História

Exercícios e Resumo da Guerra do Contestado

Exercícios e Resumo da Guerra do ContestadoExercícios e Resumo da Guerra do Contestado

A Guerra do Contestado foi um conflito armado que teve a participação de camponeses da fronteira entre Paraná e Santa Catarina, coronéis e oficiais do Governo Brasileiro. O descontentamento popular e o desemprego foram uma das principais causas desse conflito. Leia o resumo da guerra do contestado e faça os exercícios.

A Guerra do Contestado foi um conflito que marcou a História brasileira. A prova do ENEM, costuma cobrar bastante sobre acontecimentos brasileiros e o seu histórico, por isso pode cair alguma questão do caderno de Ciências Humanas e suas tecnologias. Leia o resumo e faça os exercícios da guerra do contestado para testar seus conhecimentos.

Resumo da Guerra do Contestado

A Guerra do Contestado aconteceu na região Sul do Brasil, entre os anos de 1912 a 1916. Foi um conflito armado entre camponeses e forças militares, havendo mais de 20 mil participantes.

O nome contestado foi dado, pois os conflitos eram ocorridos em um local de disputa territorial, entre o estado do Paraná e Santa Catarina.

Quais foram as causas da Guerra do Contestado?

guerra-do-contestado representada pelos revolucionários

A guerra do contestado foi motivada principalmente pelo desemprego e pela perda de terras dos camponeses. Uma empresa norte-americana com a ajuda dos coronéis, deu início a construção da estrada de ferro entre São Paulo e Rio Grande do Sul, porém para que isso ocorresse várias famílias tiveram que sair de suas terras, o que aumentou o desemprego entre camponeses e gerou insatisfação popular. 

Além disso, quando a estrada de ferro ficou pronta, os trabalhadores daquela construção ficaram sem emprego e muitos tinham vindo de outros lugares para trabalhar naquela obra. Assim que ela foi terminada, ficaram sem onde morar e trabalhar, ou seja, haviam mais pessoas insatisfeitas.

Conflitos-do-Contestado-estrada-de-ferro

Outra causa que motivou a guerra do Contestado foi a compra de um grande espaço de terra da região por pessoas relacionadas à empresa construtora da estrada de ferro. Nessa área havia casas e as pessoas foram expulsas de suas terras, para a construção de uma empresa madeireira.

Conflitos

Nessa fase brasileira, as regiões mais precárias eram constantemente lideradas por religiosos de caráter messiânico, e a área do Contestado teve a presença do monge José Maria, que tinha grande força diante da população. O monge pregava a mensagem de que era necessário a criação de um novo mundo, governado pelas leis de Deus. Assim, ele conquistou vários fiéis, principalmente os camponeses insatisfeitos.

Dessa forma, vários coronéis e governantes começaram a se preocupar com influência do líder José Maria diante dos camponeses, então o governo o acusou de ir contra a República e desestruturar o governo e a ordem regional. Vários soldados e policiais foram atrás do monge e de seus seguidores, porém resistiram e enfrentaram os oficiais com armas e ferramentas de defesa. 

Fim da Guerra do Contestado

A guerra chegou ao fim em 1916 com vários mortos, logo depois da prisão de um dos principais chefes que comandava a revolta, seu nome era Adeodato e foi condenado a trinta anos de prisão.

A guerra do Contestado mostra que os conflitos não eram negociáveis. Quando alguém se sentia injustiçado e manifestava sobre era fortemente combatido pelas forças oficiais, com apoio dos coronéis e força militar.

Teste seus conhecimentos com os Exercícios da Guerra do Contestado.

Baixe o melhor plano de estudos gratuito que você encontrará na internet.

Exercícios da Guerra do Contestado

1 – (UEL PR/2001) – Em 1912, José Maria, um beato e curandeiro de ervas, liderou um movimento de sertanejos entre os estados do Paraná e Santa Catarina, o Contestado, que persistiu até ser esmagado violentamente em 1916 por tropas governamentais.

Sobre o Contestado, é correto afirmar:

a) Os sertanejos consideravam a República usurpadora e adotavam o ideal comunitário de vida, defendendo um mundo fraterno e a distribuição das terras que o Governo havia concedido a uma companhia ferroviária estrangeira.

b) Os posseiros das terras contestadas combatiam as práticas religiosas tradicionais como o casamento e as procissões.

c) Como na revolta de Canudos, os sertanejos do Contestado desejavam a intervenção do Estado Republicano na saúde e na educação comunitária.

d) O movimento inspirou-se nas revoltas dos camponeses durante a Revolução Francesa e atacou os símbolos da ação governamental, como os cartórios e as câmaras municipais.

e) Os sertanejos receberam o decisivo apoio dos setores intelectuais adeptos da difusão das ideias racistas no Brasil.

2 – (UEPB/2000) – Durante a República Velha, entre os anos de 1912 e 1916, ocorreu um movimento de caráter messiânico em terras limítrofes do Paraná e Santa Catarina, onde foram expulsos vários posseiros dessa área, cedida pelo governo brasileiro para futuras instalações de uma empresa norte-americana.

Este movimento tornou-se conhecido como:          

a) Canudos

b) Farroupilha

c) Contestado

d) Sabinada

e) Caldeirão

3 – (ESCS DF/2005) – “Nós estávamos em Taquaraçu tratando da nossa devoção, não matava nem roubava. O Governo da República toca os filhos brasileiros dos terrenos que pertencem à Nação e vende para o estrangeiro, nós agora estamos dispostos a fazer prevalecer os nossos direitos”.

(Chico Alonso, setembro de 1914. Apud Alves Filho, Ivan. Brasil, 500 anos em documentos. Rio de Janeiro, Ed.Maud, 1999).

O documento foi escrito por um rebelde do Contestado – um dos mais importantes movimentos sociais da história do sertão brasileiro na Primeira República. Sobre o Contestado, observe as afirmativas a seguir.

I. Teve origem em uma região de litígio territorial entre os estados de Santa Catarina e Paraná.

II. O movimento promoveu a ocupação de terras e lutou contra o apoio do governo republicano às madeireiras e às companhias de colonização.

III. Com base em um discurso messiânico, líderes do movimento estimularam a criação de “vilas santas” que deveriam ser regidas segundo as “leis de Deus”.

IV. A “Guerra do Contestado” chegou ao fim por meio de um acordo entre os governos federais e estaduais e as lideranças do movimento, no qual foram assegurados os direitos de propriedade aos rebeldes.

Assinale a opção correta:

a) apenas I, II e III são corretas.

b) apenas I, II e IV são corretas.

c) apenas I, III e IV são corretas.

d) apenas II, III e IV são corretas.

e) todas as afirmativas são corretas.

4 – (ACAFE SC/2001) – A alternativa que apresenta situação não adequada acerca do fenômeno social conhecido por “Guerra do Contestado” (1912-1916) é:

a) Após a “pacificação” do movimento, o Oeste de Santa Catarina foi colonizado por alemães e italianos, oriundos do Rio Grande do Sul.

b) Seu caráter estritamente popular levou o governo republicano a reprimi-lo severamente.

c) A liderança dos monges João e José Maria trouxe um aspecto religioso e messiânico ao movimento.

d) Além dos interesses dos coronéis, duas companhias estrangeiras foram responsáveis pela expulsão e exploração dos posseiros.

e) Foi um movimento identificado com os ideais do Tenentismo e da Coluna Prestes.

5 – (UFPR/2009) – Sobre o movimento do Contestado, ocorrido de 1912 a 1916, considere as afirmativas abaixo:

1. No início do movimento, o monge José Maria, sua principal liderança, foi morto, mas suas orientações continuaram a exercer influência sobre os participantes.

2. Esse movimento acabou por agregar diferentes segmentos sociais, como posseiros e sitiantes expulsos de suas terras, e comunidades negras e caboclas.

3. O movimento do Contestado tinha características milenares e messiânicas, mas também políticas, de contestação social.

4. Apesar do cunho contestatório, a simpatia para com a República é uma característica continuamente presente no movimento do Contestado.

5. Uma das principais causas do movimento foi o fato de os sertanejos – ou caboclos – terem sido expulsos de suas terras pela estrada de ferro construída na região.

Assinale a alternativa correta.                            

a) Somente as afirmativas 3, 4 e 5 são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1, 2, 3 e 5 são verdadeiras.

d) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

e) Somente as afirmativas 1, 2, 4 e 5 são verdadeiras

6 – (UEPB/2010) – Entre 1912 e 1916, ocorreu uma revolta camponesa num território entre o Paraná e Santa Catarina. A Guerra do Contestado teve um forte cunho social e colocou o sertanejo analfabeto e místico no centro dos acontecimentos. Assinale a alternativa INCORRETA.

a) Contrariando a Lei de Terras de 1850, camponeses foram expulsos de suas terras para que a Brazil Railway Company construísse uma estrada de ferro entre São Paulo e o Rio Grande. Isto contribuiu fortemente para as revoltas que se seguiram.

b) A questão no Contestado não foi a insatisfação camponesa e sim a disputa por um território, rico em ervais nativos, entre Santa Catarina e Paraná, que armavam grupos e concediam terras a colonos para garantir a ocupação da área em litígio.

c) O messianismo é forte característica do Contesta. Os sertanejos criam num mundo melhor com a vinda de um salvador. Os “monges” João Maria D´Agostini e João Maria de Jesus pregavam o desprezo aos bens materiais, faziam profecias e criticavam o regime republicano.

d) Derrotados, os sertanejos renderam-se às forças legalistas. Uns foram enviados ao Paraná para fazer roçados ou coletar mate e outros foram presos em campos de concentração ou em colônias agrícolas. Muitos foram assassinados para desencorajar futuros movimentos.

e) Os rebeldes do Contestado adotavam a tática de guerrilha e aproveitavam os acidentes do terreno para armar emboscadas. Eram excelentes esgrimistas e usavam uma rede de “espiões” que traziam informações sobre a movimentação das forças legalistas.

7 – (UFT TO/2011) – Só mesmo São João Maria de Agostinho para dar um jeito nas coisas e endireitar a vida do povo. Somente ele! Em toda aquela região ficara profundamente gravada na lembrança dos mais velhos a imagem do homem que percorrera o sertão, anos antes. Esperanças ele trouxera para todos, quando pelo mundo peregrinava, auxiliando os oprimidos e consolando os aflitos. Ele se fora, mas os pobres, relembrando seus conselhos e palavras, neles encontravam lenitivo. Envolto em lenda ele surgira, no meio de uma lenda também desaparecera. Escondera-se no morro do Taió, havia anos, mas prometera voltar quando cumprisse a penitência. Esperavam-no. Mentira pura as notícias de sua morte. Quando muito ele fora ao céu, falar com Deus, mas regressaria para cuidar da sua gente. […] 

– São João Maria voltou!

– Voltou mesmo?

– Voltou. Meu pai falou com ele

Pediam detalhes. Vinha a explicação:

– Não é São João Maria, não.

– Então quem é?

– Dizem que é seu irmão.

– Ele tinha irmão?

– Tinha, sim. Ele sempre falou do irmão dele, monge também. Pois foi o irmão que veio, em lugar de São João Maria.

SASSI, Guido Vilmar. Geração do Deserto. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1964, p. 06-15.

A Primeira República (1889-1930) foi marcada pela instabilidade política e econômica. Propunha uma modernização conservadora, sem participação popular. Nesse contexto eclodiram conflitos em diferentes pontos do território nacional. O texto acima reporta-se a:

a) Revolta da Vacina

b) Guerra do Contestado

c) Revolta da Armada

d) Guerra de Canudos

e) Revolta da Chibata

8 – (Unemat MT/2012) –  “O movimento social surgido em 1911 […]. Nasceu reunindo seguidores de um ‘coronel’ tido como amigo dos pobres e pessoas de diversas origens, atingidas pelas mudanças que vinham ocorrendo na área. Entre elas, trabalhadores rurais expulsos da terra pela construção de uma ferrovia e por uma empresa madeireira e gente que tinha sido recrutada na construção da ferrovia, ficando novamente desempregada no fim de seus contratos. Os rebeldes se agruparam em torno de José Maria, uma figura que morreu nos primeiros choques com a milícia estadual e foi santificada”.

(FAUSTO, Boris. História do Brasil. 8. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2000.p.296).

Sobre qual movimento social o texto faz referência?

a) Contestado

b) Canudos

c) Revolta da Chibata

d) Juazeiro

e) Cabanagem

9 – (ACAFE SC/2013) – “Outro elemento que contribuiu fortemente para a instabilidade social na região contestada, bem como no conjunto do planalto catarinense, foi a introdução da ferrovia. A construção da linha entre União da Vitória e Marcelino Ramos, no Rio Grande do Sul, concluída em 1910, e o ramal leste, que ligava União da Vitória a Rio Negro, concluído em 1913, promoveram uma série de problemas para a região. A empresa concessionária responsável pela exploração da linha por 90 anos era a Brazil Railway, […] a qual além da garantia de juros em caso de prejuízo, recebia como doação por parte do governo federal um trecho de até 15 quilômetros de terras de cada margem da linha”.

(In: MACHADO, Paulo Pinheiro. Lideranças do Contestado. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2004. Pgs 142 e 143).

Com base no texto acima e nos conhecimentos acerca da história do Contestado, analise as afirmações a seguir.

I – Através do texto, pode-se concluir que a exploração do trecho de 15 quilômetros de terras de cada margem da ferrovia não ocasionou nenhuma instabilidade na região.

II – A exploração das terras do Contestado pela Brazil Railway contribuiu para a integração e crescimento econômico da região, gerando emprego e renda para todos os caboclos e sertanejos do Contestado. 

III – A historiografia brasileira encontra no messianismo um dos principais pontos em comum entre o movimento de Canudos, no sertão da Bahia, e o movimento do contestado. A liderança de algumas figuras místicas do Contestado acentuou esta característica no movimento catarinense.

IV – A exploração da madeira na região foi uma das principais atividades econômicas desenvolvidas pela Southern Brazil Lumber and Colonization, empresa subsidiária da Brazil Railway Co.

V – Os sertanejos do contestado não chegaram a entrar em conflito armado com as forças legais, tendo em vista os acordos sobre a concessão de terras aos posseiros, legitimados pelo governo federal.

Todas as afirmações corretas estão nos itens:

a) II – III – IV

b) IV – V

c) III – IV

d) I – II – V

10 – (UDESC SC/2014) – Sobre a Guerra do Contestado (1912-1916), assinale a alternativa incorreta. 

a) Iniciou-se como um fenômeno religioso de características messiânicas, mas acabou também por ganhar feições de lutas política e social ao integrar diferentes grupos como posseiros e sitiantes expulsos de suas terras, comunidades negras e caboclas, dentre outros insatisfeitos com suas precárias condições de vida.

b) A região, historicamente caracterizada por latifúndios improdutivos, secas cíclicas e desemprego crônico, passava por uma grave crise econômica e social. Esta crise fez com que sertanejos, muitos deles ex-escravos, passassem a seguir o monge Antônio Conselheiro que pregava a criação de um mundo novo, regido pelas leis de Deus, onde todos viveriam em paz, com prosperidade justiça e teriam terras para trabalhar.

c) Ganhou este nome em razão de os conflitos terem ocorrido em uma área de disputa territorial entre os Estados do Parará e Santa Catarina.

d) A construção da ferrovia na região, realizada pela empresa concessionária Brazil Railway, contribuiu fortemente para a instabilidade social e, assim, para os conflitos que resultaram na Guerra do Contestado.

e) Os conflitos na região do Contestado podem ser lidos como parte integrante de um movimento social que se apresentou de forma bastante heterogênea. Paralelamente ao discurso religioso da “guerra santa” os sertanejos acabaram demonstrando por discursos e ações que desenvolveram consciência das condições sociais e políticas e de sua marginalização.

Respostas dos Exercícios da Guerra do Contestado

Exercício resolvido da questão 1 –

a) Os sertanejos consideravam a República usurpadora e adotavam o ideal comunitário de vida, defendendo um mundo fraterno e a distribuição das terras que o Governo havia concedido a uma companhia ferroviária estrangeira.

Exercício resolvido da questão 2 –

c) Contestado

Exercício resolvido da questão 3 –

a) apenas I, II e III são corretas.

Exercício resolvido da questão 4 –

e) Foi um movimento identificado com os ideais do Tenentismo e da Coluna Prestes.

Exercício resolvido da questão 5 –

d) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

Exercício resolvido da questão 6 –

e) Os rebeldes do Contestado adotavam a tática de guerrilha e aproveitavam os acidentes do terreno para armar emboscadas. Eram excelentes esgrimistas e usavam uma rede de “espiões” que traziam informações sobre a movimentação das forças legalistas.

Exercício resolvido da questão 7 –

b) Guerra do Contestado

Exercício resolvido da questão 8 –

a) Contestado

Exercício resolvido da questão 9 –

c) III – IV

Exercício resolvido da questão 10 –

b) A região, historicamente caracterizada por latifúndios improdutivos, secas cíclicas e desemprego crônico, passava por uma grave crise econômica e social. Esta crise fez com que sertanejos, muitos deles ex-escravos, passassem a seguir o monge Antônio Conselheiro que pregava a criação de um mundo novo, regido pelas leis de Deus, onde todos viveriam em paz, com prosperidade justiça e teriam terras para trabalhar.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou dos nossos Exercícios e Resumo da Guerra do Contestado? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador