ExercíciosGeografia

Exercícios sobre Socialismo com GABARITO

Exercícios_sobre_SocialismoExercícios sobre Socialismo

Na primeira metade do século XIX uma nova visão de mundo começou a se alastrar pelo mundo, tendo o trabalhador como figura central devido a grande participação da classe trabalhadora na derrubada dos governos absolutistas. Essa nova visão se chamava Socialismo. Separamos exercícios sobre socialismo para você no final desse texto.

Recomendamos fazer o Simulado Beduka quando terminar os exercícios sobre socialismo. Nele você pode focar nas questões que têm mais dificuldade.

O que é Socialismo?

Socialismo é um regime sócio econômico e político que têm como essência o princípio da igualdade. O maior pensador socialista que já viveu foi Karl Marx, porém existiram outros pensadores com visões de socialismo levemente diferentes da dele. As características gerais de qualquer regime socialista são:

  • Divisão igual de bens 
  • Centralização do poder no Estado
  • Ausência de competição e lucro
  • Ausência de divisão de classes

Ou seja, o socialismo é contrário a todos o pilares do capitalismo, que são exatamente a livre competição de mercado, propriedade privada, acúmulo de riqueza e obtenção de lucro. 

Veja como surgiu o regime para fazer os exercícios sobre Socialismo.

Como nasceu o Socialismo?

O Socialismo surgiu no contexto da Revolução Industrial. Nesse contexto em que muitos operários ainda trabalhavam em péssimas condições os pensadores socialistas começaram a imaginar uma sociedade sem desigualdade social

Vamos ver então como esses pensadores refletiram essa sociedade. Como funcionaria o socialismo? Continue acompanhando para fazer os exercícios sobre socialismo. 

Como funcionaria o Socialismo?

Os socialistas defendem que o poder deve ser concentrado no Estado. Todas as empresas seriam estatais. Regulamentadas e fiscalizadas pela máquina estatal 100% do tempo. 

Por conseguinte, o salário de todas as pessoas seria praticamente o mesmo. Assim não haveria desigualdades social.  

Até agora falamos do socialismo geral. Das características em que todas as vertentes concordam, mas agora falaremos das suas diferentes vertentes separadamente antes que faça os exercícios sobre Socialismo. 

Socialismo Utópico

Os primeiros pensadores socialistas foram Claude Henri de Rouvroy, Charles Fourier e Robert Owen. Talvez você não os reconheça porque eles pertenciam a uma vertente socialista que nunca teve muita relevância histórica: o Socialismo Utópico

As ideias desses pensadores, assim como as de qualquer socialista passavam pelo desprezo ao individualismo, propriedade privada e competição de mercado. Por isso eles eram contra violência como forma de atingir seu objetivo. 

Na verdade, é mais seguro chamá-los de sonhadores do que pensadores, porque eles acreditavam e uma utopia, daí o nome da vertente. Para a teoria desses homens acontecer ela estava dependente de fatores ideias. Por isso eles também recebem o nome de idealistas.

Socialismo Científico

Marx e Engels: Pais do Socialismo Científico
Marx e Engels: Pais do Socialismo Científico

O Socialismo Científico é justamente o mais popular e conhecido: o Marxismo. A sua maior diferença para o socialismo utópico era justamente na parte do uso de violência

Karl Marx defendia que se os proletários (como ele chamava os trabalhadores) pegassem em armas e iniciassem uma revolução, eles conseguiriam obrigar o donos de meios de produção (burgueses) e lhes cederem salários mais dignos e igualdade.

Burguesia X Proletariado

Karl Marx e Friedrich Engels foram os escritores da “Bíblia do Socialismo”: o “Manifesto Comunista”. Nesse livro eles defendem a existência das duas classes anteriormente citadas.

  • Burguesia: Classe detentora dos meios de produção (máquinas, terras, recursos, etc…)
  • Proletariado: Classe que necessita de vender sua força de trabalho ao burguês em troca do que chamamos de “salário”. 

Marx e Engels colocam essas duas classes como antagonistas históricas uma da outra e põem a culpa dessa luta constante na má distribuição das riquezas. Essa distribuição injusta na visão deles era a responsável pela teoria do materialismo histórico. Em suma, ela diz que o homem pensa e age de acordo com as suas condições materiais

As críticas principais desferidas ao capitalismo era que nele, os operários sempre precisavam “lutar pela sobrevivência”, enquanto os burgueses esbanjavam fartura e se recusavam a pagar o salário que o trabalhador de fato merecia.

Daí se originou a teoria da mais-valia, ela dizia que o salário recebido pelo proletariado não era equivalente ao lucro produzido para o empresário. Eles colocavam a culpa disso no monopólio dos bens de produção exercido pelo burguesia. Também falaram da alienação do operário, que não entendia o verdadeiro valor daquilo que produzia.

Mas como resolver o problema?

De acordo com Karl Marx as soluções para todos os problemas causados pela opressora sociedade capitalista que privilegiava o burguês em detrimento do trabalhador eram a violência e a ditadura em sua forma mais simples e pura. 

Os trabalhadores deveriam pegar em armas e marchar para a tomada do poder político. Chegando lá, seria instituída a ditadura do proletariado. Dessa forma os privilégios da burguesia seriam retirados, assim como a desigualdade social. 

A partir daí todos começaríam a viver uma vida feliz em que o Estado controla absolutamente todos os meios de produção e a riqueza seria dividida de forma igualitária. 

Por fim, esse sistema de igualdade e controle absolutos resultariam em um desenvolvimento unânime da consciência social das pessoas, ao ponto do ideal de propriedade privada, classes sociais e finalmente, o próprio Estado, desaparecerem.

A ditadura proletária não seria mais necessária, pois todos os indivíduos conseguiriam alcançar sua felicidade e sustento através do trabalho que melhor lhe conviesse. Assim, o Socialismo teria transcendido para o comunismo.  Após toda essa teoria, Marx encerra com a frase de efeito:

“Trabalhadores do mundo uni-vos!”      

O resultado foi que até hoje temos partidos políticos que lutam pelos ideais desses homens. Vamos ver alguns países em que os trabalhadores realmente se uniram e fizeram essas ideias acontecerem para que não haja dúvidas nos exercícios sobre Socialismo.

Socialismo Real

Ditadura Socialista
Ditadura Socialista

O socialismo real é aquele que de fato acontece quando tenta-se instalar o socialismo no mundo real. Pode-se dizer que socialismo é exemplo perfeito de que teoria não é prática. Isso porque quando o socialismo de fato entra no poder nós temos países como:

  • Cuba
  • China
  • Coreia do Norte
  • E a antiga e falida União Soviética (URSS)  

O que todos esses países têm em comum? São todos ditaduras que chegaram ao poder através de mortes e violência. Se mantiveram no poder perseguindo todos que eram contrários às suas opiniões

Cresceram economicamente através da exploração e alienação da população e quando isso começou a falhar não tiveram escolha além de se abrir para o livre mercado e assumir medidas capitalistas. Tudo com a intenção de não falirem como a União Soviética faliu. 

A verdade é que o Socialismo condenava e criticava o capitalismo pelas exatas práticas que ele mesmo pratica e precisa praticar. Isso porque a única forma de o socialismo funcionar é justamente dentro de um regime coercitivo e monopolista. Já o tão sonhado comunismo é literalmente impossível de ser alcançado. 

Por que Socialismo não funciona e nunca funcionará?

Falência do Socialismo
Falência do Socialismo

Porque o socialismo é um sistema sócio econômico que ignora todas as bases econômicas. Ele condena a competição de mercado e o monopólio dos meios de produção pela classe burguesa. Porém, sem essa competição o monopólio dos meios de produção fica ainda mais forte, só que nas mãos do Estado.  

O socialismo condena o acúmulo de riqueza, mas é justamente esse acúmulo que permite a um burguês dar um emprego a um proletariado e produzir serviços e produtos que podem melhorar e desenvolver a sociedade, aumentando o padrão de vida das pessoas.  

Os socialistas defendem que todos devem receber igualmente, mas isso significa assassinar a produtividade das pessoas. Se todos ganharem igualmente e os salários e preços forem controlados pelo Estado, você não têm nenhum incentivo para ser produtivo dentro do seu emprego. 

Empresas estatais pagam seus funcionários com dinheiro de impostos, e como o Estado é muito grande em uma sociedade socialista os impostos também são. É por isso que um monte de gente acaba morrendo de fome. Porque o Estado come todo o seu dinheiro.

Além disso, se você fizer um bom ou mau trabalho, não importa. Como o Estado controla o seu dinheiro você sempre receberá o mesmo montante. Assim, não tem sentido lutar por uma promoção, pois você não irá ganhar mais

Não faz sentido nem se esforçar o mínimo que seja, porque como a empresa é estatal você não será demitido se for um mau-funcionário. Ou seja, o socialismo diz que o capitalismo não valoriza o trabalhador, mas é o socialismo que faz isso, e quando isso é feito o trabalhador simplesmente para e a sociedade para junto com ele.

Socialistas odeiam propriedade privada, porque é através dela que os donos de meio de produção impedem os trabalhadores de crescer na vida. Isso também está errado. A propriedade privada garante a liberdade

É ela que determina que uma pessoa não pode entrar na sua casa sem pedir, por exemplo. Além de te proteger ela também permite que você tenha controle sobre o que é seu. 

Por exemplo, em uma sociedade socialista, se você comprar um carro, o Estado pode dizer como e quando você deve usar o “seu” carro. Afinal, não existe propriedade privada, então nada é realmente seu. 

E não se pode esquecer que o socialismo afirma que acabará com a desigualdade social criada pelo capitalismo. Mas, em uma sociedade socialista a desigualdade permanece. Aqueles que governam o Estado estão acima de todos os outros

A única coisa que o socialismo fez foi diminuir o número de pessoas em cima, concentrando ainda mais o poder. E aumentando radicalmente a base da pirâmide, jogando cada vez mais pessoas para baixo, para serem exploradas por quem está em cima.  

Essas são apenas algumas de tantas atrocidades sócio econômicas e políticas cometidas por esse sistema que por onde passou, só fez espalhar pobreza, coerção e mortes.

Além da sua contradição mais básica que é falar que a forma de enfraquecer o Estado para chegar ao comunismo é fortalecer o Estado através do Socialismo

Como confiar em uma teoria que se contradiz logo na sua própria base teórica? Resposta: fechando os olhos para realidade e resultando em bilhões de mortes ao longo da história. 

Exercícios sobre Socialismo

E finalmente, você fará os exercícios sobre socialismo. Baixe nosso Plano de Estudos. Ele será muito útil para você. Boa sorte, e leia nossos outros artigos. Obrigado. 

1 – [FUVEST-SP] O que ocorreu na União Soviética em decorrência das mudanças sociopolíticas instauradas pela Revolução Russa de 1917?

a) Estatização dos principais meios de produção.

b) Legalização do sistema pluripartidarista.

c) Criação de latifúndios.

d) Igualdade salarial de todos os cidadãos.

e) Eliminação de diferenças culturais e religiosas dos diversos grupos étnicos.

2 – [FUVEST] “[…] Nunca certas previsões do marxismo pareceram mais verdadeiras do que hoje: o que não deixa de ser bastante irônico, se considerarmos que isso se dá no momento em que o marxismo está desacreditado como filosofia social […]”. (Quentin Skinner, historiador inglês, 1998).

O que permite o autor sustentar, respectivamente, a tese do descrédito e a da validade do marxismo, fundamenta-se:

a) no fracasso das experiências socialistas em nosso século e no aumento extraordinário tanto da riqueza quanto da pobreza no mundo.

b) no êxito do capitalismo em eliminar as crises financeiras periódicas e no seu fracasso em fazer diminuir a população mundial.

c) na capacidade do capitalismo para controlar a pobreza e na sua dificuldade para desenvolver tecnologias que resolvessem problemas ambientais.

d) no desaparecimento da luta de classes e na intensificação da concorrência e do conflito imperialista entre as potências capitalistas.

e) no êxito do capitalismo em globalizar a economia e na incapacidade do “Welfare State” (Estado do Bem-Estar Social) para humanizar o capitalismo.

3 – [UNEMAT] Em 1917, ocorreu na Rússia uma revolução que propunha uma nova ordem econômica e social, o socialismo, para substituir o capitalismo. A respeito das mudanças econômicas propostas pelos revolucionários, assinale a alternativa INCORRETA.

a) Realizou-se uma reforma agrária em que as terras dos nobres e da burguesia foram distribuídas aos camponeses.

b) Promoveu-se uma estatização dos bancos, fábricas e empresas estrangeiras.

c) A partir de 1928 foram criados os chamados Planos Quinquenais, que fixavam metas e meios para atingir determinados graus de crescimento econômico nas mais diversas áreas.

d) Durante o governo de Joseph Stalin (1924- 1953) realizou-se a coletivização das terras com a criação das cooperativas e fazendas coletivas.

e) Durante os primeiros anos da revolução – 1918 a 1921 – a produção industrial e agrícola cresceu de forma exponencial, o que favoreceu muito a melhoria da qualidade de vida da população mais pobre do país.

4 – [UFAL] As mudanças trazidas pela Revolução Industrial provocaram novas reflexões sobre a sociedade e seu comportamento. Karl Marx, um dos pensadores marcantes do século XIX, nas suas reflexões:

a) reconhecia a falta de justiça social, devido aos exageros do sistema capitalista que incentivava a exploração das classes desfavorecidas.

b) defendia a necessidade de ampliar a intervenção do Estado na gestão da economia, a fim de pôr fim aos sistemas parlamentares europeus.

c) propunha a luta da sociedade para negar as mudanças sociais, admitindo a volta aos princípios do mercantilismo.

d) restringia, às classes sociais urbanas, os planos de crescimento da sociedade europeia e de uma melhor qualidade de vida.

5 – [FGV] O movimento de Owenismo (Robert Owen), no chamado socialismo utópico do século XIX, caracterizou-se por:

a) pretender a conquista do poder imediatamente e através da luta armada.

b) pretender destruir o sistema capitalista, através de sua paralisação por uma greve universal e de duração indeterminada.

c) pretender a criação de comunidades-modelo, a base da cooperação nas quais não haveria a instituição do lucro.

d) pretender chegar ao socialismo, através de barganhas entre a cúpula sindical e os representantes dos patrões, unicamente.

e) sustentar que havia o capitalismo em virtude de os homens terem sido condenados à miséria terrena, sendo o mundo celestial socialista, daí a abdicação de qualquer movimento de rebelião ou greve.

Respostas dos Exercícios sobre Socialismo

Exercício resolvido da questão 1 –

a) Estatização dos principais meios de produção.

Exercício resolvido da questão 2 –

a) no fracasso das experiências socialistas em nosso século e no aumento extraordinário tanto da riqueza quanto da pobreza no mundo.

Exercício resolvido da questão 3 –

e) Durante os primeiros anos da revolução – 1918 a 1921 – a produção industrial e agrícola cresceu de forma exponencial, o que favoreceu muito a melhoria da qualidade de vida da população mais pobre do país.

Exercício resolvido da questão 4 –

a) reconhecia a falta de justiça social, devido aos exageros do sistema capitalista que incentivava a exploração das classes desfavorecidas.

Exercício resolvido da questão 5 –

c) pretender a criação de comunidades-modelo, a base da cooperação nas quais não haveria a instituição do lucro.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou dos nossos Exercícios sobre Socialismo? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador