Geografia

O que é o ciclo hidrológico? Entenda como acontece a formação das chuvas

O que é ciclo hidrológicoO que é ciclo hidrológico?

O ciclo hidrológico é muito importante para a vida na Terra, pois é por meio dele que a água é renovada e chega à superfície do planeta pronta para consumo e outros usos. Para entender melhor, continue lendo este artigo sobre o que é o ciclo hidrológico ou ciclo da água.

Se você quiser ir diretamente para alguma parte do conteúdo, clique em um dos tópicos abaixo:

Acesse o Simulado Enem do Beduka e teste seus conhecimentos com questões de edições antigas do exame. É gratuito!

O que é água?

Essa pergunta pode parecer muito ridícula num primeiro momento, mas acredite, ela é importante e você precisa ler a resposta para entender o conteúdo que virá depois. 

A água é uma dos minerais mais importantes para a manutenção da vida no planeta Terra (sim, minerais não são somente pedras preciosas ou metais). Ela é composta de dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio, o famoso composto H2O.

Os 1.386.000.000 de quilômetros do volume de água cobrem aproximadamente 70% da superfície terrestre, sendo a maior parte nos oceanos. No entanto, ela pode ser encontrada também nos rios, lagos, lençóis freáticos, geleiras e em forma de vapor na atmosfera.

Isso significa que a água apresenta os três estados físicos (líquido, sólido e gasoso), alternando entre eles dentro de um ciclo biogeoquímico. Continue lendo para entender o que é o ciclo hidrológico, suas etapas e importância.

O que é o ciclo hidrológico?

O ciclo hidrológico ou ciclo da água é um ciclo biogeoquímico, ou seja, é o processo de circulação contínua da água entre os seres vivos e as esferas do nosso planeta. Ele acontece por meio da mudança de estado físico deste elemento.

Quem faz tudo acontecer é o Sol. Ele é o responsável pela energia que inicia o ciclo, pois sua luz provoca a evaporação da água na superfície ou a sublimação da neve e do gelo, a depender da região.

A água, em forma de gás, sobe até as camadas mais altas da atmosfera, uma região mais fria. Em determinada altitude, ela se condensa e se torna líquida novamente, dando origem às nuvens.

Essa água em forma líquida vai retornar para a superfície terrestre quando as nuvens ficarem muito pesadas e não puderem ser sustentadas pelo ar. É por isso que ocorrem as chuvas, ou precipitação da água.

Ao cair, a água pode atingir oceanos, rios, mares, o solo (no qual se infiltra), rochas ou a vegetação. Depois ela irá evaporar novamente, reiniciando o ciclo.

Como dissemos acima, a depender da região as etapas podem mudar. Assim, o gelo pode derreter e ir direto para um rio, como acontece no caso do rio Nilo, entre outros processos.

Saiba mais sobre a água com nosso texto sobre a Hidrosfera e entenda melhor o que é o ciclo hidrológico.

Quais são as etapas do ciclo hidrológico?

Para entender bem o que é o ciclo hidrológico, precisamos saber quais são suas etapas. Já adiantamos algumas no tópico anterior, mas vamos aprofundar agora.

  • Evaporação: esta é a primeira etapa. Nela, a água muda do estado líquido para o gasoso ao absorver a energia proveniente do Sol e vai para a atmosfera.
  • Sublimação: a água passa do estado sólido para o gasoso, sem antes se tornar líquida. Ela ocorre com mais lentidão do que a evaporação e é mais comum nos polos.
  • Condensação: a água passa da forma de vapor para o estado líquido. Neste momento, as gotículas de água se juntam e formam as nuvens e a neblina em alguns casos.
  • Precipitação: devido ao peso da água, o ar não consegue mais segurá-la, e começa a chover. Assim, a água da atmosfera retorna à superfície, seguindo diversos caminhos.
  • Infiltração: ao cair na superfície, é possível que a água não escoe para algum reservatório, como os oceanos. Assim, ela cai no solo e é absorvida por ele. Com isso, são formados os lençóis freáticos.
  • Transpiração: é a transformação de água líquida em vapor. A água absorvida é aproveitada pela vegetação, na qual entra por meio das raízes das plantas. Elas liberam a água que não aproveitam na fotossíntese pelas folhas transpirando.

O vapor será condensado, reiniciando o ciclo. Desta forma, a água é renovada. Isso não significa que ela não pode faltar. Os ventos podem empurrar as nuvens para um local distante de onde elas se formaram, isso implica que a chuva vai cair em outro lugar.

Por que o ciclo hidrológico é importante?

São vários os motivos para considerar este fenômeno importante. Veja alguns deles:

  • Abastecimento dos reservatórios naturais de água e das bacias hidrográficas: O ciclo da água é o que mantém esses reservatórios naturais cheios. Eles são muito utilizados por nós para adquirir água para  beber e cozinhar. Sem falar da produção de energia.
  • Regulação climática: A evaporação também está relacionada com o clima, já que é ela quem garante a umidade do ar. Isso influencia diretamente nas temperaturas do planeta.

Agora que você já sabe o que é o ciclo hidrológico, teste seus conhecimentos com nossa lista de exercícios sobre a água.

A Terra é realmente o planeta água?

Por a superfície da Terra ser coberta principalmente por água, muitas pessoas dizem que ela é um “planeta água”. Mas isso só é verdade para a superfície.

A maior parte da Terra, que é o seu interior, é composta de rochas e minérios. Cientistas até descobriram uma espécie de oceano nessa parte do planeta, mas a água está dentro de rochas.

Isso não retira a importância que a água tem para nós, tanto é que o tema do ciclo da água está muito presente no Enem. Diversas questões de química, física e Geografia a respeito dessa matéria.

Que tal se preparar para a prova respondendo algumas questões das edições passadas?

Acesse o Simulado Enem do Beduka. Ele é personalizável e gratuito. Além disso, conta com a correção TRI, a mesma do exame original, que te dá a nota que você teria se a prova fosse hoje.

Esperamos que tenha entendido o que é o ciclo hidrológico. Bons estudos!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador