ExercíciosFilosofia

Questões sobre Aristóteles RESPONDIDAS

Questões_sobre_AristótelesQuestões sobre Aristóteles

Aristóteles foi um filósofo da Grécia Antiga que ganhou notoriedade por liderar mudanças significativas no pensamento empirista e no desenvolvimento da escolástica. Até hoje seus estudos são passados nas escolas e faculdades e ele se tornou um dos maiores filósofos da história. Leia o artigo para responder às questões sobre Aristóteles. 

Quem foi Aristóteles?

É de extrema importância que se conheça a trajetória de um filósofo para interpretar seus pensamentos. Acompanhe com atenção para fazer as questões sobre Aristóteles e o Simulado Beduka

Pouco se sabe sobre a juventude de Aristóteles. Só que nasceu em Estagira, Império Macedônico em 384 a.C. e foi viver em Atenas, onde conheceu seu futuro mestre: Platão. Aristóteles chegou a estudar e dar aulas na academia de Platão. Lá ele estudou temas como:

  • Ser
  • Essência
  • Dialética
  • Política 
  • Ética
  • Ciências da Natureza  

Com o tempo, Aristóteles começou a se afastar do pensamento platônico. Ele acreditava que, além do conhecimento puramente intelectual e baseado nas essências, o conhecimento empírico também tinha validade. 

Quando Platão morreu e Aristóteles acabou não se tornando gestor de sua academia ele se mudou para a cidade de Artaneus, onde se tornou conselheiro político em 347 a.C. Em 343 a.C. ele voltou à Macedônia e se tornou professor do filho do imperador: o futuro Alexandre, o Grande.

Baseando-se na Academia de Platão, Aristóteles voltou a Atenas e fundou sua própria academia em 335 a.C. Ela se chamava Liceu.   

Quais eram as ideias de Aristóteles?

Aristóteles é muito cobrado em vestibulares como o ENEM, por causa do quanto suas ideias foram importantes para o desenvolvimento da sociedade. Vamos ver as principais para que você faça as questões sobre Aristóteles.

Sistematização de Aristóteles

A começar pela sistematização, Aristóteles percebeu que a classificação dos conhecimentos era desorganizada, então resolveu agrupá-los em áreas como: 

Pode-se dizer que uma das primeiras pessoas a pensar na dinâmica de separação de disciplinas que usamos nas escolas atuais foi Aristóteles.

Política de Aristóteles

Aristóteles afirmava que a democracia era a forma mais justa de governar. Essa era uma das ideias que ele discordava de seu mestre Platão, crítico ferrenho do regime. 

Ética de Aristóteles

Em sua obra Ética, a Nicômaco, Aristóteles defende a Ética Eudêmia. “Eudêmia” deriva do grego “Daemon”, que seria uma entidade comparável com a consciência. Um guia para as ações humanas. Aristóteles achava que o que devia gerir a ética era a prudência e equilíbrio.

Aristóteles buscava esse equilíbrio através do que ele chamava medidania (ou justa medida). Nada mais era do que o ponto central entre dois extremos viciosos e ruins. Normalmente, estava atrelado à falta total de algo e o excesso desse mesmo elemento, sendo o ponto de equilíbrio entre tudo e nada, ou seja, o caminho do meio entre a carência e o exagero ou excesso.

Metafísica de Aristóteles

A Metafísica de Aristóteles é um conjunto de estudos escritos ao longo de uma coletânea de dez livros que levam o mesmo nome (Metafísica ou Estudo de Filosofia Primeira). 

Pode-se dizer que são atualizações dos estudos já ministrados por Platão sobre o mesmo assunto. A maioria das teorias são as mesmas, mas foram melhor explicadas e aprofundadas por Aristóteles. Ele também acrescentou teorias novas e tentou refutar algumas que ele discordava. 

Lógica de Aristóteles

Aristóteles deixou estudos sobre como se pode entender o conhecimento das formas. Esses eram os tratados de lógica. Métodos para reconhecer as formas através da linguagem. Ele baseou esses tratados no que leu sobre argumentação e retórica. 

Ele pinta a lógica como exata assim como a matemática e permite julgar se enunciado faz sentido ou não baseado em uma premissa e na divisão de categorias. Ele usa essa técnica em seus livros sobre metafísica. Posteriormente ela veio a ser chamada de silogismo.  

O quadrado aristotélico e verificação linguística dos enunciados que hoje são ilustradas em tabelas. Nesses estudos ele também conceituou: 

  • Substância: É o que permite que uma matéria permaneça na mesma forma.
  • Categorias: São as diferenças que classificam os seres (qualidade, cor, tamanho, etc…)   

Empirismo de Aristóteles

Aristóteles e Platão
Aristóteles e Platão

Conhecimento empírico é o conhecimento adquirido de maneira prática, através de experiências e da observação dos resultados. Conhecimento esse muito defendido por Aristóteles, em discordância de seu mestre Platão, que acreditava apenas no conhecimento intelectual. 

Aristóteles acreditava que o primeiro conhecimento que podíamos ter sobre qualquer assunto era uma coleta de dados básica feita pelos nossos sentidos. Uma vez coletados, esses dados seriam estudados pelo nosso intelecto e chegaríamos a um novo conhecimento através dessas duas etapas. 

Platão achava que os sentidos eram perigosos, pois podiam enganar os homens. Isso o fez defender a Ideia como algo puro e imutável e a única forma de adquiri-la seria através do intelecto. Aristóteles discordava, afirmando que o conhecimento estava no mundo físico e deveria ser estudado de forma prática.

Obras de Aristóteles 

As obras de Aristóteles são muito cobradas em vestibulares nos quais constem filosofia. Por tanto, aqui vai uma lista delas para você fazer as questões sobre Aristóteles.

  • Metafísica (Coletânea de 10 livros)
  • Ética a Nicômaco
  • Poética
  • Retórica
  • Categorias 
  • Da interpretação
  • Physica
  • Da Alma 
  • Política 
  • História dos animais
  • Da Geração e da Corrupção 
  • Da Geração Animal  

Frases da Aristóteles

E fechamos esse artigo com algumas frases do filósofo para você fazer as questões sobre Aristóteles

“O homem é, por natureza, um animal político.”

“O homem é um animal de linguagem.”

“O sábio nunca diz tudo o que pensa, mas pensa tudo o que diz.”

“O menor desvio inicial da verdade multiplica-se ao infinito na medida em que avança.”

“Nada do que existe em potência torna-se ato senão por algo que já existe em ato.”

“O belo é o esplendor da ordem.”

Questões sobre Aristóteles

Agora que você leu até aqui, já pode fazer as questões sobre Aristóteles. Faça também o Simulado Beduka e baixe nosso Plano de Estudos para se preparar para o que vier. Boa sorte!

1. (UESPI) É inegável a contribuição de Aristóteles para a filosofia ocidental. Conviveu com Platão durante vinte anos, mas se destacou pela amplitude da sua obra.

Aristóteles:

a) defendeu uma sociedade política democrática, governada por filósofos.

b) não concordou com a teoria platônica do mundo das ideias.

c) criticou os sofistas, defendendo o relativismo moral.

d) era contra a escravidão, defendendo a cidadania para todos.

e) não conseguiu formular um pensamento original, devido às suas concepções idealistas.

2. (ESPM) Nascido em Estagira (norte da Grécia) no ano de 384 a.C., aos 18 anos passa a frequentar a Academia, acompanhando as lições de Platão durante duas décadas. Possuidor de grande fortuna, cercou-se dos livros dos grandes filósofos e poetas de seu tempo, sendo chamado de O Leitor por Platão. Aos 41 anos é convidado por Felipe para ser educador de Alexandre.

Com a ascensão de Alexandre ao trono, em 336 a.C., retorna para Atenas e funda o Liceu, ginásio localizado na parte leste da cidade. Sua escola foi chamada de peripatética, de passeadores, por ser comum dar aulas passeando pelos jardins”.

(Antonio Carlos Wolkmer. Introdução à História do Pensamento Político)

O texto refere-se ao pensador grego:

a) Protágoras.

b) Anaxágoras.

c) Sócrates.

d) Aristóteles.

e) Heráclito.

3. (UEL PR) De acordo com Aristóteles, a vida consagrada ao ganho, que tem como fim a riqueza, não é a vida feliz. Portanto, a vida consagrada ao ganho identifica erroneamente o que é o bem ou a felicidade.

(ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Tradução de Leonel Vallandro e Gerd Bornheim da versão inglesa de W. D. Ross. São Paulo: Nova Cultural, 1987. p. 12.)

Qual a principal razão invocada por Aristóteles para rejeitar a vida que tem como fim último a riqueza?

a) A vida consagrada ao ganho é apenas um meio e não um fim em si mesmo.

b) O acúmulo de bens exteriores representa uma agressão à natureza.

c) A busca de riqueza é um fim acalentado por indivíduos mesquinhos e egoístas.

d) A vida consagrada ao ganho é modo de vida típico do capitalismo.

e) A riqueza torna as pessoas escravas do dinheiro e, portanto, infelizes.

4. (UFPEL RS) A natureza faz o corpo do escravo e do homem livre diferentes. O escravo tem corpo forte, adaptado para a atividade servil, o homem livre tem corpo ereto, inadequado para tais trabalhos, porém apto para a vida do cidadão.

Na cidade bem constituída, os cidadãos devem viver executando trabalhos braçais (artesãos) ou fazendo negócios (comerciantes). Estes tipos de vida são ignóbeis e incompatíveis com as qualidades morais. Tampouco devem ser agricultores os aspirantes à cidadania. Isso porque o ócio é indispensável ao desenvolvimento das qualidades morais e à prática das atividades políticas.

ARISTÓTELES (384-322 a. C.). Política [Adapt.].

Esta ideologia foi produzida na (o)

a) Período Homérico e manifesta o pensamento burguês em relação a todas as classes sociais.

b) Império Romano e apresenta resquícios nas discriminações étnicas vigentes nos Estados Unidos da América.

c) Antiga Grécia e reflete o preconceito – em relação às atividades manuais – também presente ao longo da história da sociedade brasileira.

d) Período Arcaico, em Atenas, quando era necessário estabelecer legitimações para as expansões colonialistas modernas.

e) Idade Antiga, mas foi eliminada, após a Revolução Francesa, pela filosofia liberal.

5. (UNESP SP) É preciso dizer que, com a superioridade excessiva que proporcionam a força, a riqueza, […] [os muito ricos] não sabem e nem mesmo querem obedecer aos magistrados […] Ao contrário, aqueles que vivem em extrema penúria desses benefícios tornam-se demasiados humildes e rasteiros. Disso resulta que uns, incapazes de mandar, só sabem mostrar uma obediência servil e que outros, incapazes de se submeter a qualquer poder legítimo, só sabem exercer uma autoridade despótica.

(Aristóteles, A Política.)

Segundo Aristóteles (384-322 a.C.), que viveu em Atenas e em outras cidades gregas, o bom exercício do poder político pressupõe

a) o confronto social entre ricos e pobres.

b) a coragem e a bondade dos cidadãos.

c) uma eficiente organização militar do Estado.

d) a atenuação das desigualdades entre cidadãos.

e) um pequeno número de habitantes na cidade.

Respostas das Questões sobre Aristóteles

Exercício resolvido da questão 1 –

b) não concordou com a teoria platônica do mundo das ideias.

Exercício resolvido da questão 2 –

d) Aristóteles. 

Exercício resolvido da questão 3 –

a) A vida consagrada ao ganho é apenas um meio e não um fim em si mesmo.

Exercício resolvido da questão 4 –

c) Antiga Grécia e reflete o preconceito – em relação às atividades manuais – também presente ao longo da história da sociedade brasileira.

Exercício resolvido da questão 5 –

d) a atenuação das desigualdades entre cidadãos.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou das nossas questões sobre Aristóteles? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador