História

Resumo da Revolução Industrial

Resumo da Revolução IndustrialResumo da Revolução Industrial

A Revolução Industrial foi um processo de mudanças que aconteceram na Europa nos séculos XVIII e XIX. A principal característica dessa revolução foi a substituição do trabalho artesanal pelo assalariado e com o uso das máquinas.

Você já deve ter ouvido falar sobre a Revolução Industrial, mas você conhece seus principais acontecimentos? Essa matéria é frequente nas questões de história do ENEM e de outros vestibulares.

Não deixe de conferir os exercícios sobre Revolução Industrial.

Nesse artigo vamos falar sobre:

  • Resumo da Revolução Industrial;
  • Principais Causas;
  • As três Revoluções Industriais.

Resumo da Revolução Industrial

revoluçao industrial

A Revolução Industrial consiste no processo que levou às modificações econômicas e tecnológicas, e que consolidou o sistema capitalista, além de permitir o advento de novas formas de organização da sociedade.

O surgimento da produção mecanizada em grande escala iniciou as transformações dos países da Europa e da América do Norte. Estas nações se tornaram hegemonicamente industriais e suas populações se concentraram cada vez mais nas cidades.

Aprenda mais sobre o que foi o processo de Urbanização após a Revolução Industrial.

Causas da Revolução Industrial

A expansão do comércio internacional dos séculos XVI e XVII aumentou expressivamente a riqueza da burguesia. Isso originou o acúmulo de capital que financiou o progresso técnico e o alto custo da instalação nas indústrias.

A elaboração de projetos para o aperfeiçoamento das técnicas de produção e a criação e máquinas para a indústria ganharam investimentos da burguesia europeia, que se encontrava cada vez mais fortalecida e enriquecida. Ela observou rapidamente que se obtinha maior produtividade e se aumentavam os lucros quando se empregavam máquinas em grande escala.

Fases da Revolução Industrial

revolução industrial

As transformações tecnológicas, econômicas e sociais vividas na Europa Ocidental, que se iniciaram primeiramente na Inglaterra por volta do século XVIII, tiveram inúmeros desdobramentos, que podem chamados de fases. Essas representam o processo evolutivo das tecnologias desenvolvidas e as mudanças socioeconômicas consequentes.

Primeira Revolução Industrial

A Primeira Revolução Industrial diz respeito ao processo de evolução tecnológica vivido a partir do século XVIII na Europa Ocidental, entre os anos 1760 e 1850. Esse processo estabeleceu uma nova relação entre a sociedade e o meio, e também possibilitou o surgimento de novas formas de produção que transformaram o setor industrial.

Características:

  • Substituição da energia produzida pelo homem por energias como a vapor, eólica e hidráulica;
  • Substituição da produção artesanal (manufatura) pela indústria (maquinofatura);
  • Existência de novas relações de trabalho.

As principais invenções que transformaram o cenário vivido na época foram:

  • Utilização do carvão como fonte de energia;
  • Desenvolvimento da máquina a vapor e da locomotiva;
  • Desenvolvimento do telégrafo, um dos primeiros meios de comunicação quase instantânea.

A produção se modificou, diminuindo o tempo e aumentando a produtividade. As invenções tornaram possíveis um melhor escoamento de matérias-primas, bem como de consumidores e também favoreceram a distribuição dos bens produzidos.

Segunda Revolução Industrial

A Segunda Revolução Industrial diz respeito ao período entre a segunda metade do século XIX até cerca do século XX, tendo seu fim durante a Segunda Guerra Mundial. A industrialização avançou os limites geográficos da Europa Ocidental, se espalhando por países como Estados Unidos, Japão e demais países da Europa.

Aprenda mais sobre a Segunda Guerra Mundial.

Essa fase tem como principal característica os avanços tecnológicos maiores que os da primeira fase, assim como o aperfeiçoamento de tecnologias já existentes. O mundo experimentou novas criações que aumentaram ainda mais a produtividade e, consequentemente, aumentaram os lucros das indústrias. Nesse período também houve um grande incentivo às pesquisas, principalmente no campo da medicina.

As principais invenções estão relacionadas ao uso do petróleo como fonte de energia, utilizado no motor à combustão. A eletricidade começou a ser usada para o funcionamento de motores, em especial os elétricos e à explosão.

Terceira Revolução Industrial

A Terceira Revolução Industrial, ou Revolução Tecnocientífica, teve seu início na metade do século XX, após a Segunda Guerra Mundial. Essa fase constitui uma revolução não somente no setor industrial, uma vez que passou a associar o desenvolvimento tecnológico voltado ao processo produtivo ao avanço científico, deixando de se limitar a somente alguns países e se alastrando por todo o mundo.

As transformações possibilitadas pelos avanços tecnocientíficos são vivenciadas até os dias atuais, sendo que cada nova descoberta representa um novo patamar alcançado dentro dessa fase da revolução, consolidando o que ficou conhecido como Capitalismo Financeiro.

A introdução da biotecnologia, robótica, avanços na área da genética, telecomunicações, eletrônica, transporte, entre outras áreas, transformaram não somente a produção, como também as relações sociais, o modo de vida da sociedade e o espaço geográfico.

avanço na medicina

Todo o desenvolvimento proporcionado pelos avanços obtidos nas inúmeras áreas científicas associam-se ao processo de globalização.

Confira o artigo completo sobre o que é a globalização.

Revolução Industrial no Brasil

Após a independência do Brasil aconteceram somente algumas iniciativas isoladas em instalar indústrias no Brasil. No começo do século XX, algumas fábricas têxteis surgiram em São Paulo e no Rio de Janeiro. Entretanto, a industrialização no Brasil só começou de fato em 1930, cem anos após a Primeira Revolução Industrial.

Durante o governo de Getúlio Vargas, a centralização do poder no Estado Novo criou condições para que o trabalho de coordenação e planejamento econômico começassem. Vargas enfatizou a industrialização por substituição de importações.

A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) desacelerou a industrialização no Brasil, uma vez que as importações de máquinas e equipamentos foram interrompidas. No entanto, o Brasil fundou em 1941 e 1942 a Companhia Siderúrgica Nacional e a Usiminas, respectivamente. Após a Segunda Guerra, o Estado retornou às suas atividades de investidor e impulsionou a criação de indústrias como a Petrobras (1953).

Aprenda mais detalhadamente o que foi e tudo o que ocorreu durante a Era Vargas.

Além de conferir um resumo da Revolução Industrial, você pode testar seus conhecimentos de História e de outras matérias respondendo algumas questões que caíram em edições antigas do Exame em nosso simulado gratuito.

Gostou de conferir o resumo da Revolução Industrial? Queremos te ajudar também a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador