MatériasQuímica

Quais são os tipos de Ligações Químicas? Aprenda com o resumo sobre os 3 tipos!

Quais são os tipos de Ligações Químicas?Quais são os tipos de Ligações Químicas?

A Ligação Química é a forma em que dois ou mais átomos, de elementos iguais ou diferentes, se unem para ficar estáveis. Há três tipos de ligações químicas e em cada uma delas é possível perder, ganhar ou compartilhar elétrons. Descubra quais são os tipos de ligações químicas neste resumo!

Se quiser ir diretamente para alguma parte do texto, clique em algum dos tópicos abaixo:

Pratique exercícios de Química com o Simulado Beduka do Enem, ele é totalmente gratuito e personalizável!

O que é Ligação Química?

As Ligações Químicas são a forma em que dois ou mais átomos, de elementos iguais ou diferentes, se unem para ficar estáveis.

Este conceito foi usado pela primeira vez em 1920, pelo químico Gilbert Newton Lewis, para explicar por que os átomos se mantêm unidos para formar as substâncias e como eles permanecem unidos ao longo de milhares de anos.

Mas você deve estar se perguntando: por que os átomos buscam a estabilidade? E afinal, o que é essa estabilidade?

Para início de conversa, precisamos entender que os átomos da maioria dos elementos químicos (com exceção dos gases nobres) não aparecem de forma isolada na natureza, ou seja, quase não se encontram átomos sozinhos por aí. 

Basicamente, a maioria dos materiais presentes em nosso cotidiano são substâncias simples (formadas por átomos de apenas um elemento químico) ou compostas (apresentam átomos de dois ou mais elementos químicos diferentes).

E esses átomos mantêm-se unidos graças às ligações químicas! Essas ligações são tão fortes que, se não sofrerem nenhuma influência externa, podem permanecer unidas por milhares de anos.

Como exemplo, vamos utilizar o oxigênio. Não é comum encontrarmos um átomo de oxigênio livre naturalmente. Ele sempre aparece ligado a outros átomos, veja:

  • Substância simples: O + O → O2  (gás oxigênio)
  • Substância composta: 2H + O → H2O (água)

Os únicos elementos que são encontrados isolados na natureza (e estáveis) são os gases nobres (He, Ne, Ar, Kr, Xe e Rn).

Os gases nobres pertencem à família 18 da Tabela Periódica e possuem em comum o fato de terem oito elétrons na camada de valência (última camada). Em outras palavras, eles preenchem completamente essa camada.

A única exceção entre eles é o Hélio (H), que possui apenas uma camada eletrônica (camada k), e dessa forma, possui dois elétrons, que é a quantidade máxima possível de elétrons nessa camada.

Assim, podemos concluir que para os átomos dos outros elementos atingirem a estabilidade, eles fazem ligações entre si para ficarem com oito elétrons na última camada.

Calma! Antes de entender quais são os tipos de ligações químicas, precisamos saber o que é a regra do octeto

O que é a Regra do Octeto?

Continuando nosso raciocínio, a ideia de que os átomos ligam-se entre si para ficarem com oito elétrons e se estabilizarem, é a Teoria Eletrônica da Valência, que indica quantas ligações químicas o átomo de um elemento realiza. 

Essa teoria também pode ser chamada de Regra do Octeto, já que os átomos realizam ligações químicas, onde perdem, ganham, ou compartilham elétrons da camada de  valência, com o objetivo de atingirem a estabilidade próxima a um gás nobre.

Ok, agora que você já sabe o que é uma ligação química, o próximo passo é entender quais são os tipos de ligações químicas que existem.

Quais são os tipos de Ligações Químicas?

Há três:

Como vimos, para que os átomos tornem-se estáveis eles precisam, necessariamente, de 8 elétrons na última camada. Entretanto, existem diferentes formas em que os elementos podem se ligar para ganhar a estabilidade.

Tudo depende de quantos elétrons o átomo tem em sua camada mais externa. E podemos descobrir isso de uma forma muito simples: basta saber qual é o número da família do elemento na Tabela Periódica! 

Por exemplo, a família 2A, que é o grupo dos Metais Alcalinos, possui 2 elétrons em sua camada de valência. 

Essa quantidade de elétrons na última camada, vai indicar quantos elétrons o átomo precisará receber, doar ou compartilhar para ficar estável.

Pense comigo, os elementos da família 2A precisam de 6 elétrons para completar sua camada de valência. O que é mais fácil? Receberem 6 elétrons ou doarem 2?

Doar é a alternativa correta, já que doando esses 2 elétrons, a próxima camada vai se tornar a última, e por sua vez, estará completa.

Dessa forma, cada tipo de ligação química diz respeito à dinâmica dos elementos quanto às suas formas para atingir a estabilidade: recebendo, doando ou compartilhando seus elétrons.

Continue lendo para entender quais são os tipos de ligações químicas, ver exemplos e particularidades!

Ligação Iônica

Também chamada de Ligação Eletrovalente ou Heteropolar, ocorrem entre os elementos eletropositivos (metais) e os eletronegativos (ametais e hidrogênio).

Neste tipo de ligação, os metais possuem a tendência em ceder elétrons, assim transformando-se em cátions (íons positivos) e os ametais e o hidrogênio, recebem esses elétrons, tornando-se ânions (íons negativos).

Desse modo, ambos conseguem estabelecer uma relação de equilíbrio. O produto dessa ligação é chamado de composto iônico.

Um exemplo de ligação iônica em nosso cotidiano é o sal de cozinha (NaCl). Essa substância é o resultado da união entre um átomo de sódio (metal) e um átomo de cloro (ametal).

Outros exemplos de substâncias formadas por ligações iônicas são: brometo de potássio, cloreto de cálcio e fluoreto de magnésio.

Características da Ligação Iônica:

  • solúveis em água;
  • sólidos em temperatura ambiente;
  • brilhosos, duros e quebradiços;
  • pontos elevados de ebulição e de fusão;
  • conduzem corrente elétrica quando fundidos ou dissolvidos em solução aquosa.

Ligação Covalente

Também chamada de Ligação Molecular, a covalente é imprescindível para entender quais são os tipos de ligações químicas. Nessa ligação, acontece o compartilhamento de elétrons para a formação de moléculas estáveis. Este tipo de ligação acontece entre átomos de hidrogênio e semimetais.

Um exemplo importante de ligação covalente é a água. O oxigênio possui seis elétrons em sua última camada e liga-se a dois hidrogênios (que apresentam apenas um elétron) para completar o octeto.

Outros exemplos de substância formadas por ligação covalente são o gás oxigênio, a sacarose e o ácido clorídrico.

Características da Ligação Covalente:

  • pontos de fusão e ebulição baixos;
  • sólidos, líquidos ou gasosos em temperatura ambiente;
  • pouca solubilidade;
  • são mais inflamáveis;
  • não são bons condutores em meio aquoso.

Ligação Metálica

Esse tipo de ligação ocorre entre metais. Os metais são elementos eletropositivos, ou seja, possuem facilidade em doar seus elétrons, além de serem bons condutores.

Dessa forma, alguns metais perdem seus elétrons da última camada e transformam-se em cátions.

A partir disso, os chamados elétrons livres formam um “mar de elétrons”, também chamada de “nuvem eletrônica”, essa nuvem produz a força que une os metais.

São exemplos de ligas metálicas: aço (ferro + carbono), bronze (cobre + estanho) e latão (cobre + zinco).

Característica das Ligações Metálicas:

  • estado sólido em temperatura ambiente (exceto o mercúrio);
  • brilhoso;
  • pontos elevados de ebulição e de fusão;
  • ductilidade;
  • maleabilidade.

Depois de ler este resumo sobre quais são os tipos de ligações químicas, resolva os melhores exercícios sobre ligações químicas (com gabarito)!

Esperamos que este resumo sobre quais são os tipos de ligações químicas tenha despertado em você a vontade de estudar mais sobre o incrível mundo da Química!

Logo abaixo temos uma oportunidade incrível para você, não deixe de conferir!

Nós conectamos você à faculdade!

Seu sonho é entrar na faculdade? O que você está fazendo para alcançar esse objetivo?

Tenho duas coisas para te contar! A primeira delas é que só de você estar aqui lendo este resumo, boa parte do caminho até a faculdade está traçado. E a segunda é que o Beduka tem a oportunidade perfeita para você!

Essa oportunidade se chama Beduka Bolsas! 

O Beduka Bolsas é um programa do Beduka, onde você pode encontrar bolsas de estudos de até 65% de desconto na mensalidade!

São mais de 90 opções de cursos para você escolher em 8 universidades parceiras. Temos Direito, Biomedicina, Engenharia e muito mais!

Realize agora seu sonho e garanta uma vaga na faculdade. Acesse o Beduka Bolsas!

Siga o Beduka nas redes sociais! No Instagram postamos tudo que pode cair no Enem e no Pinterest você encontra os melhores resumos sobre todas as matérias. Estamos te esperando!

Obrigada por ler até aqui!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador