História

Resumo da Guerra de Canudos e Exercícios

Resumo da Guerra de CanudosResumo da Guerra de Canudos e Exercícios

A Guerra de Canudos foi um conflito armado, que envolveu os membros da comunidade sócio-religiosa liderada por Antônio Conselheiro e o Exército Brasileiro. A Guerra de Canudos durou de 1896 a 1897 e aconteceu na Bahia. Leia esse artigo com o resumo da Guerra de Canudos para responder os exercícios.

Relembre a matéria com o nosso resumo da Guerra de Canudos, pois esse momento brasileiro foi importante na história e costuma cair no caderno de Ciências Humanas e suas tecnologias do ENEM e de outros principais vestibulares. 

Na prova de Linguagens há sempre questões de literatura que envolvem obras consagradas. Uma delas é Os Sertões de Euclides da Cunha. Essa obra retrata justamente a Guerra de Canudos. Veja o nosso resumo de literatura para um conteúdo mais completo sobre esse episódio. O bom é que você já estará estudando para duas matérias.

Guerra de Canudos – Resumo

A Guerra de Canudos ou também chamada de revolução e insurreição de Canudos, foi a disputa entre o movimento popular de fundo sócio-religioso com o Exército brasileiro, que iniciou no ano de 1896 e terminou em 1897, na comunidade de Canudos localizada no interior do estado da Bahia, no Brasil.

Entenda o que foi a independência brasileira.

Os sertanejos que viviam em Canudos não contestavam o regime republicano assumido no país, mas tiveram mobilizações irregulares contra a municipalização da cobrança de impostos. 

Os cidadãos que realmente se importaram foram aqueles que participavam da imprensa, do clero e os latifundiários, que não gostaram da nova cidade independente, por isso organizaram a guerra contra o arraial de Canudos e os seus habitantes.

Sendo assim, de um lado havia os habitantes do Arraial de Canudos (jagunços, sertanejos pobres, fanáticos religiosos) liderados pelo beato Antônio Conselheiro e do outro as tropas do governo da Bahia com o apoio de militares mandados pelo governo federal.

O que causou a guerra de Canudos?

O governo da Bahia não aceitava que os moradores de Canudos não pagassem impostos e vivessem sem leis, além disso Antônio Conselheiro era acusado por defender a retomada da Monarquia, que tinha sido substituída pela República no ano de 1889. Porém, Antônio Conselheiro na verdade defendia o fim da cobrança dos impostos e relatava que tinha sido mandado por Deus para acabar com as diferenças e injustiças sociais.

Antônio Conselheiro
Antônio Conselheiro

Leia sobre a Revolta de Vila Rica.

Essa guerra foi gerada pela crise econômica e social, pela não produção de latifúndios, secas cíclicas, alto desemprego e outros fatores da região de Canudos. A população tinha muita crença religiosa e acreditavam que haveria uma salvação milagrosa que ajudaria os cidadãos humildes do sertão. 

  • Fome;
  • Seca;
  • Ausência de apoio político;
  • Violência;
  • Desemprego;
  • Fanatismo religioso.

Conflitos Militares – Guerra de Canudos

As tentativas das tropas governistas em lutar contra o arraial de Canudos não foram bem-sucedidas. Os sertanejos e os jagunços lutaram contra todos os militares. 

Porém, na quarta tentativa, o governo da Bahia pediu ajuda para as tropas federais enfrentarem o sertão baiano.

Então, o arraial foi massacrado de forma brutal, causando a morte de crianças, mulheres e idosos. Consequentemente o movimento foi controlado e Antônio Conselheiro foi morto em 22 de setembro de 1897.

Vamos colocar os conhecimentos em prática? Depois de ler o resumo da Guerra de Canudos é hora de fazer os exercícios.

Exercícios da Guerra de Canudos

Baixe o melhor plano de estudos gratuito que você encontrará na internet.

1 – (UFC) –

Na manhã do dia seis

Canudos foi destruída

Com bombardeios e incêndios

Não ficou nada com vida

Dizem que o Conselheiro

Tinha morrido primeiro

Na Belo Monte Querida

FRANÇA, A.Q. de; RINARÈ, R. do. Antônio Conselheiro e a Guerra de Canudos. Fortaleza; Tupynanquim, 2002, p. 32.

Em relação aos movimentos como o de Canudos, é correto afirmar que:

a) foram movimentos que se limitaram às regiões Norte e Nordeste do Brasil, marcadas pela presença dos latifúndios.

b) foram movimentos sem grande repercussão, visto que se situavam no campo e a maior parte dos trabalhadores do país encontrava-se nas cidades.

c) no campo o domínio dos coronéis era absoluto, e esses movimentos sociais tiveram que se disfarçar como um movimento de conteúdo religioso, para evitar a repressão.

d) foram movimentos nos quais se combinavam conteúdos religioso e social, pois questionavam o poder das autoridades civis e religiosas.

e) foram movimentos de conteúdo exclusivamente religioso, marcados pelo fanatismo, reprimidos por Pedro II e pelos republicanos que se esforçavam para construir um país civilizado.

2 – (Fuvest) –

Não é por acaso que as autoridades brasileiras recebem os aplausos unânimes das autoridades internacionais das grandes potências, pela energia implacável e eficaz de sua política saneadora […]. O mesmo se dá com a repressão dos movimentos populares de Canudos e do Contestado, que, no contexto rural, […] significam praticamente o mesmo que a Revolta da Vacina no contexto urbano.

Nicolau Sevcenko. A Revolta da Vacina.

De acordo com o texto, a Revolta da Vacina, o movimento de Canudos e o do Contestado foram vistos internacionalmente como:

a) provocados pelo êxodo maciço de populações saídas do campo rumo às cidades logo após a abolição.

b) retrógados, pois dificultavam a modernização do país.

c) decorrentes da política sanitarista de Oswaldo Cruz.

d) indícios de que a escravidão e o Império chegavam ao fim para dar lugar ao trabalho livre e à República.

e) conservadores, porque ameaçavam o capital norte-americano no Brasil.

3 – (EFOA MG/2000) – Alguns historiadores vêem muitas características semelhantes entre a Guerra de Canudos (1893-1897) e a Guerra do Contestado (1911-1916).

Considerando essa tese, assinale a afirmativa FALSA:

a) Foram insurreições encabeçadas por um líder messiânico.

b) Antônio Conselheiro e o “monge” José Maria eram adeptos fanáticos do Sebastianismo.

c) Eclodiram em regiões pobres e abandonadas do Nordeste.

d) Os revoltosos resistiram a várias tentativas do poder público em derrotá-los militarmente.

e) Tiveram um desfecho trágico e sangrento para o lado dos insurretos.

4 – (FURG RS/2001) – Dentre os movimentos messiânicos que marcaram a vida brasileira durante a República Velha, podem ser citados:

a) Canudos e Contestado.

b) Revolta da Armada e Revolução Federalista.

c) Revolta dos Marinheiros e Cabanagem.

d) Revolta da Vacina e Sabinada.

e) Revolta dos Muckers e Balaiada.

5 – (UFF RJ/1993) – A Guerra de Canudos, na qual o Exército Brasileiro derrotou, entre os anos de 1896 e 1897, os sertanejos baianos liderados por Antônio Conselheiro, ocorreu em meio a um delicado momento da vida política brasileira.

Neste momento estava em jogo:

a) a luta contra a reação monarquista que financiava os seguidores do beato fanático.

b) a defesa do poder da igreja, expressa no padroado, frente ao avanço da seita milenarista e messiânica liderada por Antônio Conselheiro.

c) o avanço ameaçador de grupos étnicos do interior baiano, que punham em Questão – o projeto civilizador da República.

d) a disputa entre civis e militares pela direção do processo de consolidação da ordem republicana brasileira, exacerbada durante o governo do primeiro presidente civil do país, Prudente de Moraes.

e) o poder de Floriano Peixoto, aliado às forças civis paulistas, contra os militares que compunham o chamado “grupo jacobino”.

6 – (UFF RJ/1996) – No final do século XIX, nos sertões da Bahia, o movimento de Canudos pôs em xeque o recente regime republicano instalado no Brasil, infligindo sucessivas derrotas ao exército brasileiro. A razão oficial do governo Prudente de Morais para combater a destruir o reduto de Antônio Conselheiro foi:

a) O discurso que, após a derrota do Coronel Moreira César, injetou o ânimo necessário à ofensiva vitoriosa do exército frisou os aspectos monárquicos que o Arraial de Canudos trazia em seu próprio nome, uma vez que arraial provém de arreial, isto é, “ar real”.

b) Antônio Conselheiro foi considerado um beato herege pelo Arcebispo da Bahia que, não obstante rompido com o governo republicano, instou para que o Exército destruísse a seita.

c) A sanha da repressão republicana voltou-se contra o caráter assumidamente sebastianista de Canudos, posto que era o próprio Conselheiro quem apregava o iminente fim da República com a volta de D. Sebastião.

d) O grande argumento em favor da repressão foi dado por Euclides da Cunha, autor de Os Sertões, que, ao proclamar que o Brasil estava “condenado à civilização”, incentivou os militares a destroçar a jagunçada sertaneja, emblema do atraso que se pretendia remover.

e) Canudos foi considerado uma clara manifestação de fanáticos articulados com os monarquistas do Rio de Janeiro em favor da restauração do Império.

7 – (UFPB/1998) – O Movimento de Canudos caracterizou-se pelo(a):

a) Contestação aos poderes dos coronéis do sertão nordestino, com forte inspiração nas experiências de luta dos imigrantes italianos.

b) Acentuado caráter político-militar, de revolta contra o recente governo republicano e de recusa à imposição do casamento civil.

c) Acentuado caráter messiânico, de revolta contra a opressão dos latifundiários e a miséria em que viviam os sertanejos.

d) Acentuado caráter messiânico, de inspiração monarquista, contrário à escravidão dos negros africanos.

e) Contestação à monarquia e à opressão dos coronéis do sertão nordestino, e defesa da liberdade de culto religioso.

8 – (UNESP SP/1993) – No início da Primeira República (1889–1930), a oligarquia governante teve que enfrentar, no sertão baiano, um movimento social denominado:

a) Cabanagem

b) Campanha Civilista

c) Levante do Contestado

d) Revolta de Canudos

e) Revolução Farroupilha

9 – (Mackenzie SP/2006) – Decididamente era indispensável que a campanha de Canudos tivesse um objetivo superior à função estúpida e bem pouco gloriosa de destruir um povoado dos sertões. Havia um inimigo mais sério a combater, em guerra mais demorada e digna. Toda aquela campanha seria um crime inútil e bárbaro, se não se aproveitassem os caminhos abertos à artilharia para uma propaganda tenaz, contínua e persistente, visando trazer para o nosso tempo e incorporar à nossa existência aqueles rudes compatriotas retardatários.

Euclides da Cunha, Os Sertões

A respeito do movimento social a que se refere o trecho dado, é INCORRETA uma das afirmações abaixo. Assinale-a.

a) Foi um movimento de caráter messiânico, cujo líder organizou uma comunidade de fiéis no interior baiano.

b) Irrompeu nos últimos anos do século XIX, durante o governo de Prudente de Morais, e nele se confrontaram tropas federais e grupos de jagunços.

c) Suas causas se ligam, entre outros, ao problema da miséria social provocada pela concentração fundiária e pelas secas periódicas.

d) Atingiu extremos de violência nos combates com as tropas do governo; todavia, alcançou a vitória e conseguiu impor, ainda que restrita, uma reforma agrária na região do conflito.

e) No ideário de seu líder religioso, apareciam ideias de conteúdo sebastianista, que eram resquícios de antigas crenças messiânicas dos séculos XVI e XVII.

Respostas dos Exercícios da Guerra de Canudos

Exercício resolvido da questão 1 –

d) foram movimentos nos quais se combinavam conteúdos religioso e social, pois questionavam o poder das autoridades civis e religiosas.

Exercício resolvido da questão 2 –

b) retrógados, pois dificultavam a modernização do país.

Exercício resolvido da questão 3 –

c) Eclodiram em regiões pobres e abandonadas do Nordeste.

Exercício resolvido da questão 4 –

a) Canudos e Contestado.

Exercício resolvido da questão 5 –

d) a disputa entre civis e militares pela direção do processo de consolidação da ordem republicana brasileira, exacerbada durante o governo do primeiro presidente civil do país, Prudente de Moraes.

Exercício resolvido da questão 6 –

e) Canudos foi considerado uma clara manifestação de fanáticos articulados com os monarquistas do Rio de Janeiro em favor da restauração do Império.

Exercício resolvido da questão 7 –

c) Acentuado caráter messiânico, de revolta contra a opressão dos latifundiários e a miséria em que viviam os sertanejos.

Exercício resolvido da questão 8 –

d) Revolta de Canudos

Exercício resolvido da questão 9 –

d) Atingiu extremos de violência nos combates com as tropas do governo; todavia, alcançou a vitória e conseguiu impor, ainda que restrita, uma reforma agrária na região do conflito.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou do resumo da Guerra de Canudos e dos exercícios? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador