Redação

Como fazer a introdução da redação do Enem? Veja 9 formas fáceis e eficazes

Como fazer a introdução da redação do EnemComo fazer a introdução da redação do Enem
Simulado Beduka

A escrita não é uma das atividades mais fáceis e uma das partes mais difíceis de se escrever em um texto é justamente o começo.  Pensando nisso, viemos te mostrar modos de como fazer a introdução da redação do Enem, para você ficar preparado para as provas!

Se você quiser ir direto para alguma parte do texto, clique em um dos tópicos abaixo:

Fique atualizado sobre os principais conteúdos para o Enem. Acesse o perfil do Beduka no Instagram e não perca nenhuma informação!

Como é a redação do Enem?

Para entender como fazer a introdução da redação do Enem, precisamos antes saber que tipo de texto é pedido na prova.

A redação do Enem é um texto dissertativo-argumentativo. Isto significa que você precisa redigir algo com introdução, desenvolvimento e conclusão.

A introdução é uma parte muito importante do seu texto, pois é nela que você vai colocar a tese que pretende levantar sobre a questão trazida no tema. Como o desenvolvimento é o espaço de dissertar sobre a tese, ele é totalmente dependente da introdução.

A conclusão também está ligada à introdução, pois para terminar o texto você precisará dar uma proposta de intervenção para o problema apresentado no começo.

Por isso, é necessário que essa primeira parte do texto esteja escrita de forma clara, que aborde o tema e o contextualize.

Vamos ver os melhores e mais comuns modos de fazer isso.

Como fazer uma boa introdução na redação do Enem?

Como dissemos, a introdução é a porta de entrada da redação do Enem. Você não ia querer passar por uma porta caindo aos pedaços.

Algo em ordem chama muito mais atenção, no sentido positivo, e dá muito mais confiança sobre o que nos espera do que algo desorganizado.

Por isso, a introdução deve ser feita com esmero. Ela deve ser boa.

Por mais que os temas mudem e os repertórios culturais sejam individuais, ter em mente um modelo facilita muito na hora de fazer algo. Por isso, vamos ver os principais modos de como fazer a introdução da redação do Enem.

Antes de mais nada, para fazer uma boa introdução é preciso identificar um contexto para o seu tema. Ou seja, você precisa inserir o tema da redação em algo mais amplo do que ele, que tende a ser bastante específico.

Por exemplo, caso o tema seja a violência contra a mulher, o contexto pode ser a violência geral da sociedade, a família ou o machismo.

O contexto é o lugar correto para demonstrar seu repertório. É nele que você faz alusões históricas, citações, comparações etc.

Em seguida, você deve fazer seu tema aparecer aí. Ou seja, como o geral te leva ao específico. Você não deve abordar o tema copiando-o palavra por palavra, mas sim com as suas próprias.

Depois que o tema aparecer, é a vez de você apontar qual é a sua tese sobre o assunto. Qual será o objetivo que pretende defender? Ele será sua tese.

Lembre-se que tudo isto deve estar em sintonia com o tema proposto! A fuga do tema é uma das coisas que zeram a redação do Enem. Portanto, atenção a isso! Leia a proposta da prova e faça o esqueleto do seu texto.

Exemplos de como fazer a introdução da redação do Enem

Talvez você ainda sinta um pouco de insegurança diante da folha em branco. É normal, às vezes noções gerais não conseguem saciar nossa vontade de saber como fazer algo, inclusive a introdução da redação do Enem.

Por isso, vamos ver algumas dicas para começar seu texto.

Como fazer a introdução da redação do Enem por resgate histórico?

O resgate ou alusão histórica é uma boa forma de fazer a introdução. Ele te dá a oportunidade de contextualizar o tema e ainda por cima mostrar seu repertório intelectual. Porém, é preciso tomar cuidado para não fugir do tema, nem se estender demais na alusão.

O modo de usar o resgate histórico é tomar pontos da história que possam servir de exemplos para o tema abordado. Como falamos em violência contra a mulher mais acima, a história tem muitos exemplos que retratam este tópico.

Como fazer a introdução da redação do Enem por narração não-ficcional

Às vezes, a gente pega uma frase ou uma provocação e já pensa logo em algum evento midiático, não é? Com o tema da redação do Enem é a mesma coisa.

Podemos lê-lo e já pensar em algo que vimos no jornal. E isso pode ser usado na nossa introdução, o que garante pontos no repertório de atualidades.

É bom que o evento seja algo de fácil verificação. Evite portanto algum acontecimento muito próximo a você, como casos na vizinhança ou escola em que a repercussão foi muito pequena.

Como fazer a introdução da redação do Enem por narração ficcional

Neste modelo, você vai poder usar todo o repertório de séries, filmes, novelas e livros de ficção que tiver.

Beduka Bolsas Direito

Escolha uma situação, uma cena de algo que você viu ou leu e mostre a ligação com o tema.

No caso do exemplo que temos usado, há uma passagem do livro “O País do Carnaval”, de Jorge Amado, que pode servir. Nela, o protagonista diz que só se sentiu brasileiro em dois momentos: no carnaval e batendo na esposa.

Isso pode mostrar a violência geral e como ela está enraizada no Brasil, principalmente quando se dirige contra mulheres.

Como fazer a introdução da redação do Enem por citação

As citações são o modo mais comum de fazer uma introdução na redação do Enem e acabam sendo vistas como clichês. Por isso, cuidado!

Evite usar aquelas frases batidas, que todo mundo usa. Procure frases que tenham conexão muito clara com o tema proposto e esteja alinhada com o que você pretende desenvolver ao longo do texto.

Não é preciso citar filósofos. Você pode abrir seu baú e procurar trechos de música, de discursos. Isso, claro, sempre usando aspas e dizendo o nome do autor.

Como fazer a introdução da redação do Enem por comparação

Comparar semelhanças ou diferenças entre países, regiões e épocas pode ser uma boa forma de como fazer a introdução da redação do Enem.

Para usar este modelo, será preciso ter conhecimento de Geografia e de História. Você pode mostrar como o Brasil era com relação ao trato com as mulheres em décadas de diferentes, ou como a situação vivida aqui é diferente da de outro lugar.

Tome cuidado para não dizer que o país é mais avançado ou atrasado em certas matérias. Além disso, algumas soluções tomadas no passado, ou em outro lugar, podem ferir os Direitos Humanos. Assim, comparar o Brasil com elas pode ser ruim e fazer você perder pontos.

Como fazer a introdução da redação do Enem por questionamento

Você pode fazer sua introdução levantando uma questão sobre o tema que será respondida ao longo do texto.

A estratégia de usar perguntas no início dos textos é algo muito comum na internet. Isso acontece porque elas chamam muito atenção dos usuários.

Você pode usá-las para chamar a atenção do seu leitor: o corretor. Mas lembre-se de responder a todas as questões que você fizer. Caso contrário, será penalizado.

Para evitar constrangimentos, faça perguntas mais específicas. Elas podem ser respondidas de modo mais simples.

Como fazer a introdução da redação do Enem por conceituação

Nesta modalidade você tem de definir algum conceito central do tema ou que tenha a ver com ele. Voltando ao nosso exemplo, poderia conceituar machismo e relacioná-lo com a violência contra a mulher.

Como fazer a introdução da redação do Enem por apresentação de estatísticas

Neste caso, você vai precisar recorrer aos dados referentes ao tema. Eles são muitas vezes apresentados nos textos motivadores. Não copie, apenas tome como referência.

Por exemplo, você poderia dizer a quantidade de denúncias de agressão contra mulheres no Brasil em determinado período.

Agora que você já sabe como fazer a introdução da redação do Enem, veja como fazer as outras partes com o passo a passo de um texto dissertativo-argumentativo.

Prepare-se para o Enem com o Beduka!

O maior interesse do Beduka é ver você aprovado e matriculado no curso dos seus sonhos.

Sabemos que a maior porta de entrada para o ensino superior é o Enem. Por isso, criamos conteúdos diários para que você possa estudar e garantir sua vaga!

Mas ficar só na teoria não basta, né? É preciso praticar!

Por isso, trazemos para você o Simulado do Beduka! Com ele, você responde a questões das edições passadas, de maneira personalizada. Quer praticar só uma das áreas? É possível!

O resultado dele é computado pelo método TRI, o mesmo do Enem. Isso te dá uma noção do quão preparado você está para a próxima edição.

Apesar de serem questões antigas, elas ainda podem ajudar muito porque o Enem tem estabelecido um padrão de temas e quantidade de questões para cada área.

Deste modo, você fica com uma base para o exame.

E pra te ajudar ainda mais, fizemos um canal para o Beduka no Telegram. Lá, além de notícias sobre o Enem e programas do governo, você receberá conteúdos atualizados de matérias.

Simulado Beduka

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador