Biologia

Você sabe o que são Platelmintos? Vem conferir com a gente a explicação completa!

O que são Platelmintos - Tudo sobre o o assunto!O que são Platelmintos? Tudo sobre o assunto!

Os Platelmintos são vermes de formato achatado e típicos de regiões úmidas, além de poder ter vida livre ou parasitária. Possuem três classes principais e muito distintas entre si, por isso, para compreender totalmente o que são Platelmintos, é necessário conhecer suas estruturas, suas especificidades e como são seus mecanismos de sobrevivência!

Fique conosco, pois neste artigo sobre o que são Platelmintos, você ainda encontrará:

  1. O que são Platelmintos – definição, filos e ordem de complexidade
  2. Características dos Platelmintos: estrutura, respiração, reprodução, habitat, alimentação
  3. Doenças causadas por Platelmintos, ciclos e sobre os vermes
  • Estudando para as provas? Conheça nosso Simulado gratuito, que pode ser personalizado com as matérias que você mais precisa!

O que são Platelmintos?

Os platelmintos são os vermes do terceiro filo do reino animália e sua característica mais marcante é ter o corpo achatado. Inclusive, seu nome vem do grego e diz respeito a este formato: “platy” é achatado e “helmin” é verme. 

Este Filo possui três classes mais conhecidas:

  • Turbellaria: consiste nos vermes de vida livre (não parasitas) como a Planária. Adiante, falaremos mais desses seres!
  • Trematoda: são compostos por vermes parasitários de partes internas (endoparasitismo) ou externas (ectoparasitismo). Costumam ter 2 hospedeiros, um intermediário (moluscos) e outro definitivo (costuma ser vertebrado). Um exemplo são os esquistossomos!
  • Cestoda: os vermes são endoparasitas e habitam preferencialmente os intestinos dos hóspedes. Um exemplo é a tênia.

Curiosidades sobre platelmintos

  • Estima-se que tenham surgido a cerca de 600 milhões de anos, são muito antigos e uma das primeiras formas de vida da transição do ambiente aquático para  terrestre!
  • Embora nós conheçamos apenas alguns do nosso cotidiano, eles possuem em torno de 15 mil espécies!
  • Podem ter tamanhos muito distintos, desde milímetros até 2 metros!
  • Possuem simetria bilateral, ou seja, se traçarmos uma linha vertical imaginária veremos duas metades iguais. Isso é uma característica que permite melhor movimentação dos seres e desenvolvimento de complexidade.

Doenças causadas por platelmintos

Alguns destes vermes são responsáveis por causar doenças nos seres humanos e as enfermidade mais conhecidas e cobradas nos vestibulares são:

  • Teníase ou solitária: é uma infecção intestinal causada pelas larvas das Tênias
  • Cisticercose: é uma infecção cerebral causada pelos ovos da Tênia
  • Esquistossomose: é uma infecção hepática causada pelas larvas do Esquistossomo

Essas doenças possuem ciclos bem distintos e complexos. Por esse motivo, falaremos individualmente nos tópicos seguintes sobre os seus respectivos vermes causadores! Leia até o final para estudar essas doenças!

Características gerais dos Platelmintos

Os platelmintos possuem classes muito diversas, mas são agrupados neste filo porque possuem característica em comum. Aqui, veremos suas características gerais e mais pra frente as características específicas das Planárias, Tênias e Esquistossomos.

Estes vermes vivem principalmente em ambientes aquáticos, como oceanos, rios e lagos. Contudo, também são encontrados em ambientes terrestres úmidos, como brejos, margem de curso d’água e áreas agrícolas. 

Há um motivo para isso:

Estrutura, sistemas e reprodução dos Platelmintos

Vamos analisar as estruturas e como funcionam os sistemas desses seres para compreender perfeitamente: 

  • Circulação e respiração

A falta de órgãos circulatórios e respiratórios específicos faz com que os tamanhos e formas dos platelmintos sejam limitados. Isso porque é preciso fazer com que o oxigênio e o dióxido de carbono circulem por todo o ser.

Por isso, muitos apresentam tamanhos bem pequenos e os que têm maiores dimensões são extremamente achatados.

A respiração se dá através da superfície do corpo pela difusão, o que os torna propícios à desidratação. Por este motivo é favorável e mais seguro que vivam em ambientes úmidos.

  • Sistema Digestório

Em sua maioria, os platelmintos possuem tubo digestório incompleto, ou seja, têm apenas uma abertura, a boca. Por ela, eles ingerem alimento e também eliminam as fezes. 

Podemos ressaltar que alguns não possuem tubo digestório (parasitas) e vivem sugando nutrientes já digeridos pelo hospedeiro. Também há alguns poucos platelmintos que possuem ânus, mas são uma exceção.

O sistema digestivo dos platelmintos de maiores dimensões apresentam muitas ramificações, permitindo que os nutrientes cheguem a todas as partes do corpo por difusão.

  • Reprodução 

A reprodução dos platelmintos é muito variada, pois dependem dos ciclos de vida das espécies. Pode existir até mesmo alternância entre fases sexuada e assexuadas. Por este motivo, falaremos a seguir da reprodução e características específicas dos 3 principais vermes deste filo!

Agora que você já sabe o que são platelmintos, que tal fazer alguns exercícios para fixar o conhecimento? Vem com a gente!

Características das Planárias

Estrutura-da-Planária-órgãos-e-sistemas-do-platelminto
  • Reprodução

As Planária medem 1,5 cm e é hermafrodita: tem genitália masculina e feminina, mas não há autofecundação. Quando os adultos se encontram, trocam seus espermatozóides por poros genitais e ambos são fecundados. Os ovos são liberados originando novos seres, uma forma de reprodução sexuada.

As planárias tem grande poder de regeneração, portanto, podem se reproduzir de forma assexuada se o animal é cortado em alguns pedaços. Eles podem regenerar e dar origem a uma planária inteira, mas esta não é sua reprodução comum.

  • Sistema nervoso e sistema sensorial das planárias

gânglios cerebrais na cabeça conectados a dois cordões nervosos que percorrem o corpo que recebem estímulos captados por células sensoriais. Há ainda os ocelos (“olho” primitivo que só capta claro ou escuro) e expansões laterais que captam sensações gustativas e olfativas para localizar alimento.

  • Sistema digestório

Alimentam-se de outros vermes, moluscos e cadáveres. Como os demais platelmintos, seu intestino é incompleto e o alimento é difundido. A boca está na região ventral e funciona como saída/entrada do sistema.

  • Sistema Excretor e respiratório

O sistema excretor está disperso nas laterais, no mesênquima com protonefrídios: tubos ramificados ligados à célula que absorve os líquidos internos. Ela pode ter um flagelo (solenócito) ou vários (célula-flama) e direcionam a saída dos líquidos pelos poros. Mesmo com esse sistema, a maior parte da excreção é realizada por difusão, na superfície corporal, bem como as trocas gasosas da respiração.

  • Estrutura de movimentação

Possui um corpo revestido por células glandulares que produzem secreção. Ela se  desloca com a ajuda de cílios sobre o trilho de muco produzido por si próprio. Há também células musculares e o mesênquima (tecido) entre a pele e a cavidade digestória. Com eles, pode fazer movimentos de contração, expansão e mudança de direção.

Características dos Esquistossomos

Nemaltemintos-macho-e-fêmea-acasalando-tipos-de-platelminto-esquistossomos

Os esquistossomos são dióicos, ou seja, possuem sexos separados. O macho mede cerca de 6 a 10 mm, é mais roliço e possui um espaço ventral chamado canal ginecóforo, onde a fêmea entra durante o acasalamento. As fêmeas são mais finas porém mais cumpridas. 

Fazem reprodução sexuada mas uma de suas fases larvais realiza reprodução assexuada, veremos no ciclo da doença no próximo tópico!

Ambos possuem ventosas de fixação localizadas na extremidade do corpo. Elas servem para fixar o verme com facilidade nas paredes dos vaso sanguíneos do hospedeiro.

Doença causada por Esquistossomo: Ciclo da Esquistossomose

Ciclo-da-esquistossomose-ilustrado-e-explicação-da-doença

Também conhecida como Xistose, Barriga D’água ou Doença do caramujo, é uma doença típica de países tropicais e subtropicais e locais de água doce: lagos, lagoas, rios, cachoeiras.

Inicialmente é assintomática mas se houver agravantes pode afetar o fígado e o sistema excretor e outros problemas: vazamento e posterior acúmulo de líquido no abdômen, inchando a barriga.

Quando o homem está em contato com água doce de uma região com caramujos do gênero Biomphalaria e sente uma coceira na pele é sinal de perigo! Esses fatores indicam que houve infecção de larvas do Schistosoma Mansoni, um parasita que tem o humano como hospedeiro definitivo

As larvas caem na corrente sanguínea e crescem nas veias da parede do fígado e os vermes acasalam no sistema porta hepático, região próxima ao intestino. Os ovos possuem espícula que perfura a parede e são descartados junto às fezes. Se não houver saneamento básico, caem na água e se transformam em larvas chamadas miracídios

Essas infectam os caramujos Biomphalaria, hospedeiro intermediário. No caramujo, fazem reprodução assexuada e geram outras larvas chamadas cercárias que possuem cauda bifurcada. Elas saem do caramujo e já são capazes de infectar humanos, recomeçando o ciclo.

Características das Tênias

estrutura-e-corpo-e-partes-da-tênia-taenia-solium-e-taenia-saginata-escólex-ou-cabeça-das-tênias

As tênias são Platelmintos parasitas que também são chamadas de “solitárias”, pois na maioria dos casos o hospedeiro definitivo (o ser humano)  traz apenas um verme adulto

Elas são muito competitivas pelo habitat e, além disso, são hermafroditas que realizam autofecundação, portanto não necessitam de parceiros para postura de ovos. 

O corpo é todo feito por anéis (proglótides) e os últimos é que realizam a fecundação. Geralmente, os espermatozóides de um anel fecundam os óvulos de outro vizinho. A quantidade de ovos produzidos é muito grande e serve de garantia para a perpetuação da espécie. 

Doenças causadas por Tênias: diferença entre teníase e cisticercose

Embora sejam muito confundidas, as doenças causadas por Tênias são completamente diferentes. Veja os ciclos e atente-se às explicações:

  • Teníase ou Solitária
ciclo-explicativo-da-teniase-ou-solitária

É uma infecção intestinal causada pelas tênias, platelmintos parasitas. A contaminação se dá quando o homem ingere carne bovina (Taenia Saginata) ou suína (Taenia Solium) mal passada e contaminada por larvas (cisticercos) de tênias. 

A larva cresce, vive no intestino e pode atingir até 2m. Quando reproduz, libera a porção final de seu corpo cheio de ovos no ânus, que saem com as fezes e podem contaminar as mãos, água ou solo se não houver saneamento básico.

Ao entrar em contato com porcos ou bois, fazem deles seus hospedeiros intermediários. Nos animais, o ovo se transforma em larva e quando ingerimos a carne com larva, o ciclo recomeça.

Geralmente não há sintomas e o homem pode ficar com a tênia durante anos sem perceber. Porém, em outros casos mais graves há náuseas, dores de barriga, perda de peso e apetite. O tratamento é por meio de medicamentos indicados pelo médico e a prevenção é cozer bem as carnes e ter saneamento básico adequado.

  • Cisticercose

Diferentemente da teníase, nesta doença o homem recebe os ovos da Taenia Solium. A cisticercose acontece quando um portador de teníase evacua fezes contaminadas e, ao invés de contaminar um bicho, os ovos atingem diretamente o ser humano, incluindo auto-contaminação. 

A partir daí, os ciclos das doenças se diferenciam. Os ovos caem na corrente sanguínea humana e começam e fixam principalmente no cérebro. Por isso, os sintomas costumam ser de enxaquecas, convulsões, desmaio e até morte.

Contudo, a doença pode existir durante anos ou até a vida inteira na pessoa sem que ela perceba. Pode acontecer de o ovo ir para o cérebro e não obstruir nada ou de não ir para o cérebro e se fixar em músculos, causando dores musculares, náuseas, etc.

A melhor forma de prevenção é o saneamento básico e o tratamento é feito por fármacos ou cirurgia em casos graves.

Gostou do nosso artigo sobre o que são Platelmintos? Confira outros artigos do nosso blog e se prepare para o Enem da melhor maneira! Você também pode se organizar com o nosso plano de estudos, o mais completo da internet, e o melhor: totalmente gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora! 

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador