Fies

Em que ano foi criado o Fies? Aprenda tudo sobre a origem do Financiamento Estudantil

Em que ano foi criado o Fies?Em que ano foi criado o Fies?
Mude de vida com Beduka Bolsas

O Fies é um programa do governo federal que oferece financiamento estudantil aos estudantes brasileiros que fizeram o Enem e tiveram nota maior que 450 pontos.

Ele foi criado com o intuito de democratizar o ensino superior brasileiro, criando crédito para quem não pudesse pagar pelas mensalidades na rede privada.

Mas você sabe como ele foi concebido? Leia até o final para descobrir em que ano foi criado o Fies e aprender os mais diversos detalhes sobre a origem do Fundo de Financiamento Estudantil.

A seguir vamos te contar um pouco sobre a história do Fies, mas se você quiser saber sobre um desses assuntos em especial é só clicar, fique à vontade:

Você sabia que é possível entrar na faculdade dos seus sonhos sem precisar da nota do ENEM? Com o Beduka Bolsas você garante desconto de até 65% na mensalidade + matrícula gratuita. Acesse agora mesmo!

Em que ano foi criado o Fies e quem foi o criador?

O Fies foi criado no ano de 1999, pelo então governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. 

Neste ano, o Ministério da Educação implementou o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), com a iniciativa de substituir o Crédito Educativo. 

O objetivo era permitir que o aluno de baixa renda tenha acesso a universidades privadas por meio do financiamento estudantil concedido pelo governo federal.

Quer saber mais sobre o Fies? Acesse esses artigos:

Desde então, o Fies já passou por diversas reformulações que vão desde os critérios para participar até o público alvo! Agora que já sabe em que ano foi criado o Fies, confira a linha do tempo do programa!

O que foi o Crédito Estudantil?

Bom, pra começar a falar sobre a história do financiamento estudantil no Brasil, temos que voltar lá para o ano de 1976. Nessa época, o governo militar de Ernesto Geisel desenvolveu o Programa de Crédito Educativo, também chamado de CREDUC. 

Esse sistema foi criado com o objetivo de democratizar o acesso dos estudantes de baixa renda ao ensino superior. 

Com o passar dos anos, o programa acabou entrando em crise. Os principais motivos foram: 

  • Inadimplência; 
  • Falta de verba para o funcionamento do projeto; 
  • Ausência de instrumentos para adequar os débitos à inflação. 

O Creduc subsidiou mais de 870 mil estudantes durante seu período de operação. 

Após o fim do CREDUC, em 1999, nasce o Fundo de Financiamento Estudantil, bem no meio do governo FHC. (Fies). 

Desde seu lançamento, a cada novo governo, o programa foi passando por diferentes configurações. Veja as mudanças mais importantes listadas a seguir!

Está gostando de saber em que ano foi criado o Fies? Você pode saber ainda mais sobre financiamento estudantil lendo o texto abaixo:

Em que ano o Fies começou a mudar?

Em 2010, ano em que o ex-presidente Lula governava o país, o Fies passou por algumas reformulações. As mudanças vieram com o intuito de ampliar o programa. As principais delas foram:

  • A queda da taxa de juros de financiamento de 6,5% para 3,4%. 
  • O aumento do prazo de carência para o estudante começar a pagar o empréstimo, que passou a ser de 18 meses. 
  • A ampliação do prazo para a quitação das mensalidades foi de até três vezes o tempo de duração do curso de graduação.
  • O percentual de financiamento passou a ser de até 100%.
  • A possibilidade do estudante solicitar o financiamento em qualquer período do ano.

Como o Fies passou a ser no governo Dilma?

Você que hoje pergunta “em que ano foi criado o Fies” mal conseguiria reconhecer o programa se comparasse o que ele era em 1999 com o que ele se tornou em 2015. 

Bdeuka Bolsas de Ano Novo

Durante o governo da presidente Dilma Rousseff, algumas regras de concessão do financiamento foram alteradas. As mudanças mais significativas foram as seguintes:

  • A exigência para o estudante alcançar no mínimo 450 pontos de média nas provas no Enem 
  • Nota maior do que zero na redação
  • Renda per capita de até 2,5 salários mínimos
  • Prioridade para cursos das áreas de engenharia, formação de professores (licenciaturas) e saúde.

Em que ano foi criado o Novo Fies?

A partir de 2018, o programa passou a ser chamado de Novo Fies. Dessa vez, os principais objetivos foram garantir a sustentabilidade e continuidade do programa, numa tentativa de diminuir a inadimplência. Vamos conferir o que mudou no Novo Fies:

  • O estudante deverá iniciar o pagamento assim que se formar (e se estiver empregado receberá desconto, que vai variar de acordo com a sua renda)
  • No caso do aluno desempregado, este deverá realizar o pagamento mínimo, similar ao que foi pago durante o curso
  • O programa foi dividido em diferentes modalidades, possibilitando juros menores de acordo com a renda familiar do estudante.

E aí estudante, gostou de saber em que ano foi criado o Fies? Não perca os próximos artigos e fique sabendo tudo o que precisa sobre o financiamento estudantil!

Está estudando para o Enem e outros vestibulares? A seguir temos uma oportunidade imperdível para você!

Nós conectamos você à faculdade!

O Beduka é o seu maior parceiro quando o assunto é entrar na faculdade. Aqui você encontra as melhores ferramentas para ficar mais perto do curso dos seus sonhos: resumos, listas de exercícios, simulado, teste vocacional, entre outras…

Mas sabe qual é a melhor de todas? O Beduka Bolsas!

O Beduka Bolsas é uma plataforma onde você pode comprar uma bolsa de estudos de até 65% de desconto e estudar em uma das melhores universidades do Brasil!

É isso mesmo! Temos mais de 90 opções de cursos para você escolher em 8 universidades parceiras. 

Siga o Beduka no Pinterest e no Instagram e receba conteúdos gratuitos sobre o Enem e outros vestibulares todos os dias. 

Obrigada por ler até aqui!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador