Filosofia

Quais são as principais ideias de santo Agostinho?

As principais ideias de Santo AgostinhoAs principais ideias de Santo Agostinho

Santo Agostinho foi um dos mais importantes teólogos e filósofos nos primeiros séculos do cristianismo, cujas obras foram muito influentes no desenvolvimento do cristianismo e filosofia ocidental.

Aprenda quais foram as principais ideias de santo Agostinho para ir bem na prova de Ciências Humanas e suas tecnologias, na parte de filosofia. Este é um autor que já apareceu repetidas vezes na prova do ENEM, por isso é bom aprender mais sobre ele, já que pode aparecer de novo.

Neste artigo explicamos alguns dos seus principais pensamentos, sempre presentes na temática de filosofia medieval. Após ler este resumo com as principais ideias de santo Agostinho, teste suas habilidades com os exercícios que separamos sobre os mesmos temas.

Os exercícios de filosofia medieval, especialmente sobre santo Agostinho já são selecionados de vestibulares, inclusive do ENEM, e contam com gabarito e resposta comentada.

Aprenda a fazer alusão histórica e citação filosófica para o ENEM

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

Quem foi Santo Agostinho?

Antes de explicarmos as principais ideias de santo Agostinho, precisamos conhecer um pouco de sua biografia.

No ano 354 d.C em Tagaste, na África, foi que nasceu Agostinho. Era filho de Mônica, muito católica e de Patrício, que só se converteu no leito de morte. Mônica foi canonizada, tornando-se santa. Agostinho depois foi canonizado também, mas antes da santidade sua vida foi muito devassa.

Mesmo quando ainda não se tinha convertido ao catolicismo, Agostinho já era um gênio da filosofia. Foi professor de retórica e de gramática, chegou a ocupar os maiores cargos para um professor da época.

Antes de elaborar um conjunto de pensamentos que influenciaria todo o período medieval (as principais ideias de santo Agostinho), ele se envolveu com uma seita tornando-se maniqueísta.

Segundo o maniqueísmo o mundo é governado por dois princípios igualmente poderosos, que se equilibram. Um princípio bom produz as coisas boas e um princípio mau produz as coisas más. (Deus bom vs deus mau)

Porém, estudando os neoplatônicos e se decepcionando aos poucos com os maniqueus, Agostinho foi se afastando.

A conversão de santo Agostinho

Sabendo muita filosofia dos neoplatônicos e abandonando o maniqueísmo aos poucos, santo Agostinho conheceu santo Ambrósio. Este era um bispo com quem sua mãe muito conversava. Ela o pedia que ajudasse seu filho a se converter.

Ambrósio era ainda melhor em retórica que santo Agostinho, principalmente pela experiência. Quando santo Agostinho o ouviu a primeira vez não foi possível não admirá-lo, querer ouvi-lo mais e aprender com ele.

Com tudo isso acontecendo, surge mais um episódio marcante. Santo Agostinho ouve uma voz dizer “Toma e lê”, pega a bíblia, abre e lê a primeira passagem que encontra, na qual constava:

«Andemos honestamente como de dia, não em orgias e bebedices, não em impudicícias e dissoluções, não em contendas e ciúmes; mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não vos preocupeis com a carne para não excitardes as suas cobiças.» (Romanos, 13: 13-14)

Como sua vida era devassa, essa passagem caiu como uma luva. Ele se converteu e foi batizado. Posteriormente tornou-se sacerdote, bispo e por fim santo.

Agora que já vimos um pouco do caminho dele e da influência que ele sofreu da filosofia de Platão, podemos estudar quais foram as principais ideias de santo Agostinho.

Agostinho vs. Platão

Há semelhanças entre eles, mas também diferenças. Santo Agostinho aproveitou sua filosofia dentro da fé cristã.

Platão defendia que as almas aprendiam por meio de reminiscência. Isso quer dizer que todos já sabiam tudo o que precisavam, pois antes de encarnarem, contemplavam a forma perfeita de todas as coisas, no mundo das ideias.

Veja aqui quais foram as principais ideias de Platão para entender melhor o mundo das ideias. Aproveite e faça também questões de vestibular sobre Platão.

Já conhece o mito da caverna? Veja aqui a explicação.

As almas, quando faziam filosofia aqui na terra, apenas iam relembrando o que já tinham visto.

Porém, apesar de estar entre as principais ideias de santo Agostinho, defender a forma perfeita de todas as coisas; ele não concordou com a reminiscência. Sua filosofia era a de que, sim, há uma forma perfeita de tudo o que existe, mas na mente de Deus. Não são as almas que vão se lembrando. Na verdade, elas vão aprendendo quando vão sendo iluminadas por Deus.

As principais ideias de santo Agostinho: teoria da iluminação divina

Como vimos no tópico anterior, santo Agostinho fala da iluminação divina. Vamos entender o que é isso!

Ele entendeu que a razão natural é um meio que Deus deu ao homem para que este conheça a verdade. Outro meio, mais elevado e que alcança o que a razão não dá conta, é a Revelação, ao qual se assente por fé.

Logo, para ele a fé e a razão não se contradizem, sempre se ajudam e apontam para a mesma verdade. Mais ainda, com sua conversão, segundo o próprio, viver uma vida virtuosa o ajudou a ser mais inteligente.

Ele percebeu que passou a entender o que antes não entendia ao começar a viver com retidão. Deu a isso o nome de iluminação divina, pois Deus vem em auxílio do homem e o ajuda a compreender as coisas.

Essa, dentre as principais ideias de santo Agostinho, foi uma das que mais influenciou a filosofia medieval. E é possível perceber que a diferença entre ele e Platão ficam mais acentuadas. A iluminação divina mostra ao homem que a verdade está dentro dele, não num mundo próprio das ideias, como Platão defendia. Elas são encontradas mais com oração do que com rememoração.

As principais ideias de santo Agostinho: Deus não é autor do mal

Lembra-se de que dissemos na introdução, que santo Agostinho tinha se envolvido com os maniqueus? Pois bem, quando ele deixou essa seita e se recusou a defender que havia um princípio mau criador das coisas más, se deparou com um problema.

Como explicar que mesmo havendo somente um princípio bom (um Deus bom), há o mal?

Ele tem que responder:

O que é o mal?

De onde vem o mal?

Para isso ele retoma alguns conteúdos neoplatônicos e também toca no assunto da liberdade, ou seja, do livre arbítrio, que é mais uma entre as principais ideias de santo Agostinho.

Segundo escreveu em seu livro bem conhecido chamado “Confissões”, Deus não é o autor do mal, sendo o mal a ausência de Deus. De acordo com sua filosofia o mal é nada, é uma ausência, assim com o frio não é produzido, sendo só a ausência do calor; ou como a escuridão, que não é produzida, senão pela ausência da luz.

Nesse mesmo sentido, a ausência de Deus leva ao mal, não havendo nada que o produza diretamente.

Saiba quais são as principais ideias de Karl Marx.

As principais ideias de santo Agostinho: O livre arbítrio

Mas se o mal não é nada, sendo ausência de Deus, como e quando o mal começou? Quando Deus começou a ser ausente de alguma forma.

Segundo santo Agostinho, e este é mais um tema importante de filosofia medieval, Deus fez as criaturas intelectuais com liberdade. As fez com a possibilidade de escolherem. O mal então começa quando uma criatura que possui o livre arbítrio, usa-o para se afastar de Deus ao invés de se aproximar.

A função do livre arbítrio era evitar que alguma criatura fosse obrigada a amar a Deus, sendo convidada a fazer isso livremente. Mas o que se verificou foi que muitas usaram mal o livre arbítrio e se afastaram do maior bem possível. Por isso se deu o mal, a ausência do bem.

O Beduka é um buscador de cursos superiores e de faculdades que apresenta uma relação completa de instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC).

Agora, aproveite e confira também alguns dentre vários resumos de livros de literatura que podem cair no ENEM:

Siga o Beduka no Facebook e no Instagram para não perder nada!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Redação Beduka
Redação Beduka
A equipe de redação do Beduka é composta por pessoas de várias formações, sempre prontas a aprender sobre tudo para publicar os melhores textos e colaborar com a formação de todos os leitores. Sinta-se a vontade para deixar o seu comentário!

Sisu

Enem

Matérias

Simulado

Buscador