Literatura

Resumo do Parnasianismo

Resumo do ParnasianismoResumo do Parnasianismo

O Parnasianismo é uma Escola Literária essencialmente poético. Este movimento se originou juntamente com o Realismo e o Naturalismo a partir da segunda metade do século XIX.

Conheça o Parnasianismo, uma Escola Literária muito importante que surgiu no século XIX. Nesse artigo iremos:

  1. Fazer um resumo do Parnasianismo
  2. Falar do seu contexto histórico
  3. Explicar as suas principais características
  4. Falar como foi o Parnasianismo no Brasil

As Escolas Literárias são temas bastante importantes e caem de forma importante no caderno de Linguagens, Códigos e suas tecnologias do Enem e de outros principais vestibulares! Confira nosso artigo sobre as outras Escolas Literárias clicando aqui.

Estude com o simulado do Beduka. É grátis!

Resumo do Parnasianismo

O Parnasianismo é um movimento literário que surgiu na França no século XIX. O principal objetivo desse movimento é a criação de “poesias perfeitas”, valorizando a forma e a linguagem culta. O Parnasianismo também criticava o sentimentalismo do Romantismo

Aproveite e faça os Exercícios sobre Parnasianismo.

Os autores do Parnasianismo valorizavam o positivismo e a ciência acima de qualquer outro sentimento humano e buscavam constantemente a criação de uma rima perfeita, utilizando um vocabulário culto e construções textuais complexas.

O nome Parnasianismo surge de Parnase Contemporain, antologias publicadas em Paris a partir de 1866. Parnaso é como se chama a montanha consagrada a Apolo e às musas da poesia na mitologia grega.

Este movimento literário, predominantemente poético, era baseado na doutrina da “arte pela arte”, apresentada pelo crítico literário e poeta francês Théophile Gautier. 

De acordo com os princípios da teoria proposta por Gautier, a arte não precisava estar rodeada por uma “áurea” de significados e sentimentos humanos, mas sim ser feita com o intuito de ser perfeita, bela e refinada.

O Parnasianismo é um movimento anti-romântico baseado no culto da forma, na impassibilidade e impessoalidade, na poesia universalista e no racionalismo.

Contexto Histórico do Parnasianismo

Contexto Histórico do Parnasianismo
Imagem da Revolução Industrial

O Parnasianismo surgiu na segunda metade do século XIX na França, aos poucos foi se espalhando por toda a Europa e chegou ao Brasil e em outras partes do mundo. 

Algumas invenções, como a locomotiva, o telefone, a fotografia, entre outros, e as novas descobertas científicas da época fez com que os parnasianos buscassem a interpretação de questões humanas através do cientificismo, positivismo e materialismo.

O mundo apresentava inúmeras mudanças econômicas, devido à Revolução Industrial e aos avanços metalúrgicos. A partir disso, ocorreu o aumento da população, a urbanização era acelerada e houve grande avanço dos transportes, resultando em diversas mudanças na mentalidade humana.

Tudo isso está refletido nas obras produzidas nessa época, em que o subjetivismo e a emoção do escritor presentes no Romantismo – Escola Literária anterior -, dá lugar a impessoalidade e a valorização da ciência. 

Principais Características do Parnasianismo

O Parnasianismo tinha como principal objetivo se opor ao sentimentalismo existente no Romantismo e às prosas propostas pelo Naturalismo e Realismo. 

A poesia parnasiana tinha o propósito de ser perfeita. Para isso, os autores buscavam as palavras ideais para construir os poemas com racionalidade. 

As principais características do Paranasianismo são:

  • Arte pela arte – doutrina que defende a autonomia da arte, desligando-a de razões funcionais, pedagógicas ou morais e privilegiando apenas a estética.
  • Objetividade – oposição ao sentimentalismo exagerado, apresentado no Romantismo.
  • Culto à forma – perfeccionismo que se opõe ao descuido da poesia romântica.
  • Preciosismo vocabular – linguagem culta e de difícil compreensão.
  • Impessoalidade – ausência do “eu” e negação do sentimentalismo romântico.
  • Descritivismo – preocupação com a descrição da forma física, estética.
  • Temas baseados na realidade, fatos históricos, mitologia grega e cultura clássica.
  • Preferência por estruturas fixas, ou seja, sonetos.

Parnasianismo no Brasil

Parnasianismo no Brasil
Tríade Parnasiana

O marco inicial do Parnasianismo no Brasil foi a publicação da obra “Fanfarras” de Teófilo Dias, em 1882. O Parnasianismo brasileiro teve mais destaque que o movimento parnasianista europeu.

O Parnasianismo brasileiro não seguiu todas as características do movimento na França. A subjetividade e o nacionalismo – aspectos que eram abolidos pela estética parnasiana francesa – estavam presentes moderadamente nos poemas dos autores brasileiros.

Outra característica que o Parnasianismo brasileiro não seguiu à risca foi a visão mais carnal do amor em relação à espiritual. Olavo Bilac, principalmente, enfatizou o amor sensual, mas sem torná-lo vulgar.

Os mais importantes escritores brasileiros do período formavam a chamada “Tríade Parnasiana”, que era composta por Olavo Bilac, Alberto de Oliveira e Raimundo Correia.

Os escritores parnasianos buscavam o sentido para a existência humana por meio da perfeição estética. Por isso, a preocupação residia na “Arte pela Arte”, ou seja, a forma como caraterística principal da poesia.

O Parnasianismo se prolongou até 1922, com a chegada da Semana de Arte Moderna de São Paulo.

Principais Autores do Parnasianismo brasileiro

Os principais autores desse movimento no Brasil são:

Teófilo Dias (1854-1889)

Teófilo Dias foi professor, jornalista, advogado e poeta. Era sobrinho de Gonçalves Dias, outro importante poeta brasileiro. 

Patrono da cadeira 36 na Academia Brasileira de Letras, em 1882 publicou “Fanfarras”, obra que marca o início do parnasianismo no Brasil.

Outras obras que merecem destaque: “Flores e Amores” (1874), “Cantos Tropicais” (1878), “Lira dos Verdes Anos” (1878), “A Comédia dos Deuses” (1888).

Olavo Bilac (1865-1918)

Olavo Bilac é conhecido como “Príncipe dos Poetas Brasileiros”. Ele foi jornalista, tradutor, poeta e um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras.

Suas obras tem como característica a linguagem clássica, com conteúdos históricos, patrióticos, emotivos, platônicos e sensuais. 

Suas principais obras são: “Poesias” (1888), “Crônicas e Novelas” (1894), “Crítica e Fantasia” (1904), “Conferências Literárias” (1906), “Dicionário de Rimas” (1913), “Tratado de Versificação” (1910), “Ironia e Piedade” (1916) e “Tarde” (1919).

Olavo Bilac
Soneto XIII de Olavo Bilac

Alberto de Oliveira (1857-1937)

Alberto de Oliveira, foi um poeta, professor, farmacêutico e um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras.

Publicou sua primeira obra, “Canções Românticas”, em 1878. Esse livro, apesar de apresentar algumas características românticas, mostra como Alberto de Oliveira foi um conceituado poeta do Parnasianismo. 

“Canções Românticas” é uma obra caracterizada por temáticas e estruturas parnasianas, como descrição minuciosa, composição de retratos, quadros e cenas.

Suas obras que merecem destaque são: “Meridionais” (1884), “Versos e Rimas” (1895), “Poesias” (1900), “Céu, Terra e Mar” (1914), “O Culto da Forma na Poesia Brasileira” (1916).

Raimundo Correia (1859-1911)

Raimundo Correia foi um juiz, poeta e um dos fundadores do Sodalício Brasileiro. Publicou seu primeiro livro de poesias chamado “Primeiros Sonhos” em 1879.

Sua obra apresenta características românticas, parnasianas e simbolistas. Dessa maneira, suas poesias possuem um caráter pessimista e subjetivo, ao mesmo tempo que apresentam grande preocupação métrica.

Outras obras que merecem destaque são: “Sinfonias” (1883), “Versos e Versões” (1887), “Aleluias” (1891), “Poesias” (1898).

Gostou do nosso resumo do Parnasianismo? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador