ExercíciosHistória

Os 10 Melhores Exercícios de Revoluções Liberais com Gabarito

Exercícios de Revoluções LiberaisOs 10 Melhores Exercícios de Revoluções Liberais com Gabarito

As Revoluções Liberais foram rupturas ocasionadas por uma forte mobilização de grupos maiores ou menores em torno dos princípios do liberalismo político. Em uma época de popularização dos pensadores iluministas, suas ideias saíram do papel e provocaram grandes transformações na sociedade. Leia nosso resumo e coloque seu conhecimento em prática com os Exercícios de Revoluções Liberais.

Quando você terminar os Exercícios de Revoluções Liberais, coloque em prática todo seu conhecimento com O Melhor Simulado Enem do Brasil. 

A sociedade se transforma rapidamente. As modas vêm e vão em todos os setores da vida. 

Autores e pensamentos ganham proeminência e relevância em lugares e em momentos distintos.

Essas modas políticas não se limitam apenas em embasar debates e escritos acadêmicos, elas escorrem para a sociedade por meio de canais de comunicação.

Não foi diferente na virada do século XVIII para o XIX. As ideias iluministas, românticas e liberais, estavam em plena efervescência. 

Autores como Voltaire, Hobbes, Rousseau e outros, eram modas entre os jovens. Com o tempo, surgiu uma forte resistência ao que foi denominado “Antigo Regime”.

Toda aquela tradição ligada a uma Igreja Católica atuante e a um monarca com grande concentração de poder, passou a ser questionada e, muitas vezes, violentamente atacada.

Essas rupturas nos mais variados países ficaram conhecidas como as Revoluções Liberais

  • Você é uma daquelas pessoas que tem fome de conhecimento? Então siga o Beduka no Instagram para conteúdos diários.

O que foram as Revoluções Liberais?

As Revoluções Liberais foram rupturas ocasionadas por uma forte mobilização de grupos maiores ou menores em torno dos princípios do liberalismo político. Em uma época de popularização dos pensadores iluministas, suas ideias saíram do papel e provocaram grandes transformações na sociedade.

A Europa presenciou o surgimento de uma nova maneira de enxergar a relação entre o indivíduo e a sociedade. Mudanças que previam uma ruptura com a tradição de poder centralizado na Igreja e no rei.

A Liberdade guiando o Povo de Eugène Delacroix
A Liberdade guiando o Povo de Eugène Delacroix

Essa forma de Governo que deveria ser superada, foi batizada como “Antigo Regime” ou Absolutismo. As revoltas se insurgiram contra isso por crerem em propostas modernizadoras que variavam de acordo com o contexto.

Alguns países pediam a Independência, outros, a troca de regime político. Esses conflitos criaram as bases de muitas ideias que pautaram todo o século XIX.

Quais foram as principais revoluções liberais?

As principais Revoluções Liberais foram:

  • Revolução Americana (1763);
  • Revolução Francesa (1789) 
  • Revolução Liberal do Porto (1820)
  • Revoluções de 1830 (em vários países europeus)
  • Revoltas Liberais no Brasil (1842)
  • Revoluções de 1848;
  • La Gloriosa (1868)

Alguns historiadores inserem os mais variados processos de independência, incluindo o do Brasil, nessa lista de revoluções.

A Revolução Francesa, a Revolução Industrial e a Revolução Gloriosa, também são chamadas de Revoluções Burguesas. Dentro desse mesmo contexto, marcaram o começo do fim do Antigo Regime.

Você quer saber sobre cada uma dessas Revoluções? Leia o Artigo Completo sobre Revolução Burguesa que escrevemos para você.

O que as Revoluções Liberais defendiam?

A pauta defendida por cada revolução variava bastante de acordo com contexto e lugar. A máxima mais genérica que embasou essas rupturas foram os princípios do liberalismo político:

  • Fim do Antigo Regime;
  • Igualdade perante a lei;
  • Direito à vida, propriedade e liberdade;
  • Consentimento dado pelos governados;
  • Diminuição do poder do clero;
  • Estado laico;
  • Constitucionalismo;

Em muitos momentos esses princípios foram usados como justificativas para extremismos dos revolucionários. Clérigos, reis, nobres e opositores da revolução foram cruelmente assassinados.

Cidades foram destruídas, propriedades violadas, direitos desrespeitados e, estranhamente, a ação desses revolucionários iam de encontro a todas as suas bandeiras.

Essa é a mais do que bem estabelecida linha que separa teoria e prática. O campo bonito das ideias da arena cruel e fria do mundo real.

Quais mudanças as Revoluções Liberais provocaram no mundo?

Atualmente, a maior parte dos países do Ocidente adotam uma postura onde seus governantes são submetidos a uma Constituição. Mesmo aqueles países que possuem uma monarquia, aplicam um regime parlamentarista.

A grande maioria das Nações Ocidentais, foram convencidas pelo regime republicano tão defendido nas Revoluções Liberais.

Grande parte do nosso vocabulário político, como a concepção que temos de “direita e esquerda” ou da própria palavra “revolução” foi consolidado nesse momento.

A estrutura das constituições, os direitos humanos, a concepção da relação entre Estado, sociedade e igreja são heranças claras das Revoluções Liberais.

Uma curiosidade interessante, é como os símbolos republicanos são presentes em nosso cotidiano. Observe:

Marianne na cédula de real

A mulher estampada em todas as cédulas do real é Marianne, símbolo da República francesa. A mesma que aparece no quadro “A Liberdade Guiando o Povo” exibido lá em cima.

Exercícios de Revoluções Liberais com Gabarito

Esperamos que, com esse resumo, tudo tenha ficado mais claro para você. 

Parabéns por ter lido até aqui!

Baixe gratuitamente o Plano de Estudos do Beduka e tenha uma preparação perfeita para o ENEM.

Questão 1 – (UFRGS) O ciclo das revoluções europeias de 1848 deu origem a vários acontecimentos. Analise os itens a seguir:

I. Fim do reinado de Luís Filipe na França e início da

II República.

II. Destruição do sistema conservador da restauração imposto sob a liderança de Metternich no Congresso de Viena.

III. Revoltas nas províncias brasileiras durante a época da Regência.

Quais deles contêm acontecimentos históricos que tiveram origem no citado ciclo?

a) Apenas III

b) Apenas I e II

c) Apenas I e III

d) Apenas II e III

e) I, II e III

Questão 2 – (Ufrs) A onda revolucionária que abalou a Europa em 1848, também conhecida como “Primavera dos Povos”, significou 

a) o avanço das ideias liberais e nacionalistas, a consolidação da burguesia no poder e a entrada do proletariado industrial no cenário político. 

b) a vitória das diversas correntes socialistas que fundaram, a seguir, a Comuna de Paris. 

c) a expansão dos setores conservadores que restauraram o Antigo Regime na Áustria, Prússia e Rússia, afastados do poder desde o Congresso de Viena. 

d) a conquista do Estado pela aliança constituída pela burguesia financeira e pelo proletariado industrial em detrimento dos setores conservadores do Antigo Regime. 

e) um retrocesso que retardou, na Europa ocidental, a ascensão do liberalismo político e do nacionalismo, ideologias características das burguesias nacionais. 

Questão 3 – (Puccamp) Estrangeiro é quem mudou de país, mudou de paisagem e fez da viagem um modo de estar. Quem deixou para trás o que tinha pela frente. Quem era igual e se tornou diferente. Estrangeiro é quem mudou por inteiro: de ares, de amigos e até de dinheiro. (Alberto Martins. “A Floresta e o estrangeiro”. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2000. p. 6-7) 

No final do século XIX, a imigração europeia para o Brasil estava relacionada ao processo de unificação da Itália e Alemanha. O movimento pela unificação desses dois países foi conduzido, sobretudo, por grupos políticos que defendiam, a um só tempo, o 

a) socialismo e o nacionalismo. 

b) socialismo e o republicanismo. 

c) liberalismo e o socialismo. 

d) liberalismo e o nacionalismo. 

e) comunismo e o republicanismo.

Questão 4 – (Ufg 2012) O ano de 1848 foi marcado por manifestações populares na Europa, conhecidas como “Primavera dos Povos”. Em 2010, um protesto na Tunísia deflagrou um conjunto de manifestações populares em outros países árabes. A imprensa aproximou os eventos de 1848 e 2010, quando cunhou a expressão Primavera dos povos árabes. Essa aproximação advém

a) do interesse árabe em resolver conflitos entre minorias étnicas, as quais, como em 1848, encontram-se esmagadas por governos autoritários. 

b) da expectativa ocidental de que os países árabes assimilem a democracia, assim como em 1848 se esperava a ampliação das reformas liberais. 

c) do sentimento nacionalista laico das manifestações de 2010, que sustentou também as reivindicações das mobilizações de 1848. 

d) do ideal romântico que, em 2010, se expressou no martírio dos rebeldes e, em 1848, na disposição para a luta nas barricadas. 

e) da insatisfação com as constituições árabes que, assim como no constitucionalismo europeu de 1848, obstaculizam a participação popular. ]

Questão 5 – (Puccamp 2005) No contexto histórico da geração de 1848, a França tornou-se palco inicial e de expansão de revoltas em toda a Europa que enfraqueceram definitivamente os movimentos 

a) liberais, que ganhavam força política com a restauração dos Estados Absolutistas. 

b) socialistas, que pregavam o fim da propriedade privada e da sociedade sem classes. 

c) nacionalistas, que procuravam enfraquecer a política intervencionista da Santa Aliança. 

d) conservadores, que procuravam restaurar o Antigo Regime desde o Congresso de Viena.

e) anarquistas, que defendiam o fim do poder político e o domínio superior do ideal humanista. 

  • Muito bem! Você chegou à metade dos Exercícios de Revoluções Liberais. Continue fazendo o restante.

Questão 6 – (Unifesp 2004) O movimento revolucionário de 1848, que abalou, mas não destruiu, a ordem social vigente na Europa, pode ser caracterizado como um conflito no qual 

a) a burguesia, ou frações desta classe, face ao perigo representado pelo proletariado, não tomou o poder. 

b) o campesinato, em luta encarniçada contra a nobreza, abriu espaço para a burguesia tomar o poder. 

c) a nobreza, diante da ameaça representada pela burguesia, fez concessões ao proletariado para se manter no poder. 

d) o proletariado, embora fosse uma classe já madura e com experiência, ficou a reboque dos acontecimentos. 

e) não houve luta de classes, e sim disputas derivadas das tensões e contradições existentes entre ricos e pobres. 

Questão 7 – (Ufrgs 2001) Em 1830 o rei Carlos X, líder dos ultrarrealistas da França, desfechou um golpe com a intenção de restaurar o absolutismo, o que resultou nas jornadas gloriosas de julho, em Paris, que tiveram como consequência 

a) proclamação da República, em que se destacou Luiz Bonaparte, que organizou o Partido da Ordem. 

b) liquidação do absolutismo dos Bourbons e a instalação de uma monarquia liberal sob o governo de Luiz Felipe de Orleans. 

c) instauração do governo do comitê de salvação pública e a declaração de guerra à Santa Aliança. 

d) conquista do México para desviar a tensão política interna e restaurar o prestígio dos Bourbons. 

e) enunciação da Doutrina Monroe, prevendo a conquista do Oeste dos Estados Unidos pela província francesa do Quebec. 

Questão 8 – (Ufu 2001) “1848 foi a primeira revolução potencialmente global. (…) Num certo sentido, foi o paradigma de um tipo de ‘revolução mundial’ com o qual, dali em diante, rebeldes poderiam sonhar e que, em raros momentos (…) eles pensaram poder reconhecer. De fato, explosões simultâneas continentais ou mundiais são extremamente, raras”. (HOBSBAWM. E. “A Era do Capital.” São Paulo: Paz e Terra, 1982. p.30.) Sobre as revoluções de 1848, assinale a alternativa correta. 

a) O caráter de “revolução mundial” de que se revestiram estes movimentos deveu-se à influência da Associação Internacional dos Trabalhadores – a 2a Internacional – que possibilitou estender os movimentos não só por toda a Europa, mas também pelas principais cidades do continente americano. 

b) As revoluções de 1848 foram movimentos do proletariado industrial num contexto de crise econômica, começando na Inglaterra e atingindo a França, Alemanha e Bélgica, derrubando os governos burgueses e instalando repúblicas de orientação socialista. 

c) Foram movimentos que mesclaram os interesses liberais e nacionalistas da burguesia, em sua luta contra o absolutismo, às reivindicações e ao descontentamento das massas populares, canalizadas pelo socialismo, que pregava reformas radicais. 

d) Essencialmente urbanas, as revoluções de 1848 foram movimentos de resistência contra o conservadorismo, organizadas e controladas pela burguesia europeia, e inspiradas no liberalismo radical, sem a participação popular. 

  • Ufa, estamos quase lá! Faça os 2 últimos Exercícios de Revoluções Liberais.

Questão 9 – (Ufsm 2001) Em 1830, a Europa é varrida por revoltas que têm suas origens

I. no ideário da Revolução Francesa. II. no socialismo da burguesia em ascensão. III. nos princípios do liberalismo e do nacionalismo. IV. no ideário da Santa Aliança. Estão corretas a) apenas I e II. 

b) apenas I e III. 

c) apenas II e IV. 

d) apenas III e IV. 

e) apenas II, III e IV. 

Questão 10 – (PUC Rio–2011) A gravura a seguir foi difundida pelos revolucionários franceses das barricadas de 1848 e simbolizava a sua principal reivindicação.

Exercício de Revoluções Liberais (10)

França 1848 – O voto ou o fuzil, gravura de M. -L. Bosredon (B.N., Paris). Disponível em: <http://www.histoire-image.org>.

Considerando a gravura e o debate político no qual se insere, é CORRETO afirmar que:

a) a urna eleitoral representa o sufrágio universal defendido pela burguesia liberal que reconhecia o papel das classes trabalhadoras nas guerras antiabsolutistas.

b) a ampliação do voto é apresentada como uma conquista dos setores militares positivistas, ideia reforçada pela presença simultânea da urna e do fuzil.

c) a defesa do sufrágio universal era um meio de os liberais franceses restaurarem a ordem social após as agitações da Revolução de 1789, como indica a deposição das armas.

d) os democratas eram a favor da soberania popular e a identificavam com o voto universal, masculino e feminino, tal como o demonstra a imagem.

e) a República e a revolução social eram reivindicações  de socialistas, democratas e trabalhadores urbanos, como é ilustrado pelo acesso ao voto por parte de um operário.

  • Parabéns, você fez todos os Exercícios de Revoluções Liberais, Confira agora o Gabarito:

Gabarito dos Exercícios de Revoluções Liberais

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: b) Apenas I e II

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: c) a expansão dos setores conservadores que restauraram o Antigo Regime na Áustria, Prússia e Rússia, afastados do poder desde o Congresso de Viena. 

Exercício resolvido da questão 3 –

Alternativa correta: a) socialismo e o nacionalismo. 

Exercício resolvido da questão 4 –

Alternativa correta: c) do sentimento nacionalista laico das manifestações de 2010, que sustentou também as reivindicações das mobilizações de 1848. 

Exercício resolvido da questão 5 –

Alternativa correta: e) anarquistas, que defendiam o fim do poder político e o domínio superior do ideal humanista. 

Exercício resolvido da questão 6 –

Alternativa correta: e) não houve luta de classes, e sim disputas derivadas das tensões e contradições existentes entre ricos e pobres. 

Exercício resolvido da questão 7 –

Alternativa correta: b) liquidação do absolutismo dos Bourbons e a instalação de uma monarquia liberal sob o governo de Luiz Felipe de Orleans. 

Exercício resolvido da questão 8 –

Alternativa correta: c) Foram movimentos que mesclaram os interesses liberais e nacionalistas da burguesia, em sua luta contra o absolutismo, às reivindicações e ao descontentamento das massas populares, canalizadas pelo socialismo, que pregava reformas radicais. 

Exercício resolvido da questão 9 –

Alternativa correta: d) apenas III e IV.

Exercício resolvido da questão 10 –

Alternativa correta: e) a República e a revolução social eram reivindicações  de socialistas, democratas e trabalhadores urbanos,como é ilustrado pelo acesso ao voto por parte de um operário.

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Gostou dos nossos Exercícios de Revoluções Liberais? Compartilhe com os seus amigos e comente abaixo sobre as áreas que você deseja mais explicações.

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por profissionais de várias formações (professores, jornalistas, filósofos), sempre prontos a oferecer os melhores conteúdos educacionais com foco no Enem e colaborar com a formação de todos os alunos. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

2 Comentários

  • A resposta correta da questão 7 é a alternativa B e não a C como consta no gabarito. o comitê de salvação publica foi instaurado na fase do terror durante a Revolução Francesa em 1793- 1794, portanto em período anterior as jornadas gloriosas que aconteceram em 1830.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador