Português

O que é narrativa de aventura? Aprenda como histórias que fascinam gerações são criadas

O que é narrativa de aventura?O que é narrativa de aventura?
Mude de vida com Beduka Bolsas

Algumas histórias simbolizam uma viagem rumo ao desconhecido, e elas são construídas há milhares de anos. Os gregos, com seus heróis míticos, são um belo exemplo disso.

Essa necessidade humana de ir rumo ao desconhecido, enfrentá-lo e superá-lo fez surgir a narrativa de aventura. Através dela, esse percurso heroico e inesperado é contado e recontado.

Neste artigo, além de te contar o que é narrativa de aventura, vamos te ajudar a identificar como ela está presente nos seus dias, por meio de livros, filmes, publicidade e muito mais! 

Este artigo vai te ajudar a entender o que é narrativa de aventura. Tem bastante conteúdo pela frente, então, clique em um dos tópicos para ir diretamente ao que deseja:

  1. O que é narrativa de aventura?
  2. Filmes de ação fazem parte da narrativa de aventura?
  3. Como não confundir narrativas de aventura com enredos de fantasia?
  4. Narrativa de aventura é um tipo ou gênero textual?
  5. Como criar uma narrativa de aventura em 3 passos
  6. Exemplos de livros e filmes que possuem narrativa de aventura

Entender o que é narrativa de aventura vai te ajudar a escrever com mais leveza e facilidade. Mas, para aprender a escrever uma redação perfeita para o Enem, acesse o completo e exclusivo Guia de Redação do Beduka. Ele é gratuito! 

O que é narrativa de aventura?

Narrativa de aventura é aquela na qual os personagens seguem em direção ao desconhecido, enfrentam riscos, superam desafios e abraçam o inesperado. Quer entender de uma forma super fácil? Vou te contar uma história. 

Em uma certa viagem ao Rio de Janeiro, resolvi saltar de asa delta. Durante o caminho que levava a Pedra Bonita (um lugar super lindo e alto), eu pensava: 

“Será que estarei viva daqui a algumas horas? Conseguirei enfrentar o medo? Qual será a sensação? Serei recompensada?”

Correr em direção ao abismo, ainda que com muitas medidas de segurança, representava um medo, um desafio, um receio, o encontro com o inesperado, um “tudo pode acontecer”.

Questionamentos que não só se envolvem no que é narrativa de aventura, mas também são o alicerce dela. Mas, diferente do período que durou minha história (uma manhã), esse tipo de narração conta algo que permeia um longo espaço de tempo da vida de um personagem.

Ela está relacionada a experiências e lugares desconhecidos (o novo) e a vontade do protagonista de percorrer e explorar esses caminhos. 

Filmes de ação fazem parte da narrativa de aventura?

Histórias de ação, muito presentes em filmes, não deixam de retratar aventuras. Por isso, muita gente confunde. 

Mas existe uma diferença gritante entre um enredo de ação e um de aventura: o de ação envolve violência, luta, fuga, como podemos ver no filme Velozes e Furiosos.

Já em uma narrativa de aventura, o foco é na relação estabelecida entre o personagem e o novo lugar ou experiência vivenciada por ele.

Lembrando que os filmes também apresentam narrativas, só que produzidas para serem vistas e não lidas.

Como não confundir narrativas de aventura com enredos de fantasia?

Na fantasia, os elementos mágicos ganham mais destaque e fascinam mais que o percurso em si. É o caso da obra: As Crônicas de Nárnia

Nela, há sim muitas aventuras que são aceitas e vivenciadas pelos personagens, mas o elemento fantástico (um leão falante que assume papel de protagonismo) inevitavelmente chama muito mais atenção.

Inclusive, a obra é considerada uma alta fantasia, quando o enredo gira em torno desses seres irreais. 

Quanto à narrativa, como já vimos, o foco está relacionado a um caminho que será desbravado ou a uma experiência que será vivida pelo protagonista.

Narrativa de aventura é um tipo ou gênero textual?

Não dá para você sair desse artigo sobre o que é narrativa de aventura, sem saber como responder a essa pergunta. Primeiro, será necessário desmembrarmos essas palavras.

Vamos começar por narração. Narração é um tipo textual. E o que é tipo textual?

Tipos textuais são textos que apresentam estruturas fixas. Eles não se modificam com o tempo, nem sofrem influência do contexto. 

Os anos passam e suas características permanecem intactas. Existem 5 tipos textuais: narração, descrição, dissertação, exposição e injunção. 

Os tipos textuais fazem parte da formação de um número infinito de gêneros textuais. Pois, diferentemente deles, os gêneros vão sendo originados de acordo com a necessidade do meio.

Listas telefônicas são um belo exemplo disso. Um gênero que surgiu da necessidade que havia em uma época na qual o telefone era fixo, não existia celular e nem internet para pesquisar um número.

Os gêneros surgem e também podem desaparecer com o tempo. 

Voltando ao tipo textual narrativo, ele aparece em 5 gêneros literários bem conhecidos: romance, novela, conto, crônica e fábula. A narrativa de aventura pode estar presente em qualquer um deles, mas é mais comum em romances e contos.

Esse romance, ao qual estamos nos referindo, não está ligado ao amor vivenciado por um casal. Na verdade, trata-se de um tipo de narrativa longa, escrita em prosa (de forma corrida).

Quanto à aventura, ela é uma característica da narrativa. Não representa nem um tipo nem um gênero. Assim como fantasia, thriller, entre outros, também representam características de uma narrativa.

Logo, para responder o que é narrativa de aventura, é preciso a junção de diversos assuntos relacionados à produção de um texto narrativo.

Como criar uma narrativa de aventura em 3 passos

Agora que sabe o que é narrativa de aventura, que tal aprender a escrever uma?

1 – Decida o destino do seu personagem, seja ele um lugar ou uma experiência

Aventuras remetem a sair do lugar comum, ainda que para isso não seja necessário sair do local físico. Isto é, o mínimo para se viver uma aventura é se deparar com uma situação que gere uma experiência inusitada.

Quer um exemplo clássico? A narrativa do filme “Esqueceram de Mim”. É claro que essa produção também envolve um pouco de comédia e drama, mas o que se passa, na maior parte do tempo, é a aventura de um menino dentro da própria casa.

Olha só a quantidade de situações, presentes no filme, que caracterizam o que é uma narrativa de aventura: 

  • O menino é esquecido pelos pais (algo inusitado);
  • Ele precisa aceitar o desafio de se virar sozinho por algum tempo (aceitação da experiência);
  • Nesse período, surge uma ameaça, os temíveis ladrões (o inesperado);
  • Ele precisa encontrar meios de sobreviver a essa aventura (a superação dos desafios);
  • Ele reencontra-se e redescobre a importância da família (o desfecho e a lição).

Resumindo: 

Primeiro, você decidirá se a aventura será referente a um lugar ou a uma experiência. Depois disso, estabelecerá qual é o lugar ou a experiência. 

Bdeuka Bolsas de Ano Novo

2 – Estabeleça os desafios que ele encontrará durante o caminho

Se tem um elemento que denuncia o que é uma narrativa de aventura, são os conflitos. Decidido o lugar ou a experiência, é hora de estabelecer os desafios. Eles estarão relacionados não só a acontecimentos, como também a conflitos do próprio personagem.

No caso do menino de Esqueceram de Mim, ele não tinha muita opção, a aventura foi até ele. Porém, em muitos casos, o protagonista vai passar por conflitos relacionados ao dilema de evitar ou aceitar esse caminho cheio de mistérios e possibilidades.

Logo, ao escrever uma narrativa de aventura, é preciso ter em mente quais são os conflitos e acontecimentos que precisaram ser ultrapassados pelos personagens.

3 – Tenha em mente o que ele vai aprender com aquilo que está vivendo

Ninguém sai de uma aventura sem ter aprendido nada. Afinal, ela envolve muitas coisas: desbravar novos lugares, conhecer pessoas diferentes, enfrentar um medo.

É uma descoberta do meio, do outro ou de si mesmo. Muitas vezes, uma mistura dos três. 

Consequentemente, ao pensar sobre o que é narrativa de aventura e ao criar uma, você precisa pensar que seu protagonista também está indo rumo a uma lição.

Isso vai te ajudar a criar um enredo que faça sentido e envolva de forma mais eficiente o leitor.

Exemplos de livros e filmes que possuem narrativa de aventura

Não é tão simples responder o que é narrativa de aventura, até porque geralmente os enredos apresentam uma mistura de aventura e fantasia, aventura e ficção científica e por aí vai.

Mas, para que você entenda melhor e consiga identificar em que parte do romance essa narrativa está presente, separamos algumas obras nas quais ela é predominante. Veja:

1 – A volta ao mundo em oitenta dias, Jules Verne

Ambientado na Londres do século XIX, a obra narra a história de um homem muito rico, com uma vida bastante confortável, sem sobressaltos. Mas tudo muda quando ele faz uma aposta com os amigos: dar a volta ao mundo em 80 dias.

Após a aposta, ele tem duas opções: aceitar que é impossível e permanecer na sua pacata e confortável vida, ou ir rumo ao inesperado para saber se vai conseguir. 

Tudo isso em uma época na qual  o mundo ainda era um universo de terras não tão conhecidas assim. Afinal, hoje, basta um Google para conhecer outros países e culturas. 

2 – Os barcos de papel, de José Maviael Monteiro

Barcos de papel é um livro brasileiro que nos ajuda muito a entender o que é narrativa de aventura. Ele conta a história de garotos que encontram uma caverna e decidem entrar nela.

Ao entrar na caverna, acabam se perdendo e se deparando com muitos mistérios. O livro nos mostra que a aventura também envolve suspense. 

Apesar do suspense, a obra apresenta características típicas de uma narrativa de aventura: um lugar para desbravar, um acontecimento inesperado relacionado a ele, desafios, questionamentos, descobertas e lições.

3 – Dom Quixote de La Mancha, Miguel de Cervantes.

Sim! Dom Quixote é um romance que pode ser considerado de aventura. Nele, o protagonista sai de uma pequena vila, montado em um cavalo, para desbravar a Espanha.

No percurso, ganha a companhia de Sancho Pança, ainda que este vá com ele apenas por interesse. 

A aventura de Dom Quixote não está relacionada apenas a um novo caminho, mas também à mente. Pois, Quixote além de conhecer novos lugares montado em seu cavalo e vestido com sua armadura, perde-se entre fantasia e realidade.

Ele protagoniza uma das lutas mais famosas na literatura mundial: a travada com moinhos de vento. Porém, na mente de Quixote, esses moinhos eram poderosos dragões.

Entender o universo da narrativa de aventura te ajuda na produção de qualquer tipo de texto, pois desenvolve seu poder criativo. 

Na dissertação argumentativa (o tipo cobrado na redação do Enem), você vai precisar de um outro tipo de poder: o da razão e da argumentação.

E é por isso que muita gente vê o dia de redação do Enem como uma verdadeira luta travada contra poderosos dragões. 

Mas o Guia Completo de Redação Beduka pode te ajudar a enxergar esse dia como realmente é: uma batalha contra moinhos de vento.

Isso é possível porque esse Guia te ensina todos os detalhes, técnicas, além te dar o passo a passo para produzir uma redação digna de 1000 pontos no Enem.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador