Geografia

Exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito

Exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com GabaritoExercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito

O Taylorismo, Fordismo e o Toyotismo são três modos de organização da produção industrial que revolucionaram o trabalho. Isso aconteceu porque o mundo passou por um processo de desenvolvimento que gerou a necessidade de buscar novas maneiras de melhorar e controlar os gastos, a produtividade, o trabalhador e o retorno financeiro. Faça os exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito

Selecionamos alguns exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com gabarito, porque eles costumam aparecer frequentemente no caderno de Ciências da Humanas e suas Tecnologias do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Por isso, que tal revisar e colocar em prática os seus conhecimentos desta matéria? 

Organização da Produção Industrial

No fim do século XVIII e início do século XIX, o desenvolvimento industrial teve um alto crescimento, principalmente no modo de produção. Dessa maneira, a sociedade precisou buscar por novas formas de organização social, como saber controlar os gastos, a lucratividade e a produtividade. 

A partir desse cenário, começaram a surgir novos sistemas de produção industrial que auxiliaram no desenvolvimento das empresas, tanto na área organizacional como também nos lucros. O Taylorismo, o Fordismo e o Toyotismo são alguns exemplos de sistemas de produção desenvolvidos para suprir as necessidades da época. 

Antes de fazer os exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito, é preciso entender as características de cada um dos três modos de organização da produção industrial.

Taylorismo

Exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito

O Taylorismo foi desenvolvido pelo americano Frederick Winslow Taylor, que tinha como objetivo central racionalizar o trabalho de modo que a produtividade crescesse. Esse modelo é conhecido como uma grande medida administrativa da época.

Esse modo de organizar a produção visava fragmentar o máximo possível o trabalho. Sendo assim, todo o processo de fabricação seria realizado com menores movimentos e com atividades simples. Taylor acreditava que o tempo de aprendizado também diminuiria.

Veja algumas principais características do Taylorismo:

  • O trabalho era executado individualmente, sendo dividido em tarefas específicas;
  • Cada funcionário era cronometrado para saber o tempo que gastava naquela função;
  • O funcionário recebia de acordo com a sua produtividade;
  • A gerência tinha como função determinar o trabalho dos funcionários, oferecer ferramentas, treinamentos e incentivar os trabalhadores;
  • Houve aumento da produtividade, dos lucros e do salário
  • Os operários estavam insatisfeitos por realizar apenas uma função considerada supérflua e por repetidas vezes.

Fordismo

O Fordismo foi desenvolvido por Henry Ford e tinha como principal objetivo aprimorar o Taylorismo. Essa nova forma de produção ficou conhecida como um princípio organizador do trabalho.

Leia o artigo completo sobre o que é fordismo!

A gerência continuava com as mesmas funções, juntamente com os mecanismos de produção, mas um novo elemento foi acrescentado para melhorar o desenvolvimento do processo: a esteira rolante. Com a chegada dessa novidade, os operários teriam que ter um ritmo de trabalho mais dinâmico e estável.

esteira- Exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito

Henry Ford desenvolveu esse modo de produção na filosofia de fabricação em massa. Ele pretendia aumentar a sua produtividade por meio da padronização da fabricação

Veja algumas principais características do Fordismo:

  • Aumentou a produção em massa – em grande escala;
  • Acrescentou a esteira rolante para acelerar a produção, conhecida também como linha de montagem;
  • Criou um ritmo de trabalho mais dinâmico e estável;
  • Padronizou a fabricação;
  • Dividiu o trabalho em tarefas menores para que cada operário fosse responsável por algo;
  • Diminuiu os custos e, assim, os produtos também foram vendidos por menores preços;
  • Os funcionários, consequentemente, foram desqualificados e desvalorizados no mercado.
tirinha - Exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito

Um fato importante que marcou esse modelo foi que Henry Ford percebeu que os seus operários são também consumidores, e precisavam ser valorizados. Por isso, ele tomou medidas importantes como o aumento salarial e o limite de oito horas diárias de trabalho.

Toyotismo

toyotismo

O Toyotismo foi desenvolvido pelo japonês Taiichi Ohno, em 1962, na empresa japonesa Toyota. Essa forma de organização do trabalho é definida pela princípio just in time (JIT), que tem como filosofia a produção de produtos de acordo com a demanda. Ou seja, os estoques não ficariam saturados e a empresa não teria prejuízos. Outro princípio, é o dos cinco zeros, que consistia em:

  • Zero de atraso; 
  • Zero defeitos;
  • Zero de estoque; 
  • Zero panes; 
  • Zero papéis.

Taiichu Ohno mudou o formato de produção. Antes desse modelo, os operários trabalhavam individualmente. Agora, eles precisam trabalhar em equipe e saber organizar e controlar o seu próprio trabalho. A organização do trabalho passou a ser horizontal, de modo que todos pudessem visualizar o resultado final da produção, assim os produtos teriam mais qualidade.

Veja algumas principais características do Toyotismo:

  • O trabalho em grupo é priorizado;
  • Organização de trabalho horizontal;
  • Diminuiu o desperdício;
  • Autonomia;
  • Funcionários tinham várias tarefas diferentes;
  • Diversidade da produção;
  • Dificuldade em implementar esse novo modelo em outras empresas.

Agora que você já revisou a matéria, teste os seus conhecimentos com os Exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito.

Baixe o melhor plano de estudos gratuito que você encontrará na internet.

Exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito

1 – (UTFPR – com adaptações) – 

“Os movimentos que vêm modificando as relações de trabalho guardam relação com a implantação de um novo padrão de acumulação (com raízes no chamado toyotismo), que teve lugar no Brasil especialmente a partir dos anos 90, em paralelo com a intensificação da abertura comercial e financeira. A exposição da economia à competição internacional contribuiu para a incorporação de processos de reestruturação produtiva, os quais flexibilizaram o mercado de trabalho – aumentando a liberdade dos empregadores na contratação e demissão de mão de obra – e introduziram novas tecnologias que tornaram obsoletos certos postos de trabalho.”

PINHEIRO, A lessandro Maia; ÁLVARO, Maria Angela Gemaque. Informalidade na região metropolitana de Belém.

Em relação às consequências do processo descrito no texto, assinale a única alternativa INCORRETA.

a) A flexibilização do mercado de trabalho obriga a PEA a ter maior nível de especialização, exigência dos melhores empregos no setor terciário.

b) A perda dos cargos industriais para a automação sempre resultou na criação de um número maior de postos de trabalho que o de desempregados.

c) Em países emergentes à liberação da mão de obra da indústria somou-se a PEA que vem do campo em função da crescente mecanização rural.

d) Nos países desenvolvidos promoveu a migração da População Ativa para o setor terciário, que hoje emprega a maior parte da população adulta.

2 – (UERJ/2012)

Corrida pra vender cigarro

Cigarro pra vender remédio

Remédio pra curar a tosse

Tossir, cuspir, jogar pra fora

Corrida pra vender os carros

Pneu, cerveja e gasolina

Cabeça pra usar boné

E professar a fé de quem patrocina

Eles querem te vender

Eles querem te comprar

Querem te matar (de rir)

Querem te fazer chorar

(…)

Corrida contra o relógio

Silicone contra a gravidade

Dedo no gatilho, velocidade

Quem mente antes diz a verdade

Satisfação garantida

Obsolescência programada

Eles ganham a corrida

Antes mesmo da largada

(…)

Os diferentes modelos produtivos de cada momento do sistema capitalista sempre foram o resultado da busca por caminhos para manter o crescimento da produção e do consumo.

A crítica ao sistema econômico presente na letra da canção está relacionada à seguinte estratégia própria do atual modelo produtivo toyotista:

a) aceleração do ciclo de renovação dos produtos

b) imposição do tempo de realização das tarefas fabris

c) restrição do crédito rápido para o consumo de mercadorias

d) padronização da produção dos bens industriais de alta tecnologia

3 – UFMT – 2017 – UFSBA – Que modelo de gestão começou a ser conhecido e aplicado após a Segunda Guerra Mundial, que visava a eliminação de desperdícios com a racionalização da força de trabalho, produção flexível e utilização do just in time? 

a) Fordismo 

b) Taylorismo 

c) Marxismo 

d) Toyotismo

4 – FUNCAB – 2015 – FUNASG – A crise do capitalismo, na década de 1970, produziu uma mudança do paradigma taylorista-fordista, tendo como efeito a reorganização dos mercados, a intensificação dos fluxos de comércio, o acirramento da competição, aceleração do uso da tecnologia, além de uma radical transformação acerca do trabalho. Neste cenário, um novo modelo de produção surge. Marque a alternativa que indica corretamente como se chama esse modelo. 

a) Neoliberalismo 

b) Burocracia 

c) Globalização 

d) Toyotismo 

e) Marxismo

5 – COPEVE-UFAL – 2011 – O sistema organizacional do trabalho denominado de toyotismo é uma resposta à crise do fordismo dos anos 70. É correto afirmar que o toyotismo se caracteriza 

a) pela rigidez na produção, principalmente pela eliminação do desperdício de tempo e movimentos, por meio do trabalho parcelar, padronizado e descontínuo. 

b) por ter um trabalhador qualificado e polivalente e pela produção atender às particularidades das demandas. 

c) por ter sua origem no modo de organização do trabalho de uma indústria automobilística da China, cujo presidente era Kiichiro Toyoda, daí a derivação da sua denominação. 

d) pela produção em massa, pois o consumo condiciona toda a organização da produção. 

e) pela adoção de uma organização produtiva verticalizada, voltada para produzir somente os itens necessários na quantidade necessária, sem gerar estoque, por meio da técnica denominada de kanban, em que o trabalhador desempenha uma única tarefa.

6 – VUNESP – 2012 – SPTrans – Um dos avanços do Toyotismo no controle de qualidade foi o rompimento com as técnicas estatísticas e o desenvolvimento de uma abordagem que foi chamada de produção “à prova de erros”. Essa técnica ficou conhecida como 

a) TQM. 

b) Kanban. 

c) Kaizen. 

d) Just-in-time. 

e) Poka yoke.

7 – CESGRANRIO – 2011 – Petrobras – O toyotismo, como expressão da Terceira Revolução Industrial, tem relação direta com a produção flexível e com a microeletrônica. As características desse modelo de produção, respectivamente relacionadas aos aspectos escala de produção, relação entre empresas e produtividade, são: 

a) nacional – vertical – relativa 

b) nacional – vertical – baixa 

c) local – horizontal – crescente 

d) global – vertical – baixa 

e) global – horizontal – elevada

8 – Quadrix – 2016 – CRF-PR Também chamado de sistema de produção flexível, o Toyotismo foi criado na década de 1970 por Taiichi Ohno (1912) e Eiji Toyoda (1913-2013) e diretamente aplicado nas linhas de produção da Toyota. Diante do panorama da crise do petróleo de 1970, das peculiaridades da economia japonesa e das limitações do fordismo, o toyotismo foi elaborado com base nas seguintes premissas: a) produção flexível e não mais em massa, mas variando de acordo com a procura; b) maior rapidez no processo produtivo (just in time); c) o mesmo trabalhador realiza múltiplas funções; d) não necessidade de estocagem; e) produtos não necessariamente padronizados. Com o avanço do toyotismo pelo mundo ao final do século XX e o fortalecimento do sistema neoliberal, houve diretas consequências, como:

I. a desregulamentação progressiva do trabalho; 

II. o enfraquecimento dos sindicatos; 

III. a tecnologização da produção e o consequente deslocamento dos trabalhadores para o setor terciário. Pode-se afirmar que:

a) somente I está correta. 

b) somente II está correta. 

c) somente III está correta. 

d) há somente duas afirmativas corretas. 

e) todas estão corretas.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Respostas dos Exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito

Exercício resolvido da questão 1

b) A perda dos cargos industriais para a automação sempre resultou na criação de um número maior de postos de trabalho que o de desempregados.

Exercício resolvido da questão 2

a) aceleração do ciclo de renovação dos produtos

Exercício resolvido da questão 3

d) Toyotismo

Exercício resolvido da questão 4

d) Toyotismo 

Exercício resolvido da questão 5

b) por ter um trabalhador qualificado e polivalente e pela produção atender às particularidades das demandas. 

Exercício resolvido da questão 6

e) Poka yoke.

Exercício resolvido da questão 7

e) global – horizontal – elevada

Exercício resolvido da questão 8

e) todas estão corretas.

Gostou dos nossos Exercícios sobre Fordismo, Taylorismo e Toyotismo com Gabarito? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador