História

Como aconteceu a Independência do Brasil? Veja onde, quando, com quem e mais…

Como aconteceu a Independência do BrasilComo aconteceu a Independência do Brasil?

A Independência do Brasil ocorreu em 7 de setembro de 1822. A partir deste dia, o Brasil se tornou um Reino independente a Portugal. A proclamação foi feita por D. Pedro I às margens do riacho do Ipiranga em São Paulo.

Veja os detalhes de como aconteceu a Independência do Brasil.

Por ser um tema bastante frequente no ENEM e em outros vestibulares, o Beduka preparou um artigo explicando como aconteceu a Independência do Brasil para você se preparar para as questões de história. Além de entender como aconteceu a Independência do Brasil, faça exercícios sobre isso.

Nesse artigo vamos falar sobre:

  • Chegada da família real portuguesa no Brasil;
  • Dia do Fico;
  • Como aconteceu a Independência do Brasil.

O processo de Independência do Brasil – Contexto Histórico

Brasil Colônia

Durante todo o período colonial, as capitanias (maneira como o país era subdividido) eram sujeitas à autoridade central do chamado vice-rei, que governava a colônia em nome do rei de Portugal.

No entanto, a situação econômica era completamente precária. Entre os principais problemas da colônia durante esse período podemos listar:

  1. Na agricultura, a produção do tabaco e do algodão foram reduzidas e a cultura canavieira estava em fase de decadência;
  2. A pecuária se restringia à produção de charque no Rio Grande do Sul ou de subsistência;
  3. A mineração apresentava baixo rendimento, pois as jazidas estavam esgotadas;
  4. A indústria não se desenvolvia, por conta das proibições da metrópole;
  5. O comércio no Brasil era limitado pelas restrições impostas pelo monopólio, pois a colônia podia comercializar apenas com a metrópole, ou seja, Portugal.

Aprenda mais detalhadamente sobre a colonização Portuguesa no Brasil.

Chegada da Família Real no Brasil em 1808

Para entender como aconteceu a independência do Brasil, precisamos entender o que levou o país para esse processo.

Em 1806, Napoleão Bonaparte decretou o bloqueio continental determinando que os países europeus fechassem os portos para os navios da Inglaterra.

Entretanto, Portugal não aderiu ao bloqueio devido à longa aliança política e comercial com a Inglaterra.

A invasão iminente fez com que a família real portuguesa tomasse a decisão de sair do país e ir para a então colônia Brasil.

Em 22 de outubro de 1807, o príncipe regente D. João e o rei da Inglaterra Jorge III assinaram uma convenção secreta que transferia a sede monárquica de Portugal para o Brasil.

Quando Napoleão ordenou a invasão de Portugal, em novembro de 1807, a família real foi totalmente transferida para o Brasil. Aos que ficaram, foi aconselhado receber de forma pacífica os invasores para evitar derramamento de sangue.

Esse acontecido deixou os portugueses com uma grande sensação de abandono.

A família real deixou Portugal 28 de novembro de 1807 e chegou ao Brasil em 22 de janeiro de 1808 em Salvador (mais de 2 meses no mar), e foi recebida com muita festa.

Eles permaneceram na capital baiana por cerca de um mês e, nesse período, o Príncipe Regente assinou o Tratado de Abertura dos Portos às Nações Amigas e criou a Escola de Cirurgia da Bahia.

No dia 7 de março de 1808 a família real se mudou para o Rio de Janeiro, que foi declarada a capital do Brasil.

A mudança da Família Real e sua comitiva contribuiu para significativas mudanças no Rio de Janeiro, pois foram realizadas muitas melhorias e novos edifícios públicos foram levantados.

A principal consequência da vinda da família real para o Brasil foi a aceleração do processo de independência do país. Em 1815, com fim das guerras napoleônicas, o Brasil foi declarado parte do Reino Unido de Portugal e Algarves, deixando de ser uma colônia.

Retorno da Família Real à Portugal

Em 1820 uma revolta se iniciou na cidade do Porto, em Portugal, conhecida como Revolução do Porto.

Esse movimento da burguesia que tencionava voltar o Brasil à condição de colônia, exigia a volta do rei a Portugal e a formação de uma Assembleia Constituinte no país.

Temendo perder o trono português, Dom João VI retornou à Lisboa, deixando seu filho Dom Pedro I como Príncipe Regente do Brasil.

dom pedro 1

Ao chegar em Portugal, a corte tentou restaurar o Pacto Colonial, que proibia o Brasil de realizar comércio com o exterior, vendendo e comprando apenas de Portugal.

Entretanto, a nobreza do Brasil não aceitou a decisão da corte portuguesa, uma vez que o comércio exterior gerava muitos lucros.

Então, os nobres do Brasil começaram a pressionar D. Pedro I para que ele não aceitasse as ordens vindas de Portugal.

Dia do Fico em 9 de janeiro de 1822

Quando D. João soube que seu filho estava sendo pressionado a não acatar suas ordens, ele ordenou que D. Pedro retornasse imediatamente para Portugal, principalmente porque os portugueses insistiam em recolonizar o Brasil e a presença de D. Pedro I impedia este ideal.

A população do Brasil reuniu-se e realizou um abaixo assinado pedindo a D. Pedro que ficasse. No dia 9 de janeiro de 1822, mostraram as assinaturas ao Príncipe Regente que declarou:

“Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico”.

Como acorreu a Independência do Brasil?

Desde as últimas décadas do século XVI, a crise do Antigo Sistema Colonial no Brasil foi marcada pelas rebeliões de independência, em especial a Inconfidência Mineira e a Conjuração Baiana.

Estes foram os primeiros movimentos sociais da história do Brasil a questionar o pacto colonial e assumir um caráter republicano.

Confira os resumos completos da Inconfidência Mineira e da Conjuração Baiana.

D. Pedro fez uma viagem a Minas Gerais e a São Paulo para acalmar a sociedade, pois havia temores de uma desestabilização social no país. Durante a viagem, um mensageiro alcançou D. Pedro e o entregou três cartas:

  1. A primeira da Coroa portuguesa, onde D. João exigia sua imediata volta e submissão à corte;
  2. A segunda carta de José Bonifácio, aconselhando D. Pedro a romper relações com Portugal;
  3. A terceira de sua esposa, a princesa Maria Leopoldina, apoiando a decisão de Bonifácio e aconselhando D. Pedro.

Onde aconteceu a Independência do Brasil?

Essas cartas chegaram a D. Pedro quando ele estava perto no Riacho Ipiranga. Então, ele levantou a espada e gritou: “Independência ou Morte!”.

Quando aconteceu a Independência do Brasil?

Esse episódio histórico aconteceu em 7 de setembro de 1822 e marcou a Independência do Brasil. No mês de dezembro de 1822, D. Pedro foi proclamado Imperador do Brasil.

independencia do brasil

Além de aprender como aconteceu a Independência do Brasil, você pode testar seus conhecimentos de História e de outras matérias respondendo algumas questões que caíram em edições antigas do Exame em nosso simulado gratuito.

Gostou de aprender como aconteceu a Independência do Brasil? Queremos te ajudar também a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por profissionais de várias formações (professores, jornalistas, filósofos), sempre prontos a oferecer os melhores conteúdos educacionais com foco no Enem e colaborar com a formação de todos os alunos. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador