BiologiaExercícios

Exercícios sobre a Teoria da Evolução de Darwin RESOLVIDOS

Exercícios_sobre_a_Teoria_da_Evolução_de_DarwinExercícios sobre a Teoria da Evolução de Darwin

Com o passar do tempo foram criadas diversas teorias de como a vida surgiu e como ela evoluiu até chegar ao ponto que conhecemos hoje. Sempre que pensamos sobre isso, é obrigatório lembrar do nome do inventor da Seleção Natural: Charles Darwin. Leia o artigo e faça os exercícios sobre Teoria da Evolução de Darwin.

A história da Teoria da Evolução de Darwin

Antes de mais nada vamos explicar sobre como essa teoria se concebeu. Sabia que, na verdade, não foi apenas Darwin o responsável por ela? Continue lendo para entender e faça os exercícios sobre a Teoria da Evolução de Darwin e o Simulado Beduka

Começando por um terreno mais conhecido. É sabido que Darwin já pesquisava sobre a origem humana, mas desenvolveu efetivamente sua teoria ao fazer uma viagem pelo mundo e encontrar fósseis de grandes criaturas. 

O que fez ele ter “certeza” do que falava foi quando, nas Ilhas Galápagos do Equador, ele percebeu uma mesma espécie de ave vivendo em diferentes locais. Para ele, isso significava que um ancestral dessa espécie de adaptou a todos os ambientes da ilha e procriou em todos eles.   

Acontece que o que ‘confirmou” os pensamentos de Darwin não foi isso, mas sim as pesquisas de outro cientista: Alfred Wallace. Os dois praticamente pensavam a mesma coisa, mas nenhum havia publicado. Darwin só veio a publicar de fato após incentivos de amigos e ao receber as escrituras enviadas pelo próprio Wallace. 

Wallace acabou sendo esquecido porque foi Darwin, que foi em expedição, lançou o livro “A Origem das Espécies” e já tinha nome dentro da comunidade científica. Contudo, em 1858, ele foi considerado co-autor da teoria. 

Darwin tinha muitos argumentos, mas ainda assim não foi suficiente para explicar todos os parâmetros do que pensava. Isso foi feito depois, quando foi criado o neodarwinismo. Uma reformulação da Teoria da Evolução de Darwin, mas dessa vez levando em consideração a genética descoberta por Mendel

Principais parâmetros da Teoria da Evolução de Darwin

Origem das Espécies e a Teoria da Evolução de Darwin
Origem das Espécies e a Teoria da Evolução de Darwin

Vamos agora às principais partes do que Darwin teorizou. Leia com atenção para fazer os exercícios sobre a Teoria da Evolução de Darwin. 

  • Indivíduos da mesma espécie não são idênticos. Isso porque eles possuem caracteres diferentes que tornam cada um único. (Mais tarde isso viria a ser provado pela genética)
  • Todo indivíduo tem grande capacidade reprodutiva, ou seja, pode gerar vários descendentes, mas a grande maioria não chegará à fase adulta.
  • Enquanto uma espécie sobreviver ao passar das gerações, o seu número de indivíduos sofrerá poucas mudanças.  
  • Esse tópico justifica o anterior. A razão do número de indivíduos quase não mudar, é porque nascem muitos descendentes, mas poucos chegam à idade adulta devido à competição natural pela sobrevivência. 
  • Os organismos com as características mais favoráveis para sobreviver em um ambiente ganham a luta pela sobrevivência. Darwin os chama de “mais aptos”. Enquanto os “menos aptos” morrem. 
  • Como os mais aptos sobrevivem por mais tempo, eles conseguem procriar. Os descendentes receberão as mesmas características que deu a vitória aos seus ancestrais. Posteriormente essa afirmação foi refutada, também pela genética.
     
  • Dessa forma, a Seleção Natural continua a atualizar as características dos seres para que sobrevivam por mais gerações (ou não). 

Seleção Natural

Assim, estava criada a teoria completa de Charles Darwin sobre a Origem dos Seres. Ele a chamou de Seleção Natural. Leia só mais um pouco e já poderá fazer os exercícios sobre a teoria da evolução de Darwin. 

Não vamos nos alongar muito. Todos os parâmetros dessa teoria já foram explicados. Basicamente a explicação dela é que os inaptos morrem e os aptos sobrevivem. Assim, os aptos passam suas características vitoriosas às próximas gerações até que haja uma nova seleção natural que acabe com essa dinastia. Simples assim. 

Darwin criou essa teoria baseando-se no fato de que os humanos escolhiam os animais com as melhores qualidades para criar nas fazendas enquanto os pior qualidade eram deixados para trás. 

Ele também se inspirou na teoria Malthusiana que dizia que a população humana crescería até os recursos se tornarem insuficientes e então iniciaría-se uma luta pela sobrevivência. Darwin simplesmente pensou que com outros animais também seria assim, então afirmou: 

“A essa preservação de variações favoráveis e rejeição de variações prejudiciais eu chamo de seleção natural”. 

A nova Teoria (Neodarwinismo)

A nova Teoria da Evolução de Darwin
A nova Teoria da Evolução de Darwin

Com o tempo, a ciência evoluiu e as teorias de Darwin foram colocadas a prova. Algumas estavam certas e outras erradas. Continue acompanhando para fazer os exercícios sobre a Teoria da Evolução de Darwin. 

O Neodarwinismo ou Teoria Sintética da Evolução é uma atualização Seleção Natural, mas tendo a genética como base. Ela confirmou aspectos que Darwin não conseguiu, como explicar como as características eram herdadas entre os seres. 

Também refutou algumas afirmações. Como a de que todas as qualidades que garantiram a sobrevivência de uma espécie anteriormente continuam nas próximas gerações. 

É inegável que a genética se tornou uma ciência indispensável para clarear o caminho da descoberta da Verdadeira Origem das Espécies. Mas também foi impressionante o quão longe alguns pensadores chegaram sem ela. 

Exercícios sobre a Teoria da Evolução de Darwin 

Ok. Chegou a hora de fazer os exercícios sobre a Teoria da Evolução de Darwin. Faça também o Simulado Beduka e baixe nosso Plano de Estudos para se preparar pro que der e vier. 

1) (UNIFESP/2004) Leia os trechos seguintes, extraídos de um texto sobre a cor de pele na espécie humana.

A pele de povos que habitaram certas áreas durante milênios adaptou-se para permitir a produção de vitamina D.

À medida que os seres humanos começaram a se movimentar pelo Velho Mundo há cerca de 100 mil anos, sua pele foi se adaptando às condições ambientais das diferentes regiões. A cor da pele das populações nativas da África foi a que teve mais tempo para se adaptar porque os primeiros seres humanos surgiram ali.

(Scientific American Brasil, vol.6, novembro de 2002).

Nesses dois trechos, encontram-se subjacentes ideias

a) da Teoria Sintética da Evolução.

b) darwinistas

c) neodarwinistas

d) lamarckistas

e) sobre especiação

2) (UFES/2004) Os pesquisadores Robert Simmons  e Lue Scheepers questionaram a visão tradicional de como a girafa desenvolveu o pescoço comprido. Observações feitas na África demonstraram que as girafas que atingem alturas de 4 a 5 metros, geralmente se alimentam de folhas a 3 metros do solo. O pescoço comprido é usado como uma arma nos combates corpo a corpo pelos machos na disputa por fêmeas. As fêmeas também preferem acasalar com machos de pescoço grande. Esses pesquisadores argumentam que o pescoço da girafa ficou grande devido à seleção sexual; machos com pescoços mais  compridos deixavam mais descendentes do que machos com pescoços mais curtos.

(Simmons and Scheepers, 1996. American Naturalist Vol. 148: pp. 771-786. Adaptado)

Sobre a visão tradicional de como a girafa desenvolve um pescoço comprido, é CORRETO afirmar que:

a) na visão tradicional baseada em Darwin, a girafa adquire o pescoço comprido pela lei de uso e desuso. As girafas que esticam seus pescoços geram uma prole que já nasce com pescoço mais comprido e, cumulativamente, através das gerações, o pescoço, em média, aumenta de tamanho.

b) na visão tradicional baseada em Lamarck, a girafa adquire o pescoço comprido com a sobrevivência diferencial de girafas. Aquelas com pescoço comprido conseguem se alimentar de folhas inacessíveis às outras, e deixam, portanto, mais descendentes.

c)  na visão tradicional baseada em Lamarck, a girafa adquire o pescoço comprido pela lei do uso e desuso. Aquelas com pescoço comprido conseguem se alimentar de folhas inacessíveis às outras, e deixam, portanto, mais descendentes.

d) na visão tradicional baseada em Darwin, a girafa adquire o pescoço comprido com a sobrevivência diferencial de girafas. Aquelas com pescoço comprido conseguem se alimentar de folhas inacessíveis às outras, e deixam, portanto, mais descendentes.

e) na visão tradicional baseada em Darwin, a girafa adquire o pescoço comprido com a sobrevivência diferencial de girafas. As girafas que esticam seus pescoços geram uma prole que já nasce com pescoço mais comprido e, cumulativamente, através das gerações, o pescoço, em média, aumenta de tamanho.

3) (UFJF/2008) Considere as afirmativas a seguir.

I) As mutações, sendo fonte de variabilidade genética, ocorrem continuamente com o propósito de adaptar os indivíduos ao ambiente.

II) A migração permite que se estabeleça fluxo gênico entre populações diferentes, diminuindo as diferenças genéticas entre elas e reduzindo a chance de especiação.

III) A seleção natural não altera a freqüência dos genes.

IV) O estabelecimento de uma nova população, a partir de poucos indivíduos que emigram da população original, é um exemplo de princípio ou efeito do fundador.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas CORRETAS.

a) I e II

b) I e III

c) I e IV

d) II e III

e) II e IV

4) (UNIMONTES/2007)  A mutação, a migração, a deriva genética e a seleção natural têm efeitos diferentes na variação genética dentro das populações e entre as populações. Considerando populações diferentes, assinale a alternativa que apresenta o fator que tem MAIOR CHANCE DE DIMINUIR a variação genética entre populações.

a) Mutação.

b) Recombinação.

c) Deriva genética.

d) Migração.

5)  (UNIFAL-JULHO/2009) O ano de 2009 tem um significado importante para a ciência, pois completou, em 12 de fevereiro, 200 anos do nascimento de Charles Darwin. Com relação à Teoria Evolucionista de Darwin, é INCORRETO afirmar:

a) A cada geração, os indivíduos que deixam descendentes são preferencialmente os que apresentam características que estão relacionadas com a adaptação às condições do ambiente onde vivem.

b) A cada geração morre um grande número de indivíduos, sendo que muitos deles não deixarão descendentes.

c) Os organismos atuais surgiram em decorrência de transformações sucessivas de formas primitivas e o desaparecimento de uma espécie ocorre em consequência de sua transformação em outra.

d) Os indivíduos mais adaptados sobrevivem e tendem a transmitir as características que estão relacionadas com essa maior adaptação.

6)  (UFC/2004) “O ambiente afeta a forma e a organização dos animais, isto é, quando o ambiente se torna muito diferente, produz ao longo do tempo modificações correspondentes na forma e organização dos animais… As cobras adotaram o hábito de se arrastar no solo e se esconder na grama; de tal maneira que seus corpos, como resultados de esforços repetidos de se alongar, adquiriram comprimento considerável…”.

O trecho citado foi transcrito da obra Filosofia Zoológica de um famoso cientista evolucionista.

Assinale a alternativa que contém, respectivamente, a idéia transmitida pelo texto e o nome do seu autor.

a) Seleção natural – Charles Darwin.

b) Herança dos caracteres adquiridos – Jean Lamarck.

c) Lei do transformismo – Jean Lamarck.

d) Seleção artificial – Charles Darwin.

e) Herança das características dominantes – Alfred Wallace.

7) (UNIVASF – JULHO/2008)  Considerando diferentes hipóteses evolucionistas, analise as afirmações abaixo e as respectivas justificativas.

1) O GAFANHOTO É VERDE PORQUE VIVE NA GRAMA! Seguindo esse raciocínio, por viver na grama, o gafanhoto passa a produzir pigmentos verdes que o ajudam a se confundir com o ambiente, passando essa característica para os descendentes.

2) O GAFANHOTO VIVE NA GRAMA PORQUE É VERDE! Segundo esse raciocínio, por ser verde, o gafanhoto fica protegido dos predadores. Conseqüentemente, pode gerar descendentes, aos quais transfere suas características.

As afirmações 1 e 2 podem ser atribuídas, respectivamente, a:

a) Lamarck e Darwin.

b) Hardy-Weinberg e Lamarck.

c) Pasteur e Redi.

d) Spallanzani e Hooke.

e) Oparin e Miller.

8) (UFRGS/2007)  Uma professora de biologia explicou aos seus alunos que a quantidade da enzima lactase diminui muito ao longo do desenvolvimento de indivíduos originários de povos orientais, o que impede a degradação efetiva do açúcar do leite. Uma das alunas comentou que essa diminuição de lactase deveria ser causada pelo tipo de alimentação característico dos orientais: pobre em leite e seus derivados. A professora ponderou que a aluna havia expressado uma ideia que correspondia ao pensamento de:

a)  Darwin

b) Morgan

c) Lamarck

d) Crick

e) Mendel

9) (UNIFESP/2009)Considere as seguintes proposições:

I. Os mais fortes sobrevivem independentemente da situação e do ambiente.

II. A seleção natural visa ao aperfeiçoamento da espécie e sua adaptação ao meio.

III. Não é possível compreender adaptação desvinculada de informações sobre o ambiente e a descendência.

Segundo os princípios do darwinismo e da teoria sintética da evolução, está correto o que se afirma em

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) I e II, apenas.

e) I, II e III.

10) (Enem/2007) As mudanças evolutivas dos organismos resultam de alguns processos comuns à maioria dos seres vivos. É um processo evolutivo comum a plantas e animais vertebrados:

a) movimento de indivíduos ou de material genético entre populações, o que reduz a diversidade de genes e cromossomos.

b) sobrevivência de indivíduos portadores de determinadas características genéticas em ambientes específicos.

c) aparecimento, por geração espontânea, de novos indivíduos adaptados ao ambiente.

d) aquisição de características genéticas transmitidas aos descendentes em resposta a mudanças ambientais.

e) recombinação de genes presentes em cromossomos do mesmo tipo durante a fase da esporulação.

11) (UFLA/2003) A teoria sintética da evolução se fundamenta basicamente em três processos:

1. Processo que cria variabilidade,

2. Processo que amplia a variabilidade, e

3. Processo que orienta a população para maior adaptação.

São exemplos desses três processos, respectivamente:

a) recombinação gênica, mutação, seleção natural.

b) recombinação gênica, seleção natural, mutação.

c) seleção natural, mutação, recombinação gênica.

d) mutação, seleção natural, recombinação gênica.

e) mutação, recombinação gênica, seleção natural.

Respostas dos Exercícios sobre a Teoria da Evolução de Darwin

Exercício resolvido da questão 1 –

d) lamarckistas

Exercício resolvido da questão 2 –

d) na visão tradicional baseada em Darwin, a girafa adquire o pescoço comprido com a sobrevivência diferencial de girafas. Aquelas com pescoço comprido conseguem se alimentar de folhas inacessíveis às outras, e deixam, portanto, mais descendentes.

Exercício resolvido da questão 3 –

e) II e IV

Exercício resolvido da questão 4 –

d) Migração.

Exercício resolvido da questão 5 –

c) Os organismos atuais surgiram em decorrência de transformações sucessivas de formas primitivas e o desaparecimento de uma espécie ocorre em consequência de sua transformação em outra.

Exercício resolvido da questão 6 –

c) Lei do transformismo – Jean Lamarck.

Exercício resolvido da questão 7 –

a) Lamarck e Darwin.

Exercício resolvido da questão 8 –

c) Lamarck

Exercício resolvido da questão 9 –

c) III, apenas.

Exercício resolvido da questão 10 –

b) sobrevivência de indivíduos portadores de determinadas características genéticas em ambientes específicos.

Exercício resolvido da questão 11 –

e) mutação, recombinação gênica, seleção natural.

Gostou dos nossos exercícios sobre a Teoria da Evolução de Darwin? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador