História

Os 10 Melhores Exercícios sobre Império Romano com Gabarito

Exercícios sobre Império RomanoExercícios sobre Império Romano

O Império Romano foi a fase em que a Civilização Romana esteve no auge, pois tiveram muitas obras de urbanização, melhorias estéticas nas cidades e incentivo à produção cultural e artística. Leia o resumo e faça exercícios sobre Império Romano.

Se quiser ir diretamente para alguma parte do texto, clique em um dos tópicos abaixo:

Está com dificuldades para descobrir qual profissão se encaixa melhor na sua personalidade? Resolva isso com o Raio-X Beduka, o melhor teste vocacional da internet!

O Império Romano é um assunto bastante discutido nos principais vestibulares. Entender essa matéria é essencial para o seu sucesso no caderno de Ciências Humanas e suas tecnologias da prova do ENEM.

É importante que você compreenda todo esse período, por isso leia o resumo e faça os exercícios sobre Império Romano!

Resumo do Império Romano

O Império Romano recebeu um enorme destaque, principalmente por possuir a maior civilização da história ocidental.

O exército foi uma ferramenta essencial para o desenvolvimento do império, pois os soldados eram profissionais e qualificados.

Esse período teve a duração de cinco séculos, com seu início em 27 a.C. e término em 476 d.C. O Império Romano se ampliava do Rio Reno para o Egito e possuía relacionamentos com a Europa, Ásia e África.

O governo no Império Romano era exercido por um imperador, sendo o primeiro Otaviano Augusto e o último Constantino XI. O sistema político do Império Romano era constituído pelo Senado, que tinha como responsabilidade auxiliar e apoiar o governo do imperador.

Como surgiu o Império Romano?

Para explicar o surgimento da cidade de Roma, recorria-se à lenda dos irmãos gêmeos Rômulo e Remo, que viveram em 753 a.C. A mitologia romana conta que Rômulo foi o responsável por fundar a cidade de Roma e ser o primeiro rei a governar. 

Os dois irmãos eram filhos do deus grego Ares e da deusa Reia Silvia. Porém, depois de alguns conflitos entre os deuses, os irmãos foram jogados no rio Tibre e encontrados por uma loba. Essa loba cuidou deles até o pastor Fáustulo e sua esposa os encontrar e cuidar deles.

Porém, os historiadores entendem que Roma surgiu após a junção de vários pastores que viviam às margens do Rio Tibre (atualmente é a região da Itália). Eles formaram uma cidade-estado com monarquia.

Leia o artigo sobre Roma Antiga!

Após alguns conflitos entre reis, Roma se tornou uma república durante 509 a.C a 30 a.C. Ela era governada por um Senado, onde havia uma divisão dos poderes entre os magistrados. Dentre eles, os mais destacados são o cônsul e o tribuno da plebe.

No fim da república, Roma passou a ser governada por três cônsules. Esse período ficou conhecido por triunvirato, ou seja, uma gestão composta por três integrantes.

O primeiro triunvirato era constituído por Júlio César, Pompeu e Marco Crasso, porém os três entraram em guerra e o vencedor foi Júlio César, que então se tornou o único governante de Roma.

Depois teve o surgimento de um segundo triunvirato, composto por Otávio, Lépido e Marco Antônio. Assim como o primeiro triunvirato o segundo também terminou com uma guerra entre os participantes e Otávio saiu como vencedor.

Após essa fase, surge então o Império Romano, em 27 a.C. até 476 d.C.

Em 284 d.C, o Império Romano foi classificado em duas partes:

  • Império Romano do Ocidente, a capital era Roma;
  • Império Romano do Oriente, a capital era Bizâncio.

Principais características do Império Romano

  • Estabelecia vínculos comerciais pelo mar mediterrâneo;
  • O governador possuía cargo vitalício;
  • Roma governava as outras províncias;
  • Os povos que eram conquistados se tornavam escravos de Roma;
  • Roma aumentava por meio de conquistas de territórios e golpes militares.

Principais Imperadores Romanos

  • Otaviano Augusto;
  • Cláudio ;
  • Nero;
  • Tito;
  • Trajano;
  • Adriano;
  • Diocleciano;
  • Constantino;
  • Rômulo Augusto;
  • Constantino XI;

Faça os Exercícios sobre Império Romano para testar ainda mais seus conhecimentos

Exercícios sobre Império Romano

Esperamos que, com esse resumo, tudo tenha ficado mais claro para você. 

Obrigado por ter lido até aqui!

Baixe gratuitamente o Plano de Estudos do Beduka e tenha uma preparação perfeita para o ENEM.

Questão 1 – (OSEC)Sobre a ruralização da economia ocorrida durante a crise do Império Romano, podemos afirmar que:

a) foi consequência da crise econômica e da insegurança provocada pelas invasões dos bárbaros;

b) foi a causa principal da falta de escravos;

c) proporcionou ao Estado a oportunidade de cobrar mais eficientemente os impostos;

d) incentivou o crescimento do comércio;

e) proporcionou às cidades o aumento de suas riquezas.

Questão 2 – (UFV) A respeito das classes que compunham a sociedade romana na Antiguidade, é CORRETO afirmar que:

a) os “plebeus” podiam casar-se com membros das famílias patrícias, forma pela qual conseguiam quitar suas pendências de terra e dinheiro, conseguindo assim certa ascensão social.

b) os “plebeus” compunham a classe formada pelos camponeses, artesãos e alguns que conseguiam enriquecer-se por meio do comércio, atividade que lhes era permitida.

c) os “clientes” eram estrangeiros acolhidos pelos patrícios e transformados em escravos, quando sua conduta moral não condizia com a de seus protetores.

d) os “patrícios” foram igualados aos plebeus durante a democracia romana, quando da revolta dos clientes, que lutaram contra a exclusão social da qual eram vítimas.

e) os “escravos” por dívida eram resultado da transformação de qualquer romano em propriedade de outrem, o que ocorria para todos que violassem a obrigação de pagar os impostos que sustentavam o Estado expansionista

Questão 3 – (UFSCAR)Quando a notícia disto chegou ao exterior, explodiram revoltas de escravos em Roma (onde 150 conspiraram contra o governo), em Atenas (acima de 1.000 envolvidos), em Delos e em muitos outros lugares. Mas os funcionários governamentais logo as suprimiram nos diversos lugares com pronta ação e terríveis torturas como punição, de modo que outros que estavam a ponto de revoltar- se caíram em si. (Diodoro da Sicília, sobre a Guerra Servil na Sicília. 135-132 a.C.)

É correto afirmar que as revoltas de escravos na Roma Antiga eram:

a) lideradas por senadores que lutavam contra o sistema escravista.

b) semelhantes às revoltas dos hilotas em Esparta.

c) provocadas pela exploração e maus-tratos impostos pelos senhores.

d) desencadeadas pelas frágeis leis, que deixavam indefinida a situação de escravidão.

e) pouco frequentes, comparadas com as que ocorreram em Atenas no tempo de Sólon.

Questão 4 – (UFRN)Sidônio Apolinário, aristocrata da Gália romana, escrevendo a um amigo, num período de grandes transformações culturais, assim se expressou:

O vosso amigo Eminêncio, honrado senhor, entregou uma carta por vós ditada, admirável no estilo […]. A língua romana foi há muito tempo banida da Bélgica e do Reno; mas se o seu esplendor sobreviveu de qualquer maneira, foi certamente convosco; a nossa jurisdição entrou em decadência ao longo da fronteira, mas enquanto viverdes e preservardes a vossa eloquência, a língua latina permanecerá inabalável. Ao retribuir as vossas saudações o meu coração alegra-se dentro de mim por a nossa cultura em desaparição ter deixado tais traços em vós […].

Apud PEDRERO-SÁNCHEZ, Maria Guadalupe. “História da Idade Média: textos e testemunhas”. São Paulo: Editora UNESP, 2000. p. 42-43.

A opinião contida no fragmento da carta está diretamente relacionada às

a) invasões dos territórios do Império Romano pelos povos germânicos, provocando mudanças nas instituições imperiais.

b) influências da cultura grega sobre a latina após a conquista da Grécia pelos romanos e sua anexação ao Império.

c) vitórias dos romanos sobre Cartago nas chamadas Guerras Púnicas (264-146 a. C.), impondo a cultura do Império a todo o norte da África.

d) crises que se abateram sobre o Império Romano depois do governo de Marco Aurélio (161-180 d. C.), quando o exército passou a controlar o poder.

e) as invasões normandas que ocorrem no norte da Gália.

Questão 5 – (UNAERP)Na história de Roma, o século III da era cristã é considerado o século das crises. Foi nesse período que:

a) As tensões geradas pelas conquistas se refletiram nas contendas políticas, criaram um clima de constantes agitações, promovendo desordens nas cidades.

b) O exército entrou em crise e deixou de ser o exército de cidadãos proprietários de terras.

c) O império romano começou a sofrer a terrível crise do trabalho escravo, base principal de sua riqueza.

d) Os soldados perderam a confiança no Estado e tornaram-se fiéis a seus generais, partilhando com eles os espólios de guerra.

e) Os conflitos pela posse da terra geraram a Guerra Civil.

  • Muito bem! Chegamos à metade do Exercício sobre Império Romano. Continue exercitando seu conhecimento.

Questão 6 – (OSEC)Quanto à história de Roma, pode-se considerar que:

a) Roma conheceu apenas dois regimes políticos: a República e o Império;

b) na passagem da República para o Império, Roma deixou de ser uma democracia e transformou-se numa oligarquia;

c) os irmãos Tibério e Caio Graco foram dois tribunos da plebe que lutaram pela redistribuição das terras

do Estado (ager publicus) entre todos os cidadãos romanos;

d) no Império Romano, todos os homens livres – os cidadãos – eram proprietários de terras;

e) no Império Romano, a base da economia era o comércio e a indústria.

Questão 7 – (PUC)A religião romana assemelhava-se à grega porque ambas:

a) tinham objetivos nitidamente políticos;

b) eram terrenas e práticas, sem conteúdo espiritual e ético;

c) eram apoiadas por uma forte classe sacerdotal;

d) condenavam as injustiças sociais;

e) tinham como centro a crença na vida futura.

Questão 8 – (FGV/2016) Podendo-se encontrar na crise do mundo romano do século III o início da profunda perturbação de que sairá o Ocidente medieval, é legítimo considerar as invasões bárbaras do século V como o acontecimento que precipita as transformações, que lhes dá um aspecto catastrófico e que lhes modifica profundamente a aparência.

LE GOFF, J. A civilização do Ocidente medieval. Trad. Lisboa: Estampa, 1983. v. 1, p. 29.

A crise do mundo romano e a transição para a Idade Média

a) foram decorrentes do fortalecimento do cristianismo, que, a partir do século III, tornou-se a religião oficial do Império Romano.

b) tiveram, entre suas características, a diminuição do ingresso de mão de obra escrava e o processo de ruralização social.

c) foram marcadas pelas catástrofes naturais e pelas epidemias de peste e lepra que estimularam o deslocamento para as cidades.

d) levaram ao fortalecimento das instituições públicas romanas e ao desenvolvimento das atividades mercantis no Mediterrâneo.

e) foram particularmente catastróficas na parte oriental do mundo romano, pela proximidade geográfica com os povos germânicos.

Questão 9 – (UEL/2018) Durante o século II, o Império Romano atingiu sua máxima extensão territorial, dominando quase toda a atual Europa, o norte da África e partes do Oriente Médio. No final do século IV, porém, essa unidade começaria a ser desfeita com a divisão do império em duas porções: a ocidental, com a capital em Roma, e a oriental, com a capital em Bizâncio. Nos séculos IV e V, a fragmentação territorial aprofundou-se ainda mais e o Império Romano do Ocidente acabou desaparecendo para dar lugar a diversos reinos germânicos.

Quanto à desagregação e queda do Império Romano do Ocidente, assinale a alternativa correta:

a) O êxodo rural causado pelos ataques dos povos germânicos resultou num crescimento desordenado das cidades, criando instabilidade e desordem política nos centros urbanos e forçando a abdicação do último imperador romano.

b) O paganismo introduzido no Império Romano pelas tribos germânicas enfraqueceu o cristianismo e causou a divisão entre cristãos católicos e ortodoxos, encerrando o apoio da Igreja ao imperador e, consequentemente, fazendo ruir o império.

c) A língua oficial do Império Romano, o latim, ao fundir-se com os idiomas falados pelos invasores, deu origem às línguas germânicas, dificultando a administração dos territórios que se tornaram cada vez mais autônomos até se separarem de Roma.

d) A disputa entre os patrícios romanos e a plebe pelas terras férteis facilitou a invasão do império pelos “povos bárbaros”, pois o exército romano foi obrigado a deixar as fronteiras desguarnecidas para defender os proprietários das terras das constantes rebeliões.

e) Com o fim das conquistas territoriais, o escravismo e a produção entraram em declínio, isso somado às invasões bárbaras e à ascensão do cristianismo, que aceleraram a fragmentação e queda de Roma.

Questão 10 – (Gualimp – adaptado) Após elaborar uma série de medidas, o governo do imperador Otávio Augusto inaugurou um período de estabilidade política conhecido como Pax Romana, que se prolongou por mais de 200 anos.

Sobre esse período, é correto afirmar:

a) Foram difundidos valores humanistas, que auxiliaram no fim da escravidão, aumentando o trabalho assalariado, e a difusão de uma nova filosofia religiosa, o cristianismo.

b) Abandonou-se completamente as conquistas imperialistas, povos conquistados puderam deixar as terras romanas e voltar às suas origens.

c) O Império Romano atingiu sua máxima extensão territorial, houve crescimento econômico, dinamização do comércio e o uso de uma moeda unificada.

d) Foram abolidos os espetáculos de gladiadores, o serviço militar obrigatório foi extinto, em contrapartida, o comércio e a agricultura se expandiram.

e) Nenhuma das alternativas acima.

  • Parabéns, chegamos ao final dos Exercícios sobre Império Romano. Confira agora o gabarito:

Gabarito dos Exercícios sobre Império Romano

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: letra a) foi consequência da crise econômica e da insegurança provocada pelas invasões dos bárbaros;

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: letra b) os “plebeus” compunham a classe formada pelos camponeses, artesãos e alguns que conseguiam enriquecer-se por meio do comércio, atividade que lhes era permitida.

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: letra c) provocadas pela exploração e maus-tratos impostos pelos senhores.

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: letra a) invasões dos territórios do Império Romano pelos povos germânicos, provocando mudanças nas instituições imperiais.

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: letra c) O império romano começou a sofrer a terrível crise do trabalho escravo, base principal de sua riqueza.

Exercício resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: letra c) os irmãos Tibério e Caio Graco foram dois tribunos da plebe que lutaram pela redistribuição das terras

Exercício resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: letra b) eram terrenas e práticas, sem conteúdo espiritual e ético;

Exercício resolvido da questão 8 –

Alternativa correta: letra b) tiveram, entre suas características, a diminuição do ingresso de mão de obra escrava e o processo de ruralização social.

Exercício resolvido da questão 9-

Alternativa correta: letra e) Com o fim das conquistas territoriais, o escravismo e a produção entraram em declínio, isso somado às invasões bárbaras e à ascensão do cristianismo, que aceleraram a fragmentação e queda de Roma.

Exercício resolvido da questão 10 –

Alternativa correta: letra c) O Império Romano atingiu sua máxima extensão territorial, houve crescimento econômico, dinamização do comércio e o uso de uma moeda unificada.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou dos nossos Exercícios sobre Império Romano? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Simulado Beduka

8 Comentários

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador