História

O que foi a Tríplice Aliança? Conheça o acordo militar que deu base para a Primeira Guerra Mundial

o que foi a tríplice aliançao que foi a tríplice aliança

A Tríplice Aliança foi um acordo assinado entre três potências europeias: Alemanha, Império Austro-Húngaro e Itália.

Ele tinha diversos objetivos, entre eles a defesa mútua entre os assinantes caso um deles fosse atacado por duas nações ou mais.

Foi por meio dele que a Primeira Guerra Mundial tomou forma. Entenda o que foi a Tríplice Aliança e como ela se relaciona com um dos maiores conflitos da história humana.

Se você quiser ir diretamente para alguma parte do conteúdo, clique em um dos tópicos abaixo:

Depois de aprender o que foi a Tríplice Aliança, treine com as questões de História do Simulado Enem do Beduka. Ele é totalmente gratuito, personalizável e simula o método TRI de correção!

O que foi a tríplice aliança?

A Tríplice Aliança foi um acordo militar feito por Alemanha, Império Austro-húngaro e Itália. O objetivo da aliança era a proteção mútua em caso de ataques de duas nações ou mais contra algum dos membros.

Sua assinatura foi um avanço do tratado defensivo bilateral austro-alemão de 1879, que tinha a Rússia como principal alvo. A Itália se ligou ao acordo em 20 de maio de 1882.

A formação da Tríplice Aliança aconteceu em um momento de relativa paz na Europa, mas que não excluía das grandes potências a possibilidade de uma guerra envolvendo muitos países. Por isso, havia um interesse de dissuasão.

No caso, eles pretendiam criar o medo em ter de enfrentar três das principais nações europeias para que ninguém os atacasse.

Para entender melhor o que foi a Tríplice Aliança e seus objetivos, é importante compreender o contexto em que ela se formou.

Qual foi o contexto da tríplice aliança?

Desde a queda de Napoleão em 1815, as nações europeias pararam de se meter em conflitos de grandes proporções. Havia uma paz relativa e as forças militares eram mais usadas para coibir manifestações populares civis do que em batalhas internacionais.

Porém, a imaginação da guerra estava presente na imaginação dos políticos e dos chefes militares. Isso fazia com que planos estratégicos fossem traçados e houvesse bastante investimento na indústria bélica.

Além disso, o equilíbrio internacional criado pelo Congresso de Viena de 1815 começou a se modificar quando novas nações surgiram, como a Itália (em 1861) e a Alemanha (1871).

Com isso, passou a haver seis nações com muito poder na Europa, e uma ameaçava a outra na sua posição tanto continental quanto mundial. Eram: Inglaterra, França, Alemanha, Itália, Império Austro-húngaro e Rússia.

Segundo o historiador David Stevenson, todas elas deviam sua existência à violência e estavam dispostas a empregá-la mais vezes.

O conflito mais recente antes da assinatura do acordo foi a Guerra Franco-Prussiana (1870-1871), que resultou na formação do Império Alemão liderado pelo reino da Prússia e na perda francesa da Alsácia e da Lorena. Essas regiões são ricas em carvão mineral, principal fonte de energia das indústrias da época.

Além disso, ideologias nacionalistas estavam a todo vapor. A Rússia liderava, junto com populações sérvias, a promoção do pan-eslavismo. Eles pretendiam unir os povos eslavos em um só estado, o que ameaçava a integridade do império austríaco, pois muitos da sua população eram dessa etnia.

Os alemães promoviam o pan-germanismo e a ideia de uma Alemanha Grande. Isso dificultava a relação deles com os russos.

O clima era de tensão regional e internacional. Então, para dissuadir as nações que poderiam ser inimigas, os alemães, os austríacos e os italianos firmaram um acordo: a Tríplice Aliança.

Quando você terminar de tirar a dúvida sobre o que foi a Tríplice Aliança, teste seus conhecimentos sobre a Primeira Guerra Mundial.

Quais eram os interesses de cada país?

Os países não tinham objetivos e obrigações iguais na Tríplice Aliança. As preocupações eram bem diferentes e até mesmo os inimigos.

O que foi a Tríplice Aliança para a Alemanha?

A Alemanha tinha preocupação com a possibilidade da França tentar retomar os territórios perdidos na Guerra Franco-Prussiana. Além disso, a rivalidade com a Rússia pesou bastante, uma vez que as questões étnicas e nacionalistas podiam desdobrar em conflito.

Apesar da rivalidade, russos e alemães tinham também um tratado, assinado em 1873 em conjunto com o Império Austro-Húngaro. Ele durou até 1878 e foi renovado em 1884, durando até 1887. A rivalidade entre austríacos e russos impediu a renovação e estes últimos se aproximaram da França.

O que foi a Tríplice Aliança para a Áustria?

Os austríacos queriam solidez militar para algum conflito contra a Rússia. Ambos os impérios tinham interesse nos Bálcãs, região do sudeste europeu muito importante para o comércio.

Os austríacos buscaram dissuadir a Rússia de uma possível guerra na região, evitando o seu avanço contra o território.

O que foi a Tríplice Aliança para a Itália?

Segundo David Stevenson, a Itália estava ligada ao bloco de uma maneira muito frouxa. Os italianos se preocupavam com a França, pois parte do território que foi unificado no Reino da Itália em 1861 estava sob domínio francês anteriormente.

Além disso, a França frustrou algumas pretensões imperialistas italianas na África. Por isso, para entender melhor o que foi a Tríplice Aliança é preciso entender o que foi o Imperialismo. Você pode fazer isso acessando nosso texto sobre o assunto.

Assim, ao unir-se à Alemanha e ao Império Austro-Húngaro ela garantiu proteção militar contra os franceses, caso eles tentassem retomar os territórios.

Porém, os italianos não se comprometeram a ajudar em caso de conflito contra a Inglaterra. Sua posição não era vista como confiável pelas outras potências. E elas estavam certas em desconfiar, já que na Primeira Guerra Mundial a Itália declarou neutralidade e depois entrou ao lado da França e da Inglaterra.

Tríplice Aliança e Primeira Guerra Mundial

A Tríplice Aliança se liga de maneira muito estreita com a Primeira Guerra Mundial. A guerra, que era para ser apenas um conflito local entre austríacos e sérvios, ganhou uma imensa proporção graças aos tratados que foram assinados pelas potências.

Os termos do tratado não eram conhecidos, apenas a sua assinatura. Isso levou outras nações a buscarem relações entre si. A França, o Império Russo e a Inglaterra se uniram na Tríplice Entente.

Além disso, a Rússia nutria sentimentos pan-eslavos e tinha uma ligação próxima com a Sérvia. Quando os austríacos declararam guerra aos sérvios em 1914, os russos se meteram pelo meio. Assim, a Alemanha foi puxada para a guerra, mas isso é história para outro texto.

Você pode entender melhor com nosso resumo sobre a Primeira Guerra Mundial.

E pode testar seus conhecimentos com nosso Simulado Enem.

A Primeira Guerra e tudo que se refere a ela são temas que aparecem em muitos itens do exame. Nada melhor do que responder algumas questões de edições passadas para se preparar.

Inclusive, é possível personalizá-lo, para responder somente as questões de Ciências Humanas. No final, você recebe sua nota TRI, assim você tem ideia de como seria seu rendimento caso o Enem fosse hoje.

Clique no link e comece a treinar agora mesmo.

Obrigado por ter lido este resumo sobre o que foi a Tríplice Aliança. Bons estudos!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador