História

O que foi a Guerra Fria? Resumo da maior disputa entre duas potências mundiais: EUA x URSS

O que foi a Guerra FriaSaiba o que foi a Guerra Fria

O que foi a Guerra Fria? Foi uma disputa ideológica entre o capitalismo, representado pelos Estados Unidos, e o comunismo, representado pela União Soviética. O conflito ocorreu entre 1945 e 1991.

Se você deseja melhorar o seu desempenho no caderno de Ciências Humanas e suas tecnologias do ENEM ou de outros principais vestibulares, é importante saber sobre alguns conflitos mundiais, dentre eles a Guerra Fria.

Pensando nisso, o Beduka preparou um artigo com um resumo do que foi Guerra Fria, um conflito entre os Estados Unidos e a União Soviética que cai de forma recorrente nas principais provas de vestibular.

Nesse artigo você encontrará:

  1. O que foi a Guerra Fria;
  2. Um resumo da Guerra Fria;
  3. Características do conflito;
  4. Principais causas e consequências do conflito.

Aproveite para estudar para o vestibular com o Simulado do Beduka. É grátis!

O que foi a Guerra Fria?

Guerra Fria é o nome atribuído ao período histórico marcado por conflitos ideológicos entre os Estados Unidos e a União Soviética – composta pela Rússia e alguns países vizinhos.

A URSS era o avanço do comunismo e já dominava 15 países. A Revolução Russa assassinou a família imperial Romanov e colocou Lênin no poder. Depois vieram Stálin e Trotsky. Os soviéticos queriam implantar o comunismo em todos os países.

O terror vermelho se espalhou, principalmente em formato de holodomor (holocausto ucraniano, tragédia que matou milhares de fome por causa do comunismo) e gulags (campos de trabalho forçado para quem fosse contrário à URSS).

Porém, a maior força bélica ocidental se opôs a isso. No ocidente era construída uma democracia liberal baseada na sociedade de mercado e valores cristãos.

O conflito teve início após a Segunda Guerra Mundial – em 1945 – e terminou após a dissolução da URSS – em 1991. Esses anos foram marcados por grande apreensão entre as ideologias comunista e liberal capitalista.

Aproveite para testar os seus conhecimentos sobre a matéria com os EXERCÍCIOS sobre Guerra Fria!

O bloco comunista era comandado, sobretudo, por Josef Stalin. Já o bloco capitalista, comandado pelos Estados Unidos, teve vários presidentes durante a Guerra Fria. O mais expressivo foi Ronald Reagan. Um de seus discursos mais famosos exigia o fim do Muro de Berlim:

Discurso do presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, no período da Guerra Fria, exigindo a queda do Muro de Berlim.

Esse período histórico possui esse nome pois, apesar de haver tensão entre os dois blocos, eles nunca se enfrentaram em um conflito em seus territórios.

Apesar disso, os blocos lutaram entre si buscando hegemonia militar, econômica e política mundial. Apesar de não haver conflito armado, havia conflitos estratégicos e políticos que eram baseados, principalmente, na propaganda.

O período da Guerra Fria não pode ser considerado tranquilo. Muitas tensões ocorreram nesse período e, inclusive, algumas consequências da Guerra Fria são sentidas até os dias de hoje.

Guerra Fria – Resumo

Ao fim da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha foi derrotada juntamente do Eixo e a Rússia, Estados Unidos e os Aliados foram considerados vitoriosos. Após isso os Estados Unidos se tornaram uma grande potência econômica, ficando ainda mais forte do que antes do ocorrido.

Já a União Soviética teve seu território preservado durante a destruição da guerra e acabou se tornando uma área de grande influência no continente europeu.

A Guerra Fria teve como marco inicial a Doutrina Truman, um conjunto de práticas do governo estadunidense que tinha como objetivo conter os avanços do comunismo. Além disso, a Doutrina Truman buscava isolar a URSS e reduzir a sua área de intervenção.

Outro ponto significativo na Guerra Fria foi o Plano Marshall, que pode ser definido como um aprofundamento da Doutrina Truman. O Plano Marshall foi o principal plano dos Estados Unidos e tinha como objetivo reconstruir os países aliados da Europa afetados pela Segunda Guerra Mundial.

Resumo de como foi a Guerra Fria - Plano Marshall
Logotipo do Plano Marshall

Em resposta aos planos criados pelos Estados Unidos, a União Soviética criou suas próprias medidas para conseguir conter a situação. A primeira medida criada pela URSS foi o COMECON (Conselho para Assistência Econômica Mútua) uma organização que visava a integração econômica das nações do Leste Europeu e o impedimento do avanço do Plano Marshall sobre a região.

Outra medida é o Kominform, uma organização que unia todos os partidos comunistas europeus, cujo objetivo era promover o intercâmbio de informações e coordenar as ações dos vários partidos da Europa.

Outro fato importante que marcou a Guerra Fria foi a criação de vários blocos econômicos e militares. Na maioria das vezes, isso foi feito pelos Estados Unidos, que fazia várias tentativas de conter a expansão socialista.

Um dos blocos mais importantes desse período é a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), uma aliança militar internacional criada em 1949. O objetivo da criação desse bloco era estabelecer um pacto militar entre os países do Tratado do Atlântico Norte contra o avanço da influência comunista.

Em resposta à criação da OTAN, a URSS criou o Pacto de Varsóvia, uma aliança militar formada pelos países da União Soviética e do Leste Europeu, em 1955

Resumo de como foi a Guerra Fria - Pacto de Varsóvia
Logotipo do Pacto de Varsóvia

Já na década de 1960, ocorreu a Crise dos Mísseis, um confronto de 13 dias entre os Estados Unidos e a União Soviética devido à instalação de mísseis nucleares soviéticos em Cuba.

Essa série de conflitos fez com que a situação não fosse boa para ambas nações líderes, principalmente para a Rússia. A nação começou a enfrentar muitos problemas, já que os países socialistas da Europa queriam se libertar de sua dominação.

O muro de Berlim e as Guerras Civis durante a Guerra Fria

A Alemanha Ocidental – administrada pelos Estados Unidos e seus aliados – se desenvolveu mais devido ao Plano Marshall. Por esse motivo, muitas pessoas que moravam na parte Oriental fugiam para lá. Como forma de controlar essa situação, foi construído o Muro de Berlim.

A intenção era que as pessoas não fugissem do lado leste (fugindo do horror socialista, da fome, da perseguição) , para o lado oeste (capitalista com economia de livre mercado).

Qualquer protesto contra Moscou era reprimido e os presos torturados e mortos.

A União Soviética também produziu sua primeira bomba atômica. Os países ocidentais criaram a OTAN para combater a ameaça comunista e principalmente nuclear.

A URSS ganhou a China como aliada com Mao Tsé Tung.

A Coreia também foi dividida em duas, a do Norte e a do Sul, sendo a do Sul com os Estados Unidos. A parte Norte ficou com a Rússia, esta mesma que atualmente é uma ditadura.

O mundo assistia guerras civis e revoluções. Por exemplo, em: Vietnã, Grécia, Turquia, Espanha e futuramente no Irã, Nicarágua, Argentina, Cuba, Egito, diversos países da África, Itália, Guatemala, Haiti, Paraguai, Filipina, China, Indonésia…

A Guerra Fria teve fim em 1991, já que o bloco comunista enfrentava problemas econômicos, devido aos gastos militares. Além disso, a queda do muro de Berlim, em 1989, contribuiu para a ruína da União Soviética.

CURIOSIDADE: Até o papa João Paulo II colaborou para a queda do Muro de Berlim. Entenda como aqui.

Recomendação de filmes para aprender sobre Socialismo vs Capitalismo e Muro de Berlim

O primeiro que indicamos é mais antigo, um clássico. Chama-se Good bye Lênin. Vemos a narrativa de um jovem tentando esconder da mãe que o Muro de Berlim havia caído.

Filme Good Bye Lenin que retrata com humor a situação após a queda do Muro de Berlim, quando os comunistas foram derrotados pelos americanos na Guerra Fria.

O segundo que indicamos é mais recente e chama-se Ponte entre Espiões. Trata-se da troca de espiões durante a Guerra Fria, um americano e um Russo. No filme a situação do Muro de Berlim é bem retratada.

Filme Ponte entre Espiões retratando a troca de agentes, um americano e um soviético, no período da Guerra Fria.

Principais características da Guerra Fria

Para entender melhor o que foi a Guerra Fria, é necessário entender as suas características. A principal característica desse conflito é a bipolarização mundial. Com o fim da Segunda Guerra Mundial, o contraste entre o socialismo e o capitalismo ficou bastante evidente, levando à Guerra Fria.

Outra característica importante é o fato de que as duas nações líderes – Estados Unidos e Rússia – fizeram grande uso de propagandas, em diferentes mídias, para divulgar as suas ideologias e, dessa forma, destruírem seu oponente.

Outro fator muito característico da Guerra Fria é a divisão da Alemanha, derrotada na Segunda Guerra Mundial. O país foi distribuído entre a França, Inglaterra e Estados Unidos – que decidiram liderar em conjunto – e a União Soviética.

Outros fatores importantes em relação à Guerra Fria são as corridas armamentistas e espaciais. 

Corrida Armamentista?

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos e a Rússia dispunham de uma enorme variedade de armas. Muitas delas foram desenvolvidas durante a guerra, outras foram obtidas de cientistas alemães e japoneses.

Foi criada, a partir disso, uma busca por tecnologia para ampliar o seu poder bélico, mas sem necessariamente utilizar a sua força contra o inimigo. Essa corrida ao armamento era movida pelo receio recíproco de que o inimigo passasse a frente na produção de armas, provocando um desequilíbrio no cenário internacional. Se um deles tivesse mais armas, seria capaz de destruir o outro.

O principal objetivo dessa estratégia era mostrar ao oponente que uma guerra não seria, de fato, uma ideia muito inteligente para nenhuma das partes. Assim, surge a “paz armada”, que consistia no equilíbrio bélico entre as duas potências. Dessa forma, a paz estaria garantida, pois sempre haveria o medo do ataque inimigo.

O que foi a Corrida Espacial?

Corrida Espacial
Chegada do primeiro homem à lua

Os Estados Unidos e a União Soviética também iniciaram uma disputa em relação aos avanços espaciais. Ambos corriam para tentar atingir objetivos significativos nesta área. Isso ocorria porque havia uma grande disputa entre as potências, com o objetivo de mostrar para o mundo qual era o sistema mais avançado do ponto de vista tecnológico e espacial.

No ano de 1957, a URSS lançou o foguete Sputnik, com um cão dentro. A cadela Laika foi o primeiro ser vivo a ir para o espaço. Em 1961, a União Soviética colocou, pela primeira vez na história, um ser humano (o astronauta Iuri Gagarin) viajando no espaço.

Oito anos depois, em 1969, o mundo todo pôde acompanhar, pela televisão, a chegada do primeiro homem, o astronauta Neil Armstrong, à lua com a missão espacial norte-americana.

Causas da Guerra Fria?

Todo o contexto da Segunda Guerra Mundial contribuiu para o acontecimento da Guerra Fria, de um modo geral. Além disso, havia uma grande tentativa por parte da União Soviética em expandir o socialismo como modelo econômico. Em contrapartida, os Estados Unidos tentavam consolidar o capitalismo.

A Guerra Fria foi, basicamente, pautada pela busca da hegemonia política, econômica e militar em todo o mundo. Os Estados Unidos se sentiam ameaçados pela força do socialismo e a União Soviética também não gostava de ver os avanços do capitalismo.

Conflitos indiretos da Guerra Fria

Agora que você já sabe o que foi a Guerra Fria, você sabe que em momento nenhum os dois países chegaram a se enfrentar em um conflito em seus territórios. Apesar disso, a Guerra Fria gerou uma série de instabilidades que culminaram na ocorrência de conflitos importantes.

Os conflitos mais importantes são a Guerra da Coreia e a Guerra do Vietnã. Leia mais sobre elas abaixo:

Guerra da Coreia

Guerra da Coreia

Entre 1951 e 1953 a Coreia foi palco de um conflito armado de grandes proporções. Após a Revolução Maoista, ocorrida na China, a Coreia sofreu pressões para adotar o sistema socialista em todo o seu território.

A região sul da Coreia resistiu e, com o apoio militar dos Estados Unidos, defendeu seus interesses. A guerra durou dois anos e terminou, em 1953, com a divisão da Coreia no paralelo 38. A Coreia do Norte ficou sob influência soviética e com um sistema socialista, enquanto a Coreia do Sul manteve o sistema capitalista.

Guerra do Vietnã

Guerra do Vietnã

Este conflito ocorreu entre 1959 e 1975 e contou com a intervenção direta dos Estados Unidos e da União Soviética. Os soldados norte-americanos, apesar de todo aparato tecnológico, tiveram dificuldades em enfrentar os soldados vietcongues – que eram apoiados pelos soviéticos – nas florestas tropicais do país.

Milhares de pessoas, entre civis e militares, morreram nos combates. Os EUA saíram derrotados e foram obrigados a abandonarem o território vietnamita, em 1975. O Vietnã passou a ser, após o fim da guerra, socialista.

FIM da Guerra Fria

O fim da Guerra Fria
Imagem da queda do Muro de Berlim

Há muito tempo a União Soviética já mostrava sinais de enfraquecimento devido a problemas internos, provenientes do excessivo gasto militar e do fato de que algumas nações queriam se libertar de seu domínio.

Esse gasto foi usado tanto para conter essas revoltas, quanto para se equiparar aos EUA e isso acabou sendo um golpe para o bloco. O fim começou quando Mikhail Gorbachev subiu ao poder. Ele era um líder reformista que  implementou uma série de mudanças econômicas e políticas na região.

No começo da década de 1990, Gorbachev começou a acelerar o fim do socialismo naquele país e nos aliados. Com reformas econômicas, acordos com os EUA e mudanças políticas, o sistema foi se enfraquecendo.

Algumas dessas reformas não agradaram aos adeptos do Partido Comunista, que tentaram aplicar um golpe de estado na União Soviética. A população, no entanto, defendeu Gorbachev e mostrou que  o melhor era que a Guerra Fria acabasse.

Dessa forma, após a queda do Muro de Berlim – em 1989 – e a assinatura do Acordo de Minsk – em 1991 – que declarava extinta a União Soviética, a Guerra Fria chega ao fim.

Consequências da Guerra Fria

As principais consequências da Guerra Fria são:

  • Formação de alianças militares;
  • Aumento da produção de armamentos no mundo, principalmente de armas nucleares pelas grandes potências;
  • Reunificação da Alemanha;
  • Formação de novos blocos econômicos;
  • Ascensão do capitalismo;
  • Grande desenvolvimento e avanço tecnológicos;
  • Modificação do mapa-múndi, com o surgimento de novas nações.

Exercícios sobre a Guerra Fria com gabarito.

Gostou de aprender o que foi a Guerra Fria? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador