Biologia

Resumo do Sistema Linfático

Resumo do Sistema Linfático

O Sistema Linfático tem a função de drenar o líquido que fica presente entre as células, e também conduz as células de defesa do Sistema Imunológico para realizar a resposta imune, ou seja, defender o corpo de microorganismos invasores.

O ENEM sempre cobra, no caderno de Ciências da Natureza e suas tecnologias, questões relacionadas à fisiologia do corpo humano. Dentro dessa matéria, o Beduka preparou um Resumo do Sistema Linfático para você preparar para as questões que surgem sobre o tema.

Confiram também o artigo completo sobre o Sistema Digestivo Humano.

Nesse artigo vamos trazer:

  • Resumo do Sistema Linfático;
  • Como funciona o Sistema Linfático;
  • Principais componentes do Sistema Linfático.

Teste os seus conhecimentos com os Exercícios sobre Sistema Linfático!

Resumo do Sistema Linfático

O sistema linfático é responsável por drenar o excesso de líquido intersticial do organismo humano. O líquido intersticial é o líquido presente entre as células, e onde estas retiram seus nutrientes e excretam as substâncias residuais provenientes de seus metabolismos. 

O sistema linfático tem por objetivo devolver o líquido intersticial ao sangue e manter o equilíbrio de fluidos no organismo. Ele também tem por função transportar vitaminas e lipídios absorvidos durante a digestão até o sangue, para que todo o corpo receba nutrientes através do sangue.

Outra função do sistema linfático é realizar respostas imunes, impedindo que a linfa lance, na corrente sanguínea, microorganismos. Isso acontece por meio da retenção e destruição desses microorganismos nos linfonodos. 

Aprenda também sobre o que são as proteínas.

Como funciona o Sistema Linfático

como-funciona-o-sistema-linfático

O sistema linfático atua em conjunto com o sistema imunológico, e com vários órgãos e elementos do corpo. Dessa maneira, o sistema linfático alcança todas as partes do organismo para filtrar o líquido intersticial. 

Diferentemente do sangue, a linfa se movimenta de forma lenta e com baixa pressão, dependendo da compressão dos movimentos dos músculos para pressionar o líquido. A partir dessa compressão, o fluido é transportado para os vasos linfáticos e, posteriormente, se acumulam no ductos linfáticos e percorrendo para o resto do corpo.

Componentes do Sistema Linfático

Linfonodos

linfonodos

Os linfonodos, também chamados de nódulos linfáticos, são órgãos pequenos localizados no pescoço, no tórax, no abdômen, na axila e na virilha. Eles têm a função de filtrar a linfa antes que esta retorne ao sangue. Os linfonodos também são responsáveis por atuar na defesa do corpo.

Quando o corpo é invadido por algum microorganismo, os linfonodos os detectam e começam a produzir células de defesa (chamadas de linfócitos) em grande escala, causando um aumento no tamanho dos linfonodos.

Os linfonodos são encontrados em quantidades maiores no pescoço (linfonodos cervicais), nas axilas (linfonodos axilares) e nas virilhas (linfonodos inguinais).

O linfonodo pode ser dividido em três zonas:

  • Zona cortical: Possui células reticulares, macrófagos, e hegemonia de linfócitos B;
  • Zona paracortical: Abundante em linfócitos T;
  • Zona medular: Possui grandes concentrações de linfócitos B.

Organize seu tempo estudando com o nosso plano de estudos gratuito.

Linfa

linfa

A linfa é um líquido alcalino que se assemelha ao sangue, mas não possui hemácias e, por esse motivo, possui um aspecto esbranquiçado e leitoso. A linfa é produzida pelo intestino delgado e pelo fígado, circula pelos vasos linfáticos e é a responsável por eliminar impurezas do organismo

Funções da Linfa

  • Realização da comunicação entre o sangue e tecidos;
  • Nutrição das células;
  • Eliminação de impurezas produzidas durante o seu metabolismo;
  • Drenagem de substâncias e água dos espaços entre as células.

Vasos Linfáticos

vasos linfáticos

Os vasos linfáticos são canais distribuídos pelo corpo humano e são responsáveis por transportar a linfa na corrente sanguínea em sentido único. Eles também agem no sistema de defesa do organismo, transportando linfócitos que são os mecanismos de defesa do corpo humano. 

Descubra também o que é Bioquímica.

Baço

baço

O baço é um órgão de formato oval, que se encontra abaixo do diafragma e atrás do estômago. Maior dos órgãos linfáticos, o baço tem a função de produzir células de defesa (linfócitos) e hemácias, de armazenar o sangue e liberar hormônios.

Ele possui grande quantidade de macrófagos que eliminam microorganismos, restos de tecido, partículas estranhas e células desgastadas. Dessa maneira, o baço “limpa” o sangue, funcionando como seu filtro.

Timo

timo

O timo é um órgão que é mais desenvolvido durante o período pré-natal, e que, desde o nascimento até a puberdade, sofre o processo de involução, diminuindo seu tamanho ao longo da vida.

O timo é considerado um órgão linfático pois é composto por um alto número de linfócitos, e por sua função ser exclusivamente a produção desses linfócitos.

Tonsilas palatinas

amigdalas

Popularmente conhecidas como amígdalas, as tonsilas palatinas estão localizada na gargante e são responsáveis pela seleção de microorganismos que invadem o organismo. Elas também têm a função de defesa do organismo, pois também produzem linfócitos.

Estude para o ENEM com nossos exercícios de Biologia.

Distúrbios do Sistema Linfático

  • Bloqueio (obstrução): a obstrução do sistema linfático pode ocorrer devido ao acúmulo de líquido. Esta obstrução pode ser proveniente de tecidos de cicatrizes que surgem quando os vasos ou nódulos linfáticos são danificados;
  • Infecção: uma infecção pode resultar no inchaço dos linfonodos, uma vez que estes ficam inflamados. Em alguns casos, os próprios linfonodos podem ficar infeccionados devido a microorganismos que se alastram pelo sistema linfático;
  • Câncer: os tumores podem obstruir os vasos linfáticos, interferindo no fluxo de líquido linfático.

Doenças que afetam o sistema linfático

Linfedema: acumulação da linfa no espaço entre as células que pode ocorrer por diferentes fatores, como alterações genéticas e traumas provocados por pancadas e cirurgias, por exemplo;

Elefantíase: doença causada por um parasita transmitido nas picadas do mosquito Culex. Leva à inflamação dos vasos linfáticos, fazendo com que linfa se acumule nos membros inferiores;

Linfoma e leucemia: são tipos de câncer que se originam de células que circulam pelo sangue e pelo sistema linfático, como os linfócitos.

Além de conferir um Resumo do Sistema Linfático, você pode testar seus conhecimentos de outras matérias respondendo algumas questões que caíram em edições antigas do Exame em nosso simulado gratuito.

Gostou de conferir um Resumo do Sistema Linfático? Queremos te ajudar também a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador