CotasSisu

Cotas do Sisu: saiba quais são os tipos e se você pode usá-las!

Cotas do SisuCotas do Sisu: saiba quais são os tipos, se você pode usar e como isso afeta sua avaliação!

Você está em uma condição de baixa renda? Pertence a algum grupo étnico considerado minoria? Se sim, saiba que provavelmente você pode se inscrever no Sisu usando uma das modalidades de cotas. Neste artigo, vamos te mostrar quais são os tipos de cotas do Sisu e como elas interferem na sua avaliação!

Esse artigo sobre as cotas do Sisu é tão completo que dividimos em tópicos! Clique em um deles para ir diretamente ao conteúdo:

  1. Afinal, o que são as cotas do Sisu?
  2. Como as cotas do Sisu podem interferir na minha avaliação?
  3. Quais são as modalidades de cotas do Sisu?
  4. Como funcionam as cotas do Sisu para alunos de escola pública?
  5. Quais são as condições para as cotas de baixa renda?
  6. Como funcionam as cotas do Sisu para minorias (pretos, pardos, amarelos e indígenas)?
  7. Como eu provo que me enquadro nas cotas do Sisu?

Você ainda tem dúvidas sobre qual profissão escolher? O Raio-X do Beduka te ajuda! Ele é um teste super legal que aponta os traços da sua personalidade e, com base nisso, te dá sugestões de profissões!

Afinal, o que são as cotas do Sisu?

Você já deve ter ouvido por aí muita gente criticando ou defendendo a existência de cotas ou políticas afirmativas. Não vamos entrar nesse mérito por aqui. 

Vamos apenas te informar o que elas são, porque existem e como isso pode interferir na sua inscrição do Sisu.

As cotas são uma política pública que reserva um número de vagas de universidades para pessoas de um determinado grupo social. Elas podem existir em instituições de ensino ou trabalho e o Sisu já aderiu a essa prática.

Os principais exemplos de grupos cotistas são estudantes da rede pública de ensino, pessoas com baixa renda, pessoas com deficiência (PcD) e Pretos, Pardos e Indígenas (PPI).

Na prática, as cotas funcionam assim:

A instituição B oferta 100 vagas para o curso K. 50 vagas serão para ampla concorrência (sem cotas) e as outras 50 vagas serão para as cotas.

Dessas 50 vagas de cotas, 30% será para negros (15 vagas), 50% será para pessoas de baixa renda (25 vagas) e 20% para pardos (10 vagas).

Isso não significa que uma pessoa de baixa renda, escola pública, negra, parda ou amarela só deve competir nessa modalidade. Na verdade, elas podem competir nas cotas e na ampla concorrência. Usá-las ou não fica a seu critério!

Por que as cotas existem no Sisu?

Você deve estar se perguntando por que fazer isso, não é? 

Os criadores desse projeto queriam combater a desigualdade social. Eles acharam que o melhor jeito de fazer isso seria obrigar as instituições a admitir determinado contingente de cada grupo social.

No Brasil, as cotas foram consolidadas principalmente com a lei nº 12.711 de agosto de 2012, conhecida como Lei de Cotas.

Como as cotas podem interferir na minha inscrição do Sisu?

Para entender como as cotas do Sisu podem te ajudar, vamos usar um exemplo. Imagine que estamos comparando as notas de pessoas pardas e brancas. 

A dos brancos são mais altas (no geral), já que a maioria dos estudantes pardos vivem em locais com pouca estrutura escolar. Na tentativa de corrigir essa desigualdade, o Sisu permite que, na hora da inscrição, você selecione um tipo de cotas para pardos.

Sendo assim, a sua nota passará a concorrer somente com as dos outros pardos. Assim, vocês estarão disputando um número garantido de vagas para esse público. Por isso, normalmente as notas de corte dos grupos cotistas são menores.

Até aqui, tranquilo de entender? 

Agora você precisa saber que há 4 tipos de modalidades que você pode selecionar e que cada uma tem suas próprias condições. 

Vamos lá!

Quais são as modalidades das cotas no Sisu?

Quando você está confirmando seu cadastro no sistema do Sisu, você pode selecionar 4 modalidades. Dentre essas quatro, há 3 tipos de cotas no Sisu.

São elas:

  • Cotas para alunos de escola pública;
  • Cotas para pessoas de baixa renda;
  • Cotas para ações afirmativas;
  • Ampla Concorrência (sem cotas).

Além disso, cada universidade também pode oferecer suas próprias ações afirmativas, como “pessoas com deficiência” ou “quilombolas”.

Agora que você já sabe quais são elas, é importante entender suas condições específicas. Olha só:

Como funciona a cota para alunos de escola pública no Sisu?

Todos os tipos de cotas do Sisu exigem que você tenha completado o Ensino Médio em escolas públicas. Essa condição é o denominador comum. O que vai mudar nas outras categorias é o acréscimo de alguma característica.

Sendo assim, aqui se enquadram pessoas de qualquer cor ou renda, desde que tenham completado o Ensino Médio na rede pública de educação.

Algumas instituições aceitam os que concluíram em escolas particulares com bolsa de 100%, mas é preciso conferir se existe essa opção.

Como funciona a cota de pessoas de baixa renda no Sisu?

Como dissemos, nesta modalidade não apenas é necessário ser estudante da rede pública, mas também alguns requisitos de renda. 

Funciona assim, as vagas reservadas às cotas (50% do total de vagas da instituição) serão divididas da seguinte forma:

  • Metade é para estudantes de escolas públicas com renda familiar bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa. 
  • A outra metade é para estudantes de escolas públicas com renda familiar bruta superior a um salário mínimo e meio por pessoa.

Como funciona a cota de ações afirmativas (pretos, pardos, amarelos, indígenas e quilombolas) no Sisu?

Como foi dito, a lei e as cotas do Sisu também levam em conta critérios de cor e etnia nessas vagas reservadas. Nesse caso, estamos falando dos estudantes autodeclarados pretos, pardos, amarelos ou indígenas. 

A quantidade de vagas disponíveis para essas cotas é proporcional à população de pessoas pretas, pardas e indígenas naquele estado. Essa medição é feita de acordo com o último censo do IBGE.

Tomando um caso real, podemos dizer que as universidades do nordeste terão mais vagas para esse tipo de cotas do que as do Rio Grande do Sul.

Como provar que me enquadro nas condições de cotas do Sisu?

Para saber como provar que você é cotista, vai depender da modalidade de cotas do Sisu que você escolheu! Em alguns casos serão precisos documentos, enquanto em outras não. 

Veja só:

A comprovação pode ser pedida quando fizer a matrícula ou até mesmo em outro momento que for solicitado. A lista de documentos que deve ser apresentada será informada no boletim do candidato, na página do Sisu.

Além disso, de acordo com a Lei de Cotas, os critérios de cor e etnia são auto declaratórios. Isso significa que o candidato que se declarar preto, pardo ou indígena tem que apresentar documentos ou poderá ser avaliado por uma banca posteriormente.

Já para o critério de renda, cada instituição de ensino exige uma relação própria de documentos. Inclusive, essa informação é mostrada para o candidato quando ele se inscreve no Sisu. 

Curtiu saber quais são os tipos de cotas do Sisu? Acompanhe o nosso perfil no Instagram para ficar por dentro! Por lá, nós sempre atualizamos os estudantes sobre as novidades do universo vestibulístico e com dicas fresquinhas!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador