História

Exercícios sobre a Mineração no Brasil Colonial

Exercícios sobre a Mineração no Brasil ColonialExercícios sobre a Mineração no Brasil Colonial

No período do Brasil Colônia, havia grande incentivo para a exploração do território, por isso a  mineração marcou essa fase brasileira, gerando consequências. Leia nosso resumo e faça os exercícios sobre a Mineração no Brasil colonial.

A prova do Enem, costuma cobrar no caderno de Ciências Humanas e suas Tecnologias, exercícios sobre a Mineração no Brasil Colonial e outras questões de História. Por isso, prepare-se para os vestibulares com o nosso resumo e com as questões sobre o assunto.

A Mineração no Brasil Colonial

A mineração no período colonial brasileiro teve início no século XVIII, com o seu apogeu entre 1750 e 1770. 

Essa fase da economia colonial focava principalmente no extrativismo mineral, nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás. As explorações do ouro de lavagem, já haviam sido exploradas em São Paulo, Paraná e Bahia, porém sem muitos resultados.

A mineração de antigamente foi se desenvolvendo por meio do ouro de aluvião, existiam poucas técnicas e as jazidas se esgotaram rapidamente.

Haviam duas maneiras de explorar o extrativismo aurífero:

  • Lavras: Empresa que faz o uso da mão-de-obra escrava.
  • Faiscação: Extrativismo individual.

Legislação, órgãos e tributos da mineração

A partir da Carta Régia de 1602, iniciou a organização da exploração aurífera, pois ela declarava a livre exploração, após o pagamento do quinto, ou seja, a quinta parte do que era extraído (20%) era o imposto cobrado pela metrópole. 

O principal órgão responsável pelo controle e fiscalização da mineração do ouro é a Intendência das Minas, ela tem a função de organizar a distribuição das jazidas para os exploradores.

O quinto foi a primeira maneira de cobrança, porém a prática do contrabando era frequentemente na carapinha dos escravos ou nos santos de pau oco. Então, para evitar essas práticas, criou-se as Casas de Fundição e um novo imposto, a captação, onde era cobrado 17 gramas por escravo em atividade na mineração. 

casa-de-fundição Exercícios sobre a Mineração no Brasil Colonial

No ano de 1750, foi instituído o quinto por estimativa, denominado de finta e em 1765 a derrama foi criada como forma arbitrária de cobrar o quinto atrasado.

A exploração dos diamantes

As primeiras jazidas diamantíferas foram descobertas no arraial do Tijuco, atualmente conhecido como Diamantina, por meados de 1729. O Distrito Diamantino, criado em 1733, era a área legal de exploração de jazidas.

Ao decorrer do tempo, a régia extração foi implantada como forma de diminuir as irregularidades, após esse acontecimento criou-se também o Livro de Capa Verde, que era onde tinha contido as informações dos exploradores. 

Baixe o melhor plano de estudos gratuito que você encontrará na internet.

Principais Consequências da Mineração

mineração-no-Brasil-colonial

Para fazer os exercícios sobre a Mineração no Brasil Colonial é importante saber quais são as principais consequências da mineração:

  • Gerou alta migração portuguesa para a região das Gerais;
  • Mudança econômica e demográfica do litoral para a região Centro-Leste;
  • Intensificou o tráfico negreiro;
  • Crescimento populacional;
  • Maior desenvolvimento comercial;
  • Desenvolvimento do mercado interno.

Agora teste os seus conhecimento com os Exercícios sobre a Mineração no Brasil Colonial e confira as respostas no gabarito.

Exercícios sobre a Mineração no Brasil Colonial

1 – (PUC – SP) – “Assim confabulam, os profetas, numa reunião fantástica, batida pelos ares de Minas. Onde mais poderíamos conceber reunião igual, senão em terra mineira, que é o paradoxo mesmo, tão mística que transforma em alfaias e púlpitos e genuflexórios a febre grosseira do diamante, do ouro e das pedras de cor?” (ANDRADE, Carlos Drummond de. Colóquio das Estátuas. In: MELLO, S. Barroco mineiro. São Paulo: Brasiliense, 1985.)

A origem desse traço contraditório que o poeta afirma caracterizar a sociedade mineira remete a um contexto no qual houve:

a) a reafirmação bilateral do Tratado de Tordesilhas entra Portugal e Espanha e o crescimento da miscigenação racial no ambiente colonial.

b) o rebaixamento na política de distribuição de terras na colônia e a vigência de uma concepção racionalista de planejamento das cidades.

c) a diversificação das atividades produtivas na colônia e a construção de um conjunto artístico e arquitetônico que singularizou a principal região da mineração.

d) o deslocamento do eixo produtivo do nordeste para as regiões centrais da colônia e o desenvolvimento de uma estética que procurava reproduzir as construções românicas europeias.

e) a expansão do território colonial brasileiro e a introdução, em Minas, da arte conhecida como gótica, especialmente na decoração dos interiores das igrejas.

2 – (Fuvest) – No século XVIII a produção do ouro provocou muitas transformações na colônia. Entre elas podemos destacar:

a) a urbanização da Amazônia, o início da produção do tabaco, a introdução do trabalho livre com os imigrantes.

b) a introdução do tráfico africano, a integração do índio, a desarticulação das relações com a Inglaterra.

c) a industrialização de São Paulo, a produção de café no Vale do Paraíba, a expansão da criação de ovinos em Minas Gerais.

d) a preservação da população indígena, a decadência da produção algodoeira, a introdução de operários europeus.

e) o aumento da produção de alimentos, a integração de novas áreas por meio da pecuária e do comércio, a mudança do eixo econômico para o Sul.

3 – (UFRN) – Sobre a chamada Inconfidência Mineira, a historiadora Cristina Leminski afirmou:

Sem a derrama, o movimento esvaziava-se. Para a população em geral, se a derrama não fosse imposta, não fazia grande diferença se Minas era ou não independente. O movimento era fundamentalmente motivado por interesses, não por ideais. […]. A prisão dos homens mais eminentes de Vila Rica provocou […] alvoroço na cidade […] e o visconde de Barbacena foi obrigado a admitir que a tentativa de manter sigilo sobre o processo era inútil.

LEMINSKI, Cristina. Tiradentes e a Conspiração de Mina Gerais. São Paulo: Scipione, 1994. p. 59-64.

O movimento do século XVIII abordado nesse fragmento textual relaciona-se com a:

a) pretensão das lideranças de Vila Rica, principais beneficiadas com a arrecadação tributária portuguesa.

b) repercussão da Revolução Francesa no seio da elite intelectual colonial da região aurífera nas Minas Gerais.

c) exploração tributária feita pela metrópole sobre os colonos portugueses, no contexto da crise do antigo sistema colonial.

d) revolta desencadeada pela decisão da Coroa de instalar Casas de Fundição, com o propósito de cobrar o quinto.

4 – (FUVEST – SP) – A exploração dos metais preciosos encontrados na América Portuguesa, no final do século XVII, trouxe importantes consequências tanto para a colônia quanto para a metrópole. Entre elas,

a) o intervencionismo regulador metropolitano na região das Minas, o desaparecimento da produção açucareira do Nordeste e a instalação do Tribunal da Inquisição na capitania.

b) a solução temporária de problemas financeiros em Portugal, alguma articulação entre áreas distantes da colônia e o deslocamento de seu eixo administrativo para o centro-sul.

c) a separação e autonomia da capitania das Minas Gerais, a concessão do monopólio da extração dos metais aos paulistas e a proliferação da profissão de ourives.

d) a proibição do ingresso de ordens religiosas em Minas Gerais, o enriquecimento generalizado da população e o êxito no controle do contrabando.

e) o incentivo da Coroa à produção das artes, o afrouxamento do sistema de arrecadação de impostos e a importação dos produtos para a subsistência diretamente da metrópole.

5 – (UFCE) – Leia o trecho abaixo.

“Na mineração, como de resto em qualquer atividade primordial da colônia, a força de trabalho era basicamente escrava, havendo entretanto os interstícios ocupados pelo trabalho livre ou semi-livre.” (Souza, Laura de M. Desclassificados do Ouro: pobreza mineira no século XVIII. 3 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1990, p.68)

Com base neste trecho sobre o trabalho livre praticado nas áreas mineradoras do Brasil Colônia, é correto afirmar que:

a) devido à abundância de escravos no período do apogeu da mineração, os homens livres conseguiam viver exclusivamente do comércio de ouro.

b) em função da riqueza geral proporcionada pelo ouro, os homens livres dedicavam-se à agricultura comercial, vivendo com relativo conforto nas fazendas.

c) perseguidos pela Igreja e pela Coroa, os homens livres procuravam sobreviver às custas da mendicância e da caridade pública.

d) sem condições de competir com as grandes empresas mineradoras, os homens livres dedicavam-se à “faiscagem” e à agricultura de subsistência.

e) em função de sua educação, os homens livres conseguiam trabalho especializado nas grandes empresas mineradoras, obtendo confortáveis condições de vida.

6 – (UFES) – A expansão do ouro aparentemente simples atraiu milhares de pessoas para a América Portuguesa cuja população estimada passou de 300 000 habitantes em 1690 para 2 500 000 em 1780. Metade desse aumento demográfico ocorreu na região mineradora. Considerando essas afirmações, pode-se afirmar que:

a) O denominado “ciclo do ouro” possibilitou uma espécie de atração centrípeta para o mercado interno desenvolvido pela mineração e, assim, contribuiu como fator de integração regional na América Portuguesa.

b) A população atraída para a mineração também desenvolveu intensa atividade agrária de subsistência, propiciando reconhecida autossuficiência que inibiu qualquer tipo de polarização.

c) O Regimento dos Superintendentes / Guardas-Mores e Oficiais Deputados para as Minas que em 1702 instituiu a Intendência das Minas mantinha rigorosa disciplina militar e constante vigilância na Estrada Real, impedindo o ingresso de emboabas e mascates nas regiões de ouro e diamantes.

d) O denominado “ciclo do ouro” ocasionou uma espécie de atração centrífuga, pois as riquezas auríferas de Goiás e da Bahia contribuíram para financiar simultaneamente o denominado renascimento agrícola no Nordeste do Brasil no final do século XVII.

e) A integração regional da América Portuguesa consolidou-se durante a União Ibérica (1580-1640) quando foi removida a linha de Tordesilhas, possibilitando a convergência das regiões de pecuária para o grande entreposto comercial que consagrou a região de Minas Gerais.

7 – (UEL-PR) – No Brasil colônia, a pecuária teve um papel decisivo na:

a) ocupação das áreas litorâneas

b) expulsão do assalariado do campo

c) formação e exploração dos minifúndios

d) fixação do escravo na agricultura

e) expansão para o interior 

8 – (Cesgranrio-RJ) – A ocupação do território brasileiro, restrita, no século XVI, ao litoral e associada à lavoura de produtos tropicais, estendeu-se ao interior durante os séculos XVII e XVIII, ligada à exploração de novas atividades econômicas e aos interesses políticos de Portugal em definir as fronteiras da colônia. As afirmações abaixo relacionam as regiões ocupadas a partir do século XVII e suas atividades dominantes. 1) No vale amazônico, o extrativismo vegetal – as drogas do sertão – e a captura de índios atraíram os colonizadores. 2) A ocupação do Pampa gaúcho não teve nenhum interesse econômico, estando ligada aos conflitos luso-espanhóis na Europa. 3) O planalto central, nas áreas correspondentes aos atuais estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, foi um dos principais alvos do bandeirismo, e sua ocupação está ligada à mineração. 4) A zona missioneira no Sul do Brasil representava um obstáculo tanto aos colonos, interessados na escravização dos indígenas, quanto a Portugal, dificultando a demarcação das fronteiras. 5) O Sertão nordestino, primeira área interior ocupada no processo de colonização, foi um prolongamento da lavoura canavieira, fornecendo novas terras e mão-de-obra para a expansão da lavoura. As afirmações corretas são:

a) somente 1, 2 e 4.

b) somente 1, 2 e 5.

c) somente 1, 3 e 4.

d) somente 2, 3 e 4.

e) somente 2, 3 e 5. 

9 – (Cesgranrio-RJ) – A expansão da colonização portuguesa na América, a partir da segunda metade do século XVIII, foi marcada por um conjunto de medidas, dentre as quais podemos citar:

a) o esforço para ampliar o comércio colonial, suprimindo-se as práticas mercantilistas.

b) a instalação de missões indígenas nas fronteiras sul e oeste, para garantir a posse dos territórios por Portugal.

c) o bandeirismo paulista, que destruiu parte das missões jesuíticas e descobriu as áreas mineradoras do planalto central.

d) a expansão da lavoura da cana para o interior, incentivada pela alta dos preços no mercado internacional.

e) as alianças políticas e a abertura do comércio colonial aos ingleses, para conter o expansionismo espanhol. 

10 – (UFMG) – Em 1703, Portugal assinou com a Inglaterra o tratado de Methuen. A assinatura desse tratado teve implicações profundas para as economias portuguesa e inglesa.

a) Apresente a situação em que se encontrava Portugal na época da assinatura do tratado.

b) Cite a principal cláusula do tratado de Methuen.

c) Apresente 2 (duas) implicações fundamentais desse tratado para a economia portuguesa.

d) Apresente a implicação fundamental desse tratado para a economia inglesa.

11 – (UFMG) – Leia o texto. Ele refere-se à capitania de Minas Gerais no século XVIII. “… ponderando-se o acharem-se hoje as Vilas dessa Capitania tão numerosas como se acham, e que sendo uma grande parte das famílias dos seus moradores de limpo nascimento, era justo que somente as pessoas que tiverem esta qualidade andassem na governança delas, porque se a falta de pessoas capazes fez a princípio necessária a tolerância de admitir os mulatos aos exercícios daqueles oficias, hoje, que tem cessado esta razão, se faz indecoroso que eles sejam ocupados por pessoas em que haja semelhante defeito…” (D. João, Lisboa, 27 de janeiro de 1726.) No trecho dessa carta, o rei de Portugal refere-se à impropriedade de os mulatos continuarem a exercer o cargo de:

a) governador, magistrado escolhido entre os “homens bons” da colônia para administrarem a capitania.

b) intendente das minas, ministro incumbido de controlar o fluxo de alimentos e do comércio.

c) ouvidor, funcionário responsável pela administração das finanças e dos bens eclesiásticos.

d) vereador, membro do Senado da Câmara, encarregado de cuidar da administração local.

Respostas dos Exercícios sobre a Mineração no Brasil Colonial

Exercício resolvido da questão 1 –

c) a diversificação das atividades produtivas na colônia e a construção de um conjunto artístico e arquitetônico que singularizou a principal região da mineração.

Exercício resolvido da questão 2 –

e) o aumento da produção de alimentos, a integração de novas áreas por meio da pecuária e do comércio, a mudança do eixo econômico para o Sul.

Exercício resolvido da questão 3 –

c) exploração tributária feita pela metrópole sobre os colonos portugueses, no contexto da crise do antigo sistema colonial.

Exercício resolvido da questão 4 –

b) a solução temporária de problemas financeiros em Portugal, alguma articulação entre áreas distantes da colônia e o deslocamento de seu eixo administrativo para o centro-sul.

Exercício resolvido da questão 5 –

d) sem condições de competir com as grandes empresas mineradoras, os homens livres dedicavam-se à “faiscagem” e à agricultura de subsistência.

Exercício resolvido da questão 6 –

a) O denominado “ciclo do ouro” possibilitou uma espécie de atração centrípeta para o mercado interno desenvolvido pela mineração e, assim, contribuiu como fator de integração regional na América Portuguesa.

Exercício resolvido da questão 7 –

e) expansão para o interior 

Exercício resolvido da questão 8 –

c) somente 1, 3 e 4.

Exercício resolvido da questão 9 –

b) a instalação de missões indígenas nas fronteiras sul e oeste, para garantir a posse dos territórios por Portugal.

Exercício resolvido da questão 10 –

a) Apresente a situação em que se encontrava Portugal na época da assinatura do tratado.

Exercício resolvido da questão 11 –

d) vereador, membro do Senado da Câmara, encarregado de cuidar da administração local.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou dos nossos Exercícios sobre a Mineração no Brasil Colonial? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador