História

As 8 Melhores Questões sobre Maquiavel

Questões sobre MaquiavelQuestões sobre Maquiavel
Mude de vida com Beduka Bolsas

Nicolau Maquiavel foi o autor de O Príncipe, que tinha como objetivo discutir temas importantes para o desenvolvimento do estado, como o papel da ética e a sua relação com a política. Leia o resumo e faça as questões sobre Maquiavel para testar seus conhecimentos.

Se você quiser seguir direto para alguma parte do texto, é só clicar num dos tópicos abaixo:

Problemas para descobrir a profissão ideal para você? Conheça o Raio-X do Beduka! Ele é um teste vocacional que te ajuda a nortear a escolha da sua carreira!

Relembre a matéria com o nosso resumo sobre Maquiavel, que foi um importante filósofo e estrategista na história e que costuma cair com frequência no caderno de Ciências Humanas e suas tecnologias do ENEM e de outros principais vestibulares. Aproveite e faça as Questões sobre Maquiavel!

O Beduka também já preparou outros artigos de história que podem te ajudar a se preparar para o vestibular. Já explicamos o que foi o Absolutismo e também explicamos o que foi iluminismo.

Quem foi Nicolau Maquiavel?

Niccolò di Bernardo dei Machiavelli, ou também conhecido popularmente como Nicolau Maquiavel, foi um importante filósofo do século XV e XVI na região de Florença, Itália. 

Maquiavel focou os seus estudos principalmente nas questões sobre o estado, política e nos homens de estado, tentando compreender e explicar a todo momento os processos e ações dessas três vertentes.

Os seus estudos eram focados na realidade, ao contrário dos autores que formulavam teorias de como o estado deveria se comportar e de um governo ideal.

Além de estudar o estado, Maquiavel foi responsável pelo desenvolvimento de estratégias, que apresentavam maneiras de como os homens de estado deveriam agir para serem beneficiados de acordo com a realidade vivida. Seguindo a estratégia de Maquiavel eles se manteriam no estado e expandiriam o poder.

As estratégias de Maquiavel eram desenvolvidas a partir da ideia de que para se expandir, é necessário ter uma filosofia consistente e sólida, por isso deve ser inspirada em experiências e fatos históricos, sendo então uma crítica sobre autores que organizavam estratégias a partir da imaginação e suposição, que para ele seria inútil.

As principais questões abordadas foram:

  • Afastou a política da teologia e da filosofia moral;
  • Compreendeu como os governantes agem, determinando até futuras ações;
  • Defendeu que os estudos da fundação de uma determinada nação são importantes;
  • Compreendeu os fatos originais, para assim compreender futuros fatos que podem ocorrer.

Maquiavel escreveu um livro dedicado a Lourenço de Médici que chamava “O Príncipe”, no intuito de ser perdoado e assim voltar à administração do principado florentino, de onde tinha sido expulso.

Lourenço de Médici concedeu a Maquiavel o perdão e ofereceu a ele o título de historiador. Porém, no dia 21 de junho de 1527, Nicolau Maquiavel adoece e morre.

O nome Maquiavel deu origem ao termo “maquiavélico”, que carrega com ele o significado de astúcia, falsidade e má-fé. Isso ocorreu pois Maquiavel foi caracterizado como uma ameaça às bases morais da vida política, porém, é importante ressaltar que Maquiavel nunca foi maquiavélico, e não representa o pensamento humanista que ele pregava.

“Os meios serão sempre julgados honrosos e por todos louvados, porque o vulgo sempre se deixa levar pelas aparências e pelos resultados, e no mundo não existe senão o vulgo; os poucos não podem existir quando os muitos têm onde se apoiar.”

A frase acima foi dita por Maquiavel e até os dias atuais é bastante conhecida. Agora teste seus conhecimentos com as Questões sobre Maquiavel abaixo.

Questões sobre Maquiavel 

Baixe o melhor plano de estudos gratuito que você encontrará na internet.

Questão 1 – (UEL-2005) – “A escolha dos ministros por parte de um príncipe não é coisa de pouca importância: os ministros serão bons ou maus, de acordo com a prudência que o príncipe demonstrar. A primeira impressão que se tem de um governante e da sua inteligência, é dada pelos homens que o cercam. Quando estes são eficientes e fiéis, pode-se sempre considerar o príncipe sábio, pois foi capaz de reconhecer a capacidade e manter fidelidade. Mas quando a situação é oposta, pode-se sempre dele fazer mau juízo, porque seu primeiro erro terá sido cometido ao escolher os assessores”. (MAQUIAVEL, Nicolau. O Príncipe. Trad. de Pietro Nassetti. São Paulo: Martin Claret, 2004. p. 136.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre Maquiavel, é correto afirmar:

a) As atitudes do príncipe são livres da influência dos ministros que ele escolhe para governar.

b) Basta que o príncipe seja bom e virtuoso para que seu governo obtenha pleno êxito e seja reconhecidopelo povo.

c) O povo distingue e julga, separadamente, as atitudes do príncipe daquelas de seus ministros.

d) A escolha dos ministros é irrelevante para garantir um bom governo, desde que o príncipe tenha um projeto político perfeito.

e) Um príncipe e seu governo são avaliados também pela escolha dos ministros.

Questão 2 – (ENEM 2013) Nasce daqui uma questão: se vale mais ser amado que temido ou temido que amado. Responde-se que ambas as coisas seriam de desejar; mas porque é difícil juntá-las, é muito mais seguro ser temido que amado, quando haja de faltar uma das duas. Porque dos homens se pode dizer, duma maneira geral, que são ingratos, volúveis, simuladores, covardes e ávidos de lucro, e enquanto lhes fazes bem são inteiramente teus, oferecem-te o sangue, os bens, a vida e os filhos, quando, como acima disse, o perigo está longe; mas quando ele chega, revoltam-se.

MAQUIAVEL, N. O príncipe. Rio de Janeiro: Bertrand, 1991.

A partir da análise histórica do comportamento humano em suas relações sociais e políticas. Maquiavel define o homem como um ser

a) munido de virtude, com disposição nata a praticar o bem a si e aos outros.

b) possuidor de fortuna, valendo-se de riquezas para alcançar êxito na política.

c) guiado por interesses, de modo que suas ações são imprevisíveis e inconstantes.

d) naturalmente racional, vivendo em um estado pré-social e portando seus direitos naturais.

e) sociável por natureza, mantendo relações pacíficas com seus pares.

Questão 3 – (Enem/2010) – O príncipe, portanto, não deve se incomodar com a reputação de cruel, se seu propósito é manter o povo unido e leal. De fato, com uns poucos exemplos duros poderá ser mais clemente de outros que, por muita piedade, permitem os distúrbios que levam ao assassinato e ao roubo.

MAQUIAVEL, N. O Príncipe, São Paulo: Martin Claret, 2009.

No século XVI, Maquiavel escreveu “O Príncipe”, reflexão sobre a Monarquia e a função do governante.

A manutenção da ordem social, segundo esse autor, baseava-se na

a) inércia do julgamento de crimes polêmicos.

b) bondade em relação ao comportamento dos mercenários.

c) compaixão quanto à condenação de transgressões religiosas.

d) neutralidade diante da condenação dos servos.

e) conveniência entre o poder tirânico e a moral do príncipe

Questão 4 – (UEL) – Com base no texto e nos conhecimentos sobre o pensamento de Maquiavel acerca da relação entre poder e moral, é correto afirmar.

a) Maquiavel se preocupa em analisar a ação política considerando tão somente as qualidades morais do Príncipe quedeterminam a ordem objetiva do Estado.

b) O sentido da ação política, segundo Maquiavel, tem por fundamento originário e, portanto, anterior, a ordem divina, refletida na harmonia da Cidade.

c) Para Maquiavel, a busca da ordem e da harmonia, em face do desequilíbrio e do caos, só se realiza com a conquista da justiça e do bem comum.

d) Na reflexão política de Maquiavel, o fim que deve orientar as ações de um Príncipe é a ordem e a manutenção dopoder.

e) A análise de Maquiavel, com base nos valores espirituais superiores aos políticos, repudia como ilegítimo o emprego da força coercitiva do Estado.

  • Muito bem! Você já fez metade das questões sobre Maquiavel. Continue!

Questão 5 – (CONSULPLAN) “Em si mesmo, o homem não é bom nem mau, mas, de fato, tende a ser mau. Consequentemente, o político não deve confiar no aspecto positivo do homem, mas, sim, constatar o seu aspecto negativo e agir em consequência disso. Assim, não hesitará em ser temido e a tomar as medidas necessárias para tornar-se temível. Claro, o ideal seria o de ser ao mesmo tempo amado e temido. Mas essas duas coisas são muito difíceis de ser conciliadas e, assim, deve fazer a escolha mais funcional para o governo eficaz do Estado.” Considerando a filosofia renascentista, o pensamento descrito anteriormente deve-se a:

a) Nicolau Maquiavel.

b) Erasmo de Roterdã.

c) Miguel de Cervantes.

d) Michel de Montaigne.

Bdeuka Bolsas de Ano Novo

Questão 6 – (ENEM 2012) Não ignoro a opinião antiga e muito difundida de que o que acontece no mundo é decidido por Deus e pelo acaso. Essa opinião é muito aceita em nossos dias, devido às grandes transformações ocorridas, e que ocorrem diariamente, as quais escapam à conjectura humana. Não obstante, para não ignorar inteiramente o nosso livre-arbítrio, creio que se pode aceitar que a sorte decida metade dos nossos atos, mas [o livre-arbítrio] nos permite o controle sobre a outra metade.

MAQUIAVEL, N. O Príncipe. Brasília: EdUnB, 1979 (adaptado).

Em O Príncipe, Maquiavel refletiu sobre o exercício do poder em seu tempo. No trecho citado, o autor demonstra o vínculo entre o seu pensamento político e o humanismo renascentista ao

a) valorizar a interferência divina nos acontecimentos definidores do seu tempo.

b) rejeitar a intervenção do acaso nos processos políticos.

c) afirmar a confiança na razão autônoma como fundamento da ação humana.

d) romper com a tradição que valorizava o passado como fonte de aprendizagem.

e) redefinir a ação política com base na unidade entre fé e razão.

  • Falta só duas questões sobre Maquiavel. Continue!

Questão 7 – (Unespar 2016) Maquiavel, pensador político do período moderno, faz severas críticas ao modo de se fazer política no período grego e, sobretudo, no período moderno, isso porque, de acordo com esse pensador político, a política do seu tempo era tomada no sentido aristotélico, ou seja, pensava a partir do que se denomina de dever-ser, em outros termos, pensando o homem, a partir da visão aristotélica, como um animal político, isto é, nascido para a política, uma espécie de o homem como ser comunitário. Por essa razão, Maquiavel, em 1513, escreveu sua famosa obra O Príncipe e, no contexto dessa obra, o autor apresenta a seguinte discussão:

“Necessitando, portanto, um príncipe saber usar bem o animal, desse deve tomar como modelos a raposa e o leão, porque o leão não sabe se defender das armadilhas e a raposa não tem defesa contra os lobos. É preciso, portanto, ser raposa para conhecer as armadilhas e leão para aterrorizar os lobos. Aqueles que usam apenas os modos do leão, nada entendem dessa arte”

(MAQUIAVEL. O Príncipe. São Paulo: abril cultural, 978, p. 108. Coleção os pensadores)

Desse modo:

I. Para Maquiavel, a noção de lobo representa o uso da força e, nesse sentido, deve demonstrar coragem e, acima de tudo, poder para aniquilar os lobos.

II. Raposa é, no sentido apresentado na assertiva, uma figura metafórica que representa astúcia, sutileza e esperteza para lidar com os adversários.

III. A arte política é, no sentido apresentado por Maquiavel, uma forma ética de lidar com os adversários, pois, para esse autor, o homem é um animal político e por isso se traduz como um ser comunitário.

Assinale a alternativa correta, com relação aos enunciados acima:

a) Apenas a alternativa I está correta.

b) Apenas a alternativa II está correta;

c) Apenas a alternativa III está correta;

d) Todas as alternativas estão corretas;

e) As alternativas I e II estão corretas.

Questão 8 – (UNICAMP 2016) Quanto seja louvável a um príncipe manter a fé, aparentar virtudes e viver com integridade, não com astúcia, todos o compreendem; contudo, observa-se, pela experiência, em nossos tempos, que houve príncipes que fizeram grandes coisas, mas em pouca conta tiveram a palavra dada, e souberam, pela astúcia, transtornar a cabeça dos homens, superando, enfim, os que foram leais (…). Um príncipe prudente não pode nem deve guardar a palavra dada quando isso se lhe torne prejudicial e quando as causas que o determinaram cessem de existir.

(Nicolau Maquiavel, O Príncipe. São Paulo: Nova Cultural, 1997, p. 73-85.)

A partir desse excerto da obra, publicada em 1513, é correto afirmar que:

a) O jogo das aparências e a lógica da força são algumas das principais artimanhas da política moderna explicitadas por Maquiavel.

b) A prudência, para ser vista como uma virtude, não depende dos resultados, mas de estar de acordo com os princípios da fé.

c) Os princípios e não os resultados é que definem o julgamento que as pessoas fazem do governante, por isso é louvável a integridade do príncipe.

d) A questão da manutenção do poder é o principal desafio ao príncipe e, por isso, ele não precisa cumprir a palavra dada, desde que autorizado pela Igreja.

Confira as respostas das Questões sobre Maquiavel no gabarito abaixo!

Gabarito das Questões sobre Maquiavel 

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: letra e) Um príncipe e seu governo são avaliados também pela escolha dos ministros.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: letra c) guiado por interesses, de modo que suas ações são imprevisíveis e inconstantes.

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: letra e) conveniência entre o poder tirânico e a moral do príncipe

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: letra d) Na reflexão política de Maquiavel, o fim que deve orientar as ações de um Príncipe é a ordem e a manutenção dopoder.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: letra a) Nicolau Maquiavel.

Exercício resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: letra c) afirmar a confiança na razão autônoma como fundamento da ação humana.

Exercício resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: letra e) As alternativas I e II estão corretas.

Exercício resolvido da questão 8 –

Alternativa correta: letra a) O jogo das aparências e a lógica da força são algumas das principais artimanhas da política moderna explicitadas por Maquiavel.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou das nossas Questões sobre Maquiavel ? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

2 Comentários

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador