Biologia

Interfase: Aprenda como as células do seu corpo se multiplicam

O que é Interfase?O que é Interfase?

Uma célula somática apresenta dois grandes períodos durante seu ciclo celular: a interfase e a mitose. Na interfase, a célula cresce e prepara-se para a fase seguinte. Neste resumo, você vai entender o que é interfase, o que ocorre em cada uma de suas etapas e o que acontece depois dela, ou seja, a mitose. Vamos lá?

A seguir, você verá um resumo completo sobre o que é interfase. Se preferir, pode ir diretamente ao assunto clicando em um desses tópicos:

Depois de ler este artigo, que tal testar o que aprendeu com o Simulado Enem do Beduka? Ele simula o método TRI de correção e é 100% gratuito, aproveite!

O que é interfase?

As células não estão sempre se dividindo, ou seja em mitose. Na realidade, a maior parte da vida de uma célula fica entre uma divisão e outra, e esse período é o que chamamos de interfase

O ciclo celular possui dois grandes períodos. A interfase corresponde ao primeiro e é dividida nas seguintes fases: G1, S e G2. 

O período seguinte é a mitose em que a célula divide-se em duas. A mitose ocorre em quatro fases: prófase, metáfase, anáfase e telófase. 

De forma resumida, podemos dizer que na interfase há: o crescimento da célula (G1), duplicação do DNA (S) e preparação final para a divisão celular (G2). 

Leia nosso resumo completo sobre Divisão Celular aqui!

Quais são as etapas da interfase?

Depois de entender brevemente o que é interfase, acompanhe com mais detalhes cada uma de suas etapas.

Fase G1 (intervalo 1)

O G vem do inglês “gap” e significa intervalo. Desse modo, não há atividade relacionada com o processo de divisão celular em si. De acordo com estimativas, a fase G1 pode durar cerca de 4 horas.

Nessa fase, cada cromossomo possui somente uma molécula de DNA (uma cromátide). 

Todos os cromossomos apresentam uma região especial de constrição chamada de centrômero e em cada extremidade um telômero. Guarde essas informações, elas serão importantes nas etapas adiante. 

Fase S (síntese)

A letra S vem da palavra síntese, que nesse caso refere-se ao DNA. Nessa fase, ocorre a duplicação do DNA de cada cromossomo

A duplicação do DNA é semiconservativa, pois cada molécula de DNA recém formado possui uma das cadeias de polinucleotídeos da molécula mãe. 

Contudo, apesar de ocorrer a duplicação do DNA nessa fase, as moléculas filhas não se separam completamente, elas permanecem unidas por meio do centrômero. 

Fase G2 (intervalo 2)

Nessa fase, a síntese de DNA já está completa e a célula encontra-se pronta para entrar em mitose. 

Na região do centrômero de cada cromátide irmã surge o cinetócoro. O cinetócoro é uma espécie de complexo proteico que se unirá aos microtúbulos, que se organizam em fibras de fuso durante a divisão celular. 

O que ocorre depois da interfase?

Agora que você já sabe o que é interfase, que tal entender sobre a próxima etapa do ciclo celular? Entenda a seguir o que é mitose!

A mitose é a divisão celular das células somáticas dos organismos. 

As células somáticas constituem nossos tecidos e órgãos e são responsáveis pela reprodução assexuada nuclear (sem a produção de gametas), pelo crescimento de organismos multicelulares e pela regeneração dos tecidos. 

Ela acontece da seguinte maneira: uma célula dá origem a outras duas com o mesmo número de cromossomos da célula mãe. 

Assim como aprendemos no tópico sobre o que é interfase, a mitose é dividida em algumas etapas, veja quais são e o que acontece em cada uma: 

  • Prófase: os cromossomos duplicados começam a se condensar, os nucléolos desaparecem, os centrossomos organizam seus microtúbulos e movem-se para os polos celulares. Nessa fase também ocorre a degradação da carioteca. 
  • Metáfase: os microtúbulos unem-se às fibras cromossômicas e posicionam os cromossomos na placa equatorial. Além disso, como os cromossomos estão em sua condensação máxima este é o momento propício para contá-los e classificá-los. 
  • Anáfase: as fibras do fuso separam-se dos centrômeros (separação completa das cromátides irmãs) e formam os cromossomos irmãos, que são puxados pelas fibras para os pólos opostos da célula. 
  • Telófase: os cromossomos descondensam em ambos os pólos celulares, as fibras cromossômicas desaparecem, a carioteca e o núcleo se reorganizam. 
  • Citocinese: a divisão do núcleo (cariocinese) e do citoplasma (citocinese) são concluídas. 

Vale ressaltar que os telômeros, isto é, estruturas formadas por fileiras repetitivas de proteínas e DNA não codificante que formam as extremidades dos cromossomos, são extremamente importantes na divisão celular.

Isso porque, eles servem como um marcador, “avisando” quando a divisão deve parar. Esse mecanismo protege contra divisões fora do controle (como acontece com células cancerígenas). 

Ao longo do tempo, os telômeros vão diminuindo de tamanho, até perderem sua funcionalidade. 

Gostou do nosso resumo sobre o que é interfase? Não deixe de conferir outros artigos igualmente interessantes aqui do blog.

Agora teste o que aprendeu com nossa lista de exercícios sobre divisão celular!

A seguir temos uma oportunidade incrível que pode mudar sua vida, não deixe de conferir!

Nós conectamos você à faculdade!

Você sabia que é possível entrar em uma excelente universidade, no curso dos seus sonhos, sem fazer o Enem ou vestibular? 

É isso mesmo! Estamos falando do Beduka Bolsas.

O Beduka Bolsas é uma plataforma online que te conecta com bolsas de estudos nas melhores universidades! 

São mais de 90 opções de cursos para você escolher, com bolsas que podem chegar até 65% de desconto no valor da mensalidade, e de quebra, você ainda ganha a matrícula gratuita!

Você não pode perder essa oportunidade. Acesse o Beduka Bolsas agora e saiba mais!

Siga nosso Instagram e Pinterest para receber conteúdos e resumos de matérias que caem no Enem e outros vestibulares diariamente e dê um up nos seus estudos!

Obrigada por ler nosso artigo sobre o que é interfase.

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador