Biologia

O que são anticorpos e antígenos? Descubra como seu corpo atua contra agentes infecciosos!

O que são anticorpos e antígenos?O que são anticorpos e antígenos?
Mude de vida com Beduka Bolsas

Você sabia que quando seu corpo entra em contato com algum microrganismo invasor, como vírus e bactérias, seu sistema imune monta uma verdadeira força tarefa para te proteger? 

Sim! O sistema imune é basicamente dividido em dois: específico e não específico. O sistema não específico é o primeiro a agir contra organismos invasores de nosso corpo, ele atua rapidamente e não distingue um agente infeccioso de outro.

Já o sistema específico, também chamado de adaptativo, é um pouco mais lento, porém age de maneira certeira para reconhecer e eliminar microrganismos estranhos. Aprenda o que são anticorpos e antígenos, como funcionam vacinas e soros e muitas outras informações úteis para o Enem neste resumo!

Preparamos este resumo completo para você entender o que são anticorpos e antígenos. Vá direto ao conteúdo que deseja clicando em um dos tópicos abaixo:

Você sabia que a imunologia é um assunto recorrente no Enem? Prepare-se com o Simulado Enem do Beduka. Ele é 100% gratuito e utiliza o método TRI de correção!

O que é o Sistema Imunitário?

Antes de responder sua dúvida sobre o que são anticorpos e antígenos, é interessante que você saiba o que é o sistema imunitário e como ele funciona. 

O sistema imunitário ou imune é responsável pelos mecanismos de defesa do corpo contra agentes infecciosos. 

Ao contrário da pele, da inflamação e da fagocitose, que são formas de defesa não específicas, isto é, que combatem qualquer partícula invasora, o sistema imunitário realiza um combate específico contra cada tipo de invasor. 

As células responsáveis por este combate são os linfócitos B e T e os plasmócitos, que são células derivadas dos linfócitos B. Essas células são produzidas em sua maior parte na medula óssea e nos órgãos linfáticos. 

Conheça tudo sobre as células do sistema imune aqui!

O que são anticorpos e antígenos?

Para entender o que são anticorpos e antígenos lembre-se do seguinte: cada organismo apresenta algumas proteínas diferentes das proteínas de outros seres vivos.

Dessa forma, quando uma bactéria ou outro tipo de microrganismo entra no corpo de uma pessoa, as proteínas desse invasor não são reconhecidas. 

Assim, o sistema imunitário desencadeia a produção dos anticorpos, que são basicamente proteínas capazes de neutralizar outras proteínas estranhas, os antígenos. 

Os antígenos podem ser encontrados nos envoltórios dos vírus, bactérias, fungos, protistas e vermes parasitas. Além disso, eles também estão presentes na superfície de materiais estranhos ao corpo humano, como pólen e tecidos transplantados. 

Vale ressaltar que os anticorpos são altamente específicos, ou seja, para cada tipo de antígeno é sintetizado apenas um tipo de anticorpo, que possui forma complementar à do antígeno.

Desse modo, o sistema imune produz milhões de grupos diferentes de linfócitos B, cada grupo com um anticorpo diferente em sua membrana. 

Quando um antígeno entra no organismo, o anticorpo que lhe é complementar liga-se a ele, o que ativa o linfócito que traz o anticorpo em sua membrana. 

Os linfócitos ativados se multiplicam e se transformam nos plasmócitos, produzindo os anticorpos que circulam no sangue. 

A junção do anticorpo com o antígeno faz com que os agentes infecciosos se aglutinem

Esse mecanismo evita que os invasores se espalhem pelo corpo e também facilita a ação dos glóbulos brancos e dos macrófagos, que fagocitam e digerem os agentes patogênicos.

Quando uma criança nasce, ela recebe automaticamente anticorpos prontos de sua mãe através da placenta. Além disso, ela também adquire outros durante a amamentação.

Ao longo da vida, o ser humano é capaz de sintetizar anticorpos diferentes em resposta aos antígenos com os quais entra em contato.

Depois de entender o que são anticorpos e antígenos, aprenda quem são os microrganismos patogênicos!

Qual é a diferença entre imunização ativa e passiva?

Na imunização ativa uma pessoa sadia recebe pela primeira vez uma pequena quantidade de antígeno. 

Em seguida, essa pessoa passa a produzir anticorpos, que após alguns dias estarão disponíveis no sangue para atuar contra os antígenos. Chamamos esse mecanismo de resposta primária.

Se essa pessoa receber uma segunda inoculação do mesmo antígeno, a resposta imunológica será mais rápida que a anterior e a produção de anticorpos, muito maior. 

Essa é a chamada resposta secundária, relacionada ao mecanismo de memória, que é prontamente ativada quando o organismo volta a entrar em contato com o antígeno.

Já na imunização passiva, os anticorpos são introduzidos no organismo já prontos para o combate a um antígeno específico. 

Esse tipo de imunização tem como finalidade desencadear uma resposta rápida do organismo.

Vacinas

Um exemplo de imunização ativa são as vacinas, que funcionam da seguinte forma: 

Os antígenos empregados na produção das vacinas são as formas atenuadas de toxinas dos próprios microrganismos causadores das doenças, mas enfraquecidos ou mortos.

Esses anticorpos são produzidos como se a toxina ou os microrganismos estivessem na forma ativa. Dessa maneira, através das vacinações, adquirimos imunidade contra doenças sem que as tenhamos contraído.

As vacinas atuam como uma primeira inoculação de antígeno, “programando” o organismo para produzir rapidamente mais anticorpos, caso o indivíduo entre em contato com as formas ativas dos antígenos causadores de doenças

Soros

Os soros são exemplos de imunização passiva. Como mencionamos, esse tipo de imunização age de maneira mais rápida.

Em função disso, eles são utilizados quando uma pessoa é picada por serpentes peçonhentas ou quando alguém sofre ferimentos suspeitos de contaminação pela bactéria que causa tétano ou pelo vírus da raiva. 

Nesses casos, não se deve esperar que seu corpo produza anticorpos, pois esse processo é bastante lento em relação à capacidade de proliferação do microrganismo invasor ou ao alto poder tóxico da peçonha. 

Assim, deve-se inocular na pessoa um líquido obtido do sangue de um animal previamente colocado em contato com a peçonha ou com o agente infeccioso com certa quantidade de anticorpos, que começam a neutralizar imediatamente os antígenos. 

Logo após, a pessoa passa a produzir os próprios anticorpos, impedindo a progressão da infecção ou da intoxicação. 

Esperamos ter contribuído com seus estudos com esse resumo completo sobre o que são anticorpos e antígenos.

Resolva nossa lista de exercícios sobre sistema imunológico aqui!

Como os anticorpos e antígenos caem no Enem?

Agora que você já sabe o que são anticorpos e antígenos, teste seus conhecimentos com algumas questões do Enem sobre o assunto. 

Ah, e não deixe de conferir o gabarito com as respostas comentadas no final!

Questão 1 – (ENEM)

Bdeuka Bolsas de Ano Novo

Do ponto de vista fisiológico, anticorpos são moléculas proteicas produzidas e secretadas por células do sistema imune de mamíferos, conhecidas como linfócitos B. Reconhecem e atacam alvos moleculares específicos, os antígenos, presentes em agentes invasores, como, por exemplo, vírus, bactérias, fungos e células tumorais. Atualmente, algumas empresas brasileiras de biotecnologia vêm desenvolvendo anticorpos em laboratório. Um dos primeiros produtos é utilizado para detecção precoce da ferrugem asiática da soja, doença causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, capaz de dizimar plantações. Há ainda a produção de kits para fins de pesquisa e diagnóstico de antígenos específicos de interesse para a saúde pública, como hepatite A, B e C, leptospirose e febre amarela.

VASCONCELOS,Y In: Anticorpos de valor. Pesquisa FAPESP. N° 170, abr. 2010 (adaptado).

O desenvolvimento de anticorpos específicos por empresas de biotecnologia será benéfico para a saúde pública, porque proporcionará:

a) a vacinação em massa da população.

b) a cura de doenças por meio da terapia gênica.

c) a fabricação de um medicamento que seja mutagênico para os vírus.

d) o tratamento de doenças nos estágios iniciais de seu desenvolvimento.

e) o desenvolvimento de um único fármaco que combata diversos parasitas.

Questão 2 – (ENEM)

Nem sempre é seguro colocar vírus inteiros numa vacina. Alguns são tão perigosos que os cientistas preferem usar só um de seus genes – aquele que fabrica o antígeno, proteína que é reconhecida pelas células de defesa. Uma dessas vacinas de alta tecnologia é a anti-hepatite B. Um gene do vírus é emendado ao DNA de um fungo inofensivo, que passa, então, a produzir uma substância que é injetada no corpo humano.

Vírus: guerra silenciosa. Superinteressante, n. 143, ago. 1999 (adaptado).

A função dessa substância, produzida pelo fungo, no organismo humano é

a) neutralizar proteínas virais.

b) interromper a ação das toxinas.

c) ligar-se ao patógeno já instalado.

d) reconhecer substâncias estranhas.

e) desencadear a produção de anticorpos.

Gabarito comentado 

Exercício resolvido da questão 1 –

Alternativa correta: d) o tratamento de doenças nos estágios iniciais de seu desenvolvimento.

Os anticorpos atuam de maneira específica, rápida e intensa contra os agentes infecciosos. Dessa forma, a saúde pública se beneficia com o desenvolvimento de anticorpos, pois, com um tratamento específico e em estágios iniciais, a probabilidade do resultado ser eficaz é muito maior.

Exercício resolvido da questão 2 –

Alternativa correta: e) desencadear a produção de anticorpos.

A substância produzida pelo fungo, através de um gene do vírus causador da doença, estimula a produção de anticorpos, e assim, garante a defesa do corpo humano

Quer praticar com mais questões do Enem? Treine com o Simulado Beduka do Enem!

Com ele você aprende praticando com questões de anos anteriores, pode personalizá-lo como quiser e ainda tem acesso ao gabarito com método TRI de correção. Tudo isso de forma gratuita!

Siga o Beduka nas redes sociais: 

No Instagram postamos tudo que pode cair no Enem, no TikTok você se diverte aprendendo e no Pinterest você encontra os melhores resumos sobre todas as matérias. Estamos te esperando!

Obrigada por ler nosso artigo sobre o que são anticorpos e antígenos. 

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador