História

Exercícios sobre Império Bizantino + Resumo

Exercícios sobre Império BizantinoExercícios sobre Império Bizantino

O Império Bizantino surgiu por meio da divisão do Império Romano no ano de 395. O Império Bizantino foi dividido em duas partes: Império Romano do Oriente e Império Romano do Ocidente. Leio o artigo e responda os exercícios sobre Império Bizantino.

O Império Bizantino é um assunto bastante discutido nos principais vestibulares. Entender essa matéria é essencial para o seu sucesso no caderno de Ciências Humanas e suas tecnologias da prova do ENEM. É importante que você compreenda todo esse período, por isso leia o resumo e faça os exercícios sobre Império Bizantino!

O que é o Império Bizantino?

O Império Bizantino é constituído pela divisão do Império Romano no ano de 395, que é classificado e duas partes:

  • Império Romano do Oriente (capital em Constantinopla);
  • Império Romano do Ocidente (capital em Milão).

A cidade de Constantinopla era chamada Nova Roma. Ela foi fundada por Constantino em 330, onde viviam a colônia grega de Bizâncio (atual Istambul), entre o mar Egeu e o mar Negro.

A península era composta por muralhas e tinha ao seu redor água por três lados. Ela sofreu várias invasões bárbaras durante a Idade Média e mesmo assim conseguiu sobreviver.

O Justiniano (527-565) foi um dos principais imperadores bizantinos, sendo ele o responsável por colocar o Império Bizantino na intensa luminosidade e resplandecência.

Principais realizações do Governo de Justiniano

Governo de Justiniano
  • Justiniano começou a governar em 527;
  • Teodora era esposa de Justiniano e influenciou fortemente a administração do Império;
  • Organizou as leis do Império;
  • Elaborou o Digesto: manual de Direito aos estudantes;
  • Publicou as Institutas, que tinham os princípios fundamentais do Direito Romano;
  • Desenvolveu então o Código de Justiniano, que unia as publicações;
  • O Codex Justinianus ou Corpus Juris Civilis (Corpo de Direito Civil) é a união das três obras de Justiniano.

Principais características Bizantina

Economia Bizantina

  • Constantinopla era localizada em um lugar de bastante privilégio;
  • A região era ponto de passagem para os comerciantes, que precisavam passar entre o Oriente e o Ocidente;
  • Comércio desenvolvido;
  • Diversidade na produção à base da manufatura.

Religião Bizantina

Catedral-de-Santa-Sofia
  • O Justiniano tentou unir o mundo oriental e ocidental com a religião;
  • Construíram a catedral de Santa Sofia;
  • A catedral é um monumento arquitetônico com o estilo bizantino, que tem como foco expressar a fé cristã e foi altamente trabalhada;
  • Em 1453, os turcos tomaram Constantinopla e acrescentaram na catedral 4 mirantes que caracterizavam os templos islâmicos;
  • O imperador bizantino antes era considerado o principal líder da Igreja;
  • Apenas Deus podia ser adorado, as imagens eram desprezadas;
  • Apesar de seguirem o cristianismo, não praticavam as doutrinas cristãs tradicionais;
  • O Oriente e Ocidente disputavam para saber quem iria estar no poder, o Imperador ou o papa;
  • No ano de 1504, foi criada a cristandade ocidental (liderada pela papa) e a oriental (chefiada pelo imperador);
  • Essa divisão recebeu o nome de Cisma do Oriente.

Cultura Bizantina

  • Recebeu influências romanas e da cultura helenística;
  • O idioma oficial adotado foi grego;
  • Tinham relações com os povos asiáticos;
  • Presenciaram a invasão persa e o assédio árabe;
  • Suas obras de arte eram luxuosas, trabalhadas e exuberantes.

Como ocorreu a queda do Império Bizantino?

  • Justiniano morreu em 565, e assim surgiram algumas dificuldades;
  • Árabes e búlgaros tentavam invadir o Império;
  • Intensificou as dificuldades financeiras;
  • Com isso, o Império Bizantino foi alvo da retomada expansionista ocidental;
  • O Império chegou ao fim de fato em 1453, quando o sultão Maomé II destruiu as muralhas que existiam em Constantinopla;
  • Após o fim do Império, os Turcos definiram a região com a sua capital, denominando ele de Istambul.

Exercícios sobre Império Bizantino 

1 – (PUC-Campinas) – O Império Bizantino , ao longo de sua história, apresentou um governo que se caracterizou por:

a) proporcionar condições sociais que possibilitaram eliminar, desde suas origens, o problema da escravidão.

b) procurar eliminar suas origens romanas e por restringir o poder dos soberanos, que era bastante limitado.

c) apresentar um caráter despótico associado à grande influência religiosa, dando-lhe uma feição teocrática.

d) controlar, chegando a eliminar completamente, o poder da burocracia no Estado.

2 – (UFES) – Segundo a crença dos cristãos de Bizâncio, os ícones (imagens pintadas ou esculpidas de Cristo, da Virgem e dos Santos) constituíam a “revelação da eternidade no tempo, a comprovação da própria encarnação, a lembrança de que Deus tinha se revelado ao homem e por isso era possível representá-lo de forma visível” 

(Franco Jr., H. e Andrade F., R. O. O império bizantino. São Paulo: Brasiliense, 1994, p.27).

Apesar da extrema difusão da adoração dos ícones no Império Bizantino, o imperador Leão III, em 726, condenou tal prática por idolatria, desencadeando assim a chamada “crise iconoclasta”. Dentre os fatores que motivaram a ação de Leão III, podemos citar o (a):

Marque a ÚNICA opção CORRETA:

a) intolerância da corte imperial para com os habitantes da Ásia menor, região onde o culto aos ícones servia de pretexto para a aglutinação de povos que pretendiam se emancipar.

b) necessidade de conter a proliferação de culto às imagens, num contexto de reaproximação da Sé de Roma com o imperador bizantino, uma vez que o papado se posicionava contra a instituição dos ícones e exigia a sua erradicação.

c) tentativa de mirar as bases políticas de apoio à sua irmã, Teodora, a qual, valendo-se do prestígio de que gozava junto aos altos dignitários da Igreja Bizantina, aspirava secretamente a sagrar-se imperatriz.

d) descontentamento imperial com o crescente prestígio e riqueza dos mosteiros (principais possuidores e fabricantes de ícones), que atraíam para o serviço monástico numerosos jovens, impedindo-os, com isso, de contribuírem para o Estado na qualidade de soldados, marinheiros e camponeses.

3 – (UECE) – Na origem do chamado “Cisma do Oriente”, pode-se apontar corretamente:

a) as desavenças entre os membros da hierarquia católica e o Imperador bizantino diziam respeito à cobrança das indulgências e à corrupção dos bispos.

b) significou o aparecimento de inúmeras seitas “reformadas”, que se desligaram da Igreja romana.

c) no Império Bizantino, a Igreja era submetida ao Imperador e promovia um excessivo culto aos ídolos e às imagens.

d) em Bizâncio, ao contrário do cristianismo ocidental, as imagens e os ídolos dos santos não eram objetos de adoração e culto.

4 – (FUVEST) – Entre os fatores citados abaixo, assinale aquele que não concorreu para a difusão da civilização bizantina na Europa Ocidental:

a) Fuga dos sábios bizantinos para o Ocidente, após a queda de Constantinopla.

b) Expansão da Reforma Protestante, que marcou a quebra da unidade da Igreja Católica.

c) Divulgação e estudo da legislação de Justiniano, conhecida como Corpus Juris Civilis.

d) Intercâmbio cultural ligado ao movimento das Cruzadas.

e) Contatos comerciais das repúblicas marítimas italianas com os portos bizantinos nos mares Egeu e Negro.

5 – (PUC) – Em relação ao Império Bizantino, é certo afirmar que:

a) o governo era ao mesmo tempo teocrático e liberal;

b) o Estado não tinha influência na vida econômica;

c) o comércio era sobretudo marítimo;

d) o Império Bizantino nunca conheceu crises sociais;

e) o imperialismo bizantino restringiu-se à Ásia Menor.

Baixe o melhor plano de estudos gratuito que você encontrará na internet.

Respostas dos Exercícios sobre Império Bizantino 

Exercício resolvido da questão 1 –

c) apresentar um caráter despótico associado à grande influência religiosa, dando-lhe uma feição teocrática.

Exercício resolvido da questão 2 –

d) descontentamento imperial com o crescente prestígio e riqueza dos mosteiros (principais possuidores e fabricantes de ícones), que atraíam para o serviço monástico numerosos jovens, impedindo-os, com isso, de contribuírem para o Estado na qualidade de soldados, marinheiros e camponeses.

Exercício resolvido da questão 3 –

c) no Império Bizantino, a Igreja era submetida ao Imperador e promovia um excessivo culto aos ídolos e às imagens.

Exercício resolvido da questão 4 –

b) Expansão da Reforma Protestante, que marcou a quebra da unidade da Igreja Católica.

Exercício resolvido da questão 5 –

c) o comércio era sobretudo marítimo;

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou dos nossos exercícios sobre Império Bizantino? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador