 

e) foi assinado após a II Guerra Mundial e resultou na criação da OTAN, aliança militar liderada pelos Estados Unidos.

Confira as respostas dos Exercícios sobre Blocos Econômicos com o gabarito abaixo.

Respostas dos Exercícios sobre Blocos Econômicos 

Exercício resolvido da questão 1 –

c) 2, 3, 1.

Exercício resolvido da questão 2 –

b) não pratica a livre circulação de serviços, capitais e pessoas.

Exercício resolvido da questão 3 –

c) Área de Livre Comércio das Américas (ALCA).

Exercício resolvido da questão 4 –

b) Consolidar a economia entre os países-membros, tornando-os um mercado único e altamente competitivo no mundo.

Exercício resolvido da questão 5 –

a) I, II, III e IV 

Exercício resolvido da questão 6 –

b) implementação da ALCA, sofrendo pressão dos Estados Unidos pela abertura de seus mercados. 

Exercício resolvido da questão 7 –

d) Argentina, Paraguai e Uruguai 

Exercício resolvido da questão 8 –

d) foi assinado pela Comunidade Européia em 1991 e estabeleceu as metas para equilibrar as condições econômicas de seus países e viabilizar a adoção da moeda única. 

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou dos nossos Exercícios sobre Blocos Econômicos? Para você relembrar ainda mais a matéria, vamos revisar o que são blocos econômicos logo abaixo.

O que é Bloco Econômico?

Após fazer os exercícios sobre blocos econômicos, vamos revisar o que são. Os blocos econômicos são as organizações dos mercados regionais entre países. Essa formação tem como objetivo aumentar a eficácia e criar relações com a economia daqueles que compõem os blocos, por meio da livre circulação de mercadorias, redução dos impostos, entre outros. 

Após o fim da Primeira Guerra Mundial, ocorreu a difusão e a criação dos blocos econômicos, mas eles só entraram em vigor após a Segunda guerra Mundial.

Antigamente os blocos econômicos eram considerados como um retrocesso para a economia mundial, pois eram pensados como o oposto da globalização. Os blocos econômicos iriam fortalecer apenas as dinâmicas comerciais regionais. 

Porém, atualmente eles são considerados como um dos principais elementos que possibilitou e ainda possibilita a instrumentalização de uma economia global.

Essa instrumentalização de nível global da economia foi possível devido a integração regional dos países, pela formação dos acordos econômicos e assim o fortalecimento do mercado externo, por meio de tarifas comuns, dinamização das trocas comerciais, organização de mercado, etc.

O Benelux foi o primeiro acordo realizado internacionalmente entre os países, que era formado pela Bélgica, Holanda e Luxemburgo. O acordo consistia na união comercial com a redução da tarifas aduaneiras (impostos aplicados nos produtos que são importados), o que gerava mais flexibilidade comercial. O Benelux foi essencial para a formação da União Europeia.

Veja os blocos econômicos abaixo:

Atualmente os principais blocos econômicos são:

  • União Europeia;
  • CEI;
  • Nafta;
  • Mercosul.

Porém, além da União Europeia, CEI, Nafta e Mercosul, existem vários outros blocos econômicos, como os que estão representado no mapa. Vamos compreender melhor os quatro principais blocos acima.

União Europeia

  • Principal bloco econômico atual;
  • Composto por 28 países;
  • Possui uma dinâmica econômica desenvolvida;
  • Boa organização;
  • Livre circulação entre as nações que compõem o bloco.

Comunidade dos Estados Independentes – CEI

  • Composto pelos países que formavam a ex União Soviética (URSS), exceto a Estônia, Letônia, Geórgia e a Lituânia.
  • Ligação comercial e industrial com diversas repúblicas;
  • Organização dos países de forma extremamente interdependente.

NAFTA

  • NAFTA significa North America Free Trade Agreement ou Tratado Norte-Americano de Livre Comércio;
  • Composto por três países: Estados Unidos, México e Canadá;
  • A criação desse bloco ocorreu no ano de 1993;
  • A sua organização se dá devido ao livre comércio.

Mercosul

  • Mercosul significa Mercado Comum do Sul;
  • A criação desse bloco ocorreu no ano de 1993;
  • Composto pelos países da América do Sul: Brasil, Argentina, Venezuela, Paraguai e  Uruguai;
  • Equador, Chile, Colômbia, Peru e Bolívia fazem parte do Mercosul como associados.

Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador